BUSCA PELA CATEGORIA "MUNDO"

  • Bélgica identifica três suspeitos de participar de ataque terrorista em aeroporto

    Foto: Reprodução RTBF/Interpol

    A rede de televisão estatal belga RTBF divulgou nesta quarta-feira (23) a imagem de dois irmãos suspeitos de participar do ataque terrorista no aeroporto de Zavantem, em Bruxelas, nesta terça (22). Identificados como Khalid e Ibrahim El Bakraoui, eles já têm passagem pela polícia, mas não por crimes ligados ao terrorismo e não levantavam suspeita de relação com extremismo religioso. O terceiro suspeito de participar dos ataques no aeroporto é Najim Laachraui, de 24 anos, que também está desaparecido e é procurado em diferentes operações sigilosas. Suspeitas indicam que Khalid alugou um apartamento em Bruxelas com uma identidade falsa. Na semana passada, o imóvel foi revistado e foram encontrados um rifle, uma bandeira do Estado Islâmico (EI). A polícia também identificou impressões digitais de Salah Abdeslam, suspeito de participar do atentado em Paris em novembro do ano passado e que foi preso na última sexta-feira (18). Os ataques na capital belga atingiram o aeroporto de Zaventem e a estação de metrô de Maalbeek. A imprensa local estima que 34 pessoas morreram e mais de 200 ficaram feridas em decorrência das explosões. O grupo extremista Estado Islâmico reivindicou a autoria do atentado.Fonte:Bahianoticia.



  • Avião da Flydubai cai durante pouso e mata 62 na Rússia

    Veículos de bombeiros e de equipes de emergência entre destroços do avião da Flydubai (Foto: vk.com / Rostovnadonu / via AP Photo)

    Um Boeing da companhia aérea Flydubai, com 62 pessoas a bordo, caiu e pegou fogo quando tentava pousar no aeroporto de Rostov-on-Don, no sul da Rússia neste sábado (19). O Ministério para Situações de Emergência russo russo informou que ninguém sobreviveu.

    No Boeing 738 havia 55 passageiros - 18 homens, 33 mulheres e quatro crianças - e sete tripulantes, que morreram na hora quando a aeronave se chocou violentamente contra o solo por volta das 3h40 locais (21h40 de sexta, 18, em Brasília) a cerca de 250 metros da pista de aterrissagem, segundo as autoridades aeroportuárias.

    A aeronave, que realizou seu primeiro voo comercial em dezembro de 2010, sofreu o acidente em sua segunda tentativa de aterrissagem devido, previsivelmente, à falta de visibilidade provocada por um denso nevoeiro, pela chuva incessante e fortes ventos.

    O avião da FlyDubai tentou aterrissar à 1h30 local (20h30 de Brasília), e, depois, ficou mais de duas horas circulando em espera antes de iniciar uma nova tentativa de pousar em Rostov-on-Don.

    Na segunda tentativa, segundo as imagens captadas e testemunhas, o avião se chocou contra o solo, e, em seguida, ocorreu uma forte explosão.

    Até então, o voo tinha transcorrido sem incidentes, segundo fontes aeroportuárias.

    Avião da Flydubai cai durante pouso e mata 62 na Rússia

    Imagem de um vídeo de câmera de segurança mostra fogo após queda de avião em aeroporto russo (Foto: Câmera do aeroporto Rostov-on-Don / via AP Photo)

    Quase todos os passageiros do voo FZ 981 eram cidadãos russos, em alguns casos famílias inteiras, com a exceção de três ucranianos, um indiano e um uzbeque, que tinham passado férias em Dubai, a cidade mais importante dos Emirados Árabes Unidos, enquanto seis dos sete tripulantes eram dos Emirados.

    "Era um voo turístico. Quase todos os passageiros eram turistas", disse Irina Tiurina, porta-voz da União de Operadores Turísticos da Rússia.

    As autoridades descartam um possível incêndio como causa do acidente e o Comitê de Instrução da Rússia confirmou que a explosão aconteceu quando o Boeing se chocou contra a pista de aterrissagem, por isso, um possível atentado terrorista foi descartado.

    Contudo, o Comitê de Instrução abriu um processo penal por violação das normas de segurança, no qual são ventiladas duas causas para o acidente: as condições climatológicas e falha humana.

    Cerca de 50 equipes dos serviços de emergência russos foram enviados ao local do acidente para extinguir o incêndio e buscar possíveis sobreviventes. Os agentes encontraram entre os destroços da aeronave restos mortais de passageiros e tripulantes, mas ainda não se depararam com as caixas-pretas.

    O governador de Rostov informou ao presidente russo Vladimir Putin sobre o acidente e o andamento das investigações.

    O aeroporto de Rostov-on-Don, um dos maiores do sul da Rússia, fechou suas portas logo após o acidente, por isso os voos que deveriam aterrissar em suas instalações foram desviados para a cidade de Krasnodar.

    A FlyDubai é uma companhia de baixo custo fundada em 2009 pelas autoridades dos Emirados Árabes e realiza rotas entre Dubai e quase 100 cidades asiáticas e do leste da Europa, entre elas Moscou, Kiev (Ucrânia), Sófia (Bulgária) e Belgrado (Sérvia).

    Tanto a companhia aéra quanto a Boeing abriram suas próprias investigações para esclarecer as causas da catástrofe.Fonte:G1

    CONTINUE LENDO


  • Assassino norueguês faz saudação nazista ao entrar em tribunal

    Assassino norueguês faz saudação nazista ao entrar em tribunal (Foto: Lise Aserud/NTB scanpix/AP)

    O norueguês Anders Behring Breivik, militante de ultradireita que assassinou 77 pessoas naNoruega em 2011, fez a saudação nazista nesta terça-feira (15) ao entrar no tribunal que julga uma demanda que apresentou contra o Estado por suas condições de detenção.

    Breivik, com a cabeça totalmente raspada, vestido com um terno preto, entrou no ginásio da prisão de Skien (sul), transformado em sala de audiências e, olhando para o local onde a imprensa estava, fez a saudação nazista.

    Em 27 de outubro de 2014, em uma carta enviada à AFP, Breivik, de 37 anos, anunciou que aderia ao "nacional-socialismo".

    A justiça norueguesa deve se pronunciar sobre uma demanda de Breivik contra o Estado norueguês, acusado de violar duas disposições da Convenção Europeia de Direitos Humanos, que proíbe o tratamento desumano ou degradante e que garante o "direito ao respeito da vida privada" e "à correspondência".

    Em 22 de julho de 2011, Breivik matou 77 pessoas, oito delas detonando uma bomba perto da sede do governo em Oslo e 69, em sua maioria adolescentes, a tiros em um acampamento da juventude socialista na ilha de Utoya.

    Em 2012, Breivik foi condenado a 21 anos de prisão, pena que pode ser prolongada se a justiça considerar que continua sendo um homem perigoso.Fonte:G1

    Assassino norueguês faz saudação nazista ao entrar em tribunal

    Anders Behring Breivik reclama das suas condições de detenção (Foto: Lise Aserud/NTB scanpix/AP)



  • EUA investigam 14 casos de zika transmitida pelo sexo

    O Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC) divulgou nesta terça-feira (23) que investiga 14 novos casos de transmissão do Zika Vírus. De acordo com a CNN, o órgão informou que a maioria dos casos envolvem mulheres grávidas, apesar de não especificar quantos. Dois dos casos teriam como única possibilidade de contágio a relação sexual com parceiros que exibiam os sintomas após estarem em áreas infectadas. O CDC não informou onde as mulheres infectadas residem porque o risco afeta “todas as mulheres dos EUA”. “Os novos registros sugerem que a transmissão sexual pode ser um meio de transmissão mais provável do que o considerado anteriormente”, avaliou o órgão. “Nós ficamos um pouco surpresos com o número de casos suspeitos que nós recebemos”, confessou a gerente do CDC, Jennifer MCQuiston.



  • Em visita ao México, papa Francisco se irrita ao ser puxado e quase cair em fiéis; assista

    Foto: Reprodução / TV Globo

    O Papa Francisco demonstrou irritação nesta terça-feira (16) durante a sua passagem pela cidade de Morélia, no México, e discutiu com um fiel que acompanhava a visita. Enquanto cumprimentava uma multidão em um estádio, ele foi puxado e caiu sobre um cadeirante que acompanhava a cerimônia. "Isso não se faz. Você não pode ser egoísta", disse Francisco à pessoa que o desequilibrou. O Papa passou por algumas das regiões mais violentas do México e encerra sua visita ao país nesta quarta-feira (17). Assista ao momento em que o pontífice é puxado:Fonte:Bahianoticia.



  • OMS defende teste com mosquito transgênico e bactéria contra o zika

    Gaiola com mosquitos transgênicos machos da empresa britânica Oxitec (Foto: Paulo Whitaker/Reuters)

    A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou apoio nesta terça-feira (16) a testes com mosquitos geneticamente modificados e com uma bactéria que infecta insetos como possíveis armas importantes para combater o mosquito Aedes aegypti, transmissor de zika, dengue, chikungunya e febre amarela. "Diante da magnitude da crise de zika, a OMS encoraja os países afetados e seus parceiros a aumentar o uso tanto de antigas como de novas formas de controle de mosquito como a mais imediata linha de defesa", disse a OMS em comunicado.

    A entidade também destacou o potencial da liberação no ambiente de mosquitos machos esterilizados por irradiação. Para proteger reservatórios de água, a OMS ainda mencionou o uso de peixes que se alimentam da larva do Aedes aegypti como uma boa alternativa. Apesar de estimular as novas tecnologias no combate ao mosquito, a OMS ressalta a importância de continuidade dos métodos tradicionais de combate ao inseto. Métodos tradicionais "A OMS ressalta que a eliminação dos focos de procriação do mosquito é a intervenção mais eficiente para proteger populações", disse o novo comunicado. O documento foi elaborado após uma reunião de um comitê especial de aconselhamento sobre controle de vetores (transmissores) de doenças. Na visão dos especialistas, ações como essa, aliadas à aplicação direcionada de inseticidas, foi o que praticamente eliminou epidemias de dengue e febre amarela entre os anos 1940 e 1960. A OMS considera a ressurgência da dengue, junto da chikungunya e da zika, a consequência de décadas de relaxamento nas medidas de contenção, aliada a um crescimento urbano e rural desordenado em muitas regiões da América Latina, dificultando o combate a focos de procriação do inseto. "Comparada com a situação há 50 anos, a incidência global de dengue se multiplicou por 30", diz o novo documento. Insetos estéreis Ao recomendar mosquitos transgênicos, a OMS menciona o sucesso de testes que foram feitos com a tecnologia da empresa britânica Oxitec nas ilhas Cayman, mas não menciona estudos de campo realizados no Brasil. O animal geneticamente modificado -- machos esterilizados -- fecunda as fêmeas no ambiente e as impede de copular com machos saudáveis selvagens. "Para mosquitos geneticamente modificados, o grupo de aconselhamento da OMS recomendou mais testes de campo e avaliação de risco para averiguar o impacto dessa nova tecnologia na transmissão de doenças", disse o relatório. O documento não menciona testes já feitos em Juazeiro (BA) e em Piracicaba (SP), onde a técnica conseguiu reduzir a população de mosquitos em mais de 80%. A técnica de uso de mosquitos machos afetados por radiação usa uma lógica semelhante, mas os insetos são esterelizados por radioatividade em vez de modificação genética. Ainda não há testes de campo maiores feitos para avaliar essa estratégia, mas FAO (Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura) e pela Agência Internacioanl de Energia Atômica já empregam a técnica para controle de insetos que atacam plantações. Duas bactérias O comunicado da OMS pareceu particularmente mais favorável ao uso da bactéria Wolbachia como método inovador de controle, que defendeu como "promissor". O novo comunicado da OMS cita dois tipos de patógeno antimosquito sendo usados. Uma das Wolbachias se dirige a suprimir a reprodução do mosquito. Quando machos infectados pela bactéria copulam com fêmeas, os ovos resultantes do encontro não vingam. Outra variedade mais comum de Wolbachia se destina a atrapalhar a habilidade dos mosquitos de passar adiante o vírus da dengue durante a picada, pois cientistas descobriram que insetos com a bactéria possuem carga viral menor. "Mosquitos carregando a Wolbachia já foram liberados em diversos lugares, incluindo Austrália, Brasil, Indonésia e Vietnam como parte de estratégias de controle da dengue", disse o documento. A OMS diz que testes de campo de grande escala "vão começar em breve". No Brasil, um teste organizado pela Fiocruz, na verdade, já começou em três municípios do Rio de Janeiro. Nesse caso, a ideia é soltar um número relativamente pequeno de insetos com a intenção de infectar a maior proporção possível da população local de Aedes. O uso de peixes contra larvas do Aedes, diz a OMS, já começou a ser usado de forma piloto em reservatórios de água em El Salvador.
    CONTINUE LENDO


  • Febre amarela, transmitida pelo Aedes aegypti, mata 51 em Angola

    Água se acumula em lixo abandonado durante chuva em Luanda (Foto: Herculano Corarado/Reuters)

    Cinquenta e uma pessoa morreram até agora em Angola numa epidemia de febre amarela que já dura dois meses, afirma a direção nacional de saúde do país.

    Médicos afirmam que o surto, iniciado na capital Luanda, foi amplificado por um colapso dos serviços de saneamento e coleta de lixo em algumas cidades. O problema levou a uma proliferação dos mosquitos Aedes aegypti, que transmitem a doença.

    Um total de 240 pessoas foram infectadas até agora, disse Adelaide de Carvalho, ministra de saúde do país, no final de semana. Mais de 450 mil pessoas foram vacinadas na capital, mas a meta era de 1,6 milhão.

    A coleta de lixo sofreu corte de verbas por causa de uma crise orçamentária, resultando em montes de lixo se acumulando nas periferias mais pobres, incluindo Viana, onde o primeiro caso de febre amarela foi relatado em dezembro.

    Autoridades sanitárias também registraram aumento no número de casos de malária, cólera e diarreia crônica.

    Muitas das empresas responsáveis pela coleta dizem não ter sido pagas e afirma estar com dificuldade para importar equipamento em razão de problemas no comércio exterior.

    Normalmente, cerca de 95% da receita de exportação de Angola sai do petróleo, mas uma queda de 70% no preço do barril desde o meio de 2014 abalou a economia do país, a terceira maior da África, fazendo a moeda local, o kwanza, se desvalorizar.

    Os sintomas de febre amarela incluem dor de cabeça severa, náusea, vômito e fadiga.Fonte:(G1)



  • Grandes potências acertam plano para romper impasse na Síria

    Chanceler da Rússia, Sergey Lavrov (à esqueda) e secretário de Estado dos EUA, Jonh Kerry (Foto: Matthias Schrader/AP)

    As grandes potências concordaram na sexta-feira (12, no horário local) com um plano destinado a quebrar o impasse na Síria através da introdução de um fim gradual das hostilidades e de ajuda humanitária rápida, de forma a criar condições para a retomada das negociações de paz. O grupo, porém, não estabeleceu uma data para um cessar-fogo completo.

    O acordo surgiu a partir de um encontro realizado nesta quinta-feira (11) em Munique, na Alemanha, do Grupo Internacional de Apoio à Síria, do qual participam representantes dos Estados Unidos, da Rússia e de outros 12 países.

    Segundo o secretário de Estado americano, John Kerry, o acordo determina a "cessação de hostilidades" na Síria, a começar em uma semana. A medida não inclui os ataques contra o Estado Islâmico ou outros gupos terroristas que atuam na Síria.

    Divergências
    O anúncio do acordo não significa o fim das divergências entre as potências sobre o caminho para a paz na Síria.

    Kerry cobrou a saída do presidente Bashar al-Assad, ao dizer que "sem transição política, não é possível alcançar a paz." A Rússia, entretanto, não mostrou até o momento interesse em que o governante deixe o poder, segundo diplomatas.

    O chanceler russo, Sergei Lavrov, também ressaltou que o país vai manter os ataques áreos em território sírio que, segundo Moscou, têm como alvo o Estado Islâmico e outros grupos terroristas. Para os EUA, entretanto, esses golpes têm atingido grupos de oposição a Assad e que são apoiados por países ocidentais.

    O ministro das relações exteriores da Alemanha, Frank-Walter Steinmeier, afirmou que os Estados Unidos e a Rússia devem coordenar de maneira mais próxima as ações militares no país.Fonte:G1.

    Grandes potências acertam plano para romper impasse na Síria

    Sírios se reúnem em uma rua destruída por uma bomba em Aleppo, na Síria (Foto: Sana/AP)



  • Zika: Obama vai pedir US$ 1,8 bilhão ao Congresso para combater vírus

    Correio da Bahia

    O governo norte-americano vai pedir ao Congresso para libertar US$ 1,8 bilhão para financiar ações de prevenção ao vírus Zika, anunciou ontem (8) a Casa Branca, em comunicado. A maioria dos casos de infeção pelo vírus nos Estados Unidos é de pessoas que viajaram para as zonas mais infestadas pelos mosquitos que transmitem a doença.As autoridades sanitárias norte-americanas confirmaram ainda um caso de transmissão por via sexual. 
    O governo norte-americano vai pedir ao Congresso para libertar US$ 1,8 bilhão para financiar ações de prevenção ao vírus Zika, anunciou ontem (8) a Casa Branca, em comunicado. A maioria dos casos de infeção pelo vírus nos Estados Unidos é de pessoas que viajaram para as zonas mais infestadas pelos mosquitos que transmitem a doença.As autoridades sanitárias norte-americanas confirmaram ainda um caso de transmissão por via sexual

    Os fundos deverão ser usados para preparar melhor o país para o impacto da doença que está se propagando muito rapidamente na América do Sul e Central, bem como em Porto Rico, que é um território norte-americano. As autoridades temem especialmente que, com a chegada da primavera e o verão, os mosquitos portadores do Zika consigam chegar aos estados meridionais dos Estados Unidos. O continente americano é o que regista casos do vírus, sobretudo na sub-região da América do Sul, com mais de 1,5 milhões no Brasil e mais de 20 mil na Colômbia.

    A Organização Mundial de Saúde (OMS) considera que o recente aumento de casos de microcefalia e de desordens neurológicas em bebês na América Latina constitui uma emergência de saúde pública de alcance internacional, adiantando que existe uma forte suspeita de que o aumento dos casos seja causado pelo vírus Zika.

    A microcefalia é um distúrbio de desenvolvimento fetal que resulta num perímetro do crânio infantil abaixo do normal, com consequências no desenvolvimento do bebê. O vírus Zika também é suspeito de causar a síndrome neurológica de Guillain-Barré, que pode levar a uma paralisia definitiva. Os sintomas e sinais clínicos da infeção pelo vírus, transmitida (de forma comprovada) aos seres humanos por picada de mosquitos Aedes aegypti, também vetor de transmissão do vírus do dengue, da febre chikungunya e da febre amarela, são muito parecidos com os da gripe, provocando febre, erupções cutâneas, dores nas articulações, conjuntivite, dores de cabeça e musculares. Geralmente, os sintomas começam a desaparecer quatro ou cinco dias depois. O período normal de incubação varia entre três a 12 dias.Fonte:(Correio da Bahia)



     



  • Paris recebe Raúl Castro com honras militares

    O governo francês concedeu honras militares nesta segunda-feira (1º) na Champs Elysées ao presidente cubano, Raúl Castro, que iniciou uma visita de Estado de forte componente econômico.

    O presidente chegou ao Arco do Triunfo depois de percorrer a famosa avenida decorada para a ocasião com bandeiras francesas e cubanas.

    Na cerimônia foram interpretados os respectivos hinos nacionais, e o líder cubano depositou flores no túmulo do soldado desconhecido, ao lado da ministra da Ecologia, Ségolène Royal, a número três do governo. Perto do local era possível observar pequenos grupos de simpatizantes castristas segurando bandeiras cubanas.

    Após a cerimônia, Raúl Castro percorreu a Champs Elysées escoltado pela Guarda Republicana francesa a cavalo.

    Castro, que aterrissou no sábado (30) na capital francesa, se reunirá durante a tarde com o presidente François Hollande no palácio presidencial, onde serão assinados vários acordos, um deles sobre a anulação de parte da dívida cubana com Paris.

    França foi recentemente o artífice de um acordo sobre a dívida cubana com seus credores do Clube de Paris. O governo de Hollande acredita que este acordo permitirá aprofundar suas relações com a ilha e aproveitar sua progressiva abertura econômica.

    Em virtude deste convênio, a ilha conseguiu o perdão de 8,5 bilhões de dólares, o que deve desbloquear seu acesso aos mercados financeiros enquanto espera o fim do embargo americano imposto em 1962, condenado há anos pela França.

    Segundo uma fonte diplomática francesa, a questão dos direitos humanos em Cuba também estará na agenda das discussões bilaterais.

    A França será sempre vigilante em relação aos direitos humanos e levantará a questão sempre que for necessário, mas considera que "o diálogo é o mais eficaz" para fazer as coisas neste campo avançarem, comentou outra fonte diplomática.Fonte:G1



  • Mark Zuckerberg ganha US$ 6 bilhões em um dia e se torna o 6º mais rico do mundo

    O cofundador e diretor executivo do Facebook, Mark Zuckerberg, viu sua fortuna crescer em US$ 6 bilhões em apenas um dia, nesta quinta-feira (28). Agora ele tem US$ 47,5 bilhões, valor que faz dele a 6ª pessoa mais rica do mundo, de acordo com o ranking da Bloomberg. O aumento repentino aconteceu em decorrência dos bons resultados da rede social dirigida pelo americano de 31 anos. Na quarta-feira (27), foi divulgada uma alta de 51,7% na receita no quarto trimestre de 2015, o que fez as ações da empresa subirem 15,52%. Segundo a lista da Bloomberg ainda estão à frente de Zuckerberg Bill Gates, Amancio Ortega, Warren Buffett, Jeff Bezos e Carlos Slim. No entanto, os quatro primeiros do ranking já perderam, somados, US$ 19 bilhões este ano e o diretor do Facebook é o único com lucro nos últimos 12 meses.



  • Menino de 11 anos mata outro de 5 durante jogo de videogame nos EUA

    Uma criança de cinco anos foi morta a tiros pelo amigo de 11 enquanto eles jogavam videogame. O crime aconteceu em uma aldeia do Alaska, nos Estados Unidos. A vítima, Kadin Mann, foi baleada após o menino de 11 anos encontrar uma arma na sala da casa do amigo.

    O pequeno chegou a ser socorrido para um hospital da região, mas morreu no dia seguinte. A família de Kadin estava em casa no momento do incidente, que aconteceu neste último sábado (23), e tenta arrecadar dinheiro para o funeral dele.

    Até a noite de ontem (26), cerca de US$ 6.200 doláres foram arrecadados - mais que a meta de US$ 5.500, divulgou o jornal americano NY Daily News. Em um comunicado no Facebook, o pai da vítima falou sobre a tragédia e sobre a vida do filho.

    "Kadin Tige Mann deixou esta terra na mais tenra idade de 5 anos para se tornar o mais novo anjo no céu. Ele é querido e estamos profundamente perdidos, mas nós sabemos que ele está olhando por nós lá de cima", escreveu Glenn Evan Ney. O incidente está sendo investigado pela polícia local.



  • Empresa lança cerveja '13 segundos' e provoca:

    (Foto: Reprodução/Twitter)

    A impressionante vitória do lutador Connor McGregor sobre o brasileiro José Aldo tem rendido muitas homenagens ao irlandês.

    Considerado umas das principais personalidades do país europeu na atualidade, o novo campeão peso-pena do UFC ganhou agora uma marca de cerveja.

    A empresa "Bodytonic" criou a cerveja "13 segundos", uma referência ao tempo que durou o embate entre McGregor e Aldo em dezembro de 2015.

    A embalagem da bebida, já comercializada em pubs irlandeses, traz a imagem do 'Notório'. Em entrevista ao site "Vice Sports", o dono da empresa justificou o nome do produto.

    "Quando vimos o 'Notório' e seu nocaute de 13 segundos, o nome da cerveja se tornou óbvio", disse. E completou: "ela desce fácil... assim como Aldo". (correio24h)



  • 'Vamos destruir o Estado Islâmico', diz Obama em pronunciamento

    'Vamos destruir o Estado Islâmico', diz Barack Obama (Foto: Reuters)

    O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse que o país "destruirá" o grupo Estado Islâmico. Ele anunciou, neste domingo (6), medidas anti-terrorismo em pronunciamento na TV.

    O presidente afirmou que o ataque ocorrido na Califórnia, no qual 14 pessoas morreram, foi um "ato de terrorismo".

    Segundo ele, o americano Syed Farook e sua mulher paquistanesa, Tashfeen Malik, casal que cometeu o ataque, iniciou "o caminho obscuro da radicalização, abraçando uma interpretação pervertida do Islã, que pede uma guerra contra os Estados Unidos e contra o Ocidente".

    Para ajudar a conter essa ameaça, o presidente sugeriu a implementação de controles de fronteira e pediu a adoção de um controle de armas mais rígido - para que seja "mais difícil matar" -, assim como a ajuda das empresas do setor de tecnologia.

    "Vou pedir às lideranças de alta tecnologia e autoridades de aplicação da lei que tornem mais difícil para os terroristas usarem tecnologia para fugir da Justiça", antecipou Obama.

    Em raro discurso transmitido pela televisão, Obama garantiu que os EUA vão "destruir" o grupo Estado Islâmico e prometeu caçar terroristas onde quer que estejam.

    Este foi o terceiro discurso de Obama feito do Salão Oval da Casa Branca.

    "Vamos destruir o ISIL (acrônimo do EI em inglês) e qualquer outra organização que tente nos prejudicar", frisou.

    "O Estado Islâmico não fala pelo Islã, eles são assassinos, parte da cultura da morte", disse Obama.

    Obama afirmou ainda que os EUA não serão arrastados para a guerra no terreno na Síria e no Iraque. "Não deveríamos ser dragados mais uma vez para uma longa e custosa guerra no terreno no Iraque e na Síria. É isso que grupos como o EI querem. Sabem que não podem nos derrotar no campo de batalha. Os combatentes do EI foram parte da insurgência que enfrentamos no Iraque", defendeu.

    "Mas eles também sabem que se ocupamos suas terras estrangeiras, eles podem manter insurgências durante anos, matando milhares de nossos soldados e consumindo nossos recursos, e usando nossa presença para atrair novos membros", disse.

    Obama defendeu a "estratégia" atual dos EUA contra o EI, marcada por "ataques aéreos, forças especiais e o trabalho com forças locais que estão lutando para recuperar o controle de seu próprio país".

    "Assim é como conseguiremos uma vitória mais sustentável, e não requereria enviar uma nova geração de americanos para lutar e morrer durante outra década em território estrangeiro", destacou o líder americano.

    O presidente ainda convocou os muçulmanos a enfrentarem a "ideologia extremista".

    "Não podemos nos virar um contra o outro, deixando essa luta ser definida como uma guerra entre os EUA e o Islã", frisou."Devemos atrair as comunidades muçulmanas como um dos nossos mais fortes aliados, em vez de afastá-los pela suspeita e pelo ódio", considerou, acrescentando que o extremismo "é um problema real que os muçulmanos devem enfrentar sem desculpas".

    CONTINUE LENDO


  • Estado Islâmico joga dois homens gays de prédio como punição

    Diante de uma plateia enfurecida, um homem usando uma máscara do Estado Islâmico lê a sentença dos dois homens na cidade de Palmira, na Síria. Condenados por serem gays, os dois homens ouvem que serão condenados à morte e serão jogados do prédio. "Eu preferiria que você atirasse na minha cabeça", implora um dos homens. Em seguida, os dois são jogados do prédio.As imagens da execução dos dois sírios foram divulgadas nesta quarta-feira (2) e rodaram o mundo. Hawas Mallah, 32 anos, e Mohammed Salameh, 21, foram segurados pelos pés e jogados de cabeça.Militantes do Estado Islâmico já executaram outros 36 homens homossexuais, jogando-os do topo de um edifício alto, segundo o jornal "Daily Mail". Conhecido por seus métodos cruéis de torturar e matar reféns, o EI reserva algumas das piores execuções para homens acusados de serem gays.

    Estado Islâmico joga dois homens gays de prédio como punição