BUSCA PELA CATEGORIA "ESPORTES"

  • Pacotão do Fla: emoção de Elias, gol mal anulado, lençol e recado a Walter

    Theobald / Agência O Globo

    Rubro-negros lotam o Maracanã e empurram a equipe rumo à sexta final de Copa do Brasil. Ao término do jogo, jogadores do Flamengo deitam e rolam no gramado
     

    O começo assustou, com o Goiás saindo na frente logo aos quatro minutos de jogo, diminuindo a vantagem rubro-negra obtida no Serra Dourada. Mas com o apoio da torcida (56.224 pessoas compareceram ao Maracanã), o Flamengo virou ainda no primeiro tempo, gols de Hernane e Elias, derrotou o Esmeraldino por 2 a 1 e se classificou para a final da Copa do Brasil (veja os melhores momentos do duelo no vídeo ao lado). O adversário será o Atlético-PR, que eliminou o Grêmio na outra semifinal. As partidas acontecem nos dias 20 e 27 de novembro, com a grande decisão sendo realizada no Rio de Janeiro.

    Os destaques do Fla no jogo foram exatamente os dois principais jogadores do time até então na temporada: Hernane e Elias. O atacante marcou seu 32º gol no ano, o 15º em 14 jogos no Maracanã, e se isolou ainda mais na artilharia da Copa do Brasil, com sete gols. O Brocador, porém, teve um gol mal anulado. Já o camisa 8 rubro-negro voltou a ter uma atuação destacada após um período em baixa, e ressaltou o apoio recebido por conta do problema de saúde do filho Davi.

    Um lençol de Léo Moura, o show dos rubro-negros na arquibancada e a resposta bem-humorada dos jogadores a uma provocação de Walter completam o pacotão. Confira.


    a torcida
     

    Como de costume, a torcida do Flamengo não poupou seus pulmões para incentivar a equipe. Nem mesmo o gol marcado pelo Goiás aos quatro minutos do primeiro tempo foi capaz de calar os rubro-negros presentes no estádio (ao todo 56.224 pessoas compareceram). Entoando seus tradicionais cânticos como "festa na favela" e provocando os rivais cariocas, principalmente o Vasco, a "nação" brilhou, segundo afirmou o lateral-esquerdo André Santos:

    - Nossa torcida faz a diferença e mais uma vez mostrou isso hoje. O torcedor do Flamengo é maravilhoso.

    a gozação

    Mesmo fora dos dois duelos entre Flamengo e Goiás pela Copa do Brasil, o atacante Walter foi uma das figuras centrais dos confrontos válidos pelas semifinais. Antes da partida de ida, realizada em Goiânia na última semana, foi divulgado na internet um vídeo do jogador afirmando que iria "deitar e rolar" em cima do Rubro-Negro. Os jogadores cariocas usaram a declaração como forma de motivação e, ao final do jogo desta quarta, deitaram e rolaram no gramado do Maracanã em clara provocação ao artilheiro goiano.

    a homenagem

    A mobilização para homenagear o pequeno Davi, filho do volante Elias, havia começado ainda ates de a bola rolar. Através de redes sociais, a torcida do Flamengo prometeu e cumpriu. No momento em que tradicionalmente os atletas são homenageados um a um, os rubro-negros entoaram o nome do garoto e causaram emoção no jogador do Fla. Alguns torcedores inclusive formaram os dizeres "saúde, Davi" com letras nas cadeiras superiores do setor Sul. Mas não era tudo. Aos 23 minutos da etapa inicial, Elias recebeu passe próximo à grande área e soltou um petardo para marcar o segundo gol dos cariocas no jogo. Na comemoração, mais homenagens para Davi. O volante colocou a mão em forma de concha sobre o nariz e a boca, em alusão a uma máscara de hospital. Festa dupla para o garoto, que já teve alta do hospital e conclui em casa a recuperação de uma pneumonia.   
     

    O Fla venceu por 2 a 1, mas a diferença poderia ter sido ainda maior não fosse um impedimento mal marcado pela arbitragem. Aos dez minutos do segundo tempo, Elias recebeu bola na direita e cruzou rasteiro para o meio da área. Hernane, no segundo poste e em posição legal - o zagueiro goiano Rodrigo dava condições -, empurrou para o fundo da rede e marcou o que seria seu 33º gol na temporada, mas o juiz Leandro Vuaden invalidou o lance. Caso o gol fosse confirmado, o Brocador assumiria a liderança isolada entre os principais artilheiros do país, ultrapassando Magno Alves, do Ceará, que possui 32, assim como o atacante do Flamengo. 

    O drible

    O relógio marcava 12 minutos do segundo tempo quando Leonardo Moura tabelou com Carlos Eduardo na ponta direita e, na sequência, aplicou um belo chapéu no lateral-esquerdo goiano Mário Sérgio. O drible foi um dos poucos realizados na partida, que foi marcada pela forte marcação de ambas as equipes. Ao todo, foram 76 desarmes e 24 roubadas de bola, com destaque para os zagueiros Wallace e Rodrigo, responsáveis por 11 e 10 desarmes, respectivamente.

     



  • Jayme admite 'resultado fantástico', mas alerta: 'Não está decidido'

    Paulinho atuou pelo lado esquerdo do ataque e foi muito bem novamente (Foto: Luiz Pires / Vipcomm)

    Antes de elogiar atuação do Flamengo em vitória sobre o Goiás, treinador descarta oba-oba e cobra atenção para evitar surpresas no Maracanã
     

    Prudência nunca é demais. E Jayme de Almeida sabe disso. Por isso, a primeira declaração do treinador após a vitória do Flamengo sobre o Goiás, por 2 a 1, nesta quarta-feira, no Serra Dourada, tratou de brecar, desde já, qualquer entusiasmo exagerado sobre a classificação para final da Copa do Brasil. Sem fugir do óbvio, o comandante rubro-negro admitiu que a abertura da semifinal foi, sim, excelente para o clube carioca, mas já tratou de colocar o foco no reencontro da semana que vem, no Maracanã.

    Com o triunfo e os dois gols marcados fora de casa, o Flamengo pode até mesmo perder por 1 a 0 que avança para sua sexta decisão de Copa do Brasil. O histórico até certo ponto recente, por sua vez, alerta para tragédias rubro-negras no Maracanã - Santo André, América do México e Resende que o digam. Sendo assim, o discurso precavido do treinador diz:
     

    - Eu acho que não está decidido ainda. Fizemos uma partida boa taticamente, dificultamos as jogadas fortes do Goiás, fizemos dois gols fora, é um resultado fantástico. Mas temos que confirmar a vaga no Maracanã. Demos um passo, mas ainda não está decidido. Não podemos ser surpreendidos na nossa casa.

    Apesar de satisfeito com o desempenho do time no jogo de ida, Jayme ainda não vê o Flamengo pronto para ser campeão. O treinador diz que uma das principais dificuldades é a falta de tempo para treinar. Sendo assim, é preciso corrigir erros e aprimorar qualidades na base do papo.

    - A gente tem que estar sempre procurando melhorar. Pronto não está. A gente  precisa tomar cuidado com algumas coisas, pena que não podemos treinar muito, vai na conversa, mas acho que a gente pode evoluir, com certeza. A equipe está jogando, eles estão crescendo e isso é muito legal.

    Antes da partida decisiva com o Goiás, o Flamengo tem pela frente o clássico com o Fluminense, domingo, pela 32ª rodada do Brasileirão. Com 41 pontos, o Rubro-Negro ocupa a 11ª colocação na competição.
     

    Paulinho na ponta esquerda

    No jogo contra o Botafogo, foi uma preocupação  atrapalhar o lateral do Botafogo. Hoje, o desempenho dele com o André confirmou que eles criam jogadas. O primeiro gol foi uma jogada muito bonita, o caminho é esse.

    Vai poupar para o Fla-Flu

    Jogar no Serra Dourada é difícil, o Goiás tem um time muito rápido. O cansaço é normal. Só vamos avaliar na sexta-feira. Temos uma decisão contra o Goiás, mas infelizmente estamos apertados no Brasileiro, não podemos abrir mão. E é um Fla-Flu. Vamos pensar com calma. Na sexta, a gente vai poder ver isso melhor.
     

    Entrega do time

    Eu acho que principalmente esses garotos entenderam a forma para conseguirmos alguma coisa. Estão trabalhando, todos produzindo e lutando. Eles estão se doando, é bonito ver o Flamengo jogar nesse aspecto. O time vai até o final em busca do resultado e vai bem.

    Problema particular de Elias

    Elias teve um problema sério familiar (internação do filho), preocupa muito, mas ele está dando o melhor dele. Graças a Deus, até amanhã tudo se resolve. Só por isso já é fantástico. O espírito de luta é bacana, todo mundo se doando.

    Preparação para o próximo jogo contra o Goiás

    A gente tem que olhar esse jogo, ver o que fizemos bem, o que deixamos de fazer. No Maracanã, temos de diminuir os erros, entrar concentrados, saber que não estamos classificados. Temos de respeitar o Goiás, jogar com muito cuidado. A gente não pode se acomodar. Esse grupo está ficando maduro.

    Crescimento na hora certa

    Acredito que a partida do Botafogo e esse jogo aqui nos dão uma força muito grande. Vencer o Goiás aqui é muito difícil. É um jogo-chave para a gente, trabalhamos sem medo, nosso contra-ataque foi forte, fizemos os gols. A equipe encontrou a forma de jogar. Temos um grupo interessado em trabalhar. 

    Experiência de alguns jogadores

    São jogadores que são fundamentais pela experiência. Elias internacionalmente, o Chicão campeão do mundo, o Léo (Moura) tem uma história linda no Flamengo. Esses jogadores vão conversando. Isso é o que está dando essa liga legal, estão trazendo os outros com eles. Os que estão jogando, quem não está relacionado. Todo mundo está trabalhando.

    Paulinho

    É um jogador que vem do interior para a cidade grande, a adaptação leva um tempo. O Flamengo não estava com um time montado quando ele entrou. Ele jogava uma partida bem, outra mal. Esse processo é normal. É um jogador rápido, ajuda na marcação, dribla bem. Olhava com muito carinho para ele, esse rapaz tem um potencial muito legal. Tive chance de assumir, e as coisas começaram a acontecer. Ele correspondeu, faz um trabalho fantástico. O futebol dele está crescendo muito.

    Peso da ausência de Walter

    Mensurar é complicado, ele não jogou. É um grande atacante, está fazendo um Brasileiro bom, a Copa do Brasil também. Tem um peso muito grande no sentido de atleta. Não posso dizer quanto fez falta, mas fez falta ao Goiás.

    Vídeo polêmico de Walter

    Vi aquilo como brincadeira do Walter, uma brincadeira que o amigo colocou na internet, não foi ofensa, brincadeira entre eles. O Walter respeita o Flamengo como a gente respeita qualquer equipe. Não usei isso com meu grupo. Tenho certeza que foi uma brincadeira entre amigos.
     



  • Campeonato Intermunicipal 2013 seleção de Brumado sofre goleada de 4x0

    Destaquebahia/ Foto: Reprodução

    A seleção brumadense de Futebol sofreu uma goleada, pela seleção de Itamarajú, com placar de 4x0. O jogo aconteceu neste domingo (20),  às 15h na casa do adversário, com a derrota a seleção de Brumado terá no próximo domingo (27), a missão de vencer pelo mesmo placar, e assim levar a decisão da vaga para os pênaltis. A partida de volta será realizada no Estádio Municipal de Ituaçu, às 15h. 



  • 'Gordinhos' Roy Nelson e Cormier fazem 'choque de barrigas' no UFC

    Roy Nelson e Daniel Cornier vão se enfrentar em Houston (Foto: Montagem sobre fotos da Getty Images)

    Roy perde um pouco de peso após entrar em depressão por conta dos problemas de saúde do técnico. Duelo será coevento principal de sábado

     
    O coevento principal do UFC 166 é um atrativo à parte pela qualidade técnica de Roy Nelson e Daniel Cormier como lutadores de MMA. Mas o que também está chamando muita atenção é a forma física dos dois americanos da divisão peso-pesado (até 120kg), o que gerou comentários de alguns fãs tratando o duelo como "choque de barrigas". Conhecido há tempos como "Gordinho do UFC", Roy tem a barriga bem saliente e está à frente do adversário nesse quesito, mas Cormier também exibe suas gordurinhas a mais na linha de cintura.

    Além da barriga grande, os dois têm em comum o fato de não brincarem muito sobre o assunto. Cormier e Roy preferiram manter a seriedade e o foco na luta que farão em Houston (EUA):

    - Sim, nós dois somos grandes. Mas eu acho que o Roy perdeu um pouco de peso, assim como eu. Então vamos ver no sábado - afirmou o "DC".

    - Todo cara que está no UFC tem uma barriga. Então... - completou "Big Country".

    Roy Nelson, de fato, cortou peso e está numa forma um pouco melhor em relação às lutas anteriores, mas sem perder a barriga. Ele, que não revelou o novo peso, contou que seu treinador de boxe, Jeff Mayweather, que é ex-boxeador e tio de Floyd Mayweather Jr., não está bem de saúde, o que o abalou emocionalmente:

    - Perdi Jeff com duas semanas de camp. Ele estava no hospital. Como eu falei, tentei fazer o melhor com o que tinha. Foi provavelmente a pior preparação que já tive. É isso o que acontece quando você entra em depressão (perder peso). Vocês viram o Mark Muñoz comer muito quando ficou depressivo. Quando eu fico depressivo assim, eu não como - disse, referindo-se ao fato de Muñoz ter engordado mais de 20kg quando entrou em depressão.

    Mas a depressão não tirou Roy do duelo contra Cormier. O peso-pesado disse que tem compromisso com os fãs que pagam pay per view para vê-lo em ação no octógono:

    - É assim que os outros lutadores se comportam. Eles dizem: "Ah, meu dedão do pé está doendo". As pessoas pagam para me ver lutar. Vou dar um show e é isso o que o UFC espera de mim. Vou para a luta toda vez, não importa o que aconteça.

    O canal Combate transmite a pesagem do UFC 166 às 18h (de Brasília) desta sexta-feira e todas as lutas do evento a partir de 19h15m de sábado. O Combate.com também exibe a pesagem e acompanha todo o card em Tempo Real no sábado, além de transmitir o duelo entre Dustin Pague e Kyoji Horiguchi, pela categoria peso-galo (até 61kg), ao vivo.

    UFC 166
    19 de outubro de 2013, em Houston (EUA)
    CARD PRINCIPAL
    Cain Velásquez x Junior Cigano
    Daniel Cormier x Roy Nelson
    Gilbert Melendez x Diego Sanchez
    Gabriel Napão x Shawn Jordan
    John Dodson x Darrell Montague
    CARD PRELIMINAR
    Tim Boetsch x CB Dollaway
    Nate Marquardt x Hector Lombard
    Sarah Kaufman x Jessica Eye
    George Sotiropoulos x KJ Noons
    T.J. Waldburger x Adlan Amagov
    Tony Ferguson x Mike Rio
    Jeremy Larsen x Andre Fili
    Dustin Pague x Kyoji Horiguchi



     



  • Bahia é derrotado pelo Flamengo no Maracanã e fica mais perto do perigo da degola

    Artilheiro Fernandão marcou e chegou a empatar, mas time não conseguiu triunfo

    A história do primeiro turno não se repetiu e o Esquadrão foi derrotado pelo Flamengo na noite desta quarta-feira (16), no Maracanã. O Rubro-negro foi melhor jogando em casa e depois do primeiro tempo morno, sem gol, saiu na frente na segunda etapa, com Paulinho. O Bahia ainda chegou a empatar com o artilheiro Fernandão, mas no final do duelo Hernane garantiu a vitória do mandante por 2 a 1 na partida da 29ª rodada.

    CURTA -NOS

    Com o segundo jogo consecutivo sem pontuar, o Esquadrão permaneceu com 36 pontos e caiu duas posições na tabela. Em 14º, o time vê mais de perto a ameaça do Z-4. O Flamengo foi a 40 pontos, subiu para nono e consegue mais tranquilidade na competição. Depois de duas rodadas fora de casa, o Bahia volta para Salvador e retorna ao gramado da Arena Fonte Nova no domingo (20). A partir das 16h o Tricolor recebe o São Paulo no duelo da 30ª rodada. No mesmo dia e horário o Flamengo encara o Atlético Mineiro no Independência.

    Bola rolando
    As estratégias de jogo logo se mostraram nos dois lados do gramado do Maracanã no início da partida. O Flamengo saiu primeiro para o embate e ditava o ritmo do jogo no ataque, com mais posse de bola durante quase toda a primeira etapa. Armado na defesa, o Bahia tentava segurar os donos da casa e saia com velocidade para dar o bote no contra-ataque, puxado principalmente na agilidade de William Barbio.

    A primeira boa chance foi rubro-negra. Aos 4', depois da troca de passes na área do Bahia a bola sobrou com Paulinho, ele chutou e Marcelo Lomba conseguiu segurar. O Esquadrão encaixou seu primeiro contra-ataque e devolveu o susto. Na marca dos 9' Barbio arrancou do meio-campo, ficou de cara com Felipe na área depois da tabela com Hélder, chutou forte e o goleiro conseguiu espalmar.

    Os contra-ataques tricolores perderam força depois da metade do primeiro tempo e depois do equilíbrio o Rubro-negro passou a criar mais chances. Aos 24' Elias correu pela ponta direita da área, percebeu o clarão da marcação, chutou rasteiro e Lomba espalmou para escanteio. Depois, aos 31', foi a vez de Paulinho escapar, invadir a área e rolar para Elias, mas Lomba mais uma vez salvou.

    Flamengo x Bahia - 29ª rodada do Campeonato Brasileiro
    Data: 16/10/2013, 21h50
    Local: Maracanã, Rio de Janeiro
    Árbitro: Wilton Pereira Sampaio
    Assistentes: Bruno Boschilia e Bruno Salgado Rizo

    Flamengo: Felipe, Léo Moura, Chicão, Wallace e João Paulo (Luiz Antônio); Amaral, Elias (Val), André Santos e Carlos Eduardo (Gabriel); Paulinho e Hernane. Técnico - Jayme de Almeida

    Bahia: Marcelo Lomba, Madson, Lucas Fonseca, Titi e Raul; Feijão, Rafael Miranda e Hélder (Anderson Talisca); Wallyson (Marquinhos Gabriel), William Barbio (Souza) e Fernandão. Técnico - Cristóvão Borges               (Matéria original iBahia)



  • Profissão de árbitro é regulamentada, e Anaf vislumbra dedicação exclusiva

    Giuliano Bozzano parou de apitar em 2009 e hoje trabalha como assessor jurídico da Anaf (Foto: Celso Avila / Futura Press)

    Assessor jurídico da Associação Nacional de Árbitros de Futebol (Anaf) crê em modelo no qual juízes assinarão contratos para a prestação de serviços
     

    A profissão do árbitro de futebol foi regulamentada após aprovação na Câmara dos Deputados e pelo Senado. A novidade foi publicada pelo Diário Oficial nesta sexta-feira. Agora, a função é reconhecida por lei, sancionada pela presidente Dilma Rousseff.

    De acordo com a lei 12.867, os árbitros e seus auxiliares poderão se reunir em associações e sindicatos. Eles podem "prestar serviços às entidades de administração, às ligas e às entidades de prática da modalidade desportiva futebol".

    O ex-árbitro Giuliano Bozzano, assessor jurídico da Associação Nacional de Árbitros de Futebol (Anaf), vibrou com o amparo legal que a categoria passou a ter e vislumbrou uma estabilidade para os profissionais do apito.

    - Até ontem éramos tratados como nada. Acredito que os árbitros, agora amparados pela legislação trabalhista, poderão negociar taxas melhores e buscar melhores condições de trabalho. As associações e sindicatos serão mais respeitados. Os maiores benefícios dessa regulamentação são o fato de agora haver um respaldo legal, o que é imediato, e a estabilidade que vamos tentar equacionar para o futuro. Podemos copiar o modelo da Itália. Lá, o árbitro faz contrato de dois anos, por exemplo, e pode arriscar nessa profissão. Aqui o cara apita com o receio de ir mal num jogo ou se machucar no outro. Lá na Itália há uma cota fixa por jogos ou por mês. Queremos trazer isso para cá - opinou Bozzano, que dirigiu jogos de Série A entre 1996 e 2009 e agora se dedica exclusivamente à carreira de advogado.
     

    Outro ganho, segundo Bozzano, é a possibilidade de em breve surgirem árbitros que se dediquem exclusivamente ao futebol. Para ele, isso melhoraria o nível da arbitragem brasileira.

    - Não há problema algum de um cidadão acumular profissões. Existem jornalistas que também são psicólogos, por exemplo. Mas entendo que essa melhoria das condições de trabalho possa fazer com que árbitros possam se dedicar à profissão (de árbitro) de forma exclusiva. Isso traria um ganho técnico muito grande. Gostaria muito que um grupo pudesse ter dedicação exclusiva em breve - torce.
     

    Veja o decreto que regulamentou a profissão:

    A PRESIDENTA DA REPÚBLICA

    Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

    Art. 1o A profissão de árbitro de futebol é reconhecida e regulada por esta Lei, sem prejuízo das disposições não colidentes contidas na legislação vigente.

    Art. 2o O árbitro de futebol exercerá atribuições relacionadas às atividades esportivas disciplinadas pela Lei no 9.615, de 24 de março de 1998, destacando-se aquelas inerentes ao árbitro de partidas de futebol e as de seus auxiliares.

    Art. 3o (VETADO).

    Art. 4o É facultado aos árbitros de futebol organizar-se em associações profissionais e sindicatos.

    Art. 5o É facultado aos árbitros de futebol prestar serviços às entidades de administração, às ligas e às entidades de prática da modalidade desportiva futebol.

    Art. 6o Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

    Brasília, 10 de outubro de 2013; 192o da Independência e 125o da República.

    DILMA ROUSSEFF

    Fonte: Globoesporte



  • Evento é cancelado após morte de lutador, e entidade cobra esclarecimentos

    Na última quinta-feira, Leandro Caetano de Souza, o “Feijão”, morreu enquanto cortava peso para sua luta contra Gabriel Brasil. Com a morte do lutador pouco antes da pesagem, o evento Shooto 43, que aconteceria nesta sexta-feira no Clube Hebraica, no Rio de Janeiro, foi cancelado pela organização.

    Dedé Pederneiras, líder da Nova União, um dos times que Feijão representava, e organizador do Shooto no Brasil, disse que o card foi cancelado por luto. “Venho por meio desta registrar o cancelamento do evento que aconteceria amanhã (sexta-feira) no Clube Hebraica , em sinal de LUTO”, disse o treinador no Facebook.

    Em contato com o blog, Dedé preferiu não falar mais sobre o assunto. Ele vai esperar os exames e os laudos periciais para dar mais esclarecimentos.

    Quem também quer saber mais sobre ocorrido é a Comissão Atlética Brasileira de MMA. A entidade começou seus trabalhos apenas este ano, mas já é responsável pelos cuidados médicos de importantes eventos no Brasil, inclusive do próprio UFC.

    Diretor médico da CABMMA, Márcio Tannure explicou que o Shooto não é filiado à comissão e por isso não sabe o que aconteceu com o lutador. No entanto, já entrou em contato com Pederneiras e irá emitir um posicionamento sobre o caso, mesmo com a morte do atleta não tendo ocorrido sob a alçada da entidade.

    “O laudo não será necessariamente enviado à CABMMA, porque o evento não é filiado. Se fosse, teria que chegar até nós. Mas faremos um posicionamento oficial assim. Parece-me que as avaliações médicas adotadas são diferentes do nosso protocolo. Até hoje não tivemos nenhum incidente parecido em eventos sancionados pela Comissão”, disse.

    Segundo André Chatuba, um dos treinadores Leandro Caetano, o lutador ainda precisava tirar 900g dos 56,7kg que ele precisava bater para a luta entre os pesos moscas. Ele estava na sauna quando desmaiou e foi levado ao hospital. “Pelo que me parece tem sim relação com a perda de peso, porque no hospital eu perguntei ao atleta da Nova União se ele tinha pesado. Ele me respondeu que faltavam 900 gramas, por isso estava fazendo sauna e desmaiou.”



  • Presidente da FEBAM rebate Projeto que quer proibir MMA na TV

    Ricardo Serravalle, presidente da Federação Baiana de Artes Marciais, aprofunda o assunto para defender a prática esportiva

    Tramita na Câmara dos Deputados um Projeto de Lei (55.344/09) que quer proibir as emissoras de televisão de transmitirem lutas marciais não olímpicas.  A norma inclui o Ultimate Fighting Championship (UFC), principal torneio mundial de MMA, com 1 bilhão de espectadores em todo o mundo, segundo a Comissão Atlética Brasileira de MMA. Caso aprovado, campeonatos de artes marciais mistas (MMA) não poderão ser veiculados no país. O Projeto já foi debatido e aguarda parecer de outras comissões da Câmara dos Deputados.

    "É importante tirar essa luta da TV, porque a única lição que ela propagandeia é a violência. São golpes violentos, joelhadas, golpes violentos no rosto e onde o sangue é o suor, como dizem aqueles que gostam do MMA", diz o deputado José Mentor (PT-SP), autor do Projeto. Em defesa das artes marciais mistas, Ricardo Serravalle, presidente da Federação Baiana de Artes Marciais e Esportes de Combate, se aprofundou no tema para explicar as origens do esporte e por que ela é mais do que violência na TV. 



  • Caetité se destaca no Campeonato Baiano de Taekwondo

    Equipe comemora resultado satisfatório

    Durante os dias 14 e 15 de setembro, no Hotel Fiesta, em Salvador - BA, alunos do Projovem Adolescente e da Associação Esparta de Taekwondo, filiada à Federação Esportiva Baiana do Esporte, participaram do Campeonato Baiano, com apoio da Prefeitura Municipal de Caetité. As equipes de Caetité, Guanambi, Igaporã e Salvador obtiveram destaque no Campeonato, conquistando o maior número de medalhas. Ao todo, Caetité conquistou 15 medalhas, sendo 8 de ouro, 6 de prata e uma de bronze.

    Para o professor Miro Carvalho o resultado satisfatório é consequência dos treinos e dedicação dos alunos. “O compromisso reflete na superação do esporte, e tem desenvolvido cada vez mais o lado competitivo, tanto que tivemos uma colocação no patamar da capital. Estamos muito felizes com as nossas novas conquistas!”, salientou o professor. As equipes de Caetité e Igaporã, terinadas por Miro, vem fazendo história no cenário estadual e nacional de Taekwondo, com vários títulos, como o Campeonato Baiano - 2010 (com a participação de 5 atletas, conquistando 4 medalhas de ouro e uma de prata), Campeonato Baiano - 2011 (8 atletas conquistaram 4 ouros e 2 pratas), Campeonato Baiano - 2012 (7 atletas conquistaram 3 ouros, 2 pratas e 2 bronzes), Copa Cidade Maravilhosa – Rio de Janeiro – 2013 (um atleta conquistou medalha de bronze).

    O Taekwondo é um esporte olímpico que tem aumentado consideravelmente o número de praticantes em todos os países. A Bahia tem se destacado com atletas competindo em campeonatos e torneios nacionais, com resultados excelentes. Em Caetité, Miro Carvalho treina cerca de 350 alunos do Projovem, Colégio Estadual Tereza Borges de Cerqueira, Colégio Municipal Ovídio Teixeira e no Projeto Viva Cidadania do Sesi. O esporte busca o crescimento pessoal, além de envolver o companheirismo e o desenvolvimento cidadão ciente de seus deveres para com a família, a escola, a cidade e seu país.