BUSCA PELA CATEGORIA "BAHIA"

  • Policiais militares participam de ato público em Feira de Santana

    Em Feira de Santana, na tarde desta terça-feira (22), está marcado um ato público com a participação de membros da Aspra (Associação de Policiais e Bombeiros e seus Familiares do Estado da Bahia). Fo

    A greve da Polícia Militar da Bahia acabou, mas os policiais ainda aguardam a saída do vereador Marco Prisco (PSDB), líder do movimento, do Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília. Ele está preso desde a última sexta-feira (18).
     
    Em Feira de Santana, na tarde desta terça-feira (22), está marcado um ato público com a participação de membros da Aspra (Associação de Policiais e Bombeiros e seus Familiares do Estado da Bahia). 
     
    A associação reivindica a soltura do vereador e melhorias na segurança pública. A concentração está marcada para as 13h, em frente à Prefeitura Municipal de Feira de Santana, e às 15h iniciará o ato.
     
    Em Salvador, um ato público na manhã de hoje foi realizado com o objetivo de entregar um documento na Câmara de Vereadores, solicitando intervenção da mesa diretora da Câmara, no pedido de prisão domiciliar de Marco Prisco, um direito constitucional dos edis.
     
    O habeas corpus, impetrado pelos advogados do tucano no Supremo Tribunal Federal (STF), ainda não foi julgado pela ministra Cármen Lúcia, que teve até as 8h da manhã desta terça-feira (22) para realizar a apreciação.  Diante da prisão de um dos seus integrantes, a mesa diretora da Câmara Municipal de Salvador se reúne nesta terça-feira no Paço Municipal, para decidir o futuro de Prisco, que pode ter o seu mandato suspenso, segundo o regimento interno. (Fonte: Acorda cidade)



  • Festa no interior da Bahia termina em sexo explícito na rua.

    Foto: Reprodução WatsApp

    A internet aliada ás redes sociais, fazem com que, tudo esteja exposto e acessível ás pessoas, por mais longe que ela esteja. Com a evolução e a variedade de funções que os meios de comunicacões oferecem; fotos e videos chegam em uma velocidade "luz" ao destino para o qual são enviados.

    Foi o que aconteceu em uma festa intitulada “Libertty Fest Car”, na cidade de Gandu, no interior da Bahia, que ocorreu no último dia 13/04 (domingo), terminou com casais tendo relações sexuais no meio da rua.

                  

    De acordo com o site Gandu Notícias, a organização do evento contratou um “gogo Boy” e uma “gogo Girl”, que mantiveram relações sexuais com algumas pessoas presentes na festa. E não demorou muito para que fotos e vídeos do ocorrido se espalhassem nas redes sociais, o que trouxe indignação e revolta por grande parte da população da cidade.



  • Estado lidera número de beneficiários do Bolsa Família no país

    O estado recebe, anualmente, um montante superior aos R$ 3 bilhões no programa / Correio / Foto: Reprodução

    Principal programa de transferência de renda do governo federal, o Bolsa Família está perto do seu limite e não tende a crescer no curto prazo na Bahia -  que hoje concentra o maior estado em número de beneficiados -  e nos demais estados do Brasil. A informação é do secretário nacional de Renda e Cidadania do Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), Luis Henrique Paiva.

    “A tendência agora é haver estabilidade no número de beneficiários. Não quer dizer que não possa crescer ou diminuir um pouco, mas no curto prazo esse número deve ficar nessa casa dos atuais aproximadamente de 14 milhões no país”, afirmou o secretário em entrevista ao CORREIO após participação no EXAME Fórum Nordeste 2014, realizado esta semana no Hotel Fiesta. 

    Segundo Paiva, na Bahia, o programa também não deve crescer muito nos próximos anos. “Na Bahia, essa estabilidade também tende a ocorrer”, afirmou. O estado recebe, anualmente, um montante superior aos R$ 3 bilhões no programa. 

    “A Bahia é um estado que tem índices de pobreza acima da média nacional e é  bastante grande em termos de população. Por isso,  acaba sendo o que tem o maior número de beneficiários e, com isso, recebe um número grande de transferências”, explicou o secretário



  • Maetinga: Município que mais perdeu população nos últimos 13 anos no Brasil

    No censo de 2000 a cidade aparece com 13,7 mil pessoas já em 2013, o número caiu para 5,9 mil. G1 / Foto: Reprodução

    Das 5.570 cidades do Brasil, 1.178 viram suas populações encolherem entre 2000 e 2013, segundo levantamento feito pelo G1 com base em dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O número representa 21,1% do total, sendo que a maioria dos municípios (98,8%) tem menos de 50 mil habitantes.

    Do total, 63 cidades cujos dados não constam no Censo Demográfico de 2000 não foram consideradas, pois suas fundações ocorreram após esse ano ou pouco tempo antes.

    O município que mais perdeu proporcionalmente a população foi Maetinga, na Bahia, que fica a cerca de 72 quilômetros de Vitória da Conquista. No censo de 2000, a cidade, que foi criada em 1985, aparece com 13,7 mil pessoas. Já em 2013, o número caiu para 5,9 mil – queda de 56,4%.

    Maetinga é seguida por Brejo de Areia, no Maranhão (55,9%), Severiano Melo, no Rio Grande do Norte (55,8%) e Itaúba, no Mato Grosso (50,5%). Com exceção de Severino Melo, as cidades foram fundadas entre as décadas de 80 e 90.



  • STF ainda não analisou habeas corpus de Prisco; Defesa prevê julgamento para até terça-feira

    BN / Foto: Reprodução

    As informações que correram na manhã deste domingo (20), sobre o supostodeferimento do habeas corpus requerido contra a prisão do vereador de Salvador Marco Prisco (PSDB), não foram confirmadas pela defesa do tucano. De acordo com a equipe de juristas que representam o legislador, o Supremo Tribunal Federal (STF) ainda não analisou o recurso, protocolado neste sábado (19) no Tribunal Regional Federal da 1ª região. Prisco liderou a greve da Polícia Militar da Bahia, finalizada na última quinta-feira (17), e foi detido na sexta (18) por “crime político grave” cometido na paralisação da PM do estado em 2012, também encabeçada por ele. No STF, o habeas corpus, inicialmente encaminhado ao ministro Ricardo Lewandowski, deve ser apreciado pela ministra Cármen Lúcia, já que o relator original está fora do país. Em entrevista ao Bahia Notícias, o advogado Fábio Brito, diretor jurídico da Associação de Policiais e Bombeiros e seus Familiares (Aspra), entidade presidida pelo vereador preso, afirmou que, conforme expectativa da defesa, o julgamento do recurso deve ser realizado até a próxima terça-feira (22). “Normalmente, os pedidos protocolados em um plantão [do STF] são analisados dentro do próprio período. Como esse plantão termina às 8h de terça, acredito que até lá já tenhamos uma resposta”, estimou. Prisco responde a sete crimes dentro da Lei de Segurança Nacional, entre eles impedir, com violência ou grave ameaça, o livre exercício de qualquer dos Poderes da União ou dos Estados e praticar sabotagem contra instalações militares, meios e vias de transporte. 



  •  Itamaraju: Carreta com produtos de limpeza tomba na BR-101; carga é saqueada

    Após carreta tombar na BR-101, moradores da região saquearam carga / G1 (Foto: Danuse | Itamaraju Notícias)

    Uma carreta carregada com produtos de limpeza tombou na tarde do último sábado (19), no km 818 da BR-101, próximo ao município de Itamaraju, cerca de 620 km de Salvador. As informações são da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Segundo a PRF, o motorista perdeu o controle do veículo em uma curva e acabou tombando. O condutor ficou ferido e foi atendido por uma ambulância do Samu. Ainda de acordo com o órgão, mesmo com a presença de agentes da PRF, moradores da região saquearam a carga da carreta. O acidente ocorreu por volta das 15h. Segundo informações da PRF, não houve congestionamento na pista.

     

    A presença de agentes da PRF não impediu que a população saqueasse a carga da carreta / G1 (Foto: Danuse | Itamaraju Notícias)



  • Sem paralisação: PM suspende aquartelamento após reunião de lideranças com Eliana Calmon

    Foto: Alexandre Galvão / Bahia Notícias

    Uma longa reunião durante a madrugada deste sábado (19) de lideranças da Polícia Militar com a ex-ministra do Superior Tribunal de Justiça, pré-candidata ao Senado pelo PSB na Bahia, Eliana Calmon, marcou o fim do movimento de aquartelamento dos PMs no estado, após a prisão do líder grevista, o vereador de Salvador Marco Prisco (PSDB). Segundo relato do deputado estadual Capitão Tadeu (PSB), que assumiu a liderança do movimento depois de Prisco ser preso, Calmon explicou a situação para as lideranças presentes. "Ela nos mostrou como será agora o andamento do processo e que a continuidade do aquartelamento seria ruim para toda a população, os policiais e o próprio Prisco em sua defesa". Tadeu ainda explicou que chegou a conclamar uma nova paralisação sem realização de assembleia devido à "comoção geral" ocorrida logo após o anúncio da prisão de Prisco e que seu pedido para que os PMs ficasse aquartelados, respeitando o mínimo de 30% da força nas ruas, foi uma medida para "evitar um mal maior". "Imagine você o que seria 30 mil policiais revoltados nas ruas. Para nós, o acordo com o governo havia sido quebrado. Por esse motivo, para evitar um mal maior, já que os policiais estavam se sentindo traídos pelo governador, pedi pelo aquartelamento, preservando os policias e a população". Após o fim da reunião com a Eliana, as associações começaram, no início da manhã deste sábado a avisar seus associados da nova orientação e, segundo Tadeu, a situação deve se normalizar à medida que informação seja divulgada. O deputado do PSB disse ainda desconhecer a informação, divulgada pelo jornal Folha de S. Paulo, que Prisco teria pedido pelo fim da paralisação. 
     



  • BAHIA

    Não foi greve, mas um motim

    Não foi greve, mas um motim

    BN / por Samuel Celestino / Foto: Reprodução

    Em seu blog na UOL, o competente analista Josias de Souza, um dos melhores do País, aborda a greve da Polícia Militar baiana por ângulos jurídico e político, numa veemente constatação do que se observa na Bahia. Não é de agora. Mas de uma greve realizada em 2001, outra em 2012 e agora mais este motim que aterroriza a população. Diz ele: “A Constituição Federal veda expressamente a greve de policiais militares. E não poderia ser diferente, pois a hierarquia e a disciplina são as bases que sustentam as organizações militares. Quando ocorrem fissuras nesses pilares, o que se vê é a desordem, o caos. Portanto, o que sucede na Bahia é uma afronta à lei e à ordem, praticada por uma tropa amotinada à margem da Constituição. Marco Prisco, o líder preso, é vereador pelo PSDB de Aécio Neves. Substituiu-o no papel de piromaníaco de tropa o Capitão Tadeu, deputado estadual pelo PSB de Eduardo Campos. A PM baiana promovera fuzarca semelhante em 2012. A tropa reincide no descalabro porque foi premiada com uma lei de anistia aprovada em votação simbólica no Congresso e sancionada por Dilma Rousseff, do PT, em 2 de agosto de 2013. Quer dizer: por omissão ou por ação os partidos dos três principais candidatos à Presidência da República são cúmplices do caos baiano. O motim de 2012 durou 12 dias. Nesse período, foram assassinadas 130 pessoas no Estado. A encrenca atual se arrasta há quatro dias. Só em Salvador, desceram à cova, por ora, 52 homicídios cadáveres. Num país em que os partidos políticos entregam a legenda a qualquer um, a presidente da República anistia maluco e governador rasga a Constituição para negociar com policiais à margem da lei, a prisão do tucano Prisco é um sopro na direção da restauração do Estado. Não há reivindicação, por mais justa que seja, que justifique a subversão da ordem democrática. Lugar de PM amotinado é mesmo na cadeia. Resta verificar se o xadrez não vai virar mais uma capitulação.”
     



  • Prisão de Prisco: comandante da PM isenta estado de culpa e descarta nova greve

    Bocão News: Foto: Reprodução

    O comandante-geral da Polícia Militar da Bahia, coronel Alfredo Castro, isentou o governo do estado de qualquer culpa na prisão do líder do movimento grevista da categoria, o vereador de Salvador Marco Prisco (PSDB), e minimizou a possibilidade de uma nova paralisação dos policiais militares.

    “A prisão de Marco Prisco foi um pedido do Ministério Público Federal (MPF) por causa da participação dele na greve de 2012. E o governo do estado não tem nenhuma interferência numa determinação federal. Temos um compromisso com toda a tropa no sentido de trazer tranquilidade para a nossa população e cumprir o que foi acordado. Agora é um momento jurídico e não um momento de trazer nenhuma contestação e que não vai voltar à greve”, afirmou.

    Coronel Castro disse que tem o apoio da Polícia Militar para que a categoria, descontente com a prisão de um dos seus maiores líderes, volte a cruzar os braços.

    “Acredito nos meus policiais. Eles querem trazer tranquilidade para a nossa população e não vejo motivo de retrocesso. Teremos o apoio do Exército e da PM para reestabelecer a tranquilidade que já foi afetada nos dias de greve”, concluiu coronel Alfredo Castro.



  • Santo Amaro: 'Salvaram nossas vidas', diz jovem que deu à luz na porta de maternidade

    Prefeitura afirma que hospital foi notificado / G1 BA com informaçõe da TV Bahia

    Imagens registradas por uma moradora do município de Santo Amaro, a cerca de 89 km de Salvador, mostram uma jovem de 19 anos que deu à luz à primeira filha na porta de uma maternidade da cidade do recôncavo baiano, na última quarta-feira (16).  Apesar de ter entrado em trabalho de parto na porta de um hospital, a gestante não foi atendida por nenhum funcionário da unidade de saúde. Moradores que ouviram os gritos e pedidos de ajuda foram responsáveis por fazer o parto do bebê. A criança nasceu com 3,3 kg e passa bem. A mãe, Deise Viana, também passa bem. As duas estão internadas em um outro hospital de Santo Amaro. De acordo com a prefeitura da cidade, em nota enviada à imprensa, uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi encaminhada para o local assim que a informação do parto chegou ao conhecimento da administração municipal. Segundo profissionais do SAMU, quando chegaram ao local, a jovem estava no chão, na calçada da maternidade, e a criança já tinha nascido. A prefeitura ainda informou que "os procedimentos feitos pela equipe foram necessários e relevantes para que a situação não se agravasse, já que a maternidade recusou atendimento e manteve seus portões trancados".



  • Líder da greve da PM, Marco Prisco é preso pela Polícia Federal

    Ele foi preso em um resort na Costa do Sauípe, no Litoral Norte (Foto: Betto Jr/Arquivo CORREIO)

    O vereador Marco Prisco Caldas Machado, líder do movimento grevista da Polícia Militar da Bahia, foi preso na tarde desta sexta-feira (18), a pedido do Ministério Público Federal na Bahia (MPF/BA). O pedido de prisão preventiva ajuizado pelo MPF foi concedido pela 17ª Vara Federal na terça-feira (15). O diretor-geral da Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares no Estado da Bahia (Aspra) foi localizado pela Polícia Federal em um resort na Costa do Sauípe, no Litoral Norte, e transferido para o Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília. O pedido de prisão foi feito dentro da ação penal movida pelo MPF em abril de 2013, que denunciou sete pessoas entre vereadores, soldados e cabos da PM por diversos crimes, a maioria deles contra a segurança nacional, praticados durante a greve realizada entre os dias 31 de janeiro e 10 de fevereiro de 2012. Segundo o MPF, a intenção do pedido de prisão preventiva é garantir a ordem pública. Prisco é processado pelo MPF por crime político grave. De acordo com o Ministério Público, qualquer recurso contra sua prisão poderá ser ajuizado apenas no Supremo Tribunal Federal (STF). Na quarta-feira (16), o Tribunal Regional Federal da 1ª Região, sediado em Brasília, já havia concedido liminar determinando a imediata paralisação da greve dos policiais militares, sob pena de pagamento de multa diária de R$ 1,4 milhões. A Justiça determinou, ainda, o bloqueio de bens de Prisco e mais 13, entre as associações envolvidas no movimento paredista e seus dirigentes. Os bens seguem bloqueados como medida para assegurar a possibilidade de ressarcimento dos prejuízos causados aos cofres públicos.



  • Caminhão carregado de coco tomba na BR-116 no trecho da 'Serra do Mutum'

    O acidente ocorreu na Serra do Mutum / G1 (Fotos: Flamarion Barreto / Blog Marcos Frahm)

    Um caminhão carregado de coco tombou na tarde da última quinta-feira (17), no Km 643 da BR-116, em uma localidade conhecida como "Serra do Mutum", trecho que compreende os municípios de Jaguaquara e Jequié. De  acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o acidente ocorreu por volta das 15h, deixando o trânsito lento na região até o início da noite. Ainda segundo a PRF, o motorista do caminhão sofreu ferimentos leves, sendo encaminhado para o Hospital Geral Prado Valadares por equipes da concessinária Via Bahia, que administra a rodovia. Não há informações sobre o estado de saúde da vítima. As causas do tobamento do veículo ainda estão sendo apuradas pela PRF. Cocos levados no caminhão foram saqueados por moradores da região.

     

    O motorista ficou preso às ferragens mas sofreu ferimentos leves



  • Salvador: Bebê prematuro é encontrado abandonado no banheiro da Rodoviária

    BN / Foto: Reprodução / TV Bahia

    Foi encontrado, na manhã desta sexta-feira (18), um bebê prematuro no banheiro do Terminal Rodoviário de Salvador. A criança foi achada enrolada em uma toalha por mulheres que usavam o banheiro feminino do local. O bebê, que é uma menina, aparentava ser recém-nascida. Segundo a equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que foi acionada e fez o resgate da criança, a garota é prematura, fruto de uma gestação de, no máximo, seis meses. Após o primeiro atendimento do Samu, o bebê foi encaminhado para a maternidade José Maria de Magalhães Neto, no bairro do Pau Miúdo. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, o estado de saúde do bebê é crítico. Ainda não há informações de quem foi o responsável pelo abandono desta criança prematura. Segundo a Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba), responsável pelo Terminal Rodoviário de Salvador, as imagens das câmeras de segurança estão sendo analisadas para tentar identificar a pessoa culpada.



  • ‘Nessa guerra não teve vencidos, só perdedores’, diz titular da SSP sobre fim da greve

    BN / Foto: Mateus Pereira/ GOVBA

    O secretário de Segurança Pública do Estado, Maurício Barbosa, comunicou que não tem razão para “comemorar” com o término da paralisação dos policiais militares, que durou três dias e registrou 39 homicídios, 50 prisões e uma série de assaltos e saqueamentos na capital e no interior. “Depois de um longo e duro processo, onde tentamos a todo custo evitar esse caos, os grevistas decidiram acabar a greve nas mesmas bases em que foi negociado com o governo antes da assembleia que decidiu pela paralisação”, declarou, em mensagem enviada a amigos pelo Whats App. “Nessa guerra não teve vencidos, só perdedores, principalmente a sociedade e a população do nosso estado. Comemorar agora é um ultraje àqueles que sofreram as consequências disso tudo”, avaliou. A categoria decidiu, em assembleia na tarde desta quinta-feira (17), pelo fim da greve após encontro entre representantes das associações dos trabalhadores, do departamento jurídico do governo, do comando da PM, da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-BA) e do arcebispo primaz do Brasil dom Murilo Krieger. As propostas integrantes do acordo entre os policiais e o governo ainda precisarão ser votadas pela Assembleia Legislativa.



  • Após acordo, policiais militares decidem encerrar a greve na Bahia

    Contra-proposta do Governo foi elaborada durante a madrugada e apresentada aos líderes dos grevistas pelo coronel Alfredo Castro na manhã desta quinta (17), no Quartel dos Aflitos

    Os policiais militares da Bahia decidiram encerrar a greve deflagrada no início da noite da última terça (15). O coordenador-geral da Aspra, Marco Prisco, apresentou os itens da contra-proposta elaborada pelo Governo do estado, em assembleia realizada no Wet'n Wild, na tarde desta quinta-feira (17), e perguntou aos policiais se eles aprovavam. A maioria levantou as mãos, em sinal de que aprovava o fim da paralisação, gritando em coro "ô, ô, a PM voltou". 

    A contra-proposta do Governo foi elaborada durante a madrugada e apresentada aos líderes dos grevistas pelo coronel da Polícia Militar Alfredo Castro na manhã desta quinta (17), no Quartel do Comando Geral da Polícia, nos Aflitos. O arcebispo-primaz do Brasil, dom Murilo Krieger, foi convidado para participar da reunião e abençoou o acordo. 

    A categoria, que reúne pelo menos 34 mil homens na ativa no estado, reivindicava melhoria salarial, mudanças na política remunerativa, plano de carreira, acesso único ao quadro de oficiais, um Código de Ética, aposentadoria com 25 anos de serviço para a Polícia Feminina, aumento do efetivo, bacharelado em Direito para os oficiais, além de elevação de toda a tropa para o nível superior entre 2014 e 2018.

    A assembleia desta quinta-feira (17) contou com as diversas associações da categoria, como a Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares do Estado da Bahia (Aspra), a Associação de Praças da Polícia Militar do Estado da Bahia (APPM-BA) e a Associação dos Oficiais da Polícia Militar da Bahia (Força Invicta).

    Multa
    Na tarde de quarta-feira (16), o Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), sediado em Brasília, concedeu liminar determinando a imediata paralisação da greve dos policiais militares na Bahia, sob pena de pagamento de multa diária de R$ 1,4 milhões. A Justiça determinou ainda o bloqueio de bens de Marco Prisco, das associações envolvidas no movimento e de seus dirigentes. 

    A decisão foi tomada a partir de pedido urgente ajuizado por meio do Ministério Público Federal (MPF). Segundo a Justiça, o bloqueio de bens visa garantir o ressarcimento dos prejuízos causados aos cofres públicos, a exemplo do uso da Força Nacional de Segurança Pública para o estado. 

    Consequências
    Durante as 36 horas de greve dos policiais militares, 25 pessoas foram mortas e outras quatros ficaram feridas em Salvador, segundo o boletim diário de ocorrências da Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA). Entre as vítimas estão crianças, adolescentes e policiais militares. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, nas últimas 24 horas, houve um aumento superior a 100% no numero de agressões físicas por arma de fogo e branca na capital.

    Ruas ficaram desertas, lojas foram saqueadas e os pontos de ônibus ficaram vazios por conta do medo da população. Pelo menos 50 pessoas foram presas em flagrante por roubo a mão armada, arrombamentos e saques. Centenas de ônibus deixaram de circular para evitar ataques de vândalos e arrastões.  (Fonte: Correio)