BUSCA PELA CATEGORIA "Educação"

  • Selecionados no Sisu podem fazer matrícula a partir de hoje

    Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom

    Os estudantes selecionados na chamada regular do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) podem, a partir de hoje (12), fazer matrícula nas instituições de ensino para as quais foram selecionados. O prazo vai até o dia 17. Cabe aos candidatos verificar os dias, horários e locais de atendimento definidos por cada instituição em edital próprio.

    O resultado da chamada única do Sisu foi divulgado segunda-feira (10) e está disponível no site do programa.







  • Prefeitura de Jacaraci entregará novos prédios escolares no distrito de Irundiara

    A Prefeitura municipal de Jacaraci, no Sudoeste da Bahia, entregará na tarde do próximo sábado (15) , às 16h, os novos prédios escolares para o distrito de Irundiara.

    No dia da cerimônia haverá uma caminhada pelas ruas do distrito, além disso, acontecerá a apresentação da fanfarra de Itambé e Condeúba.



  • Número de inscritos para o Encceja 2019 tem aumento de 75%

    Foto: Divulgação

    A prova é aplicada a jovens e adultos que não terminaram os estudos na idade adequada para obter a certificação de conclusão no ensino fundamental ou médio.

    As provas serão aplicadas no dia 25 de agosto em 611 municípios.

    O presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Alexandre Ribeiro Lopes, disse que a ampliação da divulgação é um dos fatores que levou ao aumento expressivo no número de inscritos.

    “Atribuímos a maior divulgação do Encceja ao maior conhecimento por parte da população e ao apoio das secretarias estaduais.

     

    Além disso, percebemos que o cidadão está buscando uma certificação para melhorar sua condição de empregabilidade”, disse o presidente do Inep.

    Os inscritos no Encceja de 2019 buscam principalmente a certificação do ensino médio. Setenta e oito por cento das inscrições foram para as provas do ensino médio e 21,6% para as do ensino fundamental.

    As mulheres são maioria para o ensino médio (51,5%) e para o fundamental (53%).

    A maior parcela de inscritos para certificação do ensino médio está na faixa etária entre 21 a 30 anos (972.076), seguido pelos que têm de 31 a 59 anos (859.497). No ensino fundamental, a faixa etária de maior concentração é entre 31 a 59 anos (298.962) e depois entre 21 a 30 anos (177.754).

    São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná são os estados com maior número de inscritos para os dois níveis de ensino. Os atendimentos específicos mais solicitados nos dois casos são os de lactante gestante e idosos.

    Segurança

    O presidente do Inep alertou que a segurança será reforçada nessa edição do exame. Se algum equipamento eletrônico do candidato emitir sinal sonoro durante a prova, ele será eliminado.

    “Nesse ano, se algum aparelho emitir sinal sonoro durante a aplicação da prova o candidato será eliminado. É muito importante que o candidato tome cuidado com seus aparelhos. Aquele aparelho que, mesmo desligado, por exemplo, toque um despertador, é preciso ter cuidado porque se tocar ele será eliminado”, explicou. Os lanches dos candidatos também serão revistados.

    Provas e certificação

    Os interessados no certificado do ensino fundamental precisam ter, pelo menos, 15 anos completos na data da prova. Para o certificado do ensino médio, a idade mínima exigida é de 18 anos.

    Serão quatro provas objetivas, cada uma com 30 questões de múltipla escolha, e uma redação. A nota mínima exigida para obtenção da proficiência é de 100 pontos nas provas objetivas e de cinco pontos na redação.

    Os resultados podem ser usados de duas formas. Quem conseguir a nota mínima exigida em todas as provas tem direito à certificação de conclusão do ensino fundamental ou do ensino médio. Aqueles que alcançarem a nota mínima em uma das quatro provas, ou em mais de uma, mas não em todas, terão direito à declaração parcial de proficiência.

    CONTINUE LENDO


  • Nomeação da primeira mulher para Reitoria da UFRJ é publicada no Diário Oficial

    Foi publicada na edição desta segunda-feira (3) do Diário Oficial da União a nomeação da professora Denise Pires de Carvalho como a nova reitora da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Ela é a primeira mulher a ocupar o cargo na história da instituição. O mandato é de quatro anos.

    Professora do Instituto de Biofísica da universidade, ela integrou a lista tríplice formada em abril após consulta eleitoral à comunidade universitária e enviada à Presidência da República.

     

    Nomeação da primeira mulher para Reitoria da UFRJ é publicada no Diário Oficial

    A nomeação foi assinada na última sexta (31) pelo presidente Jair Bolsonaro.

    Perfil

    No Instituto de Biofísica (IBCCF) da UFRJ, Denise Pires de Carvalho leciona nos cursos de graduação da área da saúde e nos programas de pós-graduação em Medicina (Endocrinologia) e Ciências Biológicas-Fisiologia.

    Médica formada pela UFRJ, tem mestrado e doutorado em Ciências Biológicas (Biofísica) pelo IBCCF e pós-doutorado pelo Hôpital de Bicêtre (Paris) e pelo Universitá Degli Studi di Napoli (Itália).

    Ela já foi diretora e vice-diretora do IBCCF, coordenadora acadêmica da Pró-Reitoria de Graduação da UFRJ e diretora adjunta de graduação e pós-graduação.(G1)



  • Inscrições para Encceja terminam nesta sexta-feira

    Terminam nesta sexta-feira (31) as inscrições para o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) 2019. A inscrição é gratuita e deve ser feita pela internet. Jovens e adultos que não terminaram os estudos na idade adequada podem fazer o exame para obter a certificação de conclusão do ensino fundamental ou médio.

    Os interessados no certificado do ensino fundamental precisam ter, pelo menos, 15 anos completos na data da prova. Para o certificado do ensino médio, a idade mínima exigida é 18 anos.

    As provas serão aplicadas no dia 25 de agosto em 611 municípios. Serão quatro provas objetivas, cada uma com 30 questões de múltipla escolha, e uma redação. A nota mínima exigida para obtenção da proficiência é de 100 pontos nas provas objetivas e de cinco pontos na redação.

    Os resultados podem ser usados de duas formas. Quem conseguir a nota mínima exigida em todas as provas tem direito à certificação de conclusão do ensino fundamental ou do ensino médio. Aqueles que alcançarem a nota mínima em uma das quatro provas, ou em mais de uma, mas não em todas, terão direito à declaração parcial de proficiência.

    O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) disponibiliza na página do Sistema Encceja apostilas com material de estudo para os participantes de nível fundamental e médio.

    CONTINUE LENDO


  • Técnicos e analistas de universidades estaduais fazem acordo com o Governo do Estado

    Foto: Divulgação

    O Fórum dos Sindicatos dos Servidores Técnico Administrativos das Universidades Estaduais e o Governo do Estado assinaram um acordo, na tarde desta quinta-feira (23), após reunião com o governador Rui Costa na sede da Governadoria, no Centro Administrativo da Bahia (CAB). Ficou definida a reestruturação da tabela de vencimentos dos técnicos administrativos das quatro universidades estaduais que têm vencimentos abaixo do salário mínimo. 

    No acordo, aceito hoje pelos servidores da Universidade do Estado da Bahia (Uneb) e da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), também ficou estabelecido o ajuste do quadro de vagas para permitir a promoção na carreira de 244 servidores destas duas instituições, sendo 184 da Uneb e 60 da Uesc, entre técnicos administrativos e analistas.
     
    Representantes da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) e da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb) ainda não assinaram o acordo com o Governo do Estado, mas também terão direito ao ganho salarial por decisão do governador. No entanto, as promoções e progressões de carreira ainda não estão asseguradas até que um acordo entre as duas universidades e o Estado seja efetivado.







  • Governo reduz para 1,6% previsão de alta do PIB em 2019 e libera R$ 1,58 bilhão para Educação

    Foto: Reprodução

    O governo reduziu a expectativa para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2019, de 2,2% para 1,6%. A revisão foi anunciada nesta quarta-feira (22) pelo Ministério da Economia.

    Apesar da queda, a expectativa ainda é mais otimista do que a do mercado financeiro, que espera uma alta de 1,24% no PIB em 2019.

    "Essa previsão foi feita há algumas semanas, próxima ao que o mercado estimava na ocasião. Sabemos que ela se alterou, com viés de baixa, para 1,24%. Mas, em função da necessidade de termos de preparar várias informações, envolvendo várias instituições, mantivemos essa estimativa para 2019", afirmou o secretário-especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues.

    Além disso, ao contrário do que era esperado, o anúncio da revisão da expectativa para o PIB não veio acompanhado de um novo bloqueio de gastos.

    O crescimento menor da economia implica em uma arrecadação de impostos menor que a prevista. Isso faz com que o governo tenha mais dificuldade para cumprir a meta fiscal. Para este ano, a meta é déficit (despesas maiores que receitas) de R$ 139 bilhões.







  • Inscrições do Encceja 2019 começam nesta segunda-feira

    Foto: Valdir Rocha/Seduc

    Começam nesta segunda-feira (20) as inscrições para o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja). O exame é destinado a jovens e adultos que não tiveram oportunidade de concluir seus estudos na idade apropriada e estão interessados em obter um certificado.

    As provas serão aplicadas em 611 municípios do país, no dia 25 de agosto, pela manhã e pela tarde.

    Quem não concluiu o ensino fundamental tem que ter pelo menos 15 anos para pedir a certificação. Para pedir o diploma do ensino médio, é preciso ser maior de 18 anos. A inscrição é gratuita e deve ser feita pelo Sistema Encceja, até 31 de maio.

    material de estudo disponível na página do Encceja é composto por um volume introdutório, quatro volumes de orientações aos professores e oito volumes de orientações aos estudantes (quatro para o Ensino Fundamental e quatro para o Ensino Médio).

    Também é possível estudar por meio das provas de edições anterioresdo Encceja.







  • Estudantes têm até hoje para se inscrever no Enem 2019

    Foto: Reprodução

    Hoje (17) é o último dia para os estudantes se inscreverem no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano. As inscrições podem ser feitas pela internet, na Página do Participante, até as 23h59.

    A dica do Ministério da Educação é não deixar para se inscrever na última hora, pois são comuns os picos de acesso ao sistema de inscrição nos últimos minutos.

    Também termina hoje o prazo para solicitar atendimento especializado e específico e para alterar dados cadastrais, município de provas e opção de língua estrangeira. No dia 22 será divulgado o resultado do pedido de atendimento especializado e específico.

    Taxa de Inscrição

    A taxa de inscrição para o Enem é de R$ 85. Quem não tem isenção deve fazer o pagamento, até o dia 23 de maio, em agências bancárias, casas lotéricas e Correios.



  • Enem já tem 5 milhões de inscritos; inscrições terminam amanhã (17)

    Foto: Agencia Brasil

    Cinco milhões de estudantes se inscreveram no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), de acordo como Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), até as 11h40 de hoje (16). As inscrições terminam amanhã (17), às 23h59, no horário de Brasília, e devem ser ser feitas pela internet, na Página do Participante.

    Uma dica, de acordo com o Inep, é não deixar para se inscrever em cima da hora, pois são comuns os picos de acesso ao sistema de inscrição nos últimos minutos. 

    O exame custa R$ 85 neste ano. O pagamento deve ser feito até o dia 23 de maio. De acordo com o Inep, do total de inscritos até o momento, 53% tiveram a isenção aprovada. Para receber a isenção, os participantes que atendiam aos critérios estabelecidos pelo Ministério da Educação (MEC) tiveram que solicitar o não pagamento. Para participar do exame, esses candidatos devem também fazer a inscrição até amanhã.   



  • Inscrições para o Enem 2019 encerram na sexta-feira

    Quem ainda não se inscreveu para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 tem até a próxima sexta-feira (17) para fazer a inscrição pela internet. No dia 17 também encerra o prazo para solicitar atendimento especializado e específico e para alterar dados cadastrais, município de provas e opção de língua estrangeira.

    A taxa de inscrição para o Enem é de R$ 85. Quem não tem isenção de taxa deve fazer o pagamento até o dia 23 de maio. O prazo para pedidos de atendimento por nome social vai de 20 e 24 de maio. As provas do Enem serão aplicadas em dois domingos, 3 e 10 de novembro.

    Quem já concluiu o ensino médio ou vai concluir este ano pode usar as notas do Enem, por exemplo, para se inscrever em programas de acesso à educação superior como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e o Programa Universidade para Todos (ProUni) ou de financiamento estudantil.

    A prova também pode ser feita pelos estudantes que vão concluir o ensino médio depois de 2019, mas nesse caso os resultados servem somente para autoavaliação, sem possibilidade de concorrer a vagas ou a bolsas de estudo.



  • Ministro diz que não houve corte em orçamento das universidades

    Foto: Carolina Antunes

    O ministro da Educação, Abraham Weintraub, participou hoje (9) da transmissão semanal ao vivo do presidente Jair Bolsonaro no Facebook e rebateu as críticas por causa contingenciamento orçamentário das universidades e institutos federais. Ele voltou a dizer que o país passa por um processo de estabilização da situação econômica e que é preciso segurar os gastos no momento, mas negou haver corte. Weintraub ressaltou que salários e moradia estudantis não foram afetados.     

    "O que a gente está fazendo com elas [universidades]? Geralmente, de orçamento, elas têm R$ 1 bilhão por ano. Algumas tem mais, algumas menos. Nesse momento, que todo mundo está apertando o cinto, a gente não está mandando ninguém embora. Todo mundo está recebendo em dia, professor, técnico, todo mundo. Toda ajuda de refeitório, moradia para os estudantes está preservada", destacou.

     

    Para exemplificar que o corte é pequeno em relação ao orçamento total da pasta, Weintraub exibiu 100 chocolates dispostos sobre a mesa e disse que no segundo semestre o orçamento? integral poderá ser recomposto. "A gente está pedindo três chocolatinhos e meio [mostrando os chocolates]. Não estamos cortando. Deixa pra comer depois de setembro. É só isso que a gente está pedindo. A gente está pedindo para segurar um pouco, 3,5% dos 100% [do orçamento]. Aí ficam espalhando que a gente está cortando tudo", afirmou.

    No caso do contingenciamento das instituições federais de ensino, o Ministério da Educação (MEC) já havia informado "que o critério utilizado para o bloqueio de dotação orçamentária foi operacional, técnico e isonômico para todas as universidades e institutos". Segundo a pasta, foram bloqueados R$ 7,4 bilhões do total de R$ 23,6 bilhões de despesas não obrigatórias. No total, o orçamento anual do MEC, incluindo gastos obrigatórios, é R$ 149 bilhões.

    "O bloqueio preventivo incide sobre os recursos do segundo semestre para que nenhuma obra ou ação seja conduzida sem que haja previsão real de disponibilidade financeira para que sejam concluídas", informou o MEC.

    Em reunião com Bolsonaro, mais cedo, os governadores do Nordeste pediram a revisão do bloqueio orçamentário.

    CONTINUE LENDO


  • Com taxa de R$ 85, inscrições para o Enem começam nesta segunda

    Foi dada a largada para o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). A partir desta segunda-feira (6), os estudantes que estão no ensino médio ou que já concluíram tem até o dia 17 de maio para fazer a inscrição somente pela internet, via Página do Participante. O valor da taxa é de R$ 85 e poderá ser paga até o dia 23 de maio.

    É de responsabilidade do participante acompanhar a inscrição. O estudante deve ler atentamente e prestar atenção no edital e, para se inscrever, deve fornecer o número do CPF e a data de nascimento. Também é necessário o cadastro de um e-mail pessoal válido. O participante deverá criar uma senha de acesso que será utilizada durante todo o Enem.

    Durante o processo de inscrição, o estudante deverá informar se prefere fazer prova de inglês ou espanhol. Quem não fizer a opção, terá de fazer prova de inglês. 

     

    O aluno deve indicar a cidade onde deverá fazer a prova. O local escolhido não poderá ser alterado após o encerramento da inscrição.

    Atendimento Especial

    Quem precisar de algum tipo de atendimento especial ou específico durante a prova deverá informar no ato da inscrição. O atendimento específico é dado para gestantes, lactantes, idosos e estudantes em hospitais.

    Já o atendimento especializado é dado para quem tem baixa visão, cegueira, deficiência física, surdez, surdocegueira, deficiência intelectual ou mental, dislexia, déficit de atenção, discalculia, autismo ou outras condições que sejam comprovadas com atestado médico.

    Cabe ao estudante preencher todos os dados corretamente. O participante deve consultar e imprimir o Cartão de Confirmação da Inscrição seja no site ou via aplicativo oficial.

    Os participantes só terão a confirmação após o processamento do pagamento da taxa, que leva cinco dias. Os alunos do último ano do Ensino Médio de escolas públicas terão a confirmação da inscrição automaticamente ao final do processo. Em caso de dúvida, vale entrar em contato com o Inep,  que disponibiliza o telefone: 0800-616161.

    O cartão de confirmação da inscrição, com os locais de prova, é disponibilizado na área do candidato, geralmente 20 dias antes das provas. O acesso ao cartão é de inteira responsabilidade do participante. O documento deve conter ainda o número de inscrição, língua estrangeira escolhida, informações sobre atendimento diferenciado e pedidos de certificação do Ensino Médio.

    Nome social

    No período de 20 a 24 maio deverá ser feita a solicitação de atendimento pelo nome social. 

    Provas

    As provas do Enem estão marcadas para os dias 3 e 10 de novembro. O gabarito oficial será publicado no dia 13 de novembro e o resultado sairá em janeiro de 2020. (Fonte: R7)

    CONTINUE LENDO


  • Resultado do pedido de isenção da taxa do Enem já está disponível

    Participantes que solicitaram a isenção da taxa do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) já podem conferir se os pedidos foram ou não aceitos. O resultado está disponível desde a tarde de hoje (17) na Página do Participante.

    Para consultar o resultado, é necessário informar o CPF e a senha criada na hora de fazer a solicitação. 

    Os estudantes que não tiverem a solicitação aceita poderão entrar com recurso no período de 22 a 26 de abril, também na Página do Participante. O resultado do recurso será divulgado no mesmo endereço, a partir de 2 de maio.

    Para participar do exame, os estudantes - com ou sem isenção da taxa - devem fazer a inscrição no período de 6 a 17 de maio.

    Ao todo, 3.687.527 estudantes solicitaram a isenção da taxa de inscrição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019, de acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). 

    O prazo para pedir a isenção da taxa do Enem terminou no último dia 10. A taxa de inscrição deste ano é R$ 85.

    Também nesta quarta-feira foi divulgado o resultado das justificativas dos estudantes que não pagaram o Enem 2018 e que, por algum motivo, faltaram às provas. Para pedir isenção novamente este ano, esses estudantes tiveram que apresentar uma justificativa da ausência. 



  • Resultado do pedido de isenção da taxa do Enem será divulgado hoje

    Foto: Reprodução

    Participantes que solicitaram a isenção da taxa do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) podem conferir hoje (17) se os pedidos foram ou não aceitos. O resultado estará disponível na Página do Participante.

    Para consultar o resultado, será necessário informar o CPF e a senha criada na hora de fazer a solicitação. 

    Os estudantes que não tiverem a solicitação aceita poderão entrar com recurso no período de 22 a 26 de abril, também na Página do Participante. O resultado do recurso será divulgado no mesmo endereço, a partir de 2 de maio.

    Para participar do exame, os estudantes - com ou sem isenção da taxa - devem fazer a inscrição no período de 6 a 17 de maio.

    Ao todo, 3.687.527 estudantes solicitaram a isenção da taxa de inscrição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019, de acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). 

    O prazo para pedir a isenção da taxa do Enem terminou no último dia 10. A taxa de inscrição deste ano é R$ 85.

    Também nesta quarta-feira será divulgado o resultado das justificativas dos estudantes que não pagaram o Enem 2018 e que, por algum motivo, faltaram às provas. Para pedir isenção novamente este ano, esses estudantes tiveram que apresentar uma justificativa da ausência.