BUSCA PELA CATEGORIA "BRASIL"

  • Galvão Bueno ganha salário de R$ 5 milhões, diz jornal

    Galvão Bueno ganha quase o dobro que Faustão, diz jornal Reprodução/Facebook

    Galvão Bueno teria superado o apresentador Fausto Silva e seria atualmente o maior salário da Globo.

    De acordo com informações do jornal O Dia, desta terça-feira (27), o narrador esportivo leva R$ 5 milhões por mês e ainda leva muito mais quando faz publicidade.  

    Segundo a publicação, o valor é quase o dobro do salário de Faustão, o segundo mais bem remunerado da emissora.  



  • Marido pagou R$ 15 mil pelo assassinato da mulher grávida, diz polícia

    Rodrigo Cuzzuol foi preso na última sexta-feira (23) Reprodução Rede Record

    A Divisão de Homicídios de Niterói procura os dois prováveis responsáveis por aplicar as facadas que mataram Suelen Salles, de 26 anos, em São Gonçalo, na região metropolitana do Rio. O crime aconteceu em abril e, segundo a polícia, foi realizado a mando de Rodrigo Cuzzuol, marido da vítima, que teria pago R$ 15 mil pelo assassinato.

    Suelen estava grávida de seis meses quando foi atacada. A amante de Cuzzuol, Flávia da Silva Ramos, foi a primeira suspeita a ser presa. Na delegacia, ela acusou Cuzzuol pelo planejamento do crime.

    O marido da vítima foi preso na última sexta-feira (23). O delegado responsável pelas investigações afirmou que ele pode ter amarrado a mulher, antes de sair de casa, para facilitar a ação dos assassinos.



  • Ministro manda soltar deputado que responde a 107 processos

    BN / informarções G1 / Foto: Assembleia Legislativa de MT

    O deputado estadual José Geraldo Riva (PSD-MT) conseguiu ser solto nesta sexta-feira (23), apenas três dias após ser preso durante a "Operação Ararath'. Riva responde a 107 ações na Justiça por crimes de peculato, improbidade administrativa e corrupção. O pedido de relaxamento de prisão foi concedido pelo ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF). O deputado havia sido detido para não prejudicar as investigações do Ministério Público Federal (MPF) acerca de supostos crimes financeiros e lavagem de dinheiro, que teriam a participação dele e de outros políticos mato-grossenses, o que inclui o governador Silval Barbosa (PMDB) e prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes (PSB). Riva é investigado na operação Ararath por suspeita de ter se beneficiado de um "banco clandestino" operado pelo empresário Gércio Marcelino Mendonça Júnior. Desta forma, o parlamentar teria obtido "vantagem ilícita e ocultou os recursos dela resultantes"



  • Pastora psicóloga tem registro cassado: 'Não sou homofóbica, esse povo que é cristofóbico'

    BN / Informações da revista Fórum / Foto: Reprodução

    A pastora, psicóloga e pré-candidata a deputada federal Marisa Lobo foi cassada pelo Conselho Regional de Psicologia do Paraná (CRP-PR). O processo corria em sigilo, mas o senador Magno Malta (PR) realizou um discurso no plenário do Senado nesta quarta-feira (21) e revelou a decisão. Segundo a evangélica, ela sofre perseguição religiosa pelo CRP. “Não sou eu homofóbica, esse povo que é cristofóbico”, declara. A decisão que cassou o registro profissional de Marisa foi publicada na sexta-feira (16). Ela afirmou que vai recorrer ao Ministério Público contra a sentença e se diz inocente das acusações a respeito da “cura gay”. “Quem inventou isso foi a AGLBT [Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais]. Tenho pacientes muito respeitados que gostam de mim, que são homossexuais e que continuam homossexuais”, conta. “Meu erro foi não querer tirar ‘psicologia cristã’ do meu site”, acrescenta. Segundo a pastora, a psicologia deva ajudar as pessoas a fazerem suas escolhas, mas ela lamenta que não pode orientar pacientes seus homossexuais a se tornarem heterossexuais. “A psicologia não pode [ajudar uma pessoa a se tornar ex-gay] porque o Conselho não permite”, explica. Para ela, isso é tirar “a liberdade das pessoas de não querer viver essa vida”. Em nota, o Conselho Regional de Psicologia afirmou que não vai se manifestar sobre o caso. “As informações referentes ao processo são sigilosas até o resultado do julgamento, que ainda cabe recurso à instância federal”.



  • Rio de Janeiro: Homem é preso suspeito de estuprar sobrinha  grávida e mais duas crianças da família

    Jorge Wanderson pode pegar de 8 a 15 anos de prisão / R7 / Reprodução / Rede Record

    Um homem foi preso suspeito de estuprar a própria sobrinha, de 12 anos, e abusar de mais duas crianças de 10 e 9 anos, em Paracambi, na Baixada Fluminense. Na delegacia, Jorge Wanderson dos Santos Henriques, de 32 anos, confessou que teria estuprado uma das meninas.

    Segundo a polícia, os abusos eram realizados na presença do filho do acusado, de 5 anos de idade. Uma das vítimas, que já estava grávida por conta dos abusos do ex-companheiro da mãe, afirma que Jorge ameaçava a família caso ela contasse o crime para alguém.

    — Ele dizia se eu não fizesse ele ia vir mata minha mãe e meus irmãos. Eu ficava com medo e fazia tudo o que ele queria.                

    A mãe da jovem, Suzy dos Santos, afirmou que os abusos aconteciam sempre na casa do acusado. Ainda segundo ela, as meninas apresentavam um comportamento suspeito, mas nunca imaginou que elas estivessem sendo vítimas do próprio irmão.

    — Como é que eu iria desconfiar sendo meu irmão? Elas nunca me contaram.

    A Polícia informou que o preso, se condenado, pode pegar de 8 a 15 anos de prisão. O acusado foi encaminhado para o sistema prisional e a polícia aguarda apenas o laudo psicológico das outras duas meninas para que ele seja anexado a outro documento do inquérito. 



  • São Paulo: Após brigar com esposa, homem mata filho de dois anos a facadas na zona leste

    José Murilo Ziakm Santos, de dois anos, não resistiu aos ferimentos / R 7 /Foto: Reprodução/ Facebook

    O ajudante José Valter dos Santos, de 48 anos, foi preso em flagrante depois de matar o filho de dois anos, no bairro Lajeado, zona leste de São Paulo. O crime foi cometido após ele brigar com a esposa na casa de uma amiga.

    Segundo a polícia, a mãe do bebê, uma vendedora de 31 anos, estava com o marido na casa de uma amiga quando se eles desentenderam. Ele a ameaçou com um soco no rosto e voltou para casa, na mesma rua.

    Quando chegou ao local, o ajudante esfaqueou José Murilo Ziakm Santos, seu filho de dois anos, no peito e no braço. Em seguida, ele tentou se matar com uma facada no peito, mas um menino de 12 anos, que havia presenciado o crime, conseguiu correr e pedir ajuda.

    Policiais militares foram acionados e, ao chegaram ao local, encontraram a vítima caída ao lado do pai. O bebê foi levado ao PS Central de Guaianases, onde morreu. Santos está internado em um hospital sob escolta policial. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, ele passou por cirurgia e seu estado é estável.

    O caso foi registrado no 50º Distrito Policial como homicídio qualificado e lesão corporal, informou a polícia.



  • Prazo para se inscrever no Enem 2014 termina às 23h59 desta sexta

    G1 / Foto: Reprodução

    Quem quiser participar da edição deste ano do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) tem até esta sexta-feira (23) para acessar o sistema. O prazo será encerrado às 23h59 e não será prorrogado, segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), autarquia vinculada ao Ministério da Educação (MEC) e responsável pela prova. As inscrições devem ser feitas no site oficial do exame.

    Após o prazo, os candidatos que não têm isenção na taxa de inscrição podem pagar o boleto no banco até a próxima quarta-feira (28). A taxa de inscrição custa R$ 35. Ficam isentos da cobrança todos os alunos de escola pública ou que comprovarem renda familiar mensal inferior a R$ 1.086.

    Na quinta-feira (22), o Enem superou a marca dos 7 milhões de inscritos e bateu o recorde alcançado em 2013. Segundo o balanço mais atualizado, são 7.769.000 candidatos que farão a prova nos dias 8 e 9 de novembro.

    A expectativa é que até 8,2 milhões de pessoas se inscrevam nesta edição. Em 2013, foram 7,1 milhões de candidatos, e mais de 5 milhões fizeram os dois dias de prova.

    Até o momento, São Paulo é o estado com o maior número de estudantes no Enem 2014: até as 16h20 de quinta-feira, os paulistas haviam feito 1.085.438 inscrições. E as mulheres continuam sendo maioria de inscritos em todo o país: 4.115.318 ao todo, contra 2.903.435 homens.

    O exame deverá ser usado pelas 115 universidades federais brasileiras para acesso a cursos de graduação. Os candidatos podem tirar dúvidas sobre a inscrição em um passo a passo no site enem.inep.gov.br.

    Assim como nos anos anteriores, o Enem ocorrerá em dois dias seguidos. No sábado, dia 8, os participantes farão as provas de ciências humanas e ciências da natureza, das 13h às 17h30 (horário de Brasília). No domingo, dia 9, serão aplicadas as provas de linguagens e códigos, matemática e redação. Nessa data, o tempo do exame será mais longo, entre as 13h e as 18h30 (horário de Brasília).

    Segundo o MEC, serão impressas 18,3 milhões de provas (incluindo normal, ampliada, ledor e braile – estas três últimas, para quem tem diferentes graus de deficiência visual) em 1.699 municípios do país. Este ano, 785 mil funcionários vão ajudar na realização do Enem, entre coordenadores de locais de aplicação, assistentes de coordenação, chefes de sala, fiscais e apoio. Em todo o Brasil, haverá 16,6 mil locais de exame.



  • Rapaz baleado ao sair de igreja evangélica, morre após despedir da mãe por celular

    A imagem mostra o momento em que o jovem despedia da mãe pelo celular / Destaquebahia / Foto: Vermelhinho

    Um rapaz que saia de um culto em uma igreja evangélica foi vitima de assalto. O fato aconteceu em Maceió capital de Alagoas. Os marginais além de roubar ainda atiraram no jovem, que mesmo agonizando, pediu o celular para um das pessoas que estavam ali e realizou uma ligação para sua mãe. A vitima durante a conversa se despediu e disse, “mãe não se preocupe, eu estou salvo”. Após desligar o telefone o jovem morreu. A cena comoveu todos que presenciaram o momento da despedida do jovem. Os autores deste homicídio ainda não foram identificados.



  • Senado aprova piso nacional de R$ 1.014 para agentes comunitários e de endemias

    BN / Foto: Divulgação

    O projeto de lei do Senado que institui o piso nacional de agentes comunitários e de endemias em R$ 1.014 foi aprovado na último quarta-feira (21) no plenário da Casa e segue para sanção da presidente Dilma Rousseff. Para agilizar a tramitação da proposta, que já passou pela Câmara dos Deputados antes de voltar à Câmara Alta do Congresso, o senador Walter Pinheiro (PT-BA) fez acordos para que o texto não precisasse passar por todas as comissões. O congressista também foi relator, em 2006, da matéria que incluiu a profissão na Constituição Federal. “Abrimos uma luta diária no Congresso Nacional desde 1997, com a tramitação de projetos que já defendiam a categoria, que ainda não tinha o reconhecimento como profissão. Essa luta foi ampliada com a aprovação, em 2006, da emenda constitucional que regulamentou a profissão de agente comunitário de saúde e de combate às endemias. Agora essa discussão chega com a aprovação de novas conquistas cruciais, como a questão da fixação do piso”, elenca. Ainda segundo o petista, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) elabora um aplicativo para auxiliar o trabalho da classe. A partir da publicação da lei, estados e municípios terão 12 meses para elaborar ou ajustar os planos de carreira dos profissionais, que contemplem a remuneração e critérios de progressão e promoção. A contratação temporária é prevista no projeto, mas apenas para combate a surtos epidêmicos.



  • Detento é flagrado atualizando Facebook em presídio de segurança máxima de AL

    Detento foi punido por manter página em rede social Reprodução Facebook

    Um detento da Penitenciária Baldomero Cavalcanti de Oliveira, em Alagoas, foi flagrado atualizando o Facebook dentro da unidade de segurança máxima. Segundo a direção, agentes prisionais faziam uma revista de rotina e encontraram o celular do preso, na terça-feira (21).

    Ele foi identificado como Silvio da Silva e autuado em flagrante pelo delito. A direção informou ainda que ele foi transferido no fim da tarde como medida de punição.

    Outros celulares e aparelhos eletrônicos foram recolhidos dentro das celas.



  • Comissão da Câmara aprova Lei da Palmada, rebatizada Menino Bernardo

    Acordo com bancada evangélica alterou redação e permitiu aprovação.
    Projeto, que agora homenageia menino morto no RS, vai para o Senado.
    A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara aprovou nesta quarta-feira (21), após acordo entre parlamentares, a chamada Lei da Palmada, rebatizada Lei Menino Bernardo, em homenagem a Bernardo Boldrini, morto no Rio Grande do Sul com uma injeção letal – o pai, a madrasta e uma assistente social foram indiciados pelo crime em 13 de maio.

    A proposta proíbe pais e responsáveis legais por crianças e adolescentes de baterem nos menores de 18 anos. Aprovada em caráter terminativo, seguirá diretamente para análise pelo Senado, sem necessidade de votação no plenário da Câmara.

    O projeto prevê que os pais que agredirem fisicamente os filhos devem ser encaminhados a cursos de orientação e a tratamento psicológico ou psiquiátrico, além de receberem advertência. A matéria não especifica que tipo de advertência pode ser aplicada aos responsáveis. As crianças e os adolescentes agredidos, segundo a proposta, passam a ser encaminhados para atendimento especializado.

    O texto altera o Estatuto da Criança e do Adolescente para incluir trecho que estabelece que os menores de 18 anos têm o direito de serem "educados e cuidados sem o uso de castigo físico ou de tratamento cruel ou degradante" como formas de correção ou disciplina.
     

    O acordo que permitiu a aprovação foi costurado no gabinete do presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-AL). A necessidade de entendimento foi motivada pela discordância da bancada evangélica em relação à definição do termo “castigo físico”.

    Para viabilizar a aprovação, o relator, deputado Alessandro Molon (PT-RJ), concordou em alterar a definição, especificando tratar-se de “ação de natureza disciplinar com uso da força física que resulte em sofrimento físico ou lesão à criança ou adolescente”. A definição anterior falava em “sofrimento”, sem o termo “físico” logo em seguida. 

    “Foi uma pequena mudança para explicitar que o sofrimento em questão é o sofrimento físico. Havia uma impressão de que apenas a palavra sofrimento não traduzia aquilo que tinha sido debatido”, disse.

    O deputado Marcus Rogério (PDT-RO), um dos representantes da bancada evangélica que mais demonstrou rejeição ao projeto, participou da reunião com Henrique Alves e saiu do encontro defendendo o acordo firmado.

    “Decidimos votar fazendo a mudança apenas na definição de ‘castigo físico’. Do jeito que a lei tinha sido construída qualquer correção que vá aplicar pode ser considerada castigo. A definição era muito aberta. Falava-se em ação que causasse sofrimento. Mas que tipo de sofrimento?”, indagou o deputado.

    Xuxa
    Para Alessandro Molon, a presença da apresentadora Xuxa Meneghel na sessão da CCJ pela manhã foi importante para “jogar luz” sobre o projeto e viabilizar o acordo.

    “Não tenho dúvida de que a presença da apresentadora Xuxa foi importante. Há anos que a CCJ tenta reiteradamente votar essa proposta”, afirmou.

    Após participar de sessão na CCJ, Xuxa visitou o Disque 100 – centro que coleta por telefone denúncias de violação aos direitos humanos e faz orientações a agredidos, incluindo crianças e adolescentes.

    Ela afirmou que é preciso proteger as crianças e garantir que elas tenham os mesmos direitos que os adultos em casos de agressão.

    “Hoje, os pais têm o direito de fazer o que quiser [com os filhos]. A gente quer que a criança tenha os mesmos direitos dos adultos. Se eu bater em você, eu posso ser presa, é agressão, física ou psicológica. Com a criança, não. Ela pode ouvir que não vale nada, que não presta, e apanhar em nome da educação”, declarou.  “Muitas pessoas que batem falam ‘eu não espanco, eu só bato’. E depois você vê que ela dá beliscão, espanca, o que pode levar à morte.”

    De acordo com a Secretaria de Direitos Humanos, pasta responsável pelo Disque 100, a central recebeu 124.094 denúncias de agressão contra crianças em 2013. Em 2012, foram 130.033 ligações, enquanto em 2012 foram 96.474. As denúncias incluem violência, exploração de menores, abuso sexual, trabalho forçado, negligência e violência psicológica.



  • Policiais civis e federais fazem ato e paralisação nacional nesta quarta-feira

    Policiais da 20ª Coorpin aderiram a paralização / Fotos: Emanuel Fernandes / Destaquebahia.com.br

    Policiais civis de menos 14 Estados e do Distrito Federal fazem uma paralisação nacional nesta quarta-feira (21). A greve deve ter duração de 24 horas. Os policiais farão ainda um ato em Brasília, com o apoio de policiais federais.

    Segundo a Cobrapol (Confederação Brasileira de Trabalhadores Policiais Civis), os Estados que aderiram ao movimento são Alagoas, Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Tocantins e Maranhão.

    Apenas 30% do efetivo de policiais continua trabalhando para atender ao mínimo exigido por lei, sendo que alguns Estados manterão o efetivo de 50%. Os policiais do Maranhão não tiveram apoio do sindicato para integrar o movimento e os que participam o fazem por conta própria, segundo a Cobrapol.

     

     



  • Maria UPP depõe sobre sexo com PMs e desfila para fotógrafo

    Foto: Márcio Mercante / Agência O Dia

    Patrícia Alves prestou o primeiro depoimento sobre os episódios de sexo em UPPs no Rio

    Patrícia Alves, de 23 anos, prestou depoimento pela primeira vez nesta sexta-feira (16) sobre as orgias que participou com policiais militares dentro de UPPs (Unidades de Polícia Pacificadora) em favelas no Rio. Na chegada à 1ª DPMJ (Delegacia de Polícia Militar Judiciária), no Méier, na zona norte, ela demonstrou bom humor e aproveitou a presença de um fotógrafo para fazer poses.
    A morena, que ficou conhecida como Maria UPP, foi chamada para identificar com quais policiais fez sexo dentro das UPPs. A Polícia Militar informou que "um procedimento apuratório foi aberto para investigar o caso. No âmbito militar, o inquérito corre sob sigilo".
    Uma produtora pornô convidou Patricia Alves para estrelar um filme. Ela, de imediato, aceitou. O responsável pela proposta disse que enxerga "potencial" na morena, Os vídeos [de sexo, que vazaram na internet] não mostravam tanto a beleza da Paty. Já pela TV pude notar o quanto ela é bonita, o que aumenta o potencial dela de ser uma estrela do pornô— afirmou Clayton Nunes, dono da produtora Brasileirinhas.

    Segundo Nunes, as gravações começam na próxima quinta-feira (22). Patrícia vai ficar confinada na casa da produtora durante uma semana para as filmagens. Além dela, o filme contará com dois atores e uma atriz. A morena tatuou a sigla UPP no corpo, abaixo do umbigo.



  • Sindicatos de policiais se mobilizam para paralisação nacional na próxima quarta

    Destaquebahia / Foto: Reprodução

    Na próxima quarta-feira (21), os sindicatos de policiais federais, militares, civis, rodoviários federais, anunciaram que irão realizar uma paralisação das atividades em todo o país. A organização é da Confederação Brasileira de Trabalhadores Policiais Civis (Cobrapol). Os sindicatos querem cobrar dos governos uma “política nacional de segurança pública voltada para defender os cidadãos e também melhorar as condições de trabalho da força policial”. A Confederação Brasileira de Trabalhadores Policiais Civis realizou a convocação de todos os filiados nos estados para a realização de assembleias locais durante esta semana e no início da próxima.



  •  Unidades de saúde terão que seguir á risca novas normas do Conselho Federal de Medicina

    As macas devem está com lençóis sempre limpos, em alguns casos da rede pública nem lençol existe. Foto: Destaquebahia.com.br

    Apartir de agora com as novas e unificadas normas estabelecidas pelo Conselho Federal de Medicina, e que já estão em vigor, os Conselhor Regionais terão que seguir na fiscalização das unidades de saúde, as irregularidas terão que ser sanadas em até quinze dias, caso contrário, as unidades podem até ser interditadas.
    Lixeiras com pedal para evitar a contaminação das mãos, seringas e ampolas usadas têm que ser descartadas em caixas apropriadas, consultório obrigatoriamente tem que ter pias, nas macas os lençóis devem está sempre limpos. Essas normas normas servem para tanto para postos particulares, quanto públicos. Nos consultórios onde há procendimentos de riscos as exigências são ainda maiores.

    Em Brumado - Bahia, diversas reclamações por falta de alguns desses itens tem sido constantes em algumas unidades de saúde do municipio, a exemplo do posto de saúde da Vila Presidente Vargas. Agora a fiscalização será mais rígida e exigirá o cumprimento dessas normas em todas as unidades de saúde.