BUSCA PELA CATEGORIA "MUNDO"

  • Ministro francês oferece apoio do país na segurança dos Jogos Olímpicos de 2016

    Laurent Fabius | Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil

    Em visita ao Brasil, o ministro francês de Assuntos Exteriores e do Desenvolvimento Internacional, Laurent Fabius, ofereceu neste domingo (22) apoio à presidente Dilma Rousseff para garantir a segurança e evitar ataques terroristas nas Olimpíadas de 2016. Segundo Fabius, a França se colocou à disposição do Brasil tanto para transmitir os resultados das ações que estão sendo tomadas no país quanto com o próprio serviço de inteligência, para reduzir o risco de ataques no Brasil durante o evento. "O que aconteceu em Paris, infelizmente poderia acontecer em vários países do mundo, uma vez que [os grupos terroristas] estão organizados internacionalmente", observou durante entrevista coletiva. De acordo com a Agência Brasil, o ministro brasileiro das Relações Exteriores, Mauro Vieira, afirmou que a ajuda é muito bem-vinda.



  • Mulher-bomba detona explosivos em cerco policial na França

    Estadao Conteúdo e Redação

    Uma mulher cometeu suicídio ao detonar explosivos depois de atirar contra policiais com um rifle automático, durante uma operação da polícia francesa lançada na madrugada desta quarta-feira, 18, no subúrbio de Saint-Denis, ao norte de Paris, na esteira dos ataques terroristas que deixaram pelo menos 129 mortos na capital francesa na última sexta, 13. Além da mulher-bomba, mais um homem foi morto durante o cerco a um apartamento local, afirmou um policial. A ação, que terminou por volta de 8h30 (horário de Brasília), resultou na prisão de sete pessoas, segundo informações preliminares da emissora de TV norte-americana CNN. Segundo a polícia francesa, cinco policiais tiveram ferimentos leves e foram atendidos por equipes médicas. Um cão policial, um pastor alemão de 7 anos, acabou sendo morto no confronto. Mentor do ataque Autoridades francesas suspeitam que Abdelamid Abaaoud, um militante belga do Estado Islâmico e suposto mentor dos atentados em Paris, pode estar no subúrbio onde ocorreu a operação, afirmou a porta-voz. Além de Abaaoud, autoridades francesas e belgas também procuram Salah Abdeslam, que teria participado dos ataques da semana passada. Explosões e tiroteios foram ouvidos durante a operação policial em Saint-Denis.



  • Estado Islâmico assume autoria de atentados em Paris:

    Policiais na esquina do Bataclan, onde mais de 100 foram mortos (Foto: AFP)

    O grupo radical Estado Islâmico reivindicou na manhã deste sábado (14) a autoria dos atentados ocorridos na noite de sexta-feira (13) em Paris, que deixou mais de 100 mortos e é considerado o pior na história do país. Em declaração oficial, o grupo afirmou que o ataque foi cuidadosamente planejado em vários pontos do centro de Paris. 

    Um deles foi a casa de Shows Bataclan, local em que os terroristas fizeram reféns. O chefe de polícia da cidade, Michel Cadot, afirmou ao jornal The Guardian que, quando a polícia invadiu o local, quatro terroristas se suicidaram, detonando explosivos que tinham em seus cintos. 

    "Oito irmãos com explosivos na cintura e fuzis fizeram vítimas em lugares escolhidos previamente e que foram escolhidos minunciosamente no coração de Paris, no estádio da França, na hora do jogo dos dois países França e Alemanha, que eram assistidos pelo imbecil François Hollande, o Bataclan onde se estavam reunidos centenas de idolatras em uma festa de perversidade assim como outros alvos no 10º arrondissement e isso tudo simultaneamente. Paris tremou sob seus pés e as ruas se tornaram estreitas para eles. O resultado é de no mínimo 200 mortos e muitos mais feridos. A gloria e mérito pertencem a Alá”, diz o comunicado.
     

    O presidente francês François Hollande chegou a afirmar que o atentado eram atos de guerra do grupo e decretou estado de emergência no país, além do fechamento das fronteiras. Durante o ataque, dois brasileiros que estavam em um restaurante foram atingidos. De acordo com o consulado brasileiro na França, um arquiteto que está de passagem na cidade foi atingido por três disparos e precisou passar por cirurgia. Já a brasileira, que é estudante, levou um tiro de raspão. Os dois passam bem, mas não tiveram as identidades reveladas. 

    Ataques 

    Mais de 100 pessoas morreram na casa de show Bataclan, em Paris, na noite desta sexta-feira (13), segundo informações do The New York Times, citando fontes policiais. A polícia francesa invadiu o local - quatro terroristas se mataram com bombas quando os policiais entraram. Atentados aconteceram em outros pontos da cidade - houve mortos também em um restaurante cambojano, entre outros tiroteios, além de explosões próximas ao Stade de France - dois homens-bomba também se mataram perto do estádio. O total de mortos chega a 150, segundo agência - a polícia divulgou oficialmente 126. 

     

    No Bataclan, se apresentava a banda americana Eagles of the Death Metal, formada por Josh Homme, do Queens of Stone Age, e Jesse Hughes. Homme não estava com o grupo durante a turnê europeia. A banda se pronunciou no Facebook. "Ainda estamos tentando determinar a segurança e localização de toda a banda e nossa equipe", diz a nota, que ainda deseja solidariedade aos envolvidos "na trágica situação". A mulher do baterista Julian Dorio disse ao The Washington Post que todos os membros da banda estão a salvo. "Estamos apenas segurando nosso fôlego e rezando por todos", diz. "Ele me ligou para dizer que me amava e estava bem. Todos que estavam no palco conseguiram sair".

    CONTINUE LENDO


  • Exame para detectar câncer de próstata sem toque é destaque na coluna Saúde

    Pesquisadores do Instituto Karolinska, na Suécia, desenvolveram um teste que se mostrou mais eficiente e acurado para detecção do câncer de próstata, quando comparado ao usual exame conhecido como PSA. A coluna Saúde ainda traz informações sobre testes para detecção de câncer de pâncreas nos primeiros estágios, que é desenvolvido no Japão, e sobre uma capacitação para cuidado com pessoa idosa, realizada pela Sesab em Alcobaça e Prado.



  • LOUCURA! MULHER DE 47 ANOS DESCOBRE GRAVIDEZ UMA HORA ANTES DO PARTO NOS EUA

    Uma americana de 47 anos recebeu a maior surpresa da vida dela. JUDY BROWN descobriu que estava grávida apenas uma hora antes de dar à luz. De acordo com a emissora ABC News, ela deu entrada em um hospital da cidade de Beverly com fortes dores abdominais. Judy achava que estava com "dor de barriga", e foi pega de surpresa quando os médicos lhe informaram que ela estava em trabalho de parto. As mudanças no corpo de Judy foram entendidas por ela como alterações
    provocadas pela idade, e não como gravidez. "Foi um pouco assustador ficar no hospital pensando que algo ruim estava acontecendo. Até eu entender que eu estava grávida e estava prestes a entrar em trabalho de parto foi um tempo muito grande", disse a americana. Ela é casada há 22 anos com JASON BROWN, e o casal não tinha filhos até a chegada inesperada do bebê, CAROLYN ROSE. “Estamos casados há 22 anos e não esperávamos esse filho. Não estava na minha mente”. A menina e a mãe passam bem, e Judy teve que pedir alguns objetos de bebê emprestados a amigos mais próximos até ela conseguir montar o enxoval.



  • Meteoro em chamas é visto no céu da capital da Tailândia; veja vídeo

    Uma cena rara chamou atenção em Bangcoc, capital da Tailândia, na noite desta segunda-feira (2). Segundo informações da BBC, um meteoro em chamas passou pelo céu da cidade e foi registrado por câmeras instaladas em carros. Em sua página no Facebook, a Sociedade Astronômica Tailandesa confirmou que o objeto era realmente um meteoro. Esta é a segunda vez em dois meses que o fenômeno acontece na capital da Tailândia.



  • Avião russo se despedaçou em grande altitude no Egito, dizem autoridades

    O avião russo que caiu pouco depois de decolar de uma cidade turística no Egito se quebrou enquanto estava em grande altitude, espalhando fragmentos por uma grande área na Península do Sinai, segundo informou um alto oficial russo neste domingo. Times de busca seguem tentando encontrar os corpos de todos os 224 mortos no acidente. Especialistas em aviação se uniram a pesquisadores em uma parte remota do Sinai, procurando por pistas do que feito o Airbus A321 cair abruptamente de uma altura de quase 9,5 mil metros apenas 23 minutos depois de decolar da cidade de Sharm el-Sheikh a caminho de São Petersburgo. As equipes percorrem uma área de 16 quilômetros quadrados para encontrar corpos e pedaços da aeronave. A grande área sobre a qual os fragmentos foram encontrados indica que a aeronave se desintegrou enquanto estava voando alto, disse Alexander Neradko, chefe da agência russa de aviação. Ele não comentou as possíveis razões para o acidente, alegando que as investigações estão em andamento. Ao mesmo tempo, na Rússia, o luto tomou conta da cidade histórica de São Petersburgo, onde viviam grande parte das vítimas. O presidente Vladimir Putin declarou luto nacional e bandeiras foram postas a meio mastro. Até o meio-dia, 163 corpos haviam sido recuperados, de acordo com o governo egípcio. Alguns dos corpos estavam sendo enviados de avião para a Rússia ainda neste domingo. O ministro dos Transportes russo Maxim Sokolov agradeceu autoridades egípcias pela ajuda e disse que o trabalho na análise de dados e gravações de dentro da cabine ainda não haviam começado. Um oficial egípcio que trabalhou na inspeção prévia ao vôo disse que a aeronave parecia estar em bom estado. Falando sob a condição de anonimato porque ele não estava autorizado a conversar com jornalistas, afirmou que o time de inspeção incluía ainda dois russos. Apesar disso, canais de TV da Rússia citaram a esposa do co-piloto disendo que seu marido reclamava das condições do avião. Quando aviões quebram em pleno voo, isso normalmente ocorre por um de três fatores: um evento climático catastrófico; uma colisão no ar; ou uma ameaça externa como uma bomba ou um míssil. Sem indicações de que nenhum dos três fatores ocorreram neste caso, especialistas em aviação acreditam que os investigadores vão procurar elementos mais inusitados.



  • Militares egípcios encontram destroços do avião russo numa área montanhosa

    Os militares egípcios encontraram destroços do avião russo que caiu neste sábado (31) com 224 pessoas a bordo na Península de Sinai numa área montanhosa, anunciou o primeiro-ministro egípcio, Ismail Sherif. Foram deslocadas para o local 45 ambulâncias para resgatar mortos e feridos", informa o comunicado do gabinete do primeiro-ministro egípcio. Segundo a agência estatal da aviação russa, a avião, um Airbus-321 da companhia de aviação russa KogalimAvia, perdeu o contacto com os radares às 07:14 quando sobrevoava a cidade de Lárnaca, 23 minutos após ter descolado do Egito. "Desde então desapareceu dos radares”, disseram as autoridades aeroportuárias à agência russa Interfax. O avião que fazia o voo 9.268, descolou esta manhã da localidade egípcia de Sharm el Sheikh, um dos destinos favoritos dos turistas russos. De acordo com fontes da embaixada russa no Egito, todos os passageiros a bordo do avião são cidadãos russos, incluindo 17 crianças e sete membros da tripulação. Aparentemente, segundo informação da agência de notícias RIA Novosti, o avião perdeu altitude logo após a descolagem e o piloto teria pedido permissão à torre de controle para fazer uma aterragem de emergência no Cairo. O avião tinha como destino o Aeroporto de Pulkovo, na cidade russa de São Petersburgo, onde deveria aterrar pouco depois do meio-dia.



  • Avião russo com mais de 200 passageiros cai no Egito e fica 'completamente destruído'

    Um avião russo caiu com 224 passageiros, em sua maioria composta por turistas, no Egito neste sábado (31), de acordo com as autoridades do país africano. De acordo com a agência Reuters, a aeronave voava do resort Sharm el-Sheikh, próximo ao Mar Vermelho, para São Petersburgo, quando caiu em uma área montanhosa da Península de Sinai. O avião, um Airbus A-321 operado pela companhia Kogalymavia, sumiu dos radares 23 minutos após decolar do Cairo e o piloto teria ligado para o controle de tráfego aéreo para informar que estava com problemas técnicos e solicitar um pouso de emergência. O presidente russo Vladimir Putin expressou suas condolências pelo acidente e ordenou que seus ministros ofereçam assistência imediata às famílias das vítimas, informaram as agências russas de notícias do país. De acordo com autoridades que chegaram ao local, o avião ficou "completamente destruído" e é improvável que haja sobreviventes.
     



  • Asteroide gigante passará pela terra neste sábado e pode causar tsunamis

    Foto: Reprodução/ DailyStar

    O Dia das Bruxas pode ser assustador no mundo todo. De acordo com o DailyStar um asteroido enorme passará pela terra, neste sábado (31), Dia das Bruxas. Especialistas temem o pior após o grande objeto, que mede cerca de 500 metros de comprimento, ser visto se aproximando de nosso planeta. Ele está viajando com velocidade de 125 mil km/h. A Nasa acredita que o asteroide TB145 2015 possa ser um cometa e lançou um vídeo que mostra o quão perto ele vai passar de nosso planeta. Entre as consequências, a pedra gigante pode causar um tsunami de proporções nunca vistas. Caso ele se choque com nosso planeta, há 71% de chances de atingir as águas, o que levanta a preocupação com um tsunami. Claro que há a possibilidade, caso ele venha em nossa direção, de ser desfragmentando na atmosfera e reduzir bastante seu tamanho. O asteroide foi descoberto na semana passada.



  • Scioli e Macri disputarão segundo turno na Argentina

    Candidato governista de centro-direita à Casa Rosada, Daniel Scioli, discursa (Foto: Martin Acosta/Reuters)

    O candidato governista de centro-direita à Casa Rosada, Daniel Scioli, vai disputar o segundo turno das eleições na Argentina com Mauricio Macri, apontam dados oficiais das votações realizadas neste domingo (25), segundo a Direção Nacional Eleitoral da Argentina. A segunda etapa das votações vai acontecer em 22 de novembro. Em disputa acirrada, o candidato governista lidera com ligeira vantagem, com 95,37% das urnas apuradas. Scioli, apoiado pela presidente Cristina Kirchner, e tido como favorito pelas pesquisas, tem 36,66% dos votos. O prefeito de Buenos Aires e candidato pelo Pro, Mauricio Macri, tem 34,52% dos votos. O advogado e deputado Sergio Massa, da Frente Renovador, está em terceiro lugar na contagem de votos.

    Scioli e Macri disputarão segundo turno na Argentina

    Candidato pelo Pro, Mauricio Macri, discursa (Foto: Agustin Marcarian/Reuters)

    A atual presidente Cristina Kirchner deve entregar a presidência a seu sucessor em 10 de dezembro próximo, com uma aprovação de cerca de 50% a seu governo, de acordo com pesquisas recentes.
    CONTINUE LENDO


  • Estados Unidos registra casos de peste negra, doença que matou milhões na Idade Média

    Os Estados Unidos registraram, somente em 2015, 15 casos de peste bubônica, com quatro mortes, segundo informações do Centro para Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês). Mais conhecida como peste negra, a doença causou cerca de 50 milhões de mortes na África, Ásia e Europa no século 14. No século 19, mais de 12 milhões de pessoas morreram também na China. "A praga era bastante presente [nos EUA], com epidemias em cidades portuárias da costa oeste. Mas o último surto urbano da praga foi em Los Angeles em 1925. Daí se espalhou por meio de ratos do campo, e assim se entrincheirou em partes do país", explicou Daniel Epstein, da Organização Mundial da Saúde (OMS), em entrevista à BBC. Atualmente, são registrados casos também em Madagascar, República Democrática do Congo e Peru. Quando não tratada, a peste tem um índice de mortalidade de 30% a 60% e é transmitida, geralmente, por pulgas. "O conselho é se precaver contra mordidas de pulgas e não manusear carcaças de animais em áreas endêmicas da praga", disse Epstein. O CDC informou ainda que todos os casos registrados nos EUA em 2015 foram nos estados do Novo México, Arizona, Califórnia e Colorado. Apesar de pesquisas desenvolvidas, ainda não há uma vacina para a peste negra.



  •  Ex-namorada de Jim Carrey é achada morta; ator se diz 'chocado'

    O ator americano Jim Carrey declarou que está "chocado" e "profundamente entristecido" com a morte de Cathriona White, segundo o site do Mirror.

    "Estou chocado e profundamente triste com o falecimento da minha doce Cathriona. Ela era uma flor irlandesa verdadeiramente gentil e delicada, muito sensível para este solo, para quem amar e ser amado era tudo o que importava. Meu coração vai para sua família e amigos e para todos aqueles que amavma e se preocupavam com ela", declarou o ator, em um comunicado oficial.

    A ex-namorada de Jim Carrey cometeu suicídio na noite desta segunda-feira (28), afirma o site TMZ. Ela tinha 28 anos.

    O TMZ diz que a polícia de Los Angeles recebeu uma ligação e foi até uma residência, onde encontrou o corpo de Cathriona. Dois amigos dela a encontraram morta. A polícia acredita que Cathriona tenha morrido de overdose de drogas, já que pílulas foram encontradas perto de seu corpo. Autópsia ainda será realizada.

    Fontes do TMZ dizem que ela deixou uma carta de suicídio dirigida a Jim Carrey, referindo-se  à data em que o casal terminou o relacionamento, em 24 de setembro deste ano. Cathriona também publicou seu último tweet no dia 24 de setembro: "Deslogando do Twitter, espero que eu tenha sido uma luz para os meus queridos".

    Jim Carrey, de 53 anos, e Cathriona se conheceram em 2012, namoraram por alguns meses e depois e separaram. Em maio deste ano, o casal voltou a namorar e terminou na semana passada.



  • Assembleia da ONU começa nesta segunda com Dilma, Obama e Castro

    Assembleia Geral da ONU começa nesta segunda-feira (28) na sede da organização, em Nova York (Foto: Pablo Martinez Monsivais/Reuters)

    A partir das 10h (horário de Brasília) desta segunda-feira (28) os chefes de Estado e de Governo dos 193 países da ONU começam a falar no debate geral da Assembleia Geral, na sede da organização, em Nova York. O G1 acompanha em tempo real os discursos de alguns dos principais chefes de Estado desta segunda. O debate começa com as palavras do secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon. Em seguida, o presidente da 70ª Assembleia Geral Mogens Lykketoft fala para abrir a sessão de debate. Lykketoft foi eleito presidente da assembleia em junho deste ano, quando era o presidente do Parlamento da Dinamarca. O primeiro chefe de Estado a falar é a presidente do Brasil, Dilma Rousseff. O Brasil abre o debate, como ocorre tradicionalmente desde a Assembleia Geral de 1995.

    De acordo com a agência Efe, a presidente deve abordar, além de assuntos internacionais, a situação do país e tentará transmitir confiança na recuperação econômica do Brasil, o que o governo garante que começará a ocorrer a partir de 2016. Depois de Dilma é a vez do presidente americano Barack Obama. No período da tarde discursará o presidente cubano Raúl Castro. A última apresentação de um presidente cubano à reunião anual da ONU foi a de Fidel Castro no ano 2000. Nos últimos anos, o chanceler Bruno Rodríguez tomou a palavra na representação da ilha. A presença de Raúl Castro é um símbolo na perspectiva do restabelecimento das relações diplomáticas entre Cuba e Estados Unidos em julho passado, após 54 anos de ruptura, segundo análise da agência France Presse. Em julho, EUA e Cuba retomaram sua relações diplomáticas e abriram embaixadas nos respectivos territórios. Também falarão nesta segunda-feira os presidentes da China, XI Jinping, da Rússia, Vladrmir Putin, do Irã, Hassan Rouhani, da França, François Hollande, do México, Enrique Peña Nieto, do Chile, Michelle Bachelet, da Argentina, Cristina Fernández de Kirchner, entre outros. O debate será realizado até o próximo sábado (3). Novos objetivos Alguns dos representantes estão há alguns dias em Nova York, onde participaram da Cúpula sobre Desenvolvimento Sustentável na sede da ONU, que começou na última sexta-feira (25) e terminou neste domingo (27). Na abertura da cúpula, o Papa Francisco, que estava visitando os Estados Unidos, fez um discurso histórico em que criticou os órgãos financeiros internacionais e o uso indiscriminado do planeta que prejudica a natureza e os mais pobres. Durante a Cúpula, os 93 Estados-membros das Nações Unidas aprovaram formalmente os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável -- 17 grandes metas que guiarão os próximos 15 anos na luta global contra a pobreza e as desigualdades. Foi também neste evento que a presidente Dilma Rousseff anunciou a meta brasileira de reduzir em 43% a emissão de gases do efeito estufa até 2030, em relação a 2005. A presidente também defendeu neste sábado (26), em Nova York, uma reforma no Conselho de Segurança da ONU, após participar de uma reunião com líderes do Japão, Alemanha e Índia para tratar do tema. Raúl Castro pediu o fim do embargo norte-americano a Cuba ao considerar que essa política é "o principal obstáculo para o desenvolvimento econômico" de seu país. E ao lembrar que 188 países da ONU concordam com o fim desta política. (Informações do G1)
    CONTINUE LENDO


  • Nos Estados Unidos, Mórmons acreditam que o mundo deve acabar em 28 de setembro

    Alguns seguimentos dos mórmons em Utah, nos Estados Unidos, acreditam que o ‘Fim do mundo’ aconteça em 28 de setembro. Com isso, nas últimas semanas, o grupo religioso começou a estocar alimentos e produtos essenciais para se prepararem para o final dos tempos. "Há em sentimento de urgência, como se algo estivesse para acontecer. Muitas pessoas estão falando de setembro, como um colapso financeiro global", disse o representante comercial Ricardo Aranda, de acordo com o jornal americano "Metro". O grupo acredita que a causa do ‘Fim do Mundo’, podem ser várias: um asteroide caindo na Terra, uma explosão do acelerador de partículas ou a fúria de Deus. Porém, a agência espacial americana, Nasa, informou que não há nenhuma previsão sobre qualquer corpo celeste em rota de colisão com o planeta no dia 28 de setembro.