BUSCA PELA CATEGORIA "FEIRA DE SANTANA"

  • Ladrões que arrombavam cofres de postos de combustíveis são presos em Feira de Santana

    Foto: Divulgação PC

    Suspeitos de assaltar, pelo menos, 11 postos de combustíveis em Feira de Santana e que tiveram cofres arrombados, Antônio Torquato de Lima Júnior e Marcelo dos Santos Natividade foram presos na terça-feira (17), por investigadores da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR/Feira), depois de praticarem mais um roubo na cidade.

    O delegado André Ribeiro, titular da DRFR/Feira, informou que a dupla foi identificada como responsável pelos assaltos aos postos Bahia, no bairro Campo Limpo, Renascer, no Caseb, Radhial, no Parque Ipê, Posto Via Park, no Feira VII, Posto Shell, no Queimadinha, e Posto Expofeira, na BR-324.

    Na casa de Marcelo, situada no Jardim Cruzeiro, a polícia encontrou dois rádios que captavam a frequência da polícia, uma serra circular utilizada pela dupla para cortar dos cofres e um celular com imagens de um dos assaltos, onde é possível ver Antônio Torquato.

    Foram apreendidos ainda duas pistolas, uma 9mm e outra 380, ambas com numeração suprimida, um carregador com 15 cartuchos, 15 munições do calibre 380 e sete tabletes de maconha prensada, com aproximadamente sete quilos.

    Na manhã de terça-feira (17), Marcelo e Antônio assaltaram o posto Pague Menos, no bairro Pedra do Descanso, mas, como não conseguiram abrir o cofre do estabelecimento comercial, levaram mercadorias da loja de conveniência, além de um caminhão, de placa NYO-448, ali estacionado e que transportava uma carga de produtos variados.

    Equipado com um rastreador, o veículo foi encontrado numa estrada vicinal, na BA-052, sem a as mercadorias. A polícia identificou o lugar onde o caminhão fez uma parada antes de ser abandonado e o imóvel ocupado por Marcelo, onde todo material roubado estava escondido.

    Conduzidos para a sede da unidade especializada, os ladrões foram autuados em flagrante por prática de roubo e devem ser encaminhados ao sistema prisional. Marcelo tinha um mandado de prisão em aberto, expedido pela Vara Criminal de Feira de Santana. (ssp)

     







  • Polícia apreende 40 kg de cocaína que seria distribuída em micareta de Feira de Santana

    Foto: Divulgação

    Na tarde da última terça-feira (17), duas pessoas foram presas e 40kg de cocaína apreendidas em um laboratório usado para refinar a droga em Feira de Santana.

    Todo material estava embalado com a logo da Apple, que tem um símbolo de uma maça. Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), a droga seria vendida na micareta da cidade, que acontece entre os dias 19 e 22.

    Os criminosos foram identificados como Gilson de Jesus dos Santos, 35 anos, e Lua Mar Albuquerque de Aguiar Silva, 23 anos, e eles utilizavam uma residência na rua Joaquim Cordeiro de Magalhães para armazenar a droga.

    A ação que prendeu os criminoso foi realizada por equipes da delegacia de tóxicos entorpecentes (DTE).



  • Mulher é capturada com 1.091 porções de drogas em Feira

    Foto: Divulgação

    No final da manhã de quarta-feira (28), Motociclistas do Pelotão Especial Tático Ostensivo (Peto) da 65ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Feira de Santana) prenderam em flagrante, uma mulher com 1.091 porções de drogas. A traficante Maria Telma Oliveira dos Santos foi localizada, após operação realizada no Conjunto Feira IV.

    Os militares faziam abordagens a veículos e transeuntes, no bairro, quando a criminosa tentou passar com algumas sacolas. Durante revista foram encontrados 966 trouxas de maconha, 118 pinos de cocaína e sete pedras grandes de cocaína. Maria e todos os entorpecentes foram apresentados na Central de Flagrantes, localizada no bairro Sobradinho.

    “Sabemos da movimentação de traficantes nesta região e estamos ampliando as ações de abordagem, patrulhamento ostensivo e preventivo”, informou o comandante do Policiamento na Região Leste, coronel Luziel Andrade.







  • Feira: Bandidos armados detonam caixa eletrônico da secretaria de saúde

    Foto: Ed Santos / Acorda Cidade

    Caixas eletrônicos da Secretaria de Saúde de Feira de Santana foram alvo de ataque na madrugada desta terça-feira (12). Informações preliminares dão conta que cinco homens armados, a bordo de dois carros, chegaram ao local, que fica no centro da cidade, quebraram o cadeado de uma porta, e detonaram o caixa eletrônico da Caixa Econômica Federal. Segundo a Rádio Sociedade de Feira, a ação durou cerca de dez minutos. Os assaltantes conseguiram levar alguma quantia, ainda não estimada, mas algumas notas ficaram queimadas após a explosão. À Rádio, a secretária de saúde de Feira, Denise Mascarenhas, lamentou o fato. “Infelizmente, tivemos essa notícia, mas quero agradecer a Deus pelas vidas poupadas, no caso dos vigilantes e funcionários”, disse. Devido ao ataque, o atendimento nesta terça será suspenso ao público. Até o momento, não há informação sobre o paradeiro dos assaltantes. Câmeras de segurança devem ajudar na identificação do grupo.



  • Criança é internada com suspeita de febre maculosa em Feira de Santana

    Carrapato-estrela foi encontrado na menina | Foto: Reprodução / TV Subaé

    Uma menina de três anos foi internada no município de Feira de Santana com suspeita de febre maculosa. A doença pode ser transmitida pela picada de um carrapato, suspeita que surgiu após os pais encontrarem um exemplar do animal na cabeça da criança. A paciente foi levada para o Hospital Estadual da Criança ao apresentar dor e febre. Em entrevista ao G1, o pai contou que a menina teve febre de 40 graus, além de diarreia e vômito. Uma amostra do sangue da criança está em análise no Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), em Salvador, segundo informações da Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab). Mortes por febre maculosa não eram registradas no estado há 17 anos, e o último caso foi confirmado em 2012. Apesar de não ser comum no Norte e Nordeste do país, dois casos da mesma doença foram confirmados em Salvador, informou a Secretaria Municipal da Saúde (SMS). Um dos pacientes foi infectado no município de Santo Amaro, no Recôncavo baiano. Ainda assim, os órgãos descartam a possibilidade de surto. 



  • Justiça decreta prisão preventiva de ex-vereador suspeito de mandar jogar ácido na ex-cunhada

    Mulher foi queimada por ácido pelo ex-companheiro da irmã (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

    A Justiça decretou a prisão preventiva do ex-vereador Roberto Neves, suspeito de mandar um rapaz jogar ácido na ex-cunhada em Feira de Santana, cidade a cerca de 100 km de Salvador. De acordo com a Polícia Civil, Roberto passou por uma audiência de custódia na quarta-feira (31), quando o juiz determinou a prisão. Ele foi encaminhado, ainda na quarta-feira, para o presídio de Feira de Santana. Já o rapaz suspeito de jogar o ácido ainda não foi preso. Ele é procurado pela polícia.

    Roberto Neves é ex-vereador de São Sebastião do Passé, cidade 70km distante de Feira de Santana. Ele está preso desde o dia do crime, na terça-feira (30). Segundo a polícia, Roberto teria mandado o sobrinho de consideração jogar o produto químico na vítima, de 38 anos, pois a apontava como culpada pelo fim do relacionamento dele com a irmã dela.

    A polícia informou que o suspeito preso também estava no local do crime no momento em que a vítima foi atacada e teria ajudado o rapaz, que jogou o ácido na mulher, a fugir. O mandante estava escondido em um carro, que foi alugado por ele. Investigações iniciais apontam que foi o ex-vereador quem dirigiu o veículo durante a fuga. No entanto, conforme a polícia, o ex-vereador nega ter participado da ação, mas não explicou por que estava no local do ocorrido com veículo alugado.

    Caso

    Conforme a polícia, a vítima, Maria José de Souza, que é vendedora de salgados, relatou que sofria ameaças do ex-cunhado porque ele a considera culpada pelo fim do relacionamento entre ele e a irmã dela.

    Ainda de acordo com a polícia, Maria José havia acabado de sair de casa para trabalhar, quando foi abordada pelo sobrinho de consideração do ex-vereador. Segundo a polícia, o homem fingiu que iria comprar um salgado e, quando a vítima se abaixou, jogou o ácido nela. Em seguida, o suspeito fugiu com o "tio".

    A polícia informou que o carro usado na fuga, identificado por meio de câmeras de segurança, havia sido alugado no dia do crime, em São Sebastião do Passé, cidade onde Roberto já foi vereador. Roberto foi autuado em flagrante por tentativa de homicídio qualificado.

    De acordo com a polícia, Maria José foi socorrida para um hospital da cidade de Santo Antônio de Jesus. Ela teve queimaduras nos dois braços, pescoço e costas . Não há detalhes sobre o estado de saúde dela. (G1/Bahia)

    CONTINUE LENDO


  • 'Esperando um milagre', diz mãe de menina sumida há 2 meses em Feira de Santana

    A mãe de Gabrielly Gomes Santana, de 7 anos, desaparecida quando brincava na porta de casa, em Feira de Santana, a 100 quilômetros de Salvador, há dois meses sofre com o sumiço da filha, que segue sem explicação. A criança foi vista pela última vez no dia 21 de janeiro, no bairro Gabriela, e o paradeiro da menor é desconhecido.

    “[A polícia] disse que não divulga informações para não atrapalhar a investigação. A gente fica na expectativa, que aumenta a cada dia. A gente confia em Deus, esperando um milagre”, apela Jeisa Costa Gomes, que é mãe ainda de outros dois meninos.

    Um homem que inicialmente era suspeito do crime chegou a ser preso 11 dias após o sumiço, mas após realização de perícias, a polícia descartou a participação dele, que foi solto. O coordenador da Polícia Civil em Feira de Santana, João Uzzum, responsável pelo caso, disse que não tem informações sobre a localização da garota e continua investigando o desaparecimento.

    O sentimento de esperança da mãe de Gabrielly é o mesmo da avó materna da menina, Maria da Glória Costa Gomes, que estava em casa quando a garota sumiu. A avó morava com a menor desde que a criança tinha dois anos, porque a mãe da garota trabalha.

    "Nenhuma resposta chegou até hoje. A gente não tem nenhuma explicação de como ela sumiu. A polícia não dá notícia nenhuma para ninguém da família. A gente fica com a esperança de que vão trazer [ela] de volta, mas não dão notícia nenhuma para a gente", reclama.

    Desaparecimento

    Logo após o sumiço, Maria havia relatado ao G1 que a neta sempre brincava na porta de casa com as amiguinhas, mas que no dia do sumiço, brincava sozinha. "Eu fiquei de olho nela, mas em um momento fui lavar o banheiro e disse: 'não saia daí, não vá na casa de ninguém'. Quando saí na porta, não a encontrei e fui na casa das vizinhas que ela costuma brincar. Quando cheguei, as crianças estavam dormindo e, em algumas casas, a família nem estava. Foi aí que vimos que ela tinha desaparecido. Estamos desesperados", contou a avó.

    Ainda segundo a avó da criança, uma testemunha relatou ter visto um carro rondando a região no dia do desaparecimento. De acordo com Maria, assim que a menina sumiu, ela e a mãe da criança foram à delegacia registrar a ocorrência. Os pais de Gabrielly são separados, mas o pai é presente na rotina da criança e a guarda é compartilhada.

    CONTINUE LENDO


  • Feira: Acusados de chacina que matou 9 em presídio são ouvidos em audiência

    Foto: Ed Santos / Acorda Cidade

    Quinze presos acusados na chacina que deixou nove mortos em maio de 2015 em uma rebelião no presídio de Feira de Santana participaram da primeira audiência do caso nesta segunda-feira (13). As oitivas foram realizadas no Fórum Filinto Bastos. De acordo com o G1, além dos 15 réus, oito testemunhas de acusação e cinco pessoas que ficaram feridas durante o motim são ouvidas. Na chacina, 17 presos foram acusados pelas mortes, mas dois já morreram. Entre os mortos está Ronilson Oliveira de Jesus, conhecido como Rafael, de 29 anos. Apontado como mandante da rebelião, ele foi morto em confronto com a polícia no dia 27 de janeiro de 2017 em Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). A rebelião foi motivada pela disputa do tráfico de drogas no conjunto penal de Feira de Santana entre dois traficantes, como apontou um inquérito da Polícia Civil.



  • Feira de Santana: Defesa Civil aponta 12 mil sem água encanada em zona rural

    Foto: Ney Silva / Acorda Cidade

    Quase 12 mil pessoas ainda não conta com água encanada na zona rural de Feira de Santana. O levantamento foi feito divulgado pela Defesa Civil da cidade. O problema é agravado com a estiagem. Feira de Santana já decretou estado de emergência pela escassez de chuvas desde agosto do ano passado. Ao Acorda Cidade, o coordenador da Defesa Civil, Pedro Américo, informou que a zona rural tem sido abastecida desde o início de janeiro, com o apoio de 10 a 12 carros-pipa. Os veículos são destinados pela prefeitura e pela Superintendência de Defesa Civil do estado (Sudec). Com o agravamento da demanda, a prefeitura local requisitou também o apoio do governo federal. 



  • Feira de Santana registrou média de 31 assassinatos por mês em 2016

    Foto: Reprodução

    Em média, 31 pessoas por mês foram assassinadas em Feira de Santana durante todo o ano de 2016. O número total, segundo dados divulgados pela Polícia Civil, foi 376 homicídios, o que registra um aumento de 30% em relação ao ano de 2015, em que ocorreram 289 assassinatos na cidade. Em matéria veiculada no Jornal da Manhã, a polícia aponta o tráfico de drogas como a maior causa dos crimes. "Atualmente, temos três facções atuando na cidade. Então, em 2017, vamos intensificar bastante a lita contra essas facções para tentar diminuir o número de homicídios", afirmou o delegado de Homicídios, Gustavo Coutinho, ao telejornal. Nesse cenário, são os homens os mais atingidos, representando 70% dos casos. A maioria dos assassinados tem idades entre 18 e 24 anos. O levantamento também revelou os bairros considerados mais perigosos da cidade: o Tomba, com 28 homicídios; Campo Limpo, com 24; Aviário, com 23; e o Centro, com 21.



  • PF aponta quase 2 mil empresários que recebiam Bolsa Família

    Em torno de 1,9 mil empresários de Feira de Santana recebem irregularmente o Bolsa Família. Conforme o projeto Raio-X do Bolsa Família, do Ministério Público Federal (MPF), os recebimentos chegam a mais de R$ 7 milhões. O levantamento aponta a existência de 47 falecidos, 488 servidores públicos e um servidor doador de campanha eleitoral. Segundo o Acorda Cidade, os nomes não foram divulgados. Em Feira foram identificadas 2.536 famílias que recebiam o benefício irregularmente. Por conta disso, o Ministério Público Federal solicitou apuração imediata da prefeitura municipal em relação aos casos. Ainda de acordo com o Raio-X Bolsa Família, R$228.759.993 já foram pagos pelo programa na cidade, sendo que R$8.852.814 foram recebidos por pessoas que não necessitavam do benefício, percentual de 3,87% dos beneficiários feirenses, que ultrapassam os 36 mil.



  • Justiça impede que presídio de Feira de Santana receba novos detentos

    Foto: Almir Melo / TV Subaé

    A Justiça da Bahia acatou ação impetrada pelo Ministério Público em 2014 e determinou nesta sexta-feira (11) que o Conjunto Penal de Feira de Santana, cidade localizada a cerca de 100 quilômetros, está impedido de receber novos presos.

    De acordo com o diretor do presídio, capitão Alan Araújo, o motivo da ação do Ministério Público é a superlotação e o número insuficiente de agentes penintenciários na unidade prisional. O Conjunto penal de Feira de Santana atualmente abriga 1.800 presos, sendo que a capacidade é para 1.108.

    Segundo o G1 quem for preso na cidade a partir da decisão, terá que ficar na carceragem do complexo policial do bairro Sobradinho. O coordenador regional da Polícia Civil, João Uzzum, informou que já pediu o remanejamento de policiais de outras unidades para reforçar a segurança no plantão central. Aina segundo Uzzum, só ficarão detidos no complexo policial aqueles que forem presos em flagrante ou suspeitos de casos nos quais as provas não tragam dúvida quanto à autoria do crime.



  • Feira: Fogo destrói casa enquanto casal dormia

    Foto: Ed Santos / Acorda Cidade

    Um incêndio provocou a destruição de uma casa na madrugada desta segunda-feira (31) em Feira de Santana. Até o momento, a causa do incêndio ainda não foi identificada. No momento do acidente, um casal de moradores dormia na residência. O fato ocorreu na Rua Alto de Santana, bairro Gabriela, por volta das 3h. Após chegada do Corpo de Bombeiros, as chamas foram debeladas.  Vizinhos suspeitam que uma vela pode ter causado o incêndio. No momento em que o fogo se alastrou não havia energia elétrica na residência. As causas ainda são investigadas.



  • Suspeito de matar homem é preso ao tentar roubar viatura para fugir

    Foto: Divulgação/ Polícia Civil

    Um jovem de 18 anos foi preso após matar um homem de 20 anos a tiros no município de Feira de Santana, na terça-feira (27). Depois de cometer o crime, o suspeito e um comparsa tentaram roubar uma viatura descaracterizada para fugir e foram surpreendidos por policiais. O outro envolvido na ação conseguiu fugir. As informações foram divulgadas pela Polícia Civil, nesta quarta-feira (28).

    De acordo com a polícia, agentes da Delegacia para o Adolescente Infrator (DAI/Feira) entregavam intimações no bairro George Américo, no centro da cidade, quando presenciaram o crime. Houve troca de tiros. Ninguém ficou ferido.

    Conforme a polícia, o homem preso foi levado para a Delegacia de Homicídios da região, onde foi autuado em flagrante por homicídio. O crime tem relação com a disputa do tráfico de drogas na região. O jovem preso está custodiado no Complexo Policial de Feira de Santana, à disposição da Justiça. Com o suspeito, foram apreendidos dois revólveres calibre 38 e uma pistola calibre 380.



  • Menino de 10 anos morre após receber anestesia para fazer exame

    Foto: Reprodução/G1 Bahia

    Um menino de dez anos morreu depois de receber anestesia para fazer um exame de ressonância magnética em uma clínica de Feira de Santana, cidade baiana distante cerca de 100 km de Salvador. O caso aconteceu na segunda-feira (19). Os pais da criança registraram ocorrência na delegacia e a Polícia Civil vai investigar o que aconteceu.

    A criança morava em Utinga, município localizado na região da Chapada Diamantina, e distante cerca de 300 km de Feira de Santana. Conforme a família, o garoto viajou só para fazer esse exame, que custou R$ 1.430. Os familiares do menino ainda não sabem o que provocou a morte dele. Os pais aguardam o laudo do Instituto Médico Legal (IML) para saber o que provocou a morte da criança. O prazo é que o documento fique pronto em 45 dias.

    A lavradora Gesibel Lemos da Mota, mãe do menino Gilberto, relatou que ela e o filho chegaram à clínica, onde o procedimento foi feito por volta das 8h30. Em seguida, segundo Gesibel, uma enfermeira fez uma espécie de entrevista para saber se o garoto tinha algum tipo de alergia. A mãe disse que não tem conhecimento de nenhuma rejeição do garoto a medicamentos e relatou que ele tomava remédio controlado.

     

    De acordo com a lavradora, logo depois da conversa com a enfermeira, a criança foi sedada para passar pelo exame. "Aplicaram a sedação nele, depois ele começou a ficar molinho, depois ele começou a ficar sem ar. Aí os médicos tentaram reanimar ele, mas não conseguiram", relatou Gesibel.

    Conforme a mãe, o garoto Gilberto já tinha passado por uma cirurgia no olho e outra no braço e não teve problemas. "Ele já fez um exame do olho, que ele tinha catarata congênita, fez cirurgia e não aconteceu nada. Fez uma cirurgia há pouco tempo do braço, que quebrou brincando de bicicleta, graças a Deus não aconteceu nada. Veio acontecer simplesmente aqui, em uma simples ressonância. Vim trazer meu filho para fazer um exame para saber o que ele tem realmente e perdi meu filho", lamenta a lavradora. Informações do G1 Bahia.

    CONTINUE LENDO