BUSCA PELA CATEGORIA "CAETITÉ"

  • Homem é preso suspeito de estuprar filha de 6 meses em Caetité

    No município de Caetité, um homem foi preso suspeito de estuprar a filha de 6 meses.

    Segundo o delegado José Berto, que investiga o caso, a mãe da bebê contou, em depoimento, que vinha notando assaduras na região íntima da filha há dois meses e, por isso, começou a suspeitar do abuso.

    Conforme José Berto, após levar a criança para fazer um exame de perícia, a mãe denunciou o crime na delegacia de Guanambi. A polícia aguarda o laudo pericial da vítima.

    Eliseu Carlos Pereira dos Santos foi preso na Delegacia de Caetité, na quarta-feira (27), onde o caso é investigado.



  • Legado de Anísio Teixeira recebe homenagem em Caetité

    Uma caravana com 24 integrantes, formada por educadores e técnicos da Secretaria de Educação do Estado, partiu da sede do órgão, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador, nesta terça-feira (26), rumo a Jequié, Vitória da Conquista e Caetité, terra natal de Anísio Teixeira, para uma série de atividades em homenagem ao educador baiano. A iniciativa faz parte do projeto '2020: Ano Anísio Teixeira', que celebra os 120 anos de nascimento do educador, e prevê a realização de mesas-redondas, atos, momentos culturais, conversas e encontros. 

    “É o momento da Bahia e o Brasil abraçar novamente aquele que, se estivesse entre nós ainda, estaria dando ao país um novo destino, uma outra perspectiva. É um caravana que visita diversas cidades do interior. No percurso, apresentamos o legado de Anísio, visando o ano de 2020, que é um ano em que o Brasil precisa discutir a problemática da educação, inspirado na contribuição daquele que é talvez o seu maior mestre”, explica o subsecretário de educação do Estado, Danilo Souza.



  • Em Caetité Caravana prestará homenagem a Anísio Teixeira

    Foto: Reprodução

    Como parte das comemorações dos 120 anos de nascimento de um dos mais renomados educadores baianos, Anísio Teixeira (1900-1971), a Secretaria da Educação do Estado realiza, de 26 a 28 de novembro, a primeira etapa da Caravana Anísio Teixeira. A caravana integra a ampla programação que está sendo desenvolvida desde o último mês de julho e seguirá até julho de 2020, como parte do projeto '2020: Ano Anísio Teixeira', que visa resgatar a memória e obra histórica, filosófica, pedagógica e política do educador.

    Nesta primeira etapa da caravana, o grupo se deslocará de Salvador para Caetité, cidade natal do educador, passando por Jequié e Vitória da Conquista. O ato inaugural será no dia 26, às 16h, no Centro Educacional Carneiro Ribeiro - Escola Parque, em Salvador, com descerramento da placa memorial, apresentação cultural e lançamento do livro 'Menino Movimento'. A instituição de ensino é considerada pioneira no país pela então revolucionária proposta de Anísio Teixeira de trazer, ao ensino público, a educação profissionalizante e integral voltada para as populações mais carentes.







  • Caetité: Ponto SAC passa a oferecer serviços do TRE

    Foto: Reprodução

    A partir da próxima segunda-feira (4), o TRE da Bahia passa a oferecer serviços eleitorais em cinco Pontos SAC: Caetité, Cícero Dantas, Itaberaba, Mucugê e Tancredo Neves. A abertura do agendamento, no entanto, ocorre já a partir desta quinta-feira (31). O atendimento deverá ser marcado pelo SAC Digital, no endereço www.sacdigital.ba.gov.br ou através do aplicativo SAC Digital.

    Nos cinco postos serão oferecidos diversos serviços da Justiça Eleitoral. Além do recadastramento biométrico, o eleitor poderá procurar pelos postos para, por exemplo, regularizar o documento, solicitar o alistamento eleitoral (1ª título), a 2ª via título, a certidão de quitação, a guia de recolhimento de multas eleitorais, atualização cadastral, transferência de domicílio eleitoral, dentre outros.
     







  • Novos parques eólicos em Caetité e Tanque Novo devem gerar 1 mil empregos

    Foto: Reprodução

    A Bahia deverá receber R$ 800 milhões em investimentos, com a implantação de dois novos parques eólicos, de 180 Megawatts (MW) de potência, nos municípios de Tanque Novo e Caetité.

    Esses empreendimentos estão na lista dos projetos comercializados no leilão de Energia Nova da ANEEL A6, da semana passada, e são fruto de protocolo de intenções assinado no início do mês, entre a Atlantic Energias Renováveis e o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE). A previsão é que sejam gerados até 1 mil empregos diretos na região.



  • Bahia comercializa 55% de novos projetos eólicos em leilão de energia; município de Caetité será beneficiado

    Foto: Divulgação

    A Bahia continua protagonista no setor de energia eólica no Brasil e acaba de alcançar nova liderança no Leilão de Energia Nova A-6, da ANEEL, realizado na última sexta-feira (18). Dos 44 projetos comercializados no certame, 55% de toda a energia eólica contratada foi para o estado, com um total de 604,20 MW de capacidade, o que corresponde a 20.600.100/MWh de energia.

    "Os 24 parques comercializadas para a Bahia irão se somar às 73 usinas que estão em fase de construção e construção não iniciada, e o estado terá um total de 97 usinas que entrarão em operação até 2025", comemora o vice-governador João Leão, secretário de Desenvolvimento Econômico.

    O investimento previsto para os novos parques comercializados no leilão será de aproximadamente R$ 2,4 bilhões. Serão beneficiados os municípios de Uibaí, Tanque Novo, Ibipeba, Campo Formoso, Caetité e Brotas de Macaúbas.







  • Mineração de urânio em Caetité deve ser retomada

    Foto: Reprodução

    Após cinco anos, o governo federal pretende retomar a mineração de urânio em todo o país. Os trabalhos devem ser iniciados na mina do Engenho, em Caetité, até o fim do ano, pela estatal Indústrias Nucleares do Brasil (INB).

    De acordo o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, essa é uma decisão política a ser adotada. Atualmente, Caetité é o único lugar do país onde existe mineração de urânio. Entre 2000 e 2015, houve a exploração da mina Cachoeira, com a retirada de 3.750 toneladas de concentrado de urânio. 







  • Caetité: Sesab assina ordem de serviço para implantação do Hospital do Câncer

    Nesta sexta-feira (11), às 9h, o secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, assina ordem de serviço para implantação do Hospital do Câncer em Caetité, no sudoeste da Bahia. A solenidade será realizada ao lado da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Caetité. A unidade é resultado de um convênio firmado entre a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) e a Prefeitura de Caetité. Serão investidos R$ 3,1 milhões nas obras e mais R$ 10 milhões em equipamentos.

    O hospital terá 78 leitos, sendo 10 de terapia intensiva (UTI). A nova unidade estará estruturada para ofertar consultas e exames para acompanhamento, diagnóstico diferencial e definitivo de câncer e tratamento por cirurgia, oncologia clínica e cuidados paliativos relativamente aos cânceres, além de quimioterapia.

    Também está assegurado o atendimento de urgência e emergência oncológica dos pacientes cadastrados, bem como a oferta de hemoterapia (unidade transfusional). O hospital vai oferecer ainda exames de imagem, com radiologia convencional e contrastada, mamografia, tomografia computadorizada e ultrassonografia convencional e com doppler colorido e ecocardiografia, exames laboratoriais e de anatomia patológica.



  • Feira Cidadã: Caetité tem mais de 10 mil atendimentos gratuitos de saúde

    Foto: Divulgação

    No Ginásio de Esportes do Colégio Modelo no município de Caetité, nesta quinta-feira (22), a população teve acesso a diversos atendimentos na área de saúde, proporcionados pela Feira Cidadã. Promovida pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) em parceria com as Voluntárias Sociais da Bahia (VSBA), a Feira segue na cidade até a segunda-feira (26), e oferece gratuitamente exames de oftalmologia, eletrocardiograma, ultrassonografia, odontologia, raio-X; rastreio para cirurgias de catarata, e triagem para cirurgias eletivas de hérnia inguinal, epigástrica e umbilical, mioma e histerectomia.

    Em Caetité, também é possível emitir 1ª e 2ª vias de Carteira de Identidade na unidade móvel do SAC. O coordenador da Feira Cidadã, Edvaldo Gomes, informa que essa é a 26ª edição do evento, que ajuda a desafogar os equipamentos de saúde dos municípios. "Somente em 2019 foram atendidas mais de 220 mil baianos. Apenas para Caetité, a expectativa é mais de dez mil atendimentos".







  • Caetité: Ponto SAC supera 72 mil atendimentos em quatro anos de atividade

    Foto: Reprodução

    Inaugurado em agosto de 2015, o Ponto SAC Caetité, comemora quatro anos de implantação com mais de 72 mil atendimentos realizados desde a fundação.

    A unidade fica localizada na Praça Pompeu Fernandes da Cunha, no bairro Pernambuco, e funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 13h. O município, no sudoeste da Bahia, possui uma população de aproximadamente 60 mil pessoas.



  • Estudantes de Caetité desenvolvem dispositivo para evitar afogamentos de crianças em piscinas

    Foto: Reprodução

    Com a finalidade de reduzir as mortes por afogamentos em piscinas causadas por descuidos ou acidentes, os estudantes Artur Zico Souza, 16 anos, e Wellinton Martins Bispo, 18, que fazem o curso técnico em Administração, no Centro Territorial de Educação Profissional do Sertão Produtivo (CETEP), localizado em Caetité (579 km de Salvador), desenvolveram o projeto ‘Bip Life: salvando vidas’. Trata-se de um dispositivo acoplado em uma cinta torácica, que emite um sinal para os celulares dos pais ou responsáveis alertando-os que a criança corre risco de se afogar em piscinas.

    Para a construção do protótipo, os estudantes utilizaram uma cinta com material elástico, arduino, receptor de campainha e sirene. Quando os dois parafusos da cinta entram em contato com a água, após a criança entrar na piscina, uma sirene localizada no clube ou hotel é acionada para alertar sobre o perigo e, também, é realizada uma ligação para o celular dos pais. O aparelho poderá ser utilizado, ainda, em janelas, portas e escadas para evitar possíveis acidentes fatais e diminuir os riscos de mortes em outras áreas, além de piscinas.

    O estudante Artur Souza falou da relevância do projeto. “Ele foi projetado com a esperança de salvar vidas e tivemos esta ideia depois de sabermos da ocorrência de mortes por afogamentos no município de Rio de Contas, que fica próximo à nossa cidade. Esperamos que isso vire uma lei em todos os clubes ou piscinas de hotéis, evitando assim, mortes no mundo todo”, explicou o estudante.

    O professor e orientador Emílio Aurélio Souza, que também é pai de Artur, ressaltou a importância do projeto para o aprendizado dos estudantes. “Fico feliz em poder auxiliá-los na construção da pesquisa, pois possui um cunho social e que pode salvar muitas vidas. Além de todo o conhecimento obtido com os estudos realizados, eles também aprenderam muito através do apoio de profissionais como engenheiros e técnicos. A iniciativa também estimula o empreendedorismo, visto que o produto poderá ser patenteado”, disse o educador.

    O projeto já foi apresentado na VI Feira Nacional de Ciências e Aprendizagem do Brasil – Expo Nacional MILSET Brasil, realizada no mês de maio, no Ceará. Por meio deste evento, eles foram credenciados para participar da X Mostra de Ciência e Tecnologia da Escola Açaí, que será realizada em dezembro, no município de Abaetetuba, no Pará. Além disso, eles irão participar da Feira Brasileira de Iniciação Científica (FEBIC), que acontecerá no mês de setembro, na cidade de Jaraguá do Sul, em Santa Catarina.

    CONTINUE LENDO


  • 20ª COORPIN: Delegada ministra palestra sobre Lei Maria da Penha em Caetité

    Foto: Divulgação

    A Delegada Ellen Mara Lages Neiva Pierotti, profissional engajada na defesa dos direitos das mulheres, ministrou uma palestra em um evento promovido pela Secretaria de Desenvolvimento Social e Conselho Municipal dos Direitos da Mulher da Prefeitura Municipal de Caetité, divulgando a importância e aplicação da Lei Maria da Penha. Em sua fala a Delegada Ellen chamou a atenção para a necessidade de capacitação de pessoal para acolhimento e atendimento das vítimas de violência doméstica.

    Diversos segmentos participaram das palestras, a exemplo de assistências sociais, conselhos tutelares, vereadores e membros da sociedade em geral.







  • MPF denuncia esquema de fraude em licitações praticado por associação criminosa em Caetité

    O Ministério Público Federal (MPF) em Guanambi moveu ação penal nesta sexta-feira, 24 de maio, denunciando por fraude em licitação e associação criminosa o ex-prefeito de Caetité José Barreira de Alencar Filho, o atual prefeito, Aldo Ricardo Cardoso Gondim – Secretário de Administração à época dos fatos, os empresários Josmar Fernandes dos Santos e Júlio César Cotrim e os então agentes públicos, Arnaldo Azevedo Silva, Gláucia Maria Rodrigues de Oliveira e Rubiamara Gomes de Souza, sendo esta, os empresários, o ex-gestor e o atual prefeito, os principais autores dos crimes. Respondem, ainda, os agentes públicos à época: Eugênio Soares da Silva, por fraude em licitações, e Thaís Rodrigues da Cunha e Nilo Joaquim Azevedo – que ocupava o cargo de Secretário de Serviços Públicos – por associação criminosa.

    A partir de investigações desenvolvidas em conjunto pelo Ministério Público, Polícia Federal e Controladoria-Geral da União (CGU), foi apurado que entre 2009 e 2016, em Caetité, durante os oito anos de mandato de José Alencar Filho como prefeito, 28 licitações foram fraudadas. Todos os processos licitatórios têm como vencedoras empresas de fachada ocultamente controladas por Josmar dos Santos (Fernandes Projetos e Construções Ltda. e JK Tech Construções Ltda.). O valor dos contratos firmados ilegalmente é de R$14.303.415,15 – a JK Tech recebeu R$ 8.909.967,42 e a Fernandes, R$5.393.447,73.

    A ação do MPF, contudo, se resume à responsabilização dos acionados pela fraude de cinco licitações realizadas nos anos de 2011 e 2012 envolvendo recursos do Fundo de Manutenção Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Os demais casos estão sob a atuação do MP do Estado da Bahia, por não envolverem recursos federais.

    Licitações fraudadas - o MPF apurou diversas irregularidades nos processos licitatórios: ajuste prévio entre o empresário e a administração, restrição de competitividade, ausência de publicidade das licitações, recebimento de propostas com formatação idêntica, representantes de empresas ausentes mas que “assinaram” os documentos, empresas que vencem a licitação sem atender aos critérios do edital e até a cobrança abusiva de R$100 como taxa para obter o edital. De acordo com a ação, as provas evidenciam o direcionamento dos resultados: empresas de Josmar, sozinhas ou com empresas de Júlio, foram convidadas pela prefeitura em nada menos do que 14 convites, sendo as empresas de Josmar as ganhadoras em todos.

    Empresa de fachada - Os sócios que figuram no contrato social da JK Tech – vencedora de quatro das cinco licitações – eram um recreador contratado pela prefeitura e um agricultor familiar, ambos com vencimentos que não superam um salário mínimo. Além dos sócios usados como laranjas, no endereço da JK Tech constante em seu contrato social existia, na verdade, um centro espírita. As investigações apuraram que as empresas não possuem mão de obra capacitada e infraestrutura para realizar os serviços descritos nos contratos sociais e solicitados nos editais das licitações. Por exemplo, a JK Tech, embora afirme que presta serviços de locação de máquinas pesadas e automóveis, apenas possuía uma motocicleta Honda/NXR 125, ano 2013.

    Associação criminosa – de acordo com a ação, o ex-prefeito José Barreira direcionou os resultados das licitações, assegurando o favorecimento de Josmar. As licitações fraudulentas foram conduzidas em conluio com servidores da prefeitura que na época atuaram como membros das comissões de licitação, destacando-se Rubiamara, que conduziu dez dos 28 processos licitatórios fraudados. O atual prefeito de Caetité, Aldo, solicitou, enquanto secretário municipal, a realização de diversas licitações, principalmente convites, estipulando unilateral e arbitrariamente um preço inicial sem pesquisa. Nilo de Azevedo, à época também secretário da prefeitura, deflagrou licitações sem pesquisa prévia de preços ou com pesquisas fraudulentas. As empresas controladas por Júlio César Cotrim (Construjam Construções Ltda., Cobrasiel e Euplan) integraram parte das licitações apenas para compor o processo fraudado e favorecer Josmar.

    Pelas ações criminosas repetidas em diversas licitações, em articulação coordenada entre o prefeito, empresários, secretários e integrantes das comissões de licitação, o MPF concluiu que a conduta de parte dos envolvidos se enquadram no crime de associação criminosa.

    Reincidentes - Não é a primeira vez que Josmar e Júlio foram condenados. Na Operação Burla, em 2016, ambos foram presos. Atualmente, diversas ações penais e de improbidade tramitam na Justiça Federal em Guanambi. Josmar já tem condenações que somam mais de nove anos de prisão. Júlio, por sua vez, coleciona sentenças que totalizam mais de dezessete anos.

    O MPF requer, além da condenação dos acusados por fraude em licitações (art. 90 da Lei 8.666/93) e associação criminosa (art. 288 do Código Penal), a fixação de multa indenizatória de no mínimo, R$1 milhão, para reparação moral coletiva.

    CONTINUE LENDO






  • Homem é condenado a 28 anos de prisão por homicídio em Caetité

    O Tribunal do Júri de Caetité condenou Dênys Márcio Ramos Carvalho a 28 anos de prisão em regime fechado pelo homicídio de sua ex-companheira Vanessa Gomes Nogueira Carvalho. A denúncia do Ministério Público estadual foi sustentada pelos promotores de Justiça Daniele Chagas Rodrigues Bruno e Antônio Luciano Assis. Conforme denúncia do MP, acatada pelo Júri, o crime aconteceu no dia 24 de julho de 2015, no centro de Caetité, onde o acusado desferiu diversos disparos de arma de fogo contra a vítima. O crime foi tipificado no artigo 121, parágrafo 2º, incisos I e IV, por motivo torpe e utilização de meio que impossibilitou a defesa da vítima. Segundo a denúncia, que Dênys Márcio Ramos atraiu a vítima para seu estabelecimento comercial no dia do fato, sob o pretexto de receber a pensão alimentícia da filha do casal e para que pudessem conversar acerca do relacionamento. A sentença foi proferida pelo juiz Pedro Silva e Silvério.



  • Bahia vai investir em novo polo mineral no Vale do Paramirim

    Foto: Reprodução

    A Província Mineral do Vale do Paramirim, formada por oito distritos mineiros, e com cerca de 2 bilhões de toneladas de minérios diversos como Ferro, Zinco, Cobre, Grafeno, Terras Raras e Fosfato, pode transformar a Bahia em uma potência exportadora internacional. A descoberta vem sendo tratada pelos profissionais da área como uma das maiores descobertas do século XXI. O projeto, da Companhia Vale do Paramirim, agrega mais de 32 municípios baianos e foi apresentado nesta segunda-feira (10), na Companhia Baiana de Pesquisa Mineral (CBPM), órgão ligado à Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE).

    De olho na oportunidade de negócios, a SDE quer atrair investidores para o projeto. “Além de ser um excelente gerador de empregos e renda, a mineração é uma porta para a interiorização do desenvolvimento”, afirma João Leão, vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico. “A Bahia vai ter uma nova era de desenvolvimento, como ocorreu no passado com o Polo Petroquímico de Camaçari. Desta vez, com projetos como a ponte Salvador-Itaparica, a Fiol e esses novos projetos de mineração capitaneados pela CBPM”, projeta Leão.

    No Brasil, a Bahia é o quarto produtor mineral, atrás apenas de Minas Gerais, Pará e Goiás. O estado está em primeiro lugar na produção de bens minerais do Nordeste. Nos últimos anos, o setor de Mineração recebeu investimentos de R$ 433 milhões e deve ampliar essa margem para R$ 700 milhões, com previsão de chegar a 15 mil empregos diretos, frutos dos novos protocolos de intenções assinados com a SDE.

    De acordo com estudos da Vale do Paramirim, a nova Província Mineral terá como principais municípios Caetité, Ibipitanga, Paramirim, Licínio de Almeida, Boquira e Macaúbas. Sobre a exploração, a previsão é que ela comece até 2022.

    “O setor mineral exige conhecimento geológico, certificação e viabilidade de reservas para criar confiança no investidor. Então, quanto mais trabalharmos com detalhes de dados, mais o mercado investidor ficará interessado. Não tem incentivo maior do que mostrar a viabilidade do empreendimento. Acredito ser um passo fundamental que o Estado da Bahia pode fazer, através da CBPM, na busca pela atração de investimentos nesses projetos”, afirma Tasso Mendonça Júnior, diretor da Agência Nacional de Mineração (ANM).
     

    Já o diretor-presidente da CBPM, Antônio Carlos Tramm, defende que a descoberta dessa nova província fortalece e ratifica a continuidade e finalização da Fiol e do Porto Sul: “Não se pode pensar em ter uma indústria mineral, como a de extração de ferro, sem contar com transporte ferroviário e porto para exportação”.

    CONTINUE LENDO