BUSCA PELA CATEGORIA "BRASIL"

  • Governo editará medidas sobre posse de armas e fraudes na Previdência

    Esta semana será de mudanças na legislação com a edição de um decreto e uma medida provisória (MP), ambos aguardando aprovação do presidente Jair Bolsonaro. Uma delas flexibilizará a posse de armas de fogo no país. A outra combaterá fraudes no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). 

    As duas propostas passaram os últimos dias em fase de ajustes finais pela equipe técnica do governo e chegarão à mesa de Bolsonaro esta semana.

    Facilitar o acesso do cidadão à arma de fogo foi uma das principais propostas de Bolsonaro durante a campanha eleitoral. Em menos de um mês de governo, ele cumprirá sua promessa e vai desburocratizar a posse desse tipo de arma.







  • Criminosos destroem torre de transmissão e atacam concessionária no 11º dia de onda de violência no Ceará

    Torre de transmissão foi atacada na madrugada de sábado (12) — Foto: Halisson Ferreira

    Criminosos derrubaram uma torre de transmissão de energia e explodiram uma bomba em uma concessionária de veículos no 11º dia seguido da onda de violência no Ceará. A ação contra a torre ocorreu na madrugada deste sábado (12), em Maracanaú, na Grande Fortaleza. Já o ataque à concessionária foi registrado nesta manhã, na capital.

    A onda de violência no estado chegou ao 11º dia seguido com 194 ataques confirmados em 43 municípios. O Ministério da Justiça confirmou que, desde o início da sequência de crimes, 35 membros de facções criminosas foram transferidos para presídios federais.

    De acordo com a Polícia Militar, nesta madrugada, parte da base de uma torre de transmissão no município de Maracanaú foi explodida e o equipamento caiu. Fios de energia ficaram espalhados na via próxima ao local, que está isolado por equipes policiais. Policiais contam com apoio de um helicóptero na busca dos suspeitos e para prevenir novos ataques.

    Por conta do ataque, foram registrados relatos de queda e oscilação de energia em bairros de Fortaleza e cidades da Região Metropolitana como Cascavel, Eusébio, Maranguape, Itaitinga e Maracanaú.

    A Enel Distribuição Ceará, contudo, informou, por meio de nota, que o ataque à torre de transmissão de 500KV pertencente à empresa de transmissão Sistema de Transmissão Nordeste (STN), em Maracanaú, não causou interrupção no fornecimento de energia para clientes da distribuidora. Equipes da Enel Distribuição Ceará e do Sistema de Transmissão Nordeste estão no local inspecionando a torre.

    Em Fortaleza, criminosos provocaram uma explosão em uma concessionária na manhã deste sábado. Segundo informações da polícia, o ataque aconteceu por volta das 5h e atingiu parte da estrutura do estabelecimento, além de veículos que estavam no local. Não há registro de feridos. Os suspeitos fugiram e estão sendo procurados.

    CONTINUE LENDO






  • Bolsonaro sanciona lei que determina cassar CNH de condenados por contrabando

    Foto: Divulgação

    O presidente Jair Bolsonaro sancionou nesta sexta-feira (11) a lei que cassa a CNH de motoristas condenados que utilizaram veículos em crimes de receptação, contrabando e descaminho (entrada de mercadoria no país sem passar pelos trâmites legais).

    De acordo com o texto publicado no Diário Oficial da União, a punição vale para o condutor que tiver a decisão judicial transitada em julgado. Nesse caso, o criminoso terá seu documento de habilitação cassado ou será proibido de obter a CNH pelo prazo de 5 anos.

    Depois desse período, o condutor poderá requerer nova habilitação e passará pelos exames necessários para conseguir o documento. A nova lei entra em vigor a partir da data de sua publicação.







  • Inflação oficial fecha 2018 em 3,75%

    A inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), fechou 2018 em 3,75%. Em 2017, ela havia ficado em 2,95%. Os dados foram divulgados hoje (11), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A inflação ficou dentro da meta estabelecida pelo Banco Central para 2018, que varia de 3% a 6%. Em dezembro, o IPCA registrou inflação de 0,15%, taxa maior que a de novembro, que teve deflação de 0,21%.
    Em dezembro de 2017, o indicador havia registrado inflação de 0,44%.



  • Brasil tem 10.274 casos confirmados de sarampo

    Desde o início de 2018 até 8 de janeiro de 2019, o Brasil registrou 10.274 casos confirmados de sarampo. Atualmente, o país enfrenta dois surtos da doença: no Amazonas, onde há 9.778 casos e, em Roraima, onde foram contabilizados 355 ocorrências.

    Casos isolados foram anotados em São Paulo (3), Rio de Janeiro (19), Rio Grande do Sul (45), Rondônia (2), Bahia (2), Pernambuco (4), Pará (61) e Sergipe (4), além do Distrito Federal (1).

    Foram registrados ainda 12 óbitos por sarampo: quatro em Roraima, seis no Amazonas e dois no Pará.

    Os surtos, segundo o Ministério da Saúde, estão relacionados à importação, já que o genótipo do vírus que circula no Brasil é o mesmo da Venezuela, país com surto da doença desde 2017.

    Por meio de nota, o ministério informou que a explosão de casos confirmados no Amazonas é resultado de uma força-tarefa realizada no final de 2018 em Manaus, quando mais de 7 mil casos que estavam em investigação foram concluídos.

    “Nas últimas semanas, houve diminuição na notificação de casos novos no Amazonas e em Roraima. No Amazonas, a concentração de casos desta semana se deu nos meses de julho e agosto. No estado de Roraima, o pico da doença ocorreu entre fevereiro e março de 2018. Em ambos os estados, no momento, a curva de novos casos é decrescente”, disse o Ministério da Saúde.

    CONTINUE LENDO


  • Governo vai fazer pente-fino em 2 milhões de benefícios do INSS

    Foto: Reprodução

    O governo federal vai fazer uma auditoria em 2 milhões de benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que têm indícios de irregularidade. O anúncio foi feito pelo secretário Especial da Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, após reunião, no Palácio do Planalto, para tratar da medida provisória de combate a fraudes no INSS, que deve ser editada pelo presidente Jair Bolsonaro até segunda-feira (14).

    Marinho se reuniu com os ministros Onyx Lorenzoni (Casa Civil) e Paulo Guedes (Economia) para avaliar o texto da medida provisória. "Há mais de 2 milhões de benefícios que precisam ser auditados, porque têm algum indício de ilicitude. Por isso há necessidade de fazer uma espécie de mutirão para zerar esse estoque", disse Marinho.

    Segundo o secretário, o mutirão poderá gerar "uma economia significativa", aos cofres públicos. "Há relatórios de ações anteriores, inclusive convalidados pelo TCU [Tribunal de Contas da União], que demonstram uma incidência de 16% a 30% de fraude nesse tipo de benefício".

    CONTINUE LENDO






  • Toffoli derruba decisão de Marco Aurélio, e eleição no Senado será secreta

    Foto: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

    O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, decidiu nesta quarta-feira (9) manter votação secreta para a eleição da Mesa do Senado.

    Com isso, Toffoli derrubou a decisão do ministro Marco Aurélio Mello, que em dezembro determinou votação aberta na eleição, marcada para o início de fevereiro.

    Mais cedo, nesta quarta (9), Toffoli rejeitou um pedido do deputado eleito Kim Kataguiri (DEM-SP) para que a votação para o comando da Câmara fosse aberta.



  • Padre Quevedo morre, aos 88 anos

    Faleceu na madrugada de quarta-feira o padre Oscar Gonzalez Quevedo Bruzan, conhecido como Padre Quevedo, em decorrência de problemas cardíacos. O padre tinha 88 anos e será sepultado nesta quinta-feira em cerimônia reservada a familiares, amigos e religiosos. As informações foram divulgadas em nota oficial da Província dos Jesuítas do Brasil.

    Especialista em parapsicologia e autor de livros como O Que é Parapsicologia e A Face Oculta da Mente, Quevedo ficou famoso por apresentar um quadro no Fantástico desmascarando charlatões e repetindo o bordão “Isso non ecziste”. O quadro era chamado O Caçador de Enigmas e foi ao ar entre janeiro e maio do ano 2000.

    Nascido em Madri, o padre ingressou na Companhia de Jesus aos 15 anos e desde os 29 vivia no Brasil. Ele se naturalizou brasileiro na década de 60 e passou seus últimos anos em Belo Horizonte.(VEJA.com )



  • PGR pede condenação de Geddel Vieira Lima a 80 anos de prisão

    Foto: Reprodução

    A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu hoje (9) a condenação do ex-ministro e ex-deputado Geddel Vieira Lima a 80 anos de prisão pelos crimes de lavagem de dinheiro e associação criminosa.

    Ela também pediu a condenação do deputado Lúcio Vieira Lima (MDB-BA) a 48 anos e seis meses de prisão, pelos mesmos crimes.  Ele é irmão de Geddel e não conseguiu se reeleger nas últimas eleições.

    O pedido foi enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF) nas alegações finais da ação penal relacionada aos R$ 51 milhões em espécie encontrados no apartamento de um amigo de Geddel em Salvador. Ele foi preso preventivamente em 8 setembro do ano passado, três dias após o dinheiro ser encontrado, e encontra-se hoje na penitenciária da Papuda, no Distrito Federal.

    A PGR pediu que seja mantida a prisão preventiva de Geddel até o julgamento do caso. A defesa solicitou a soltura dele por já estar encerrada a fase de instrução processual, razão pela qual ele não mais representaria ameaça às investigações, segundo os advogados.

    Para Raquel Dodge, Geddel “já deu mostras suficientes do que, em liberdade, é capaz de fazer para colocar em risco a ordem pública e vulnerar a aplicação da lei”, razão pela qual deve continuar preso. Ela citou também o risco de fuga.

    A matriarca da família, Marluce Vieira Lima, também era ré na mesma ação penal, mas em novembro o relator do processo, ministro Edson Fachin, desmembrou a parte relativa a ela no caso, que deverá agora ser julgado pela 10a Vara Federal da Bahia.

    As alegações finais são um dos últimos passos antes do julgamento, que deve ocorrer na Segunda Turma do STF, embora ainda não haja data marcada.

    No documento de 85 páginas, a PGR pede também a condenação do empresário Luiz Fernando Machado a 26 anos de prisão. Ele seria cúmplice dos irmãos Vieira Lima na lavagem de R$ 12,7 milhões, entre os anos de 2011 e 2016, por meio de sete contratos relativos a empreendimentos imobiliários. 

    CONTINUE LENDO






  • Justiça aceita denúncia contra João de Deus por crimes sexuais

    Foto: Reprodução

    A juíza Rosângela Rodrigues dos Santos, da Justiça de Abadiânia (GO), aceitou hoje (9) denúncia apresentada pelo Ministério Público contra o médium João Teixeira de Faria, o João de Deus, pelos crimes de estupro de vulnerável e violação sexual. Com a decisão, João de Deus vira réu no processo, que trata de quatro supostas vítimas do médium. A decisão está em segredo de Justiça e os detalhes não foram divulgados. 

    O médium está preso desde 16 de dezembro sob a acusação de violação sexual mediante fraude e de estupro de vulnerável, crime que teria sido praticado contra centenas de mulheres. O Ministério Público de Goiás, que formou uma força-tarefa para cuidar do caso, recebeu mais de 330 denúncias de abuso sexual contra João de Deus de diversos estados brasileiros e do Distrito Federal.

    João de Deus se instalou em Abadiânia há 42 anos e mantém a Casa Dom Inácio de Loyola, centro de atendimento espiritual onde o médium costumava atender a pessoas doentes. No local, segundo as denúncias, ele teria abusado sexualmente de mulheres durante atendimentos individuais. 

    Após o recebimento da denúncia, o advogado Alberto Toron, representante de João de Deus, disse que ainda não foi notificado da decisão, mas que confia na Justiça. 

    CONTINUE LENDO


  • Ceará registra ataque a ônibus e ponte no 6º dia de violência; Força Nacional se dirige ao estado

    Foto: Divulgação

    Ataques criminosos continuaram pela sexta noite seguida, nesta segunda-feira (7), no Ceará. Ônibus foram incendiados na capital e nos municípios de Aracati e Maranguape, na Grande Fortaleza. O carro de uma autoescola também foi queimado e um homem ficou ferido. Na madrugada desta terça-feira (8), foi registrada uma explosão em uma ponte no município de Caucaia.

    Desde quarta-feira (2), ocorreram 159 ações que tiveram como alvo coletivos, prédios públicos, comércios e agências bancárias. Na quinta-feira (3), a Força Nacional foi chamada para reforçar a segurança e enviou, inicialmente, 300 agentes. Já nesta segunda, o governo anunciou que outros 200 policiais da Força Nacional seriam enviados para o estado devido à continuação dos ataques. Pelo menos 106 agentes desse efetivo extra já chegaram ao Ceará para atuar nas ruas.







  • Previdência deve ser discutida em 2ª reunião ministerial de Bolsonaro

    O presidente Jair Bolsonaro realiza nesta 3ª feira (8.jan.2019), às 9h, a 2ª reunião ministerial. O 1º encontro foi na última 5ª feira (3.jan). Os ministros discutirão propostas prioritárias para o governo, conforme a “Agenda dos 100 Dias”. Um dos temas discutidos deve ser a reforma da Previdência.

    Durante a 1ª reunião ministerial, o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, disse que o ministro da Economia, Paulo Guedes, ficou encarregado de apresentar 1 projeto sobre a Previdência no início desta semana.

    Devem participar o vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB), os 21 ministros que compõem a Esplanada de Bolsonaro e Roberto Campos Neto, indicado para presidir o Banco Central, que só irá assumir o cargo depois de passar por uma sabatina no Senado Federal.

    Outra pauta são as medidas que cada ministro pretende colocar em prática nas próximas semanas. Foi determinado que façam uma varredura nas contas de cada pasta, com análise dos gastos dos últimos dias do governo Michel Temer.

    Na 5ª, Onyx Lorenzoni afirmou que o governo identificou “uma movimentação incomum de exonerações e de nomeações nos últimos 30 dias, assim como houve uma movimentação incomum de recursos destinados a ministérios, também nos últimos 30 dias”.

    Com isso, cabe aos ministros foi o levantamento de atos e gastos no período. Parte dos relatórios pode ser apresentada nesta 3ª feira.

    Na 2ª feira (7.jan), Bolsonaro participou da cerimônia de posse dos presidentes do Banco do Brasil, Rubem Novaes, do BNDES, Joaquim Levy, e da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães.

    Leia os perfis de cada 1 dos ministros e 1 resumo sobre as qualificações de cada empossado:(Poder360)

    CONTINUE LENDO


  • Presidente do Ibama pede exoneração após ministro questionar contrato de aluguel de caminhonetes

    Foto: José Cruz

    A presidente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Suely Araújo, pediu exoneração do cargo nesta segunda-feira (7).

    O pedido foi feito um dia após o novo ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, ter criticado no Twitter um contrato de locação de veículos do órgão.

    Suely assumiu o cargo no Ibama no governo do ex-presidente Michel Temer. No pedido de exoneração, ela argumentou que, mesmo antes do presidente Jair Bolsonaro assumir, o nome do seu sucessor já vinha sendo "amplamente" comentado na imprensa e dentro do próprio Ibama.

    A polêmica em torno do aluguel de caminhonetes começou com uma postagem do ministro do Meio Ambiente no Twitter que dizia; "Quase 30 milhões de reais em aluguel de carros, só para o IBAMA...."

    O presidente Jair Bolsonaro chegou a fazer um comentário sobre a declaração de Ricardo Salles. Ao compartilhar o post do ministro, o presidente disse que o governo está desmontando "montanhas de irregularidades".

    CONTINUE LENDO


  • Após ataques, Ceará vai transferir pelo menos 20 detentos para presídios federais

    FORTALEZA - Em meio a crise na segurança pública, o governo do Ceará anunciou na noite deste domingo, 6, que irá transferir nas próximas horas pelo menos 20 detentos para presídios federais.

    O número de transferências pode aumentar nos próximos dias uma vez que, de acordo com o governo cearense, o Ministério da Justiça já confirmou que irá disponibilizar 60 vagas nas cadeias federais. Um preso já foi transferido, mas não foi informado para qual presídio ele foi encaminhado. 

    A negociação das transferências foi feita diretamente entre o governador Camilo Santana (PT) e o ministro da Justiça, Sérgio Moro. A pasta federal já vem auxiliando o Ceará na crise de segurança cearense com o envio de homens da Força Nacional de Segurança.

    Balanço divulgado neste domingo pela assessoria de imprensa do Ministério da Justiça e Segurança Pública indica que os ataques em Fortaleza e cidades da região metropolitana da capital cearense diminuíram no primeiro dia de atuação da Força Nacional. De acordo com a nota da pasta, os episódios, que chegaram a 45 na quinta-feira, 3, e a 38 no sábado, 5, caíram para 23 neste domingo.

    A Força Nacional promove ações de patrulhamento ostensivo, preventivo e repressivo em terminais rodoviários e vias de grande circulação da região desde as 19 horas de sábado. Ao todo, 330 homens e 20 viaturas atuam no Estado.

    Nos últimos quatro dias, Fortaleza e cidades da região metropolitana da capital cearense foram palco de ataques a veículos e explosão. Os ataques aconteceram um dia após o titular da recém-criada Secretaria da Administração Penitenciária, Luís Mauro Albuquerque, ter dito que não reconhecia facções no Estado e que não separaria mais os presos de acordo com a ligação com essas organizações.

    As operações são lideradas pela Polícia Militar do Estado do Ceará, mas contam com o auxílio da Polícia Federal, da Polícia Rodoviária Federal e do departamento Penitenciário Nacional (Depen). A Força Nacional permanecerá no Estado por até 30 dias. O prazo, no entanto, poderá ser prorrogado.

    A pasta informa, ainda, que nenhum ônibus foi incendiado na capital ou Região Metropolitana desde o início da noite de sábado. Blitze com a inserção de mais 70 policiais militares são realizadas, até agora, em pontos estratégicos de Fortaleza

    Reforço. De acordo com a Secretaria da Administração Penitenciária do Ceará, cerca de 80 agentes enviados pelos governos de outros oito Estados do Nordeste reforçarão o sistema carcerário no Estado cearense. Alguns profissionais já chegaram, mas o número não foi confirmado pela pasta. Os agentes fazem parte da Força Penitenciária Integrada de Intervenção (FIPI) e já foram enviados em 2016, quando o Ceará passou por crise no sistema prisional.

    A decisão de enviar tropas da Força Nacional ao Ceará em meio a uma onda de ataques do crime organizado foi tomada pelo ministro Sérgio Moro depois de a equipe dele concluir que as forças estaduais não conseguiriam debelar a crise.

    Na sexta-feira, o ministro afirmou que a decisão de encaminhar a Força Nacional para o Ceará foi tomada após uma “ponderada avaliação” e que as forças de seguranças federais vão atuar de forma integrada com as estaduais para “servir e proteger a população” cearense.

    “O crime organizado não tem como vencer o poder público organizado”, disse Moro após publicar a portaria em que autorizou o envio e permanência por 30 dias de 300 homens e 30 viaturas da Força Nacional.(Estadão)

    CONTINUE LENDO


  • Venda de veículos novos cresce 14,6% em 2018

    Foto: Reprodução

    A venda de automóveis, comerciais leves, ônibus e caminhões no país cresceu 14,60% no ano passado em relação a 2017, com 2.566.235 unidades emplacadas. É o segundo ano seguido de crescimento. No ano passado, estes segmentos apresentaram crescimento de 9,23%. O dado foi divulgado hoje (3) pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

    No mês, estes segmentos cresceram 1,70% e, na comparação com o mesmo mês de 2017, o aumento foi de 10,33%.

    Considerando apenas automóveis e comerciais leves (picapes e furgões), houve alta de 13,74% no ano passado na comparação com 2017, com o emplacamento de 2.470.654 unidades. A expectativa para este ano é de aumento de 11% nestes dois segmentos.

    Em relação ao emplacamento de todos os segmentos somados (automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas, implementos rodoviários e outros veículos), o aumento foi de 13,58% em 2018, com a venda de 3.653.500 unidades. Para 2019, a expectativa é de que todos os segmentos automotivos apresentem crescimento de 10,1%.

    "Iniciamos 2018 com uma expectativa de alta mais moderada, porém, em função da melhora, mais acentuada, da economia e da confiança do consumidor e investidores, ao longo do ano, o desempenho do setor automotivo foi maior do que o esperado. Mesmo com acontecimentos negativos, como a greve dos caminhoneiros, em maio, e a indefinição política – no período pré-eleitoral, o mercado continuou em ritmo de alta", disse Alarico Assumpção Júnior, presidente da entidade.