BUSCA PELA CATEGORIA "ENTRETENIMENTO"

  • Funk gospel atrai fãs e fiéis com o 'Passinho do abençoado'

    Destaque dos Hawaianos, um dos mais conhecidos grupos de funk do Rio de Janeiro, Tonzão Chagas deixou os companheiros em 2011. No auge da popularidade e quando ganhava cerca de R$ 20 mil por mês, ele se converteu à Assembleia de Deus dos Últimos Dias. Tonzão apidamente ganhou fama no meio, cantando hits como "Passinho do abençoado", e hoje se orgulha de embalar 200 mil pessoas em uma única apresentação.

    “O funk é a cultura da periferia. A batida é a mesma. As letras que são diferentes. A dança é uma forma de evangelizar”, conta Tonzão. “Eu não saí dos Hawaianos com a ideia de seguir uma carreira gospel. Eu queria fazer um trabalho social, com jovens de periferia, de ressocialização. E nos Hawaianos eu não tinha tempo para isso", explica.

    Assim como ele, outros músicos passaram a dedicar as suas carreiras ao chamado funk gospel (ou gospel funk), que leva para a música evangélica um ritmo que parecia incompatível, com tradição de letras que fazem apologia à violência e ao sexo.

    Na transição, o funk passou por adaptações. As roupas curtas, as letras maliciosas e as danças sensuais são trocadas por figurinos comportados, temas religiosos e coreografias animadas, mas bem menos provocantes.

    Para Tonzão, a ideia de que poderia adaptar sua antiga carreira à sua nova vida surgiu de uma brincadeira com jovens recém-convertidos, como ele, e que o conheciam como funkeiro. Começaram a dançar na igreja e foram chamados pelo pastor, que os viu dançando por uma câmera de segurança e pediu explicações. Contou que estavam dançando como uma forma de louvor.

    O vídeo no qual Tonzão canta o “Passinho do Abençoado” pela primeira vez, dançando funk de terno e gravata com companheiros de igreja, tem quase 2 milhões de visualizações em apenas uma das inúmeras cópias que se espalharam pela web.

    Sobre o retorno financeiro, Tonzão afirma que ganha bem menos do que quando fazia sucesso no funk “secular” (tradicional), mas afirma que seu dinheiro é melhor empregado.

    “Nos Hawaianos eu ganhava mais. Mas hoje eu tenho tempo para ver a minha família. As pessoas diziam que a minha mulher ia me largar. E hoje estamos casados e com dois filhos. O dinheiro não é igual, mas rende melhor. Porque eu não gasto com um monte de mulheres, com baladas e drogas, que eu cheguei a usar por curtição”, afirma Tonzão. Há um ano, ele e sua esposa fazem parte do Ministério Flordelis.

    Unindo paixões
    Quem também fez uma conversão para o gospel funk foram os irmãos Tiago e Diogo, que começaram a cantar funk ainda adolescentes, em 1995. Eles fizeram parte da primeira geração do ritmo a se destacar no Brasil, ao lado de nomes como Latino, Catra e a dupla Claudinho e Buchecha.

    Fizeram shows em todo o país com músicas como “Pegação”, “Palco” e o “Rap do Pombal”. Em 1998, se converteram e decidiram largar tudo. Como a renda da família vinha das apresentações e da execução das músicas, depois de um tempo começaram a enfrentar dificuldades financeiras.

    Para sobreviver, fizeram de tudo um pouco: trabalharam como barbeiros, venderam hambúrgeres e se tornaram ambulantes. Mas, ao longo do tempo, a saudade dos palcos começou a bater. Em 2007, juntaram dinheiro e pagaram a gravação de um CD com letras de temática cristã. “Nós gravamos o CD e deu certo. Para divulgar, começamos a colocar caixas de som nas ruas para vender cópias. Assim, vendemos 40 mil CDs”, afirma Diogo.

    CONTINUE LENDO


  • Sinho Ferrary é a 3ª atração confirmada da Noite da Sofrência

    A presença do cantor Sinho Ferrary foi confirmada pela produção da Noite da Sofrência. O artista é a terceira atração confirmada na festa de fim de ano, que será realizada no Parque de Exposições, em Brumado. Além dele, os cantores Tayrone Cigano e Júlio Nascimento também se apresentarão no evento, que acontece no dia 12 de dezembro. Com 14 anos de carreira e dono de uma das vozes mais fortes e marcantes do meio musical, Sinho Ferrary iniciou na vida artística com a banda Chamego da Bahia. Depois passou pelo grupo Top Love, estourando com a música “Chora”. Logo em seguida foi para o Lordão, banda baile que o consagrou como artista. No ano de 2012, o cantor lançou a carreira solo e seu primeiro CD intitulado de “Sinho Ferrary - O Top do Arrocha”. Com repertório romântico e bastante eclético, o cantor possui grandes sucessos da música baiana e brasileira. A Noite da Sofrência promete ser um dos eventos mais badalados da cidade.



  • Noite da Sofrência: Julio Nascimento é confirmada como segunda atração do evento

    A Noite da Sofrência que já teve confirmada a presença do fenômeno no momento desse estilo que cada vez mais conquista os apaixonados, o incrível Tayrone Cigano, teve, na tarde deste sábado a confirmação da segunda atração do evento, o inigualável Julio Nascimento que está num momento muito positivo de sua carreira. Então, no dia 12 de dezembro, Brumado vai ser dominado pela paixão e o Parque de Exposições será pequeno para tantos apaixonados. 



  • Bafão! Show de Simone e Simaria termina com barraco; assista

    Um barraco tomou conta do show de Simone e Simaria, que aconteceu cidade de Petrolina, em Pernambuco. Em um vídeo divulgado pelo colunista Léo Dias, do jornal 'O Dia', as irmãs aparecem interrompendo a apresentação para reclamar com um rapaz que jogou bebida em outra pessoa da plateia.

    Nas imagens, Simone é ofendida pelo rapaz, que mostrou o dedo do meio para ela, e, em resposta, a artista chamou o homem de "vagabundo" e usou palavras de baixo calão. A cantora ainda o convidou para ir até ao palco para que dois seguranças "quebrassem a cara dele". Segundo a agenda da dupla, elas estiveram em Petrolina na festa 'Vá Tomar no Fusca'. Assista ao vídeo:



  • Atrações do Pré-Réveillon do Sítio Novo 2015 serão anunciadas em breve

    A primeira edição do Pré-Réveillon do Sítio Novo, que aconteceu no dia 27 de dezembro de 2014 foi um grande sucesso, onde as atrações foram as renomadas bandas Harmonia do Samba e Cheiro de Amor, que fizeram a alegria de milhares de foliões que se despediram do ano velho em grande estilo. Neste ano de 2015, a segunda edição promete ser ainda melhor e, para que isso aconteça a Só Legal e Beto Bonelly Produções, que promovem o evento, já estão em ação. Uma mega estrutura de som e luzes será montada num dos palcos de eventos mais agradáveis e estruturados de toda a região sudoeste, o Sítio Novo,  numa festa que oferecerá comidas e bebidas free, tenda eletrônica, dois palcos, queima de fogos e muita alegria em 8 horas de muita agitação com mais de 5 atrações. As atrações já estão sendo fechadas e deverão ser divulgadas em breve. Então já deixe espaço na sua agenda, porque em dezembro acontecerá o Pré-Réveillon do Sítio Novo 2015, onde você irá finalizar o ano de 2015 de forma espetacular.



  • Pablo é ridicularizado em Programa por causa do hit “Porque Homem Não Chora”

    Reprodução Programa do Jô / TV Globo

    Sucesso em boa parte do país, o cantor Pablo, ou “Rei da Sofrência”, ficou totalmente sem chão durante a sua participação no programa do Jô, na madrugada desta sexta-feira (24). De acordo com o colunista Caio Coroa, a entrevista parece que não agradou muito o público e acabou repercutindo nas redes sociais, de uma forma bem irônica.
    Questionado sobre a autoria da composição “Porque Homem Não Chora”,  o artista disse apenas que era de um amigo, mas ele ficou totalmente sem jeito quando Jô insistiu em saber o nome da pessoa “O nome dele é amigo?”, perguntou.  O cantor respondeu de volta dizendo que não sabia e que não lembrava. Então o apresentador ironizou, deixando-o sem graça: “Não sei se o Roni dos Teclados vai ficar contente”. Logo em seguida, Pablo confirmou: “Roni gente, desculpa Roni”.
    Mas não parou por aí,  Jô Soares continuou ironizando com a cara do rei do arrocha sobre o hit. “Eu passei a madrugada inteira estudando a música e tentando entender se a expressão questiona porque homem não chora ou se afirma que homem não deve chorar”. Acha que Pablo explicou? Nada disso! Ele respondeu o apresentador simplesmente dizendo que não sabia, deixando todos surpresos. O cantor ainda tentou se explicar, mas no mesmo momento foi interrompido por Jô. “Mas essa música tem contexto? Você canta e não sabe o que a música quer dizer, você não conhece o nome do compositor”. Confira o vídeo.

     
     



  • Com 64% dos votos, Lucas e Orelha são os vencedores do SuperStar

    Dupla ganhou segunda edição do programa (Foto: Isabella Pinheiro / Gshow)

    Lucas e Orelha levaram a melhor na final da segunda edição do reality Show SuperStar, da TV Globo, na noite deste domingo (12). Os jovens baianos se apresentaram com a música "Menina Nerd" e conquistaram 64% dos votos do público.

    "Quero agradecer ao Brasil, mas antes de mais nada quero agradecer ao coroa e a minha mãe que está em casa. Muito obrigada por tudo. Acho que vou te dar uma vida melhor agora", disse Orelha emocionado.

    Após ganhar o prêmio, os amigos revelaram que já possuem planos ambiciosos. "Vamos gravar juntos sim, com o MC Gui. Vai ser uma coisa incrível, nossa e original. Queremos também gravar com Naldo e Ludmilla", disse Lucas durante coletiva de imprensa. Mas além a fama, os garotos pensam em voltar para Salvador para estudar na mesma escola.

    O cantor Thiaguinho, padrinho da dupla, teve papel fundamental durante a competição. "Ele é uma pessoa que a gente admira há muito tempo e disse que era só ter fé”, ressaltou Lucas.

    História da dupla
    Assim como boa parte da nova geração, Lucas Almeida Arcanjo, 19 anos, e João Henrique da Silva Santana, 17 anos, usaram a internet como ferramenta para expor sua arte. Começaram a gravar vídeos cantando algumas das suas composições e divulgaram em uma rede social.

        

    Nesse momento, viraram Lucas e Orelha e chamaram a atenção do produtor musical Guga Fernandes, irmão do cantor Tuca Fernandes. “Guga me chamou e eu levei Orelha. Nesse dia, Tuca estava lá e nos ouviu cantar. Na mesma hora, ele disse que tínhamos que cantar juntos”, lembra Lucas, que agradece a Guga por tê-los inscritos no programa.

    Colegas de escola, os dois tiveram uma trajetória semelhante: começaram a cantar aos 9 anos em igrejas que frequentavam. Quando se encontraram na sala de aula, perceberam o interesse em comum pela música e passaram a cantar juntos.

    Dos primeiros uploads à final do SuperStar, foi um piscar de olhos. “A gente postava os vídeos, mas nunca imaginamos que íamos chegar tão longe. De repente as pessoas cantavam nossas músicas, falavam que gostavam da gente. Foi muito rápido”, avalia.
     

    A fama repentina trouxe com ela muito trabalho. Nos dias que antecederam a grande final, Lucas e Orelha não tiveram descanso. Entre uma gravação e outra, os dois tentavam poupar energia. “É cansativo, a gente dorme três ou quatro horas por dia. Mas é legal pra caramba. É o que a gente sonhou, víamos as pessoas na TV e agora nós estamos lá”, comemora.

    Não só estão na telinha como, também, estão ao lado de alguns dos seus ídolos. O cantor Thiaguinho, que apadrinhou a dupla no reality show, é um dos artistas que eles gostam de ouvir. Passar de fã à colega de profissão está sendo uma experiência incrível, assume Lucas. “Ele é um cara do bem que passa muitos conselhos, dicas, nos abraça de verdade”, elogia.

    Referências
    Porém, o encontro mais emocionante para os dois, com certeza, foi com o funkeiro MC Gui. Autor da música Sonhar, aquela que levou Orelha aos prantos, Gui é uma das maiores influências musicais dos jovens baianos. “Curtimos o estilo dele. E agora ele virou nosso amigo, estamos até acertando uma parceria em uma música”, adianta.

    Representantes soteropolitanos do funk melody, subgênero predominantemente carioca, Lucas e Orelha se inspiram em artistas contemporâneos como Ludmilla, Anitta e Naldo. Tem ainda os internacionais Justin Bieber, Justin Timbelake e Chris Brown. “Misturamos tudo isso para compor o nosso som”, conta.

    Frequentemente comparados à mais famosa dupla de funk carioca do país, Claudinho (1975-2002) e Buchecha, os meninos garantem que não se incomodam: “A gente escutava bastante Claudinho e Buchecha. E achamos legal quando comparam”.

    Para Lucas, o fato de formarem um duo de garotos negros, da periferia e que cantam variações do funk melody aumenta as conexões com a outra dupla que fez sucesso no final dos anos 90. “Acho que pode ser por isso, mas a gente curte e até brinca com isso”.

    Preconceito
    Comparações positivas não incomodam os dois que já tiveram que lidar com relações racistas. “Quando fomos backing vocals de algumas bandas, enfrentamos pessoas preconceituosas. Já chamaram a gente de macaco e nos disseram que negros não iam para lugar nenhum”, recorda.

    Não à toa, os dois se sensibilizaram com a jornalista Maria Júlia Coutinho, a Maju do Jornal Nacional, que foi alvo de ofensas racistas nas redes sociais no início do mês.

    Para apoiar a campanha #somostodosmaju, os meninos fizeram um vídeo em homenagem à jornalista ao som da música Preta Perfeita, de autoria própria e uma das mais aplaudidas durante as apresentações no programa: “Ela viu o vídeo e comentou. Ficamos muito felizes. Acho que a melhor resposta é deixar o tempo responder, afinal somos todos iguais”.

    Confiantes no próprio talento, os dois afirmam que vão dar o melhor em cima do palco do SuperStar. “Vamos cantar três músicas autorais e mostrar nossa verdade. Mas se não vencermos, já valeu a pena isso tudo”, pondera.

    Mas, se tiverem uma porcentagem de votos maior que seus concorrentes e se sagrarem campeões, os jovens já sabem quais os próximos planos: “Queremos fazer tudo que um cantor tem direito, gravar clipe, CD, DVD. E, consequentemente, poder melhorar a vida das nossas famílias. Esse é o nosso sonho”, dispara. (Com informações do Correio24horas)

    CONTINUE LENDO


  • São Pedro Tôa Tôa, o evento mais esperado e desejado em toda região Sudoeste

    São Pedro Tôa Tôa, o evento mais esperado e desejado em toda região Sudoeste. Sinônimo de sucesso e de satisfação da marca junto ao seu público.

    Há dezenove anos o São Pedro Tôa Tôa vem se consolidado e atraindo pessoas de várias partes da Bahia e do Brasil e conquistando marcas que escolhem este evento para ter ainda mais visibilidade e retorno de imagem. Tudo isso porque existem vários ‘ingredientes’ de sucesso tais como: organização, planejamento, compromisso e valorização de todos os envolvidos, o que reflete na imagem da festa, sendo considerado por muitos a mais organizada da Bahia.

    Acrescente ainda, serviço de atendimento de qualidade, variedade de comidas e bebidas, estrutura que oferece conforto e segurança e claro trazer grandes atrações; a exemplo da Banda Aviões do Forró, e dos forrozeiros Dorgival Dantas e Flávio José neste ano.



  • Mais de 11 Mil pessoas compareceram no Forró do Roça Roça 2015

    Fotos: Max Moreno / Destaquebahia.com.br

    No dia 01 de julho (véspera de feriado), aconteceu em Vitória da Conquista o Forró do Roça-Roça 2015. Mais de 11 Mil pessoas compareceram no Parque de Vitória da Conquista para prestigiar e se divertir ao som de grandes nomes da música brasileira.

         
                   A irreverência do Rei da Cacimbinha foi um show a parte.

          
           Para os amantes da música sertaneja  Lucas Lucco foi o grande destaque


    Dentre as atrações estiveram: O cantor de sertanejo universitário, Lucas Lucco, cantor Wesley Safadão e a Banda Garota Safada, o cantor Silvanno Sales e o irreverente Rei da Cacimbinha.

    O evento ainda contou com um camarote premium open bar, com cerveja, whisky, vodka, água e refrigerante, e as apresentações da Mc Tati Zaqui, conhecida pelo Hit (Pararatibum) e o Dj Rafa Gouveia. Mais uma vez a qualidade em eventos da Rasta Show Produções garantiu a alegria e satisfação do público.



  • Devido a imprevisto, produção do Forró do Sítio Novo comunica que as camisas serão entregues nesse sábado (13) a partir das 07h

    A produção do Forró do Sítio Novo 2015, por meio do promoter Beto Bonelly, vem comunicar aos foliões que adquiriram o ingresso do evento, que, devido a um imprevisto ocorrido com a quebra de um equipamento da indústria que está confeccionando as camisas da festa, as mesmas não puderam ser entregues no prazo estipulado. O promoter que está em Caetité para apressar o processo de confecção também informa que a entrega acontecerá a partir das 07h deste sábado (13), dia do evento, no antigo Casa Branca, na Av. Otávio Mangabeira. O promoter pede a compreensão dos foliões que sempre foram grandes parceiros do Forró do Sítio Novo, que reconhecem que o evento é um dos maiores da região e que sempre contou com uma produção de qualidade, mas que, desta feita, o motivo foi de força maior, mas que, em hipótese alguma, afetará em nada o brilho desta consagrada festa.  



  • Forró do Sítio Novo 2015: Produção acelera ritmo e cenário temático já começa a ser instalado

    É chegado o mês mais esperado do ano para o povo de toda a região,
    já que Junho é sinônimo de festa e de muita alegria, trazendo com ele, também, um dos eventos mais representativos deste período, o Forró do Sítio Novo, que neste ano de 2015 estará realizando a sua 7ª edição. Considerada a melhor festa de Brumado e região, o Forró do Sítio Novo é um evento ansiosamente aguardado pelos amantes da alegria e de uma festa de alta qualidade. É já foi dada a largada para a contagem regressiva, já que a festa acontecerá no próximo dia 13. A produção do evento já está em ritmo acelerado e neste ano o cenário temático será inda mais incrementado, criando um ambiente totalmente sincronizado para o grande público que deverá comparecer ao evento. A mega estrutura de som e luzes também está recebendo os últimos ajustes para que tudo esteja totalmente pronto antes do prazo. Então se você ainda não adquiriu o seu ingresso para este grande evento, não perca tempo e vá agora mesmo a Tiazinha Distribuidora, Bar do Rei (Bairro das Flores), Bocas Grill, Salão WN (Rua Arthur Revenster) ou com os comissários. Forro do Sítio Novo 2015 a alegria em seu estado genuíno.



  • Está chegando o grande dia, PAPARATIBUM FEST em Brumado é dia 22

    Dia 22 em Brumado acontece um dos eventos mais aguardados do ano - PAPARATIBUM FEST. Duas super atrações vão fazer a alegria do público: Banda Kaso Contrário e o fenômeno do momento, a banda Vingadora. Comandada pela vocalista Tays Reis; a banda de arrocha se apresentará pela primeira vez no município. Os ingressos podem ser adquiridos na Tiazinha Distribuidora, Bocas Grill e pessoalmente com comissários de vendas. Não deixe para a última hora, garanta já o seu passaporte para este grande evento.



  • Direção de 'Babilônia' desiste de casal gay na trama; saiba mais

    Direção de 'Babilônia' desiste de casal gay na trama (Fotos: GShow)

    História envolveria os personagens de Marcos Pasquim e Marcello Melo

    As mudanças de personagens e histórias na novela 'Babilônia' vão sofrer novas alterações na próxima semana. De acordo com o site 'Notícias da TV', a direção do folhetim  decidiu extinguir a história dos personagens de Marcos Pasquim e Marcello Melo, que formariam um casal na trama.

    Os autores de 'Babilônia' criaram um argumento para justificar sua repulsa a mulheres. No lugar de atração por homens, entrará um trauma do passado. Ainda segundo a publicação, Carlos Alberto vai revelar que matou sua mulher em um acidente de automóvel. O treinador foi apresentado desde o início como um homem separado, com uma ex-mulher que viveria em outra cidade.

    Os autores de Babilônia chegaram a escrever um diálogo dele com Helô (Carla Salle) revelando que nunca saiu com um homem. A cena estava prevista para ir ao ar na última segunda-feira (4), mas foi anulada. 

    "Eu acho que eu sou gay. No começo, nem sabia direito, acho que eu era muito novo pra entender. Eu sempre tive curiosidade, atração, mas não podia! Eu era atleta, todo o mundo treinava junto e viajava. Pra ninguém desconfiar, eu fingia e disfarçava. Eu fui campeão olímpico, famoso, imagina se todos soubessem? Ia ser um escândalo! Você não sabe como eu fiquei aliviado quando conheci uma mulher que eu gostei, aí casei logo e tive filho. O mundo era diferente naquela época! Agora, não que seja fácil, mas as pessoas aceitam mais”, diria ele à garota de programa, que a esta altura teria se tornado sua amiga.

    Por não aceitar sua homossexualidade, ele também se entregaria à bebida, sendo repreendido constantemente pelo filho homofóbico. (Redação iBahia



  • Sem Ivete Sangalo, Superstar volta neste domingo (12) com novidades

    Time de apresentadores e jurados da segunda temporada do 'Superstar', que estreia neste domingo (12) (Foto: Divulgação/ TV Globo)

    Foi-se o' BBB', vem o 'Superstar'. Começa neste domingo (12) a segunda temporada do reality show musical da Globo que vai fazer uma banda campeã. O programa volta repaginado, com novas regras e jurados. Ivete Sangalo, grande nome entre os técnicos, foi substituída por Sandy, que terá ao seu lado Paulo Ricardo e Thiaguinho, este último revelado - para quem não lembra - por um programa semelhante na emissora.

    Hoje, após o 'Fantástico', Fernanda Lima e André Marques recebem Rafa Brites no time da apresentação para dar o ponta pé à segunda temporada do programa. O que muda? O 'Superstar' agora terá a famosa repescagem. Na primeira fase do programa, as audições, apenas as cinco bandas mais votadas do dia passam para a segunda etapa. As demais vão poder brigar por uma nova chance no quinto episódio.

    Além disso, os padrinhos vão ter mais destaque ao poder dar mais imunidade a uma de suas bandas durante o Super Passe. Em seguida, no Super Filtro, metade dos participantes volta para casa antes do Top 9, do Top 7 e da grande final. "O legal aqui é que é o povo que escolhe o vencedor, quem manda é o público", lembra André Marques.

    O que não muda para os candidatos é o gostinho de se apresentar para o país inteiro ao vivo. Não é moleza nem para os apresentadores. "Programa ao vivo é muito especial. não é como um show para eles, nem como um programa gravado pra mim, é uma sensação diferente. Ficamos na adrenalina até as 3 da manhã", disse Fernanda Lima em entrevista ao UOL. (Redação iBahia)



  • BBB 15 chega ao final nesta terça; Amanda e Cézar disputam R$ 1,5 milhão

    BBB 15 chega ao final nesta terça; Amanda e Cézar disputam R$ 1,5 milhão

    A 15ª edição do Big Brother Brasil chega ao fim hoje, às 22h25, na Globo/TV Bahia. A paulista Amanda e o paranaense Cézar disputam o prêmio de R$ 1,5 milhão. Como já é tradicional, os finalistas poderão ver toda a festa de encerramento e apresentação dos melhores momentos do jogo. Para animar a plateia e os telespectadores haverá o encontro inédito entre os sertanejos Daniel, Michel Teló e Paula Fernandes. “É uma honra muito grande participar da final do BBB15, ainda mais acompanhado de duas pessoas que admiro e gosto tanto. Vamos nos divertir e tentar divertir muito todo mundo que estiver ligado com a gente, espiando a casa mais vigiada do Brasil”, garante Michel Teló. Daniel também está na expectativa pelo encontro: “Vai ser uma honra dividir o palco com esses dois talentos. Ainda mais na final do BBB. Vamos nos divertir e passar isso para o público”. O favorito para faturar a bolada, segundo pesquisas de sites como UOL e Extra, é Cézar. No UOL, ele ganharia com 76,39% dos votos enquanto no Extra ele soma 57% da preferência popular. A estratégia dos brothers foi bem diferente desde o começo da disputa. Cézar preferiu não se juntar com nenhum grupo e adotou a postura do ‘bloco do eu sozinho’. Já Amanda protagonizou cenas quentes com Fernando, após ser rejeitada pelo carioca, que também se envolveu com Aline. Tanto insistiu que levou, mas acabou desagradando o público. A média de audiência fechou na casa de 22,7 pontos. Cada ponto equivale a 67 mil domicílios. Apesar dos boatos de que o reality chegaria ao fim este ano, a 16ª edição está confirmada e as inscrições já estão abertas. O jornalista Pedro Bial seguirá no comando.