publicidade
 
publicidade
 
publicidade
 
comentários
regiana em:
Mais uma pessoa morre após ficar três dias no Hospital de Brumado aguardando vaga numa UTI em Conquista
 
 
Marcos Andre em:
Torre da Oi cai e serviços de internet e telefonia ficam prejudicados em Aracatu
 
 
Mano Barreto em:
A segunda edição do Encontro de Motociclistas de Brumado promete movimentar o município
 
 
Maria aparecida santos moreira em:
Kezinha Produções realizou Páscoa Solidária em Brumado
 
 
 
curta nossa fanpage
Resultado da busca pela categoria "esportes":
 
29.12.2013 - ESPORTES
 
Anderson Silva sofre lesão durante revanche contra Chris Weidman e não recupera o cinturão dos médios no UFC
 
Anderson Silva sofre lesão durante revanche contra Chris Weidman e não recupera o cinturão dos médios no UFC
Yahoo Esporte Interativo - Chris Weidman vence revanche contra Anderson Silva após lesão bizarra do brasileiro e mantém cinturão dos médios do UFC. (Getty Images)
 

Anderson Silva fratura sua perna no segundo round do confronto e perde para Chris Weidman no UFC 168; noite brasileira é negativa

O segundo capítulo da história envolvendo Anderson Silva e Chris Weidman foi escrito quatro meses e vinte e dois dias depois da queda do ídolo brasileiro, em Las Vegas, na edição 168 do Ultimate Fighting Champioship, realizada neste sábado (28/12). Em jogo, o futuro do americano que perdeu tudo após uma tragédia em sua vida e do brasileiro que, em uma tragédia dentro do octógono, perdeu o título dos médios. Após ser nocauteado no segundo round no primeiro encontro, dando contornos dramáticos a esse "best-seller" das artes marciais mistas, o Spider teve sua revanche no último evento do UFC em 2013. Contando com a presença de outros quatro brasileiros no card, e apesar das críticas, o mundo parou para assistir o desempenho do lutador considerado o melhor da história do MMA.

Chris Weidman x Anderson Silva - Pelo cinturão peso-médio do UFC

As luzes se apagaram. Anderson Silva, no córner azul, entrou como desafiante ao cinturão da categoria dos médios. Era o momento da revanche. "It's time", Bruce Buffer anunciava. O maior campeão da história do UFC começava a sua batalha para reconquistar o título das mãos de Chris Weidman.

Tentando a queda logo nos primeiros instantes do primeiro round, Weidman recebeu uma resposta do ex-campeão, que se recolocou de pé. Entrentanto, conseguindo um knockdown na sequência, Chris Weidman aplicou um ground and pound agressivo quase encerrou a luta em sua primeira parte. Anderson Silva estava novamente em apuros e de costas pro chão por praticamente todo o assalto inicial.

Na segunda parte da luta, o inesperado aconteceu. Depois de aplicar um chute baixo, Anderson Silva fraturou sua perna e não teve condições de continuar no combate. Um triste desfecho na luta principal do UFC 168, que consagrou Chris Weidman como o ainda campeão dos médios do Ultimate.

Ronda Rousey x Miesha Tate - Pelo cinturão peso-galo feminino do UFC

As primeiras treinadoras de uma edição do The Ultimate Fighter americano, o TUF 18, protagonizaram o co-main event da noite no UFC 168. De um lado, a finalizadora Ronda Rousey. Do outro, a desafiante Miesha Tate. Em uma luta marcada por uma grande rivalidade dentro e fora dos octógonos, o reencontro das atletas marcou uma esperada revanche.

No Strikeforce, extinta organização adquirida pela ZUFFA, detentora do UFC, Rousey venceu a então campeã peso-galo Miesha Tate em março de 2012.

No último evento do UFC em 2013, o primeiro round do confronto entre elas começou eletrizante. Acertando bons jabs e até conseguindo uma queda na atual campeão Ronda Rousey, Tate não amoleceu perante o favortismo e a superioridade da ex-judôca olímpica, que quase conseguiu aplicar um triângulo no meio da primeira etapa do combate.

 
     
     
 
16.12.2013 - ESPORTES
 
Fla dá entrada em pedido como 3º interessado no processo da Lusa
 
Fla dá entrada em pedido como 3º interessado no processo da Lusa
Michel Assef Filho (E), dir. Jurídico do Flamengo (Foto: Marcelo Baltar / Globoesporte.com)
 

Advogado explica que Portuguesa usará argumentos sustentados também pelo Rubro-Negro e, por isso, espera ter a palavra no julgamento dela, que será o primeiro
 

Nesta segunda-feira, Flamengo e Portuguesa serão submetidos ao julgamento do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) que pode mudar a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. A Portuguesa corre o risco de perder quatro pontos e cair - o que salvaria o Fluminense - por ter usado o jogador Héverton na última rodada do Brasileirão, diante do Grêmio. Suspenso por dois jogos, o atleta havia cumprido apenas um e não poderia ter atuado na partida. O início da pauta está marcado para 17h. O caso da Lusa está previsto para ser o primeiro em pauta. O Flamengo, que também pode perder quatro pontos pela escalação do lateral-esquerdo André Santos contra o Cruzeiro, pela última rodada (ele teria de ter cumprido a suspensão de um jogo nessa partida), contudo, deu entrada em pedido para ser homologado como terceiro interessado no processo da Lusa na última sexta-feira.

Como a Lusa usa argumentos que também serão sustentados pelos rubro-negros, o advogado que defenderá o clube da Gávea, Michel Asseff Filho, entrou com o pedido no tribunal para poder fazer uma sustentação desses argumentos em comum já no julgamento do clube paulista, para não exaurir o tema antes do início da análise do processo de infração do Flamengo. A Portuguesa será defendida pelo advogado do Corinthians, João Zanforlin. O Fluminense também deu entrada em pedido para ser registrado como parte interessada.

O detalhe é que o Flamengo também corre risco de rebaixamento. Se for punido, e a Portuguesa, absolvida, o clube rubro-negro entrará para a zona de rebaixamento, com 45 pontos ganhos, livrando da queda o Fluminense, que terminou a campanha com 46. 

Durante a semana, o presidente rubro-negro, Eduardo Bandeira de Mello, mostrou indignação pelo que chamou de “tentativa de golpe” e rechaçou qualquer possibilidade de queda do Fla. 

 - Nem vamos falar de queda, porque tenho certeza que não vai acontecer. Mas meu sentimento é de indignação. Estávamos em uma tentativa de moralizar o esporte e, de repente, vemos uma tentativa de golpe contra os princípios éticos e morais que deveriam reger o esporte - disse o mandatário, na ocasião em Assunção para o sorteio dos grupos da Libertadores, em entrevista à Band News.

Bandeira disse ainda que não houve erro por parte do Flamengo na escalação de André Santos, principalmente porque o jogo contra o Cruzeiro já não valia nada para ambas as equipes. Apesar das críticas, o presidente disse confiar na decisão do STJD.

- Temos razão nesse caso. Não houve nada errado. Admitindo que os membros do Tribunal entendam que Portuguesa e Flamengo erraram, não existe nada nem ninguém que obrigue a perda de pontos. Foram jogos praticamente amistosos, ninguém se beneficiou da escalação desses jogadores. Confio na decisão do STJD, mas temos que nos perguntar qual é a definição de Justiça Desportiva. Ela deve trabalhar para que os interesses esportivos se sobreponham a outros interesses. É uma situação extremamente desagradável.
 
     
     
 
09.12.2013 - ESPORTES
 
Abatido, Fred diz que jogará a Série B: 'Cumpro o meu contrato até o fim'
 
Abatido, Fred diz que jogará a Série B: 'Cumpro o meu contrato até o fim'
 

Em Salvador, atacante garante permanência nas Laranjeiras e diz que Fluminense precisa pensar no futuro: ‘Temos que levantar a cabeça e olhar para frente’
 

Desde o fim de agosto sem jogar, por causa de um edema na coxa direita, Fred desembarcou no domingo em Salvador para acompanhar o drama do Fluminense. De um camarote da Arena Fonte Nova, ele chorou ao ver o time vencer o Bahia, mas ser rebaixado para a Série B. No fim da noite, no hotel onde a delegação tricolor ficou hospedada, Fred prometeu que não deixará o clube, com o qual tem contrato até o fim de 2015.

- Fico no Fluminense. Cumpro o meu contrato até o fim - disse o atacante, ainda demonstrando abatimento, ao GloboEsporte.com.

Mesmo com o rebaixamento, Fred foi assediado por alguns torcedores na recepção do hotel e teve paciência para posar para fotos. O atacante chegou a achar que estava sendo provocado por um gremista que lhe deu parabéns, mas logo percebeu que ele se referia à vitória sobre o Bahia. A nítida expressão de abatimento, porém, contrastou com o discurso sereno.

- Estou tranquilo. É vida que segue. Fiquei muito triste, mas futebol é assim mesmo. Agora temos que levantar a cabeça e olhar para frente - afirmou aquele que em 2009 comandou uma reação incrível, livrando o Flu do rebaixamento.

Na recepção do hotel, entre uma foto e outra, Fred conversou com Wagner, autor do primeiro gol do Fluminense. Na saída de campo, o meia foi enigmático e disse que os problemas extracampo foram cruciais para o rebaixamento. Wagner deu a entender, no papo com o camisa 9, que mudanças ocorrerão nas Laranjeiras na próxima temporada

- Muita água vai rolar - disse Wagner para Fred, referindo-se ao futuro do Fluminense.

Após o rebaixamento, os jogadores do Fluminense estão de férias, e poucos devem retornar ao Rio de Janeiro no voo da delegação, que tem chegada prevista na capital carioca para o início da tarde desta segunda-feira. O clube vive um momento de indefinições. As permanências do técnico Dorival Júnior e do diretor executivo de futebol, Rodrigo Caetano, são incertas. Alguns jogadores que têm contrato até o fim deste ano podem não permanecer, casos de Edinho, Anderson e Felipe. O certo é que o time deve passar por uma grande reformulação e ganhar uma nova espinha dorsal para a próxima temporada.

 
 
     
     
 
30.11.2013 - ESPORTES
 
Juventude quebra o favoritismo do IBAR e sagra se campeão brumadense de futsal 2013
 
Juventude quebra o favoritismo do IBAR e sagra se campeão brumadense de futsal 2013
O goleiro Dan Patric e o Jogador Bibio, foram os grandes destaques da equipe do Juventude
 

Em um jogo disputadíssimo e emocionante, a equipe do IBAR e a do Juventude travaram uma grande batalha no Ginásio de Esportes Antônio Alves Ribeiro na noite da última sexta-feira (29).
Diante de mais de 2.000 pessoas, ambas as equipes entraram em quadra para apresentarem um belíssimo espetáculo, onde, estava em jogo a disputado do titulo brumadense de futsal.

O jogo

Como era de se esperar, o IBAR  começou pressionando e chegou a abrir 2 gols de vantagem em cima do juventude, o qual não se abateu e foi para cima, e conseguiu o empate e posteriormente a virada; terminando o primeiro tempo vencendo de 4 X 3.

Já no segundo tempo, as duas equipes voltaram ainda mais determinada, o IBAR por sua vez, foi atrás do prejuízo e faltando menos de 15 segundo para o término da partida, para a surpresa da torcida do Juventude que já comemorava a vitória, praticamente no último lance o IBAR  fez o gol do empate, levando o jogo para a prorrogação.

A Prorrogação

Após o empate conseguido nos últimos segundos pela equipe do IBAR o jogo foi para a prorrogação, onde, com o empate, O IBAR levaria a “taça”.
Mas o Juventude estava mesmo decido em dar um “banho de água fria” nos planos da equipe adversária, e em contra – ataque fulminante, já no segundo tempo da prorrogação, o Juventude fez o gol que o fizera consagrar – se como campeã do Campeonato brumadense de futsal 2013.
Dois jogadores do Juventude foram destaques: Bibio foi o melhor jogador e o melhor goleiro Dan Patric. Ambos receberam os troféus por terem se destacado.

Vale ressaltar, que o jogo foi brilhante do inicio ao fim, graças a equipe de arbitragem que deram um show a parte, nessa final que trouxera fortes emoções aos amantes do esporte brumadense.
 

 
     
     
 
21.11.2013 - ESPORTES
 
Chutes potentes selam empate entre Furacão e Fla no primeiro jogo da final
 
Chutes potentes selam empate entre Furacão e Fla no primeiro jogo da final
Artilheiros da noite, Amaral e Marcelo disputam a jogada (Foto: Hedeson Alves/VIPCOMM)
 

O empate, por definição, propõe igualdade. Mas, pelo regulamento da Copa do Brasil, o 1 a 1 entre Atlético-PR e Flamengo, no Durival Britto, em Curitiba, nesta quarta-feira, deixou os cariocas em vantagem e mais perto do título. Com o resultado e o gol marcado fora de casa, um 0 a 0 no Maracanã, na próxima quarta, será suficiente para levantar a taça. A torcida visitante, em minoria, saiu do estádio gritando "seremos campeões", mas os atleticanos sabem que nada está decidido. O time precisa de uma vitória (ou empate por dois ou mais gols), mas já superou o rival neste ano no Rio (4 a 2), pelo Brasileiro. Outro empate por 1 a 1 leva a decisão para os pênaltis.

No duelo particular entre dois dos maiores artilheiros do país na temporada, Ederson e Hernane passaram em branco. Paulo Baier e Elias, os principais articuladores dos dois lados, também não chegaram a brilhar. Mas as redes balançaram em grande estilo. Foram chutes de longe, fortes e bem colocados. Pelo Atlético-PR, Marcelo marcou numa bomba de 126km/h. O gol do Flamengo foi do improvável Amaral, cão de guarda que anotou seu primeiro gol com a camisa do clube, numa finalização a 99km/h.

- Venho trabalhando forte para isso, e se acontecer outras vezes vou ficar feliz. É um gol muito importante para mim e para minha família, é fruto de luta e determinação. Foi meu segundo gol na carreira, pelo que me lembro, e outro foi pelo Quissamã - afirmou Amaral.

Os torcedores do Atlético-PR fizeram uma grande festa desde muito antes do apito inicial. Foram 15.494 pagantes (com renda de R$ 70.080). E chegaram cedo, fizeram vigília à espera da abertura dos portões, que acabou antecipada em 20 minutos. Na chegada do time, montou a rua de fogo, como é chamado o corredor de sinalizadores vermelhos para a entrada do ônibus no estádio. Dentro do Durival Britto, um mar de faixas, bandeiras e outros adereços para incentivar o Furacão. Para tentar escapar da pressão, o Flamengo colocou seus jogadores para passarem no meio da sua torcida na saída do ônibus. Na entrada para o aquecimento, mãos dadas e postura de união com os 1.700 torcedores que compareceram, e saíram confiantes na conquista do título.

Os dois times jogam pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro, no fim de semana, antes de decidirem o título -  ambos em casa, às 17h de domingo. O Atlético-PR pega o lanterna Náutico, e o Flamengo encara o Corinthians.
 

Duas bombas e dois gols

Diante do caldeirão que era o Durival Britto, foi até surpreendente a postura dos times no início da partida. O Flamengo tomou a iniciativa de ficar com a bola, e o Atlético-PR recuou, esperando uma chance de dar o golpe mortal. Com Everton, Marcelo e Ederson em velocidade, a movimentação era constante. O Fla girava a bola, mas não encontrava espaços. Hernane, para buscar o jogo, passou a ir à intermediária, onde sua produtividade não é a mesma. Passou o primeiro tempo escondido.

A torcida do Furacão chegou a se silenciar por uns instantes, mas explodiu novamente aos 17 minutos. Paulo Baier recebeu a cobrança de lateral na esquerda e acertou passe para Marcelo. O atacante cortou para o meio e soltou a bomba. A bola, apesar da grande velocidade, passou pelas mãos de Felipe, que não conseguiu espalmar. O goleiro voltou ao time quase um mês depois de torção no joelho esquerdo que o obrigou a passar por uma artroscopia.

Após o golpe, o Furacão cresceu e adiantou suas peças. O Flamengo tentou se recuperar, e a tarefa foi facilitada quando o empate chegou de uma das formas mais improváveis. Amaral dominou a bola na intermediária, e ninguém foi marcá-lo. Escalado com prioridade para destruir, o volante avançou, armou, e atirou com precisão uma bomba ainda mais inapelável do que a do gol rival. Na comemoração, o pitbull rubro-negro - apelido dado pela torcida, que ele abraçou - caminhou em quatro patas, como se dominasse o terreno adversário. O jogo, então, caiu um pouco de ritmo e ficou embolado no meio-campo. O gramado, duro e desnivelado, não ajudava. O time carioca, que perdeu André Santos e Chicão por lesão na etapa inicial e precisou forçar duas substituições, ganhou tempo para respirar e se reorganizar no intervalo.
 

Boas chances dos dois lados

No duelo de dois dos atacantes mais produtivos do Brasil nesta temporada, Ederson e Hernane tiveram poucas oportunidades. O atleticano só conseguiu sua melhor oportunidade no segundo tempo, uma cabeçada que foi para fora. No minuto seguinte Hernane rebateu, com um chute que obrigou Weverton a defesa. Em velocidade, Marcelo quase fez o segundo, mas Felipe salvou bem. E tudo isso em menos de 15 minutos. O Furacão precisava de mais um gol, e Vagner Mancini lançou o atacante Dellatorre no lugar do lateral Pedro Botelho. O volante Zezinho foi ocupar o setor na defesa.

Normalmente o responsável pela saída de bola e chegada ao ataque, Elias esteve sumido na partida, e Luiz Antonio assumiu a função. Em uma dela, fez grande jogada, passou por três adversários, mas, em vez de cruzar para Hernane, sozinho na área, preferiu o chute. O Brocador foi ao desespero. O jogo ficou aberto, sem muita marcação, com ataques lá e cá, mas os erros, no passe final ou na finalização, prejudicaram a produção dos times. Léo Moura, livre, isolou. Ederson, na área, jogou de zagueiro e cortou a bola. Luiz Antonio cobrou falta com muito perigo. Paulo Baier, sumido no segundo tempo, acabou substituído por Maranhão. O Furacão apertou no fim em busca do gol, mas o Flamengo segurou o empate. (Fonte: GLOBOESPORTE.COM)

 
     
     
 
14.11.2013 - ESPORTES
 
Tricampeão!!! Cruzeiro bate o Vitória e conquista o Brasileirão
 
Tricampeão!!! Cruzeiro bate o Vitória e conquista o Brasileirão
Willian comemora primeiro gol do Cruzeiro contra o Vitória (Foto: Marcos Ribolli)
 

Contam-se nos dedos os títulos tão bem saboreados quanto este do Cruzeiro. Foi uma conquista a conta-gotas, a conta-rodadas, jogo após jogo, um pouquinho de cada vez. Faz tempo que a torcida celeste se celebra como grande vencedora do Campeonato Brasileiro de 2013. Afinal, a Raposa não foi campeã (tricampeã!) nesta quarta-feira, 13 de novembro, com o triunfo de 3 a 1 sobre o Vitória em Salvador, como diz a matemática, fria por natureza. Não, não: ela vem sendo campeã há meses.

O que aconteceu no Barradão foi uma formalidade, quase uma burocracia – a assinatura final na lista de façanhas do time cruzeirense. Melhor: do timaço cruzeirense, essa equipe que é mecânica sem ser quadrada, que é agressiva sem ser afobada, que joga bonito sem cair na tentação da firula. Desde 2003, quando o próprio Cruzeiro ganhou o primeiro Brasileirão por pontos corridos, poucos títulos foram tão inquestionáveis. De Fábio a Borges, de Dedé a Everton Ribeiro, a Raposa sobrou.

E foi campeã fazendo aquilo que mais sabe, aquilo que mais repetiu: vencendo. Nem precisava. A derrota de 2 a 1 do Atlético-PR para o Criciúma já garantia o título ao Cruzeiro. Mas campeão é campeão (tricampeão é tricampeão). Contra um adversário forte, mergulhado na batalha por vaga na Libertadores, foi lá e venceu. Já no intervalo, com o fim da partida no Heriberto Hülse, os jogadores celestes festejaram o título - mesma ação da torcida azul mundo afora.

Por outro lado, o resultado foi péssimo para o Vitória. A equipe baiana precisava dos três pontos. É curioso: o jogo da confirmação do título do Cruzeiro era mais importante para o Leão do que para os mineiros. Com a derrota, a equipe de Ney Franco estacionou nos 51 pontos, na sexta colocação, cinco atrás do G-4. A Raposa foi a 74, inacreditáveis 16 a mais que o Atlético-PR, o segundo colocado. Os gols da partida foram marcados por Willian, Julio Baptista e Ricardo Goulart para o Cruzeiro e Dinei para o Vitória.

Primeiro tempo de um quase campeão

O Cruzeiro foi a campo munido da leveza que só é conhecida por aqueles que sabem que são campeões. Quando começou o jogo em Salvador, o Atlético-PR já perdia por 2 a 0 em Criciúma. Aí os mineiros puderam jogar com a maior naturalidade do mundo. O Vitória, claro, tentou partir para cima. Foi o primeiro a ameaçar, em chute de longe, e para longe, de Ayrton. Insistiu com Dinei, em boa defesa de Fábio. Levou perigo com Marquinhos, em outra ótima participação do goleiro do Cruzeiro. Quase fez novamente com Dinei, da marca do pênalti – por cima.

Mas quem marcou foi o Cruzeiro. Willian já tinha ameaçado uma vez. E Borges em outra, quase num golaço de voleio. E aí não teve erro. Aos 35 minutos, Dagoberto recebeu chutão da defesa e logo acionou Willian. Ele bateu forte, com precisão: 1 a 0 para o campeão.

Segundo tempo de um campeão absoluto

No intervalo, dentro de campo, os jogadores do Cruzeiro ergueram os braços para o céu, começaram a se abraçar, passaram a gritar. Eram campeões - com o encerramento do jogo em Criciúma. Restava um segundo tempo de festa. E de grande futebol.

O Vitória conseguiu reagir. Empatou com Dinei, logo a cinco minutos, em falha da defesa celeste. Mas imaginar que o Cruzeiro tiraria o pé, jogaria menos, se mostrou um grande equívoco. Foi o contrário: jogou mais, jogou como um campeão absoluto.

Julio Baptista, aos 25 minutos, voltou a colocar a Raposa na frente. Dagoberto, garçom da noite, recebeu na área e só desviou para o colega, que empurrou para o gol. Depois, foi a vez de Ricardo Goulart, que bateu de primeira dentro da área: 3 a 1.

O resto foi comemoração, foi festa e futebol de campeão. De tricampeão. De tricampeões que saborearam um título como poucas vezes se viu. ( GLOBOESPORTE.COM)

 
     
     
 
10.11.2013 - ESPORTES
 
Vitor Belfort atropela Dan Henderson no UFC Fight Night 32
 
Vitor Belfort atropela Dan Henderson no UFC Fight Night 32
 

Vitor Belfort venceu o americano Dan Handerson, neste sábado (9), no UFC Fight Night 32, na Arena Goiânia. A vitória brasileira na categoria dos meio-pesados (até 93 kg) veio por nocaute, com apenas 1m17s do primeiro round.

Após a disputa desse sábado começar, os lutadores ficaram se observando por cerca de um minuto. Então, Belfort disparou na direção do americano e não deu chances para o adversário.

Essa foi a primeira vez que Handerson foi nocauteado, e Victor agora está credenciado para lutar pelo cinturão em sua categoria favorita, a dos pesos médios (até 84 kg). O adversário sai da revanche entre Chris Weidman e Anderson Silva, que se enfrentam em dezembro. Weidman é o atual campeão dos médios.

No co-evento principal, Cezar Mutante e Daniel Sarafian se enfrentaram na luta que era para ser a decisão do TUF Brasil 1, pelos pesos-médio (até 84kg). Na época do programa, em 2012, Sarafian estava lesionado, não pôde participar da final do programa e deu lugar a Serginho Moraes, derrota por Mutante naquela oportunidade.

Na noite de sábado, o confronto finalmente aconteceu e, em luta muito equilibrada, Mutante bateu Sarafian e confirmou o título do reality show. Após três rounds, a vitória veio por decisão dividida dos jurados (28 a 29, 30 a 27 e 30 a 28).

Nas lutas anteriores, em geral, os brasileiros não foram muito bem. Mas, apesar dos fracassos de José Maria No Chance, Thiago Bodão, Godofredo Pepey e Paulo Thiago, alguns lutadores do País tiveram sucesso. Foram eles Thiago Tavares, Adriano Martins e Rafael Feijão, além de Belfort.

Confira abaixo todos os resultados do UFC Fight Night 32

Card principal

Vitor Belfort venceu Dan Henderson - Meio-pesado - Nocaute, com 1m17s do 1º round
Cezar Mutante venceu Daniel Sarafian - Peso-médio - Decisão dividi (28 a 29, 30 a 27 e 30 a 28)
Rafael feijão venceu Igor Pokrajac - Meio-pesado - Nocaute técnico, com 1m18s do 1º round
Brandon Thatch venceu Paulo Thiago - Meio -médio - Nocaute técnico, com 2m10s do 1º round
Ryan LaFlare venceu Santiago Ponzinibbio - Meio-médio - Decisão unânime (30 a 27, 30 a 27 e 30 a 27)
Jeremy Sthephens venceu Rony Jason - Peso-pena - Nocaute, com 40s do 1º round

Card preliminar
Sam Sicilia venceu Godofredo Pepey - Peso-pena - Nocaute, com 1m42s do 1º round
Omari Akhmedov venceu Thiago Bodão- Peso-médio - Nocaute, com 3m31s do 1º round
Thiago Tavares venceu Justin Salas - Peso-leve - Finalização (mata-leão), com 2m38s do 1º round
Adriano Martins venceu Daron Cruickshank - Peso-leve - Finalização, com 2m49s do 2º round
Dustin Ortiz venceu José Maria No Chance - Peso-mosca - Nocaute, com 3m19s do 3º round (FONTE: UOL)

 
     
     
 
07.11.2013 - ESPORTES
 
Pacotão do Fla: emoção de Elias, gol mal anulado, lençol e recado a Walter
 
Pacotão do Fla: emoção de Elias, gol mal anulado, lençol e recado a Walter
Theobald / Agência O Globo
 

Rubro-negros lotam o Maracanã e empurram a equipe rumo à sexta final de Copa do Brasil. Ao término do jogo, jogadores do Flamengo deitam e rolam no gramado
 

O começo assustou, com o Goiás saindo na frente logo aos quatro minutos de jogo, diminuindo a vantagem rubro-negra obtida no Serra Dourada. Mas com o apoio da torcida (56.224 pessoas compareceram ao Maracanã), o Flamengo virou ainda no primeiro tempo, gols de Hernane e Elias, derrotou o Esmeraldino por 2 a 1 e se classificou para a final da Copa do Brasil (veja os melhores momentos do duelo no vídeo ao lado). O adversário será o Atlético-PR, que eliminou o Grêmio na outra semifinal. As partidas acontecem nos dias 20 e 27 de novembro, com a grande decisão sendo realizada no Rio de Janeiro.

Os destaques do Fla no jogo foram exatamente os dois principais jogadores do time até então na temporada: Hernane e Elias. O atacante marcou seu 32º gol no ano, o 15º em 14 jogos no Maracanã, e se isolou ainda mais na artilharia da Copa do Brasil, com sete gols. O Brocador, porém, teve um gol mal anulado. Já o camisa 8 rubro-negro voltou a ter uma atuação destacada após um período em baixa, e ressaltou o apoio recebido por conta do problema de saúde do filho Davi.

Um lençol de Léo Moura, o show dos rubro-negros na arquibancada e a resposta bem-humorada dos jogadores a uma provocação de Walter completam o pacotão. Confira.


a torcida
 

Como de costume, a torcida do Flamengo não poupou seus pulmões para incentivar a equipe. Nem mesmo o gol marcado pelo Goiás aos quatro minutos do primeiro tempo foi capaz de calar os rubro-negros presentes no estádio (ao todo 56.224 pessoas compareceram). Entoando seus tradicionais cânticos como "festa na favela" e provocando os rivais cariocas, principalmente o Vasco, a "nação" brilhou, segundo afirmou o lateral-esquerdo André Santos:

- Nossa torcida faz a diferença e mais uma vez mostrou isso hoje. O torcedor do Flamengo é maravilhoso.

a gozação

Mesmo fora dos dois duelos entre Flamengo e Goiás pela Copa do Brasil, o atacante Walter foi uma das figuras centrais dos confrontos válidos pelas semifinais. Antes da partida de ida, realizada em Goiânia na última semana, foi divulgado na internet um vídeo do jogador afirmando que iria "deitar e rolar" em cima do Rubro-Negro. Os jogadores cariocas usaram a declaração como forma de motivação e, ao final do jogo desta quarta, deitaram e rolaram no gramado do Maracanã em clara provocação ao artilheiro goiano.

a homenagem

A mobilização para homenagear o pequeno Davi, filho do volante Elias, havia começado ainda ates de a bola rolar. Através de redes sociais, a torcida do Flamengo prometeu e cumpriu. No momento em que tradicionalmente os atletas são homenageados um a um, os rubro-negros entoaram o nome do garoto e causaram emoção no jogador do Fla. Alguns torcedores inclusive formaram os dizeres "saúde, Davi" com letras nas cadeiras superiores do setor Sul. Mas não era tudo. Aos 23 minutos da etapa inicial, Elias recebeu passe próximo à grande área e soltou um petardo para marcar o segundo gol dos cariocas no jogo. Na comemoração, mais homenagens para Davi. O volante colocou a mão em forma de concha sobre o nariz e a boca, em alusão a uma máscara de hospital. Festa dupla para o garoto, que já teve alta do hospital e conclui em casa a recuperação de uma pneumonia.   
 

O Fla venceu por 2 a 1, mas a diferença poderia ter sido ainda maior não fosse um impedimento mal marcado pela arbitragem. Aos dez minutos do segundo tempo, Elias recebeu bola na direita e cruzou rasteiro para o meio da área. Hernane, no segundo poste e em posição legal - o zagueiro goiano Rodrigo dava condições -, empurrou para o fundo da rede e marcou o que seria seu 33º gol na temporada, mas o juiz Leandro Vuaden invalidou o lance. Caso o gol fosse confirmado, o Brocador assumiria a liderança isolada entre os principais artilheiros do país, ultrapassando Magno Alves, do Ceará, que possui 32, assim como o atacante do Flamengo. 

O drible

O relógio marcava 12 minutos do segundo tempo quando Leonardo Moura tabelou com Carlos Eduardo na ponta direita e, na sequência, aplicou um belo chapéu no lateral-esquerdo goiano Mário Sérgio. O drible foi um dos poucos realizados na partida, que foi marcada pela forte marcação de ambas as equipes. Ao todo, foram 76 desarmes e 24 roubadas de bola, com destaque para os zagueiros Wallace e Rodrigo, responsáveis por 11 e 10 desarmes, respectivamente.

 
 
     
     
 
31.10.2013 - ESPORTES
 
Jayme admite 'resultado fantástico', mas alerta: 'Não está decidido'
 
Jayme admite 'resultado fantástico', mas alerta: 'Não está decidido'
Paulinho atuou pelo lado esquerdo do ataque e foi muito bem novamente (Foto: Luiz Pires / Vipcomm)
 

Antes de elogiar atuação do Flamengo em vitória sobre o Goiás, treinador descarta oba-oba e cobra atenção para evitar surpresas no Maracanã
 

Prudência nunca é demais. E Jayme de Almeida sabe disso. Por isso, a primeira declaração do treinador após a vitória do Flamengo sobre o Goiás, por 2 a 1, nesta quarta-feira, no Serra Dourada, tratou de brecar, desde já, qualquer entusiasmo exagerado sobre a classificação para final da Copa do Brasil. Sem fugir do óbvio, o comandante rubro-negro admitiu que a abertura da semifinal foi, sim, excelente para o clube carioca, mas já tratou de colocar o foco no reencontro da semana que vem, no Maracanã.

Com o triunfo e os dois gols marcados fora de casa, o Flamengo pode até mesmo perder por 1 a 0 que avança para sua sexta decisão de Copa do Brasil. O histórico até certo ponto recente, por sua vez, alerta para tragédias rubro-negras no Maracanã - Santo André, América do México e Resende que o digam. Sendo assim, o discurso precavido do treinador diz:
 

- Eu acho que não está decidido ainda. Fizemos uma partida boa taticamente, dificultamos as jogadas fortes do Goiás, fizemos dois gols fora, é um resultado fantástico. Mas temos que confirmar a vaga no Maracanã. Demos um passo, mas ainda não está decidido. Não podemos ser surpreendidos na nossa casa.

Apesar de satisfeito com o desempenho do time no jogo de ida, Jayme ainda não vê o Flamengo pronto para ser campeão. O treinador diz que uma das principais dificuldades é a falta de tempo para treinar. Sendo assim, é preciso corrigir erros e aprimorar qualidades na base do papo.

- A gente tem que estar sempre procurando melhorar. Pronto não está. A gente  precisa tomar cuidado com algumas coisas, pena que não podemos treinar muito, vai na conversa, mas acho que a gente pode evoluir, com certeza. A equipe está jogando, eles estão crescendo e isso é muito legal.

Antes da partida decisiva com o Goiás, o Flamengo tem pela frente o clássico com o Fluminense, domingo, pela 32ª rodada do Brasileirão. Com 41 pontos, o Rubro-Negro ocupa a 11ª colocação na competição.
 

Paulinho na ponta esquerda

No jogo contra o Botafogo, foi uma preocupação  atrapalhar o lateral do Botafogo. Hoje, o desempenho dele com o André confirmou que eles criam jogadas. O primeiro gol foi uma jogada muito bonita, o caminho é esse.

Vai poupar para o Fla-Flu

Jogar no Serra Dourada é difícil, o Goiás tem um time muito rápido. O cansaço é normal. Só vamos avaliar na sexta-feira. Temos uma decisão contra o Goiás, mas infelizmente estamos apertados no Brasileiro, não podemos abrir mão. E é um Fla-Flu. Vamos pensar com calma. Na sexta, a gente vai poder ver isso melhor.
 

Entrega do time

Eu acho que principalmente esses garotos entenderam a forma para conseguirmos alguma coisa. Estão trabalhando, todos produzindo e lutando. Eles estão se doando, é bonito ver o Flamengo jogar nesse aspecto. O time vai até o final em busca do resultado e vai bem.

Problema particular de Elias

Elias teve um problema sério familiar (internação do filho), preocupa muito, mas ele está dando o melhor dele. Graças a Deus, até amanhã tudo se resolve. Só por isso já é fantástico. O espírito de luta é bacana, todo mundo se doando.

Preparação para o próximo jogo contra o Goiás

A gente tem que olhar esse jogo, ver o que fizemos bem, o que deixamos de fazer. No Maracanã, temos de diminuir os erros, entrar concentrados, saber que não estamos classificados. Temos de respeitar o Goiás, jogar com muito cuidado. A gente não pode se acomodar. Esse grupo está ficando maduro.

Crescimento na hora certa

Acredito que a partida do Botafogo e esse jogo aqui nos dão uma força muito grande. Vencer o Goiás aqui é muito difícil. É um jogo-chave para a gente, trabalhamos sem medo, nosso contra-ataque foi forte, fizemos os gols. A equipe encontrou a forma de jogar. Temos um grupo interessado em trabalhar. 

Experiência de alguns jogadores

São jogadores que são fundamentais pela experiência. Elias internacionalmente, o Chicão campeão do mundo, o Léo (Moura) tem uma história linda no Flamengo. Esses jogadores vão conversando. Isso é o que está dando essa liga legal, estão trazendo os outros com eles. Os que estão jogando, quem não está relacionado. Todo mundo está trabalhando.

Paulinho

É um jogador que vem do interior para a cidade grande, a adaptação leva um tempo. O Flamengo não estava com um time montado quando ele entrou. Ele jogava uma partida bem, outra mal. Esse processo é normal. É um jogador rápido, ajuda na marcação, dribla bem. Olhava com muito carinho para ele, esse rapaz tem um potencial muito legal. Tive chance de assumir, e as coisas começaram a acontecer. Ele correspondeu, faz um trabalho fantástico. O futebol dele está crescendo muito.

Peso da ausência de Walter

Mensurar é complicado, ele não jogou. É um grande atacante, está fazendo um Brasileiro bom, a Copa do Brasil também. Tem um peso muito grande no sentido de atleta. Não posso dizer quanto fez falta, mas fez falta ao Goiás.

Vídeo polêmico de Walter

Vi aquilo como brincadeira do Walter, uma brincadeira que o amigo colocou na internet, não foi ofensa, brincadeira entre eles. O Walter respeita o Flamengo como a gente respeita qualquer equipe. Não usei isso com meu grupo. Tenho certeza que foi uma brincadeira entre amigos.
 

 
     
     
 
21.10.2013 - ESPORTES
 
Campeonato Intermunicipal 2013 seleção de Brumado sofre goleada de 4x0
 
Campeonato Intermunicipal 2013 seleção de Brumado sofre goleada de 4x0
Destaquebahia/ Foto: Reprodução
 

A seleção brumadense de Futebol sofreu uma goleada, pela seleção de Itamarajú, com placar de 4x0. O jogo aconteceu neste domingo (20),  às 15h na casa do adversário, com a derrota a seleção de Brumado terá no próximo domingo (27), a missão de vencer pelo mesmo placar, e assim levar a decisão da vaga para os pênaltis. A partida de volta será realizada no Estádio Municipal de Ituaçu, às 15h. 

 
     
     
 
18.10.2013 - ESPORTES
 
'Gordinhos' Roy Nelson e Cormier fazem 'choque de barrigas' no UFC
 
'Gordinhos' Roy Nelson e Cormier fazem 'choque de barrigas' no UFC
Roy Nelson e Daniel Cornier vão se enfrentar em Houston (Foto: Montagem sobre fotos da Getty Images)
 
Roy perde um pouco de peso após entrar em depressão por conta dos problemas de saúde do técnico. Duelo será coevento principal de sábado

 
O coevento principal do UFC 166 é um atrativo à parte pela qualidade técnica de Roy Nelson e Daniel Cormier como lutadores de MMA. Mas o que também está chamando muita atenção é a forma física dos dois americanos da divisão peso-pesado (até 120kg), o que gerou comentários de alguns fãs tratando o duelo como "choque de barrigas". Conhecido há tempos como "Gordinho do UFC", Roy tem a barriga bem saliente e está à frente do adversário nesse quesito, mas Cormier também exibe suas gordurinhas a mais na linha de cintura.

Além da barriga grande, os dois têm em comum o fato de não brincarem muito sobre o assunto. Cormier e Roy preferiram manter a seriedade e o foco na luta que farão em Houston (EUA):

- Sim, nós dois somos grandes. Mas eu acho que o Roy perdeu um pouco de peso, assim como eu. Então vamos ver no sábado - afirmou o "DC".

- Todo cara que está no UFC tem uma barriga. Então... - completou "Big Country".

Roy Nelson, de fato, cortou peso e está numa forma um pouco melhor em relação às lutas anteriores, mas sem perder a barriga. Ele, que não revelou o novo peso, contou que seu treinador de boxe, Jeff Mayweather, que é ex-boxeador e tio de Floyd Mayweather Jr., não está bem de saúde, o que o abalou emocionalmente:

- Perdi Jeff com duas semanas de camp. Ele estava no hospital. Como eu falei, tentei fazer o melhor com o que tinha. Foi provavelmente a pior preparação que já tive. É isso o que acontece quando você entra em depressão (perder peso). Vocês viram o Mark Muñoz comer muito quando ficou depressivo. Quando eu fico depressivo assim, eu não como - disse, referindo-se ao fato de Muñoz ter engordado mais de 20kg quando entrou em depressão.

Mas a depressão não tirou Roy do duelo contra Cormier. O peso-pesado disse que tem compromisso com os fãs que pagam pay per view para vê-lo em ação no octógono:

- É assim que os outros lutadores se comportam. Eles dizem: "Ah, meu dedão do pé está doendo". As pessoas pagam para me ver lutar. Vou dar um show e é isso o que o UFC espera de mim. Vou para a luta toda vez, não importa o que aconteça.

O canal Combate transmite a pesagem do UFC 166 às 18h (de Brasília) desta sexta-feira e todas as lutas do evento a partir de 19h15m de sábado. O Combate.com também exibe a pesagem e acompanha todo o card em Tempo Real no sábado, além de transmitir o duelo entre Dustin Pague e Kyoji Horiguchi, pela categoria peso-galo (até 61kg), ao vivo.

UFC 166
19 de outubro de 2013, em Houston (EUA)
CARD PRINCIPAL
Cain Velásquez x Junior Cigano
Daniel Cormier x Roy Nelson
Gilbert Melendez x Diego Sanchez
Gabriel Napão x Shawn Jordan
John Dodson x Darrell Montague
CARD PRELIMINAR
Tim Boetsch x CB Dollaway
Nate Marquardt x Hector Lombard
Sarah Kaufman x Jessica Eye
George Sotiropoulos x KJ Noons
T.J. Waldburger x Adlan Amagov
Tony Ferguson x Mike Rio
Jeremy Larsen x Andre Fili
Dustin Pague x Kyoji Horiguchi



 
 
     
     
 
17.10.2013 - ESPORTES
 
Bahia é derrotado pelo Flamengo no Maracanã e fica mais perto do perigo da degola
 
Bahia é derrotado pelo Flamengo no Maracanã e fica mais perto do perigo da degola
Artilheiro Fernandão marcou e chegou a empatar, mas time não conseguiu triunfo
 

A história do primeiro turno não se repetiu e o Esquadrão foi derrotado pelo Flamengo na noite desta quarta-feira (16), no Maracanã. O Rubro-negro foi melhor jogando em casa e depois do primeiro tempo morno, sem gol, saiu na frente na segunda etapa, com Paulinho. O Bahia ainda chegou a empatar com o artilheiro Fernandão, mas no final do duelo Hernane garantiu a vitória do mandante por 2 a 1 na partida da 29ª rodada.

CURTA -NOS

Com o segundo jogo consecutivo sem pontuar, o Esquadrão permaneceu com 36 pontos e caiu duas posições na tabela. Em 14º, o time vê mais de perto a ameaça do Z-4. O Flamengo foi a 40 pontos, subiu para nono e consegue mais tranquilidade na competição. Depois de duas rodadas fora de casa, o Bahia volta para Salvador e retorna ao gramado da Arena Fonte Nova no domingo (20). A partir das 16h o Tricolor recebe o São Paulo no duelo da 30ª rodada. No mesmo dia e horário o Flamengo encara o Atlético Mineiro no Independência.

Bola rolando
As estratégias de jogo logo se mostraram nos dois lados do gramado do Maracanã no início da partida. O Flamengo saiu primeiro para o embate e ditava o ritmo do jogo no ataque, com mais posse de bola durante quase toda a primeira etapa. Armado na defesa, o Bahia tentava segurar os donos da casa e saia com velocidade para dar o bote no contra-ataque, puxado principalmente na agilidade de William Barbio.

A primeira boa chance foi rubro-negra. Aos 4', depois da troca de passes na área do Bahia a bola sobrou com Paulinho, ele chutou e Marcelo Lomba conseguiu segurar. O Esquadrão encaixou seu primeiro contra-ataque e devolveu o susto. Na marca dos 9' Barbio arrancou do meio-campo, ficou de cara com Felipe na área depois da tabela com Hélder, chutou forte e o goleiro conseguiu espalmar.

Os contra-ataques tricolores perderam força depois da metade do primeiro tempo e depois do equilíbrio o Rubro-negro passou a criar mais chances. Aos 24' Elias correu pela ponta direita da área, percebeu o clarão da marcação, chutou rasteiro e Lomba espalmou para escanteio. Depois, aos 31', foi a vez de Paulinho escapar, invadir a área e rolar para Elias, mas Lomba mais uma vez salvou.

Flamengo x Bahia - 29ª rodada do Campeonato Brasileiro
Data: 16/10/2013, 21h50
Local: Maracanã, Rio de Janeiro
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio
Assistentes: Bruno Boschilia e Bruno Salgado Rizo

Flamengo: Felipe, Léo Moura, Chicão, Wallace e João Paulo (Luiz Antônio); Amaral, Elias (Val), André Santos e Carlos Eduardo (Gabriel); Paulinho e Hernane. Técnico - Jayme de Almeida

Bahia: Marcelo Lomba, Madson, Lucas Fonseca, Titi e Raul; Feijão, Rafael Miranda e Hélder (Anderson Talisca); Wallyson (Marquinhos Gabriel), William Barbio (Souza) e Fernandão. Técnico - Cristóvão Borges               (Matéria original iBahia)

 
     
     
 
11.10.2013 - ESPORTES
 
Profissão de árbitro é regulamentada, e Anaf vislumbra dedicação exclusiva
 
Profissão de árbitro é regulamentada, e Anaf vislumbra dedicação exclusiva
Giuliano Bozzano parou de apitar em 2009 e hoje trabalha como assessor jurídico da Anaf (Foto: Celso Avila / Futura Press)
 

Assessor jurídico da Associação Nacional de Árbitros de Futebol (Anaf) crê em modelo no qual juízes assinarão contratos para a prestação de serviços
 

A profissão do árbitro de futebol foi regulamentada após aprovação na Câmara dos Deputados e pelo Senado. A novidade foi publicada pelo Diário Oficial nesta sexta-feira. Agora, a função é reconhecida por lei, sancionada pela presidente Dilma Rousseff.

De acordo com a lei 12.867, os árbitros e seus auxiliares poderão se reunir em associações e sindicatos. Eles podem "prestar serviços às entidades de administração, às ligas e às entidades de prática da modalidade desportiva futebol".

O ex-árbitro Giuliano Bozzano, assessor jurídico da Associação Nacional de Árbitros de Futebol (Anaf), vibrou com o amparo legal que a categoria passou a ter e vislumbrou uma estabilidade para os profissionais do apito.

- Até ontem éramos tratados como nada. Acredito que os árbitros, agora amparados pela legislação trabalhista, poderão negociar taxas melhores e buscar melhores condições de trabalho. As associações e sindicatos serão mais respeitados. Os maiores benefícios dessa regulamentação são o fato de agora haver um respaldo legal, o que é imediato, e a estabilidade que vamos tentar equacionar para o futuro. Podemos copiar o modelo da Itália. Lá, o árbitro faz contrato de dois anos, por exemplo, e pode arriscar nessa profissão. Aqui o cara apita com o receio de ir mal num jogo ou se machucar no outro. Lá na Itália há uma cota fixa por jogos ou por mês. Queremos trazer isso para cá - opinou Bozzano, que dirigiu jogos de Série A entre 1996 e 2009 e agora se dedica exclusivamente à carreira de advogado.
 

Outro ganho, segundo Bozzano, é a possibilidade de em breve surgirem árbitros que se dediquem exclusivamente ao futebol. Para ele, isso melhoraria o nível da arbitragem brasileira.

- Não há problema algum de um cidadão acumular profissões. Existem jornalistas que também são psicólogos, por exemplo. Mas entendo que essa melhoria das condições de trabalho possa fazer com que árbitros possam se dedicar à profissão (de árbitro) de forma exclusiva. Isso traria um ganho técnico muito grande. Gostaria muito que um grupo pudesse ter dedicação exclusiva em breve - torce.
 

Veja o decreto que regulamentou a profissão:

A PRESIDENTA DA REPÚBLICA

Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Art. 1o A profissão de árbitro de futebol é reconhecida e regulada por esta Lei, sem prejuízo das disposições não colidentes contidas na legislação vigente.

Art. 2o O árbitro de futebol exercerá atribuições relacionadas às atividades esportivas disciplinadas pela Lei no 9.615, de 24 de março de 1998, destacando-se aquelas inerentes ao árbitro de partidas de futebol e as de seus auxiliares.

Art. 3o (VETADO).

Art. 4o É facultado aos árbitros de futebol organizar-se em associações profissionais e sindicatos.

Art. 5o É facultado aos árbitros de futebol prestar serviços às entidades de administração, às ligas e às entidades de prática da modalidade desportiva futebol.

Art. 6o Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Brasília, 10 de outubro de 2013; 192o da Independência e 125o da República.

DILMA ROUSSEFF

Fonte: Globoesporte

 
     
     
 
27.09.2013 - ESPORTES
 
Evento é cancelado após morte de lutador, e entidade cobra esclarecimentos
 
Evento é cancelado após morte de lutador, e entidade cobra esclarecimentos
 

Na última quinta-feira, Leandro Caetano de Souza, o “Feijão”, morreu enquanto cortava peso para sua luta contra Gabriel Brasil. Com a morte do lutador pouco antes da pesagem, o evento Shooto 43, que aconteceria nesta sexta-feira no Clube Hebraica, no Rio de Janeiro, foi cancelado pela organização.

Dedé Pederneiras, líder da Nova União, um dos times que Feijão representava, e organizador do Shooto no Brasil, disse que o card foi cancelado por luto. “Venho por meio desta registrar o cancelamento do evento que aconteceria amanhã (sexta-feira) no Clube Hebraica , em sinal de LUTO”, disse o treinador no Facebook.

Em contato com o blog, Dedé preferiu não falar mais sobre o assunto. Ele vai esperar os exames e os laudos periciais para dar mais esclarecimentos.

Quem também quer saber mais sobre ocorrido é a Comissão Atlética Brasileira de MMA. A entidade começou seus trabalhos apenas este ano, mas já é responsável pelos cuidados médicos de importantes eventos no Brasil, inclusive do próprio UFC.

Diretor médico da CABMMA, Márcio Tannure explicou que o Shooto não é filiado à comissão e por isso não sabe o que aconteceu com o lutador. No entanto, já entrou em contato com Pederneiras e irá emitir um posicionamento sobre o caso, mesmo com a morte do atleta não tendo ocorrido sob a alçada da entidade.

“O laudo não será necessariamente enviado à CABMMA, porque o evento não é filiado. Se fosse, teria que chegar até nós. Mas faremos um posicionamento oficial assim. Parece-me que as avaliações médicas adotadas são diferentes do nosso protocolo. Até hoje não tivemos nenhum incidente parecido em eventos sancionados pela Comissão”, disse.

Segundo André Chatuba, um dos treinadores Leandro Caetano, o lutador ainda precisava tirar 900g dos 56,7kg que ele precisava bater para a luta entre os pesos moscas. Ele estava na sauna quando desmaiou e foi levado ao hospital. “Pelo que me parece tem sim relação com a perda de peso, porque no hospital eu perguntei ao atleta da Nova União se ele tinha pesado. Ele me respondeu que faltavam 900 gramas, por isso estava fazendo sauna e desmaiou.”

 
     
     
 
20.09.2013 - ESPORTES
 
Presidente da FEBAM rebate Projeto que quer proibir MMA na TV
 
Presidente da FEBAM rebate Projeto que quer proibir MMA na TV
 

Ricardo Serravalle, presidente da Federação Baiana de Artes Marciais, aprofunda o assunto para defender a prática esportiva

Tramita na Câmara dos Deputados um Projeto de Lei (55.344/09) que quer proibir as emissoras de televisão de transmitirem lutas marciais não olímpicas.  A norma inclui o Ultimate Fighting Championship (UFC), principal torneio mundial de MMA, com 1 bilhão de espectadores em todo o mundo, segundo a Comissão Atlética Brasileira de MMA. Caso aprovado, campeonatos de artes marciais mistas (MMA) não poderão ser veiculados no país. O Projeto já foi debatido e aguarda parecer de outras comissões da Câmara dos Deputados.

"É importante tirar essa luta da TV, porque a única lição que ela propagandeia é a violência. São golpes violentos, joelhadas, golpes violentos no rosto e onde o sangue é o suor, como dizem aqueles que gostam do MMA", diz o deputado José Mentor (PT-SP), autor do Projeto. Em defesa das artes marciais mistas, Ricardo Serravalle, presidente da Federação Baiana de Artes Marciais e Esportes de Combate, se aprofundou no tema para explicar as origens do esporte e por que ela é mais do que violência na TV. 

 
     
     
 
eventos
30.05.2017
Transmissão de comando da 34ª CIPM
 
23.01.2017
Oggi Ciclo Tour 2017
 
 
publicidade
 
publicidade
 
Entre Gospel Destaque Bahia © 2017 - Todos os direitos reservados. Hospedagem e Desenvolvimento: HD Soluções