BUSCA PELA CATEGORIA "ECONOMIA"

  • Aposentados do INSS começam a receber segunda parte do décimo terceiro

    Aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) começam a receber ontem (25) a segunda parcela do décimo terceiro salário. Os depósitos serão feitos até o próximo dia 6, conforme calendário de pagamento de benefícios.

    A segunda parte do décimo terceiro será paga junto com o benefício mensal de novembro. Em setembro, os aposentados e pensionistas tinham recebido a primeira parcela de 50% do benefício.

    A consulta ao contracheque está disponível no portal Meu INSS. Basta o usuário clicar na guia Extrato de Pagamento de Benefício e consultar o valor a receber. (Agência Brasil)







  • Agricultores familiares de Aracatu, Livramento e mais 121 municípios receberão benefícios do Governo para cobrir perdas com a seca

    Foto: Reprodução

    Agricultores familiares de Aracatu, Livramento de Nossa Senhora e mais 121 municípios da Bahia, Paraíba e Minas Gerais terão o benefício do Garantia-Safra 2018/2019 disponibilizado em novembro para cobrir perdas com a seca, informou o Ministério da Agricultura na segunda-feira (18).

    Segundo o governo, o pagamento beneficiará 139.070 unidades familiares, somando R$ 28,9 milhões. O montante em recurso disponibilizado para esses agricultores até o mês de março de 2020 chegará a R$ 118,2 milhões.

    No acumulado da safra 2017/2018, foram beneficiados 493.638 produtores em 531 municípios, totalizando, aproximadamente, R$ 419,6 milhões em benefícios, diz o ministério.

    Quem tem direito?

     

    Têm direito ao benefício os agricultores com renda mensal de até um salário mínimo e meio, quando tiverem perdas de produção em seus municípios igual ou superior a 50%.

    Ao todo, 123 municípios terão o pagamento disponibilizado. Veja a lista divulgada pelo ministério, por estado:

    Bahia: (Abaíra, Anagé, Andaraí, Aracatu, Barra, Barra da Estiva, Barra do Mendes, Barro Alto, Belo Campo, Boa Vista do Tupim, Bom Jesus da Lapa, Bom Jesus da Serra, Boninal, Boquira, Caculé, Caetité, Campo Alegre de Lourdes, Campo Formoso, Anápolis, Candiba, Canudos, Caraíbas, Carinhanha, Casa Nova, Caturama, Central, Correntina, Dom Basílio, Encruzilhada, Feira da Mata, Guanambi, Iaçu, Ibipitanga, Ibiquera, Ibitiara, Ibititá, Ibotirama, Igaporã, Iramaia, Irecê, Itaberaba, Itaeté, Itaguaçu da Bahia, Itiruçu, Ituaçu, Iuiu, João Dourado, Juazeiro, Jussara, Lagoa Real, Lajedo do Tabocal, Lapão, Lençóis, Licínio de Almeida, Livramento de Nossa Senhora, Macajuba, Malhada, Malhada de Pedras, Matina, Morpará, Mulungu do Morro, Muquém do São Francisco, Nova Redenção, Ourolândia, Palmas de Monte Alto, Palmeiras, Paramirim, Paratinga, Piatã, Pilão Arcado, Pindaí, Piripá, Planaltino, Presidente Dutra, Presidente Jânio Quadros, Remanso, Ribeirão do Largo, Rio do Pires, Ruy Barbosa, Santa Maria da Vitória, Santana, Santa Rita de Cássia, São Gabriel, Serra do Ramalho, Sento Sé, Serra Dourada, Sítio do Mato, Sobradinho, Tabocas do Brejo Velho, Uauá, Uibaí, Urandi, Utinga, Várzea Nova, Vitória da Conquista, Wagner, Wanderley, Xique-Xique).

    Paraíba: (Areial, Barra de Santana, Coxixola, Gado Bravo, Ingá, Itatuba, Mogeiro, Olivedos, Riacho de Santo Antônio e Santa Cecília).

    Minas Gerais: (Araçuaí, Capitão Enéas, Catuti, Ibiracatu, Itacarambi, Janaúba, Juvenília, Lontra, Manga, Matias Cardoso, Pai Pedro, Porteirinha, Varzelândia, Verdelândia e Virgem da Lapa).

    CONTINUE LENDO






  • Governadores discutem criação de rota de gás natural no Nordeste

    Foto: Divulgação

    O uso de energias limpas foi destaque na missão internacional do Consórcio Nordeste, que continua em Paris, nesta segunda-feira (18). Com interesse na criação de 'blue corridors', uma rota de transporte de gás natural entre os nove estados nordestinos, os governadores estiveram com representantes da Golar Power, joint venture entre a norueguesa Golar e o fundo norte-americano Stonepeak. 

    Denominado 'Rota Azul', o projeto de integração no Nordeste inclui a instalação de postos de combustíveis capazes de fornecer gás natural liquefeito (GNL) para veículos de carga. Em outros países, a exemplo da China, Espanha e Alemanha, os caminhões e ônibus movidos a gás natural já são realidade. 

    Segundo o vice-presidente da Golar no Brasil, Marcelo Sacramento, o plano de trabalho da empresa prevê inúmeras oportunidades de investimentos. “A disponibilidade do gás para carros e caminhões nas rodovias do Nordeste irá gerar uma nova dinâmica no transporte da região. Novas empresas irão se instalar e as já existentes vão ganhar competitividade”, afirmou. 

    O gás natural é considerado combustível de transição da economia de carbono, em razão das vantagens econômicas, geopolíticas e ambientais. Quando condensado, ele pode ser transportado em carretas ou navios gaseiros, permitindo atender localidades que não possuem gasodutos. Um dos benefícios do uso de GNL é a redução da emissão de poluentes. 

    "Muito importante esse conjunto de investimentos estruturadores na região Nordeste, sobretudo por se tratar de um combustível menos poluente", comentou o governador de Pernambuco, Paulo Câmara. O Nordeste possui uma extensa malha de gasodutos cobrindo o litoral e a maior malha de rodovias do Brasil, além de complexos portuários com infraestrutura para atender a demanda interna e externa. 

    Ainda em Paris, nesta segunda (18), os governadores se reuniram com a Voltalia, grupo francês que investe em energias renováveis em 20 países, incluindo o Brasil. No Nordeste, a empresa possui atividades no Rio Grande Norte. Os estados nordestinos se destacam pela presença expressiva de fontes renováveis de energia. A fonte eólica já é responsável por 29% da matriz elétrica da região, enquanto a solar responde por 3%.

     

    CONTINUE LENDO






  • ADAB abre consulta pública para agroindústria de pequeno porte para abate de aves

    Foto: Reprodução

    A ADAB (Agência de Defesa Agropecuária da Bahia) submete-se a Consulta Pública para beneficiar o pequeno produtor rural com a criação de plantas, normas e leis específicas para pequenos abatedouros de aves de até mil aves/dia. A Portaria nº247/2019 foi publicada no Diário Oficial.    

    A Consulta Pública já está disponível no site da ADAB e permanecerá por 30 dias, para permitir a divulgação da proposta de regulamentação, receber sugestões de entidades e/ou pessoas interessadas.







  • Loterias da Caixa poderão ter preços reajustados a partir de janeiro

    O Ministério da Economia autorizou a Caixa Econômica Federal a reajustar, a partir de 1º de Janeiro de 2020, os preços de suas loterias, conforme portaria nº 8.061 da Secretaria de Avaliação, Planejamento, Energia e Loteria, da Secretaria Especial de Fazenda, do Ministério da Economia, publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (31).

    A Mega-Sena, cuja a aposta simples, com seis dezenas marcadas, o apostador paga atualmente R$ 3,50, passará para R$ 4,50.? (AB)







  • Governo anuncia 13° para beneficiários do Bolsa Família

    Foto: Reprodução

    O anúncio do 13° salário para beneficiários do programa Bolsa Família foi feito ontem (15). O presidente Jair Bolsonaro já havia adiantado a medida no início do governo. O pagamento do décimo terceiro será feito no mês de dezembro.

    À época, o Ministério da Cidadania, responsável pela gestão do programa, informou que o custo total com o pagamento extra seria de R$ 2,5 bilhões. Atualmente, mais de 13 milhões de famílias recebem o benefício.







  • Competição entre bancos reduz juros do crédito imobiliário

    Com a competição entre os bancos, em um cenário com taxa básica de juros (a Selic) no menor nível histórico, os juros do crédito imobiliário estão em queda. Entre os cinco maiores bancos, a taxa mínima varia entre 7,30% ao ano a 7,99% ao ano.

    No último dia 8, após bancos privados, a Caixa Econômica Federal anunciou redução de até 1 ponto percentual nas taxas de juros para os financiamentos imobiliários com recursos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimos (SBPE). A menor taxa passou de 8,5% ao ano para 7,5% ao ano; e a maior de 9,75% ao ano para 9,5% ao ano. As novas taxas serão válidas a partir desta segunda-feira (14). (Agência Brasil)



  • Lojistas preveem crescimento de vendas para o Dia das Crianças

    As vendas nos shoppings do país para o Dia das Crianças devem crescer cerca de 6%, de acordo com pesquisa divulgada, hoje (10), pela Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce).

    Os lojistas esperam aumento de até 10% no fluxo de visitantes no próximo sábado (12), data dedicada ao público infantil. (AB)



  • Vendas do varejo sobem 0,1% de julho para agosto

    O volume de vendas do comércio varejista brasileiro cresceu 0,1% na passagem de julho para agosto. De acordo com a Pesquisa Mensal de Comércio (PMC), divulgada hoje (10), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), essa foi a terceira alta consecutiva do indicador, que acumula crescimento de 1,2% no período.

    O comércio varejista também teve altas de 0,4% na média móvel trimestral, de 1,3% na comparação com agosto do ano passado, 1,2% no acumulado do ano e 1,4% no acumulado de 12 meses. (Agência Brasil)







  • Caixa anuncia redução de juros do crédito imobiliário

    A Caixa Econômica Federal anunciou hoje (8) redução de até 1 ponto percentual nas taxas de juros para os financiamentos imobiliários com recursos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimos (SBPE). A menor taxa passou de 8,5% ao ano para 7,5% ao ano e a maior: de 9,75% ao ano para 9,5% ao ano. As novas taxas serão válidas a partir da próxima segunda-feira (14).

    A redução é válida para crédito com saldo devedor atualizado pela Taxa Referencial (TR) no âmbito do Sistema Financeiro de Habitação (SFH) e do Sistema Financeiro Imobiliário (SFI). (Agência Brasil)



  • Receita libera consulta ao quinto lote de restituição na terça-feira

    A partir das 9 horas desta terça-feira (8), estará disponível para consulta o quinto lote de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física  (IRPF) 2019. O lote de restituição inclui também restituições residuais dos exercícios de 2008 a 2018.

    O crédito bancário para 2.703.715 contribuintes será realizado no dia 15 de outubro, totalizando R$ 3,5 bilhões. Desse total, R$180.177.859,42 referem-se ao quantitativo de contribuintes com preferência: 4.848 contribuintes idosos acima de 80 anos, 32.634 contribuintes entre 60 e 79 anos, 4.281 contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou doença grave, e 17.056 contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério.

    Para saber se teve a restituição liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita na internet, ou ligar para o Receitafone 146. (Agência Brasil)



  • Preço de cesta de compras de famílias com renda mais baixa cai 0,09%

    O Índice de Preços ao Consumidor – Classe 1 (IPC-C1), que calcula a variação de preços da cesta de compras de famílias com renda até 2,5 salário mínimos, registrou deflação (queda de preços) de 0,09%. Em agosto, havia sido registrada uma inflação de 0,11%, segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV).

    O IPC-C1 acumula taxas de inflação de 3,19% no ano e de 3,81% em 12 meses, acima dos 3,51% registrados pelo Índice de Preços ao Consumidor – Brasil (IPC-BR).

    A queda da taxa do IPC-C1 de agosto para setembro foi puxada pelos grupos de despesas habitação (cuja taxa caiu de 0,95% para 0,26%), alimentação (de -0,46% para -0,72%), transportes (de 0,05% para 0,03%) e comunicação (de 0,68% para 0,54%). (Agência Brasil)







  • No acumulado até setembro, vendas de veículos crescem 11,4%

    Foto: Reprodução

    Entre janeiro e setembro de 2019 as vendas de veículos tiveram alta de 11,4%, na comparação com o mesmo período do ano passado. Considerando automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas, implementos rodoviários e outros, foram emplacados 2.952.485 veículos no período.

    Os dados foram divulgados pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).







  • Governo estuda aumentar o valor pago pelo Bolsa Família

    Uma nova medida sobre o Bolsa Família está sendo estudada pelo Ministério da Economia. Com ela, o governo visa aumentar o orçamento destinado ao programa este ano, com o intuito de acabar com a fila acumulada em 2019. A grande espera pelo auxílio não ocorria desde 2017.

    Entretanto, para aumentar o valor disponibilizado pelo Bolsa Família, será necessário uma organização no Orçamento do Governo Federal, visto que cerca de R$ 24 bilhões em recursos permanecem bloqueados para os ministérios. As filas do programa em 2019 ocorrem devido a ausência de recursos, de acordo com informações divulgadas pelo Folha de São Paulo.

    A fila de espera se dá pela demora superior a 45 dias para a resposta do programa. O orçamento do Bolsa Família para 2019 é de R$ 29,4 bilhões, já tendo sido repassados R$ 22,7 bilhões até setembro. No último mês, cerca de 13,5 milhões de famílias foram beneficiadas, recebendo benefícios no valor médio de R$ 189,21.

    Recursos reservados para Bolsa Família 2020

    O Governo Federal reservou cerca de R$ 30 bilhões para o programa em 2020. Entretanto, este valor não conta com a promessa de campanha do atual presidente Jair Bolsonaro (PSL).

    A promessa incluía um 13º pagamento para os beneficiários do Bolsa Família. Para passar a valer, o governo precisa realizar uma medida provisória. Além disso, esse total não conta também com o reajuste previsto para o benefício.

    O programa foi criado em 2004 com a finalidade de atender famílias que se encontram em situação de pobreza e extrema pobreza. Ou seja, famílias que possuam renda de até R$ 89 mensais por pessoa (extrema pobreza) ou entre R$ 89,01 e R$ 178 mensais (pobreza). Ademais, é necessário possuir crianças ou adolescentes entre 0 e 17 anos no núcleo familiar.

    O cadastro deve ser feito por meio do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal, não tendo um específico para o Bolsa Família. Com isso, é de responsabilidade dos municípios e do Distrito Federal a realização do cadastramento das famílias.

    Contudo, o pagamento do benefício depende no número de famílias que já estão sendo beneficiadas pelo município, relacionando o total de famílias pobres destes locais com o total de recursos previstos para o programa. Novas famílias entram mensalmente no Bolsa Família, visto que há famílias que também saem a cada mês.

     

    CONTINUE LENDO


  • Inflação da construção fica em 0,60% em setembro

    Foto: Reprodução

    Segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV), o Índice Nacional de Custo da Construção – M (INCC-M) teve inflação de 0,60% em setembro deste ano, taxa superior ao 0,34% de agosto. O INCC-M acumula inflação de 3,71% no ano e de 4,45% em 12 meses.

    Em setembro, a maior alta de preços foi observada no custo da mão de obra, que subiu 0,95%, puxada principalmente pela mão de obra auxiliar (1,12%).

    Os materiais e equipamentos tiveram inflação de 0,17%. A principal alta foi registrada nos materiais à base de minerais não metálicos (0,60%).

    Já os serviços tiveram alta de preços de 0,25% em setembro, puxada pela inflação dos serviços técnicos (0,74%).