BUSCA PELA CATEGORIA "MUNDO"

  • Zika: Obama vai pedir US$ 1,8 bilhão ao Congresso para combater vírus

    Correio da Bahia

    O governo norte-americano vai pedir ao Congresso para libertar US$ 1,8 bilhão para financiar ações de prevenção ao vírus Zika, anunciou ontem (8) a Casa Branca, em comunicado. A maioria dos casos de infeção pelo vírus nos Estados Unidos é de pessoas que viajaram para as zonas mais infestadas pelos mosquitos que transmitem a doença.As autoridades sanitárias norte-americanas confirmaram ainda um caso de transmissão por via sexual. 
    O governo norte-americano vai pedir ao Congresso para libertar US$ 1,8 bilhão para financiar ações de prevenção ao vírus Zika, anunciou ontem (8) a Casa Branca, em comunicado. A maioria dos casos de infeção pelo vírus nos Estados Unidos é de pessoas que viajaram para as zonas mais infestadas pelos mosquitos que transmitem a doença.As autoridades sanitárias norte-americanas confirmaram ainda um caso de transmissão por via sexual

    Os fundos deverão ser usados para preparar melhor o país para o impacto da doença que está se propagando muito rapidamente na América do Sul e Central, bem como em Porto Rico, que é um território norte-americano. As autoridades temem especialmente que, com a chegada da primavera e o verão, os mosquitos portadores do Zika consigam chegar aos estados meridionais dos Estados Unidos. O continente americano é o que regista casos do vírus, sobretudo na sub-região da América do Sul, com mais de 1,5 milhões no Brasil e mais de 20 mil na Colômbia.

    A Organização Mundial de Saúde (OMS) considera que o recente aumento de casos de microcefalia e de desordens neurológicas em bebês na América Latina constitui uma emergência de saúde pública de alcance internacional, adiantando que existe uma forte suspeita de que o aumento dos casos seja causado pelo vírus Zika.

    A microcefalia é um distúrbio de desenvolvimento fetal que resulta num perímetro do crânio infantil abaixo do normal, com consequências no desenvolvimento do bebê. O vírus Zika também é suspeito de causar a síndrome neurológica de Guillain-Barré, que pode levar a uma paralisia definitiva. Os sintomas e sinais clínicos da infeção pelo vírus, transmitida (de forma comprovada) aos seres humanos por picada de mosquitos Aedes aegypti, também vetor de transmissão do vírus do dengue, da febre chikungunya e da febre amarela, são muito parecidos com os da gripe, provocando febre, erupções cutâneas, dores nas articulações, conjuntivite, dores de cabeça e musculares. Geralmente, os sintomas começam a desaparecer quatro ou cinco dias depois. O período normal de incubação varia entre três a 12 dias.Fonte:(Correio da Bahia)



     



  • Paris recebe Raúl Castro com honras militares

    O governo francês concedeu honras militares nesta segunda-feira (1º) na Champs Elysées ao presidente cubano, Raúl Castro, que iniciou uma visita de Estado de forte componente econômico.

    O presidente chegou ao Arco do Triunfo depois de percorrer a famosa avenida decorada para a ocasião com bandeiras francesas e cubanas.

    Na cerimônia foram interpretados os respectivos hinos nacionais, e o líder cubano depositou flores no túmulo do soldado desconhecido, ao lado da ministra da Ecologia, Ségolène Royal, a número três do governo. Perto do local era possível observar pequenos grupos de simpatizantes castristas segurando bandeiras cubanas.

    Após a cerimônia, Raúl Castro percorreu a Champs Elysées escoltado pela Guarda Republicana francesa a cavalo.

    Castro, que aterrissou no sábado (30) na capital francesa, se reunirá durante a tarde com o presidente François Hollande no palácio presidencial, onde serão assinados vários acordos, um deles sobre a anulação de parte da dívida cubana com Paris.

    França foi recentemente o artífice de um acordo sobre a dívida cubana com seus credores do Clube de Paris. O governo de Hollande acredita que este acordo permitirá aprofundar suas relações com a ilha e aproveitar sua progressiva abertura econômica.

    Em virtude deste convênio, a ilha conseguiu o perdão de 8,5 bilhões de dólares, o que deve desbloquear seu acesso aos mercados financeiros enquanto espera o fim do embargo americano imposto em 1962, condenado há anos pela França.

    Segundo uma fonte diplomática francesa, a questão dos direitos humanos em Cuba também estará na agenda das discussões bilaterais.

    A França será sempre vigilante em relação aos direitos humanos e levantará a questão sempre que for necessário, mas considera que "o diálogo é o mais eficaz" para fazer as coisas neste campo avançarem, comentou outra fonte diplomática.Fonte:G1



  • Mark Zuckerberg ganha US$ 6 bilhões em um dia e se torna o 6º mais rico do mundo

    O cofundador e diretor executivo do Facebook, Mark Zuckerberg, viu sua fortuna crescer em US$ 6 bilhões em apenas um dia, nesta quinta-feira (28). Agora ele tem US$ 47,5 bilhões, valor que faz dele a 6ª pessoa mais rica do mundo, de acordo com o ranking da Bloomberg. O aumento repentino aconteceu em decorrência dos bons resultados da rede social dirigida pelo americano de 31 anos. Na quarta-feira (27), foi divulgada uma alta de 51,7% na receita no quarto trimestre de 2015, o que fez as ações da empresa subirem 15,52%. Segundo a lista da Bloomberg ainda estão à frente de Zuckerberg Bill Gates, Amancio Ortega, Warren Buffett, Jeff Bezos e Carlos Slim. No entanto, os quatro primeiros do ranking já perderam, somados, US$ 19 bilhões este ano e o diretor do Facebook é o único com lucro nos últimos 12 meses.



  • Menino de 11 anos mata outro de 5 durante jogo de videogame nos EUA

    Uma criança de cinco anos foi morta a tiros pelo amigo de 11 enquanto eles jogavam videogame. O crime aconteceu em uma aldeia do Alaska, nos Estados Unidos. A vítima, Kadin Mann, foi baleada após o menino de 11 anos encontrar uma arma na sala da casa do amigo.

    O pequeno chegou a ser socorrido para um hospital da região, mas morreu no dia seguinte. A família de Kadin estava em casa no momento do incidente, que aconteceu neste último sábado (23), e tenta arrecadar dinheiro para o funeral dele.

    Até a noite de ontem (26), cerca de US$ 6.200 doláres foram arrecadados - mais que a meta de US$ 5.500, divulgou o jornal americano NY Daily News. Em um comunicado no Facebook, o pai da vítima falou sobre a tragédia e sobre a vida do filho.

    "Kadin Tige Mann deixou esta terra na mais tenra idade de 5 anos para se tornar o mais novo anjo no céu. Ele é querido e estamos profundamente perdidos, mas nós sabemos que ele está olhando por nós lá de cima", escreveu Glenn Evan Ney. O incidente está sendo investigado pela polícia local.



  • Empresa lança cerveja '13 segundos' e provoca:

    (Foto: Reprodução/Twitter)

    A impressionante vitória do lutador Connor McGregor sobre o brasileiro José Aldo tem rendido muitas homenagens ao irlandês.

    Considerado umas das principais personalidades do país europeu na atualidade, o novo campeão peso-pena do UFC ganhou agora uma marca de cerveja.

    A empresa "Bodytonic" criou a cerveja "13 segundos", uma referência ao tempo que durou o embate entre McGregor e Aldo em dezembro de 2015.

    A embalagem da bebida, já comercializada em pubs irlandeses, traz a imagem do 'Notório'. Em entrevista ao site "Vice Sports", o dono da empresa justificou o nome do produto.

    "Quando vimos o 'Notório' e seu nocaute de 13 segundos, o nome da cerveja se tornou óbvio", disse. E completou: "ela desce fácil... assim como Aldo". (correio24h)



  • 'Vamos destruir o Estado Islâmico', diz Obama em pronunciamento

    'Vamos destruir o Estado Islâmico', diz Barack Obama (Foto: Reuters)

    O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse que o país "destruirá" o grupo Estado Islâmico. Ele anunciou, neste domingo (6), medidas anti-terrorismo em pronunciamento na TV.

    O presidente afirmou que o ataque ocorrido na Califórnia, no qual 14 pessoas morreram, foi um "ato de terrorismo".

    Segundo ele, o americano Syed Farook e sua mulher paquistanesa, Tashfeen Malik, casal que cometeu o ataque, iniciou "o caminho obscuro da radicalização, abraçando uma interpretação pervertida do Islã, que pede uma guerra contra os Estados Unidos e contra o Ocidente".

    Para ajudar a conter essa ameaça, o presidente sugeriu a implementação de controles de fronteira e pediu a adoção de um controle de armas mais rígido - para que seja "mais difícil matar" -, assim como a ajuda das empresas do setor de tecnologia.

    "Vou pedir às lideranças de alta tecnologia e autoridades de aplicação da lei que tornem mais difícil para os terroristas usarem tecnologia para fugir da Justiça", antecipou Obama.

    Em raro discurso transmitido pela televisão, Obama garantiu que os EUA vão "destruir" o grupo Estado Islâmico e prometeu caçar terroristas onde quer que estejam.

    Este foi o terceiro discurso de Obama feito do Salão Oval da Casa Branca.

    "Vamos destruir o ISIL (acrônimo do EI em inglês) e qualquer outra organização que tente nos prejudicar", frisou.

    "O Estado Islâmico não fala pelo Islã, eles são assassinos, parte da cultura da morte", disse Obama.

    Obama afirmou ainda que os EUA não serão arrastados para a guerra no terreno na Síria e no Iraque. "Não deveríamos ser dragados mais uma vez para uma longa e custosa guerra no terreno no Iraque e na Síria. É isso que grupos como o EI querem. Sabem que não podem nos derrotar no campo de batalha. Os combatentes do EI foram parte da insurgência que enfrentamos no Iraque", defendeu.

    "Mas eles também sabem que se ocupamos suas terras estrangeiras, eles podem manter insurgências durante anos, matando milhares de nossos soldados e consumindo nossos recursos, e usando nossa presença para atrair novos membros", disse.

    Obama defendeu a "estratégia" atual dos EUA contra o EI, marcada por "ataques aéreos, forças especiais e o trabalho com forças locais que estão lutando para recuperar o controle de seu próprio país".

    "Assim é como conseguiremos uma vitória mais sustentável, e não requereria enviar uma nova geração de americanos para lutar e morrer durante outra década em território estrangeiro", destacou o líder americano.

    O presidente ainda convocou os muçulmanos a enfrentarem a "ideologia extremista".

    "Não podemos nos virar um contra o outro, deixando essa luta ser definida como uma guerra entre os EUA e o Islã", frisou."Devemos atrair as comunidades muçulmanas como um dos nossos mais fortes aliados, em vez de afastá-los pela suspeita e pelo ódio", considerou, acrescentando que o extremismo "é um problema real que os muçulmanos devem enfrentar sem desculpas".

    CONTINUE LENDO


  • Estado Islâmico joga dois homens gays de prédio como punição

    Diante de uma plateia enfurecida, um homem usando uma máscara do Estado Islâmico lê a sentença dos dois homens na cidade de Palmira, na Síria. Condenados por serem gays, os dois homens ouvem que serão condenados à morte e serão jogados do prédio. "Eu preferiria que você atirasse na minha cabeça", implora um dos homens. Em seguida, os dois são jogados do prédio.As imagens da execução dos dois sírios foram divulgadas nesta quarta-feira (2) e rodaram o mundo. Hawas Mallah, 32 anos, e Mohammed Salameh, 21, foram segurados pelos pés e jogados de cabeça.Militantes do Estado Islâmico já executaram outros 36 homens homossexuais, jogando-os do topo de um edifício alto, segundo o jornal "Daily Mail". Conhecido por seus métodos cruéis de torturar e matar reféns, o EI reserva algumas das piores execuções para homens acusados de serem gays.

    Estado Islâmico joga dois homens gays de prédio como punição


  • Ministro francês oferece apoio do país na segurança dos Jogos Olímpicos de 2016

    Laurent Fabius | Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil

    Em visita ao Brasil, o ministro francês de Assuntos Exteriores e do Desenvolvimento Internacional, Laurent Fabius, ofereceu neste domingo (22) apoio à presidente Dilma Rousseff para garantir a segurança e evitar ataques terroristas nas Olimpíadas de 2016. Segundo Fabius, a França se colocou à disposição do Brasil tanto para transmitir os resultados das ações que estão sendo tomadas no país quanto com o próprio serviço de inteligência, para reduzir o risco de ataques no Brasil durante o evento. "O que aconteceu em Paris, infelizmente poderia acontecer em vários países do mundo, uma vez que [os grupos terroristas] estão organizados internacionalmente", observou durante entrevista coletiva. De acordo com a Agência Brasil, o ministro brasileiro das Relações Exteriores, Mauro Vieira, afirmou que a ajuda é muito bem-vinda.



  • Mulher-bomba detona explosivos em cerco policial na França

    Estadao Conteúdo e Redação

    Uma mulher cometeu suicídio ao detonar explosivos depois de atirar contra policiais com um rifle automático, durante uma operação da polícia francesa lançada na madrugada desta quarta-feira, 18, no subúrbio de Saint-Denis, ao norte de Paris, na esteira dos ataques terroristas que deixaram pelo menos 129 mortos na capital francesa na última sexta, 13. Além da mulher-bomba, mais um homem foi morto durante o cerco a um apartamento local, afirmou um policial. A ação, que terminou por volta de 8h30 (horário de Brasília), resultou na prisão de sete pessoas, segundo informações preliminares da emissora de TV norte-americana CNN. Segundo a polícia francesa, cinco policiais tiveram ferimentos leves e foram atendidos por equipes médicas. Um cão policial, um pastor alemão de 7 anos, acabou sendo morto no confronto. Mentor do ataque Autoridades francesas suspeitam que Abdelamid Abaaoud, um militante belga do Estado Islâmico e suposto mentor dos atentados em Paris, pode estar no subúrbio onde ocorreu a operação, afirmou a porta-voz. Além de Abaaoud, autoridades francesas e belgas também procuram Salah Abdeslam, que teria participado dos ataques da semana passada. Explosões e tiroteios foram ouvidos durante a operação policial em Saint-Denis.



  • Estado Islâmico assume autoria de atentados em Paris:

    Policiais na esquina do Bataclan, onde mais de 100 foram mortos (Foto: AFP)

    O grupo radical Estado Islâmico reivindicou na manhã deste sábado (14) a autoria dos atentados ocorridos na noite de sexta-feira (13) em Paris, que deixou mais de 100 mortos e é considerado o pior na história do país. Em declaração oficial, o grupo afirmou que o ataque foi cuidadosamente planejado em vários pontos do centro de Paris. 

    Um deles foi a casa de Shows Bataclan, local em que os terroristas fizeram reféns. O chefe de polícia da cidade, Michel Cadot, afirmou ao jornal The Guardian que, quando a polícia invadiu o local, quatro terroristas se suicidaram, detonando explosivos que tinham em seus cintos. 

    "Oito irmãos com explosivos na cintura e fuzis fizeram vítimas em lugares escolhidos previamente e que foram escolhidos minunciosamente no coração de Paris, no estádio da França, na hora do jogo dos dois países França e Alemanha, que eram assistidos pelo imbecil François Hollande, o Bataclan onde se estavam reunidos centenas de idolatras em uma festa de perversidade assim como outros alvos no 10º arrondissement e isso tudo simultaneamente. Paris tremou sob seus pés e as ruas se tornaram estreitas para eles. O resultado é de no mínimo 200 mortos e muitos mais feridos. A gloria e mérito pertencem a Alá”, diz o comunicado.
     

    O presidente francês François Hollande chegou a afirmar que o atentado eram atos de guerra do grupo e decretou estado de emergência no país, além do fechamento das fronteiras. Durante o ataque, dois brasileiros que estavam em um restaurante foram atingidos. De acordo com o consulado brasileiro na França, um arquiteto que está de passagem na cidade foi atingido por três disparos e precisou passar por cirurgia. Já a brasileira, que é estudante, levou um tiro de raspão. Os dois passam bem, mas não tiveram as identidades reveladas. 

    Ataques 

    Mais de 100 pessoas morreram na casa de show Bataclan, em Paris, na noite desta sexta-feira (13), segundo informações do The New York Times, citando fontes policiais. A polícia francesa invadiu o local - quatro terroristas se mataram com bombas quando os policiais entraram. Atentados aconteceram em outros pontos da cidade - houve mortos também em um restaurante cambojano, entre outros tiroteios, além de explosões próximas ao Stade de France - dois homens-bomba também se mataram perto do estádio. O total de mortos chega a 150, segundo agência - a polícia divulgou oficialmente 126. 

     

    No Bataclan, se apresentava a banda americana Eagles of the Death Metal, formada por Josh Homme, do Queens of Stone Age, e Jesse Hughes. Homme não estava com o grupo durante a turnê europeia. A banda se pronunciou no Facebook. "Ainda estamos tentando determinar a segurança e localização de toda a banda e nossa equipe", diz a nota, que ainda deseja solidariedade aos envolvidos "na trágica situação". A mulher do baterista Julian Dorio disse ao The Washington Post que todos os membros da banda estão a salvo. "Estamos apenas segurando nosso fôlego e rezando por todos", diz. "Ele me ligou para dizer que me amava e estava bem. Todos que estavam no palco conseguiram sair".

    CONTINUE LENDO


  • Exame para detectar câncer de próstata sem toque é destaque na coluna Saúde

    Pesquisadores do Instituto Karolinska, na Suécia, desenvolveram um teste que se mostrou mais eficiente e acurado para detecção do câncer de próstata, quando comparado ao usual exame conhecido como PSA. A coluna Saúde ainda traz informações sobre testes para detecção de câncer de pâncreas nos primeiros estágios, que é desenvolvido no Japão, e sobre uma capacitação para cuidado com pessoa idosa, realizada pela Sesab em Alcobaça e Prado.



  • LOUCURA! MULHER DE 47 ANOS DESCOBRE GRAVIDEZ UMA HORA ANTES DO PARTO NOS EUA

    Uma americana de 47 anos recebeu a maior surpresa da vida dela. JUDY BROWN descobriu que estava grávida apenas uma hora antes de dar à luz. De acordo com a emissora ABC News, ela deu entrada em um hospital da cidade de Beverly com fortes dores abdominais. Judy achava que estava com "dor de barriga", e foi pega de surpresa quando os médicos lhe informaram que ela estava em trabalho de parto. As mudanças no corpo de Judy foram entendidas por ela como alterações
    provocadas pela idade, e não como gravidez. "Foi um pouco assustador ficar no hospital pensando que algo ruim estava acontecendo. Até eu entender que eu estava grávida e estava prestes a entrar em trabalho de parto foi um tempo muito grande", disse a americana. Ela é casada há 22 anos com JASON BROWN, e o casal não tinha filhos até a chegada inesperada do bebê, CAROLYN ROSE. “Estamos casados há 22 anos e não esperávamos esse filho. Não estava na minha mente”. A menina e a mãe passam bem, e Judy teve que pedir alguns objetos de bebê emprestados a amigos mais próximos até ela conseguir montar o enxoval.



  • Meteoro em chamas é visto no céu da capital da Tailândia; veja vídeo

    Uma cena rara chamou atenção em Bangcoc, capital da Tailândia, na noite desta segunda-feira (2). Segundo informações da BBC, um meteoro em chamas passou pelo céu da cidade e foi registrado por câmeras instaladas em carros. Em sua página no Facebook, a Sociedade Astronômica Tailandesa confirmou que o objeto era realmente um meteoro. Esta é a segunda vez em dois meses que o fenômeno acontece na capital da Tailândia.



  • Avião russo se despedaçou em grande altitude no Egito, dizem autoridades

    O avião russo que caiu pouco depois de decolar de uma cidade turística no Egito se quebrou enquanto estava em grande altitude, espalhando fragmentos por uma grande área na Península do Sinai, segundo informou um alto oficial russo neste domingo. Times de busca seguem tentando encontrar os corpos de todos os 224 mortos no acidente. Especialistas em aviação se uniram a pesquisadores em uma parte remota do Sinai, procurando por pistas do que feito o Airbus A321 cair abruptamente de uma altura de quase 9,5 mil metros apenas 23 minutos depois de decolar da cidade de Sharm el-Sheikh a caminho de São Petersburgo. As equipes percorrem uma área de 16 quilômetros quadrados para encontrar corpos e pedaços da aeronave. A grande área sobre a qual os fragmentos foram encontrados indica que a aeronave se desintegrou enquanto estava voando alto, disse Alexander Neradko, chefe da agência russa de aviação. Ele não comentou as possíveis razões para o acidente, alegando que as investigações estão em andamento. Ao mesmo tempo, na Rússia, o luto tomou conta da cidade histórica de São Petersburgo, onde viviam grande parte das vítimas. O presidente Vladimir Putin declarou luto nacional e bandeiras foram postas a meio mastro. Até o meio-dia, 163 corpos haviam sido recuperados, de acordo com o governo egípcio. Alguns dos corpos estavam sendo enviados de avião para a Rússia ainda neste domingo. O ministro dos Transportes russo Maxim Sokolov agradeceu autoridades egípcias pela ajuda e disse que o trabalho na análise de dados e gravações de dentro da cabine ainda não haviam começado. Um oficial egípcio que trabalhou na inspeção prévia ao vôo disse que a aeronave parecia estar em bom estado. Falando sob a condição de anonimato porque ele não estava autorizado a conversar com jornalistas, afirmou que o time de inspeção incluía ainda dois russos. Apesar disso, canais de TV da Rússia citaram a esposa do co-piloto disendo que seu marido reclamava das condições do avião. Quando aviões quebram em pleno voo, isso normalmente ocorre por um de três fatores: um evento climático catastrófico; uma colisão no ar; ou uma ameaça externa como uma bomba ou um míssil. Sem indicações de que nenhum dos três fatores ocorreram neste caso, especialistas em aviação acreditam que os investigadores vão procurar elementos mais inusitados.



  • Militares egípcios encontram destroços do avião russo numa área montanhosa

    Os militares egípcios encontraram destroços do avião russo que caiu neste sábado (31) com 224 pessoas a bordo na Península de Sinai numa área montanhosa, anunciou o primeiro-ministro egípcio, Ismail Sherif. Foram deslocadas para o local 45 ambulâncias para resgatar mortos e feridos", informa o comunicado do gabinete do primeiro-ministro egípcio. Segundo a agência estatal da aviação russa, a avião, um Airbus-321 da companhia de aviação russa KogalimAvia, perdeu o contacto com os radares às 07:14 quando sobrevoava a cidade de Lárnaca, 23 minutos após ter descolado do Egito. "Desde então desapareceu dos radares”, disseram as autoridades aeroportuárias à agência russa Interfax. O avião que fazia o voo 9.268, descolou esta manhã da localidade egípcia de Sharm el Sheikh, um dos destinos favoritos dos turistas russos. De acordo com fontes da embaixada russa no Egito, todos os passageiros a bordo do avião são cidadãos russos, incluindo 17 crianças e sete membros da tripulação. Aparentemente, segundo informação da agência de notícias RIA Novosti, o avião perdeu altitude logo após a descolagem e o piloto teria pedido permissão à torre de controle para fazer uma aterragem de emergência no Cairo. O avião tinha como destino o Aeroporto de Pulkovo, na cidade russa de São Petersburgo, onde deveria aterrar pouco depois do meio-dia.