BUSCA PELA CATEGORIA "MUNDO"

  • Mãe perdoa assassino do filho e o salva da forca

    Informações do jornal Extra / Foto: Reprodução

    Um assassino iraniano foi salvo da forca pela mãe de sua vítima segundos antes da execução. A mulher foi até o acusado, lhe deu um tapa na cara e depois retirou a corda de seu pescoço. De acordo com o marido, ela teria tomado a decisão após ter um sonho com o filho assassinado.

    Após perdoar o criminoso, chamado Balal, a mãe da vítima, Samereh Alinejad, foi recebida pela mãe do condenado que a abraçou e agradeceu por ter salvado a vida de seu filho. De acordo com o jornal Britânico Daily Mail, o homem havia sido condenado há sete anos por ter esfaqueado e matado Abdollah Hosseinzadeh Jnr, de 18 anos, durante uma briga de rua.

    Segundo o pai da vítima, três dias antes da execução sua esposa sonhou com o filho morto que dizia estar em um lugar bom e pedia para a família não fazer retaliações. O sonho teria acalmado a esposa e motivado a decisão de retirar o assassino da forca no dia da execução. O pai revelou que não acredita que Balal quisesse matar seu filho. Para ele, foi uma reação.

    "Abdollah o ofendeu e chutou, nesse momento, o assassino tirou uma faca de cozinha das meias. Balal não sabia como manusear uma faca, ele foi ingênuo", afirmou.

     



  • Saudades da cadeia: 'vovô do crime' rouba banco para ser preso

    Walter Unbehaun roubou banco para ser pego propositalmente e voltar para a cadeia / G1 / Foto: Reprodução

    O americano Walter Unbehaun, de 73 anos, foi preso novamente após um assalto a banco em Niles, no estado de Illinois, alegando que cometeu o crime apenas porque estava com “saudades” da prisão. Unbehaun contou aos investigadores assim que foi detido que ele tinha a intenção de ser pego, já que desejava passar seus últimos dias atrás das grades. A polícia informou que, em 50 anos, Walter ficou apenas seis em liberdade, e que a qualidade de vida seria melhor dentro da cadeia do que fora dela. O “vovô do crime” deverá ser sentenciado em Chicago.



  • Descoberto o 1º exoplaneta do tamanho da Terra em zona habitável

    lustração mostra como seria o planeta Kepler-186f / G1 (Foto: NASA Ames/SETI Institute/JPL-Caltech)

    Cientistas anunciaram a descoberta do primeiro planeta fora do Sistema Solar de tamanho similar ao da Terra e onde pode existir água em estado líquido, o que, em tese, o torna habitável.

    O exoplaneta, denominado Kepler-186f, foi identificado por pesquisadores da Nasa usando o telescópio Kepler, segundo estudo publicado nesta quinta-feira (17) na revista científica "Science".

    "A intensidade e o espectro da radiação do Kepler-186f o colocam na zona estelar habitável, implicando que, se ele tiver uma atmosfera como a da Terra, então uma parte de sua água provavelmente está em forma líquida", diz o estudo. O telescópio Kepler permite identificar planetas em sistemas distantes medindo a quantidade de luz que eles bloqueiam quando passam na frente das estrelas que orbitam, ou seja, o equipamento não "enxerga" o planeta diretamente.

    O Kepler-186f, que orbita a estrela anã Kepler-186, fica na constelação do Cisne, a cerca de 500 anos-luz da Terra. Ele é o quinto e mais afastado de um sistema de cinco planetas, todos com tamanho parecido com o da Terra.

    "É extremamente difícil detectar e confirmar planetas do tamanho da Terra, e agora que encontramos um, queremos encontrar mais", disse em uma teleconferência Elisa Quintana, pesquisadora do Instituto para a Busca de Inteligência Extraterrestre (SETI).

    Descobertas do Kepler
    Em fevereiro, a agência espacial americana anunciou que o telescópio Kepler, que orbita a 149,5 milhões de quilômetros da Terra há cinco anos, tinha acrescentado 715 exoplanetas à lista de mil corpos que orbitam estrelas a uma distância que torna possível a existência de água e, portanto, de vida.

    A busca de planetas similares à Terra é uma das maiores aventuras na pesquisa espacial, e embora já tenham sido detectadas centenas de planetas do tamanho do nosso e outros menores, eles circulam em órbitas próximas demais de suas estrelas para que haja água líquida em sua superfície.

     

    Ilustração da Nasa mostra comparação entre a Terra e o Kepler-186f (Foto: Nasa)



  • Bebê é considerado foragido da Justiça

    BN Justiça / Foto: Reprodução

    O bebê paquistanês de nove meses, acusado de tentativa de homicídio, ameaçar a polícia e de interferir em assuntos do Estado, agora é considerado foragido pela Justiça do Paquistão. Mohammad Musa Khan estava em liberdade por ter pagado uma fiança. Ele aguardava julgamento para o próximo dia 12 de abril, mas os parentes afirmam que não sabem se o bebê comparecerá a audiência. Isso porque, o avô do menino, por medidas de proteção, mandou que levassem o bebê para a cidade Faisalabad. "A polícia é vingativa. Agora eles estão tentando resolver o caso na base pessoal” disse o avô do bebê, Muhammad Yasin, à Reuters nesta terça-feira (8). Mohammad foi acusado de tentativa de homicídio por estar em grupo que teria apedrejado policiais no país. Os policiais foram a uma casa na região em que o menino vive para cobrar o pagamento de uma conta de gás. Após um desentendimento, algumas pessoas jogaram tijolos nos oficias e deixaram alguns deles feridos. Um inspetor assistente, em um boletim de ocorrência, afirmou que “toda a família de Musa participou de uma agressão que o atingiu na cabeça”. A polícia alega que houve engano, pois não sabiam que um dos membros da família tinha apenas nove meses. O inspetor será suspenso.



  • IPCC alerta que pobres serão os mais castigados por mudanças climáticas

    Cientistas alertam que países como o Brasil serão mais castigados pelo clima. G1 / Foto: Reprodução

    Cientistas do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas, IPCC na sigla em inglês, divulgaram na noite deste domingo (30) o segundo capítulo de um relatório sobre o clima global e concluíram que são "altamente confiáveis" as previsões de que danos residuais ocorram em diferentes partes do planeta na segunda metade deste século, mesmo se houver corte substancial de emissões de gases de efeito estufa nos próximos anos.

    Chamado de "Sumário para os Formuladores de Políticas, o texto, que analisou o impacto, adaptação e vulnerabilidade do planeta mediante às mudanças climáticas, aponta ainda que a população pobre, principalmente de países tropicais, como o Brasil, será a mais afetada por situações de seca e inundação, com risco de insegurança alimentar, caso não haja planejamento para adaptar culturas agrícolas às possíveis realidades.

    O documento é o segundo volume do quinto Relatório de Avaliação elaborado pelo painel da Organização das Nações Unidas (ONU) e as informações são complementares ao primeiro capítulo do relatório, divulgado em setembro passado, que abordava A Base das Ciências Físicas.

    Nele há afirmações sobre o estado climático atual e previsões de como será a mudança global até 2100.

    Elaborado após uma semana de calorosas negociações em Yokohama, o capítulo vai ajudar a trilhar negociações entre governos para criar uma política internacional que reduza as emissões de gases e, com isso, frear o aquecimento global. Uma terceira parte do relatório deve ser divulgada ainda este ano.



  • Explosão destrói dois prédios e mata um em Nova York

    (Globo News) Foto: Reprodução

    Uma explosão atingiu nesta quarta-feira (12) dois prédios no East Harlem, um bairro de Nova York, nos Estados Unidos, causando o desabamento parcial dos imóveis, informou o Departamento de Bombeiros da cidade, segundo a emissora CBS. Um dos prédios que caiu tinha uma loja de reparos de pianos no terréo e apartamentos nos outros pisos. Ele teria cinco andares. O outro imóvel era uma igreja. Ainda não se sabe se havia pessoas dentro dos prédios. Segundo o Departamento de Bombeiros, 16 pessoas foram socorridas, 12 com ferimentos leves e quatro com lesões mais sérias. A explosão aconteceu por volta das 9h locais (10h de Brasília). Segundo informaram testemunhas ao jornal “New York Daily News”, o fogo começou dentro da loja de piano que fica no térreo de um dos prédios, no número 1646 da Park Avenue. Testemunhas também disseram ao jornal terem sentido cheiro de gás antes da forte explosão. A linha do trem suburbano Metro-North, que passa perto do local da explosão, suspendeu o serviço. "O serviço para e a partir do 'Grand Central Terminal' está temporariamente suspenso até novo aviso sobre a explosão em um edifício adjacente a nossa via", anunciou a empresa no Twitter. Unidades anti-bombas foram acionadas por precaução. Ainda não está claro o que pode ter causado a explosão. Destroços do desabamento se espalharam pela avenida, e a fumaça atingia ruas próximas.



  • Indonésia: Pescadores fisgam peixe de 1 tonelada

    Animal gigante media 2 metros de comprimento / R7 / Foto: Reprodução

    Pescadores de Palu, na Indonésia, fisgaram um peixe-lua – popularmente chamado de mola-mola – com peso de 1 tonelada e 2 metros de comprimento. O peixe foi carregado para areia ainda vivo, mas morreu depois de uma hora fora da água.  O animal é comumente encontrado em águas tropicais e temperadas.
     
     
     
     



     



  • Papa Francisco se confunde e fala palavrão durante bênção dominical

    Fonte: Robson Pires / Foto: Reprodução

    Nem o dom da infalibilidade, que, acredita-se, é concedido por Deus aos pontífices, salvou o papa Francisco quando dava a sua bênção semanal no domingo (2) na praça São Pedro, no Vaticano. O papa argentino se confundiu com a língua italiana e acabou falando um palavrão sem querer, para espanto geral da multidão que ouvia as suas palavras.
     
    Francisco fazia um sermão em que pedia uma solução pacífica para a crise na Ucrânia. Em vez de dizer “neste caso”, o papa leu “neste ‘cazzo’”, que, em italiano, é uma gíria popular para se referir ao órgão sexual masculino e é usada com bastante frequência na Itália.
     
     



  • Estado norte-americano quer legalizar surra em crianças para

    Finney, que tem três filhos e quatro netos, afirmou que a iniciativa seria usada para restaurar a disciplina nas famílias / Fonte: NY Daily News

    Um legislador do Estado norte-americano de Kansas apresentou uma proposta de lei polêmica. Esta permitiria que os pais, professores e prestadores de cuidados infantis pudessem espancar crianças de forma livre para “ajudar” no aprendizado das mesmas. 

    O membro da câmara dos Deputados do Kansas, Gail Finney, propôs o projeto que permitiria até 10 palmadas de mão, bem como a possibilidade de causar vermelhidão e hematomas nas crianças. A lei também daria aos pais o direito de conceder a permissão a outros para baterem nos seus próprios filhos. 

    Atualmente, o estado por lei permite palmadas que não deixem marcas nas crianças. Pelo menos 30 outros estados do país já proibiram a punição corporal de forma completa. 


     



  • Deprimido por não ser casado, homem sequestra e queima três sobrinhas na Índia

    Tio ligou para um dos presentes do casamento e disse que ia se suicidar porque continuava solteiro / Reprodução/thehansindia.com

    Um homem sequestrou e queimou vivas três sobrinhas com idades entre quatro e nove anos em um casamento no sudeste da Índia porque, segundo seus familiares, sofria de depressão porque ainda não era casado, informou nesta quinta-feira (20) a Polícia local.

    O casamento aconteceu na quarta-feira (19) no povoado de Nizamabad, no estado de Andhra Pradesh, e embora as meninas tenham desaparecido no final da tarde, somente esta manhã seus corpos carbonizados foram encontrados, afirmou o superintendente da Polícia local, Tarun Joshi.

    O tio das menores, Narendra Reddy, de 37 anos, atraiu as meninas com chocolates para que o acompanhassem de carro e depois as queimou jogando gasolina nelas, segundo a agência Ians e a NDTV.

    Por volta das 22h30 de quarta-feira, Reddy telefonou para um dos presentes ao casamento e lhe comunicou que estava a cerca de 40 quilômetros e que ia se suicidar, porque enquanto todos os homens na família se casavam, ele continuava solteiro.

    A Polícia encontrou o relógio e o sapato de Reddy junto a uma ponte, mas no começo da tarde ainda não tinha sido localizado, por isso que o suicídio não foi confirmado e as forças de segurança ordenaram sua busca e captura.



  • Filha adotiva de Woody Allen relata em carta seus supostos abusos

    (EFE - Agência EFE)

    Dylan Farrow, filha adotiva de Woody Allen, relatou neste sábado (1) em carta aberta os supostos abusos sexuais aos quais foi submetida pelo cineasta quando tinha 7 anos, fatos que voltaram a ilustrar os noticiários por ocasião do recente tributo ao ator e diretor na festa dos Globos de Ouro. A carta de Farrow, publicada na edição digital do jornal The New York Times, detalha o suposto assédio ao qual o diretor deManhattan a submeteu no começo dos anos 90. Especialmente, se detém em um episódio ocorrido quando tinha apenas 7 anos. Segundo assegura na carta, Allen a levou então a um sótão de sua casa e abusou sexualmente dela, o que levou à então menina a denunciar a situação a sua mãe, Mia Farrow, que rompeu sua relação com o cineasta. O caso foi divulgado em 1993, mas o cineasta sempre negou as acusações e elas foram retiradas, por isso que nunca foi julgado. Após guardar silêncio durante anos, Dylan Farrow narra agora em primeira pessoa os fatos, depois que seu irmão, Ronan, criticou o tributo rendido ao cineasta nos Globos de Ouro pelos supostos abusos do diretor sobre sua filha.
    Segundo assinala na carta Farrow, que agora tem 28 anos, o assédio de Allen a seguiu enquanto crescia e a levou a sofrer desordens alimentares e problemas para se relacionar com homens. "Cada vez que via o rosto de meu abusador - em um cartaz, em uma camiseta, na televisão -, só podia esconder meu pânico até encontrar um lugar para ficar sozinha e me esconder", assegura. Além disso, a jovem critica a atitude da maior parte das estrelas de Hollywood por passar por cima dos supostos abusos de Allen. "O que faria se tivesse sido sua filha, Cate Blanchett? Louis CK? Alec Baldwin? E se tivesse sido você, Emma Stone? Ou você, Scarlett Johansson?", pergunta Farrow a alguns artistas que trabalharam com Allen. Segundo a jovem, "Woody Allen é um testemunho vivo do modo no qual nossa sociedade julga os sobreviventes de ataques sexuais e abusos".



  • Sírios 'comem grama' para enfrentar fome em Homs

    Cenário de destruição em Homs (Foto: Reuters)

    Morador de cidade sitiada diz que suprimentos acabaram, forçando a população a comer 'qualquer coisa que cresça no chão'.

    Moradores da sitiada cidade de Homs, na Síria, estão tão desesperados por alimentos que têm comido 'qualquer coisa que cresça no chão, plantas, até grama', disse à BBC o sírio Baibars Altalawy.
    A cidade está sob ataque das tropas do governo há mais de um ano e meio.

    Segundo Altalawy, os moradores das partes sitiadas dependiam de alimentos, remédios e combustível enviados ao local quando o estado de sítio foi imposto. Mas esses suprimentos acabaram.

    'Se não morrermos por conta dos bombardeios ou dos franco-atiradores, vamos morrer de fome ou frio', disse Altalawy, de 24 anos, via Skype, de Homs.

    A população local esperava que a conferência em Genebra, que discute a guerra civil na Síria, levasse à criação de rotas seguras para que os moradores pudessem abandonar Homs - mas Altalawy afirma que, se o regime quisesse ajudar a população a escapar, já o teria feito.

    O mediador da ONU, Lakhdar Brahimi, tenta obter acesso humanitário à área sitiada, mas os diálogos permanecem emperrados. A delegação síria exige garantias de que a ajuda humanitária americana não irá para 'grupos terroristas armados' na cidade.

    São 13 distritos, incluindo a histórica Cidade Velha de Homs, que estão 'totalmente sitiados', afirmou Altalawy.

    'Há famílias, mulheres, idosos, feridos (ali), e muitos dos idosos precisam de medicamentos para doenças crônicas', prosseguiu o sírio. 'Não temos recebido nenhuma ajuda, tudo o que vemos diariamente são confrontos. Os rebeldes nas áreas sitiadas estão fazendo o que podem para impedir a entrada das tropas do regime.'

    Fome
    Na falta de alimentos, Altalawy diz que a população está colhendo qualquer tipo de planta ou grama. 'Daí cozinhamos com água, usando madeira (para o fogo), porque não temos gás'.

    Só que essas gramas e arbustos têm causado indigestão e febre em alguns moradores. 'Alguns dias atrás, um idoso morreu seis horas após comer a grama.'

    Altalawy afirma também que o bombardeio sobre a cidade não tem tido trégua - e que áreas de população civil estão sendo 'diretamente alvejadas' pelas forças ligadas ao presidente Bashar al-Assad.

    'Muitos morreram porque não temos equipamento ou medicamentos para salvar suas vidas. O pouco que sobrou de remédio está vencido, mas temos usado mesmo assim.'

    'Pouca esperança'
    A situação médica é tão desesperadora quanto à situação humanitária, agregou. 'Quando alguém é ferido, só o que podemos fazer é rezar a Deus para aliviar sua dor, porque não podemos tratá-lo ou sequer alimentá-lo.'

    Além da população sitiada, 700 mil pessoas foram forçadas a se deslocar por conta dos conflitos, diz o sírio - muitas estão abrigadas em prédios públicos ou em acampamentos improvisados fora das áreas bombardeadas.

    Há 'pouca esperança' quanto aos sucesso das negociações em Genebra.

    'Estamos à beira da morte, e não há formas de tirar os doentes ou feridos (da cidade). E sabemos que qualquer pessoa que tente escapar do sítio será morta com certeza.'

     



  • Freira vai ao hospital com dor de estômago e entra em trabalho de parto

    Fonte da imagem: Shutterstock

    Ela disse que não sabia que estava grávida. O filho recebeu o nome de Francesco, em homenagem ao Papa
     

    Se você é do tipo que gosta de uma boa polêmica esta é para você: na semana passada uma freira teve um filho na Itália, alegando que nem ao menos sabia que estava grávida. Ela estava no convento onde vive, em Campomoro, quando começou a sentir o que achou que eram dores estomacais.

    Ela foi levada ao hospital e não saiu de lá com um diagnóstico de úlcera, mas com um menino recém-nascido nos braços. O filho da freira de 31 anos foi batizado de Francesco, em homenagem ao Papa.

    As outras freiras do convento se disseram muito surpresas com o ocorrido, e a declaração da madre superiora, irmã Ermínia, está em todos os jornais que falaram sobre o assunto. De acordo com a madre, a freira “parecia não ser capaz de resistir às tentações”.

    De acordo com o Telegraph, o bispo local declarou que ela deveria deixar o convento e os votos religiosos para cuidar do seu bebê. A freira, que é de El Salvador, teme que sua reputação esteja abalada e que sua família a julgue pelo acontecido. Em momento algum ela disse que o ocorrido tinha algum tipo de “gravidez milagrosa”.

    Há rumores de que ela possa ter engravidado durante uma visita a seu país no ano passado, onde teria encontrado um ex-namorado. O convento disse que vai dar apoio à freira, que não teve seu nome revelado, até que ela decida o que fazer com o seu futuro. (Por Daiana Geremias)



  • Scarano já está em prisão domiciliar em processo por evasão de divisas. Entre os 3 presos nesta terça-feira está um padre afastado desde 2013. O monsenhor Nunzio Scarano, um ex-contador de alto escalão no Vaticano já julgado por evasão de divisas, foi também acusado de lavagem de dinheiro nesta terça-feira (21), disseram autoridades policiais e seu advogado. Scarano se encontra em prisão domiciliar em Salerno, sua cidade natal no sul da Itália, devido ao processo de evasão de divisas que começou em 3 de dezembro. A nova acusação se refere à suposta lavagem de dinheiro por meio das contas do clérigo no Banco do Vaticano, contou o advogado Silverio Sica à Reuters.Scarano está sendo julgado pela acusação de conspirar para enviar cerca de 20 milhões de euros da Suíça para ricos amigos do ramo de estaleiros em Salerno, próximo de Nápoles. A polícia disse que Scarano e duas outras pessoas que receberam mandados de prisão nesta terça-feira são suspeitos de lavagem de dinheiro e falso testemunho. Sica disse que entre os presos está um padre, amigo de Scarano, que foi afastado de seu emprego no Vaticano desde o ano passado. O comunicado da polícia diz que milhões de euros em "falsas doações" feitas por empresas estrangeiras foram movimentadas por meio das contas de Sacarano no Banco do Vaticano, formalmente conhecido como Instituto para Obras de Religião (IOR). Decisão anterior Scarano está detido desde 28 de junho de 2013 suspeito de ter servido de "laranja" para transferências suspeitas procedentes de Mônaco efetuadas através do IOR, o banco do Vaticano. Ele também teve os bens congelados. Scarano, ex-chefe de contabilidade da APSA, agência que administra o patrimônio do Vaticano, escondia "do beneficiário real das operações (realizadas através de contas que ele controlava) e tentava impedir o rastreamento dessas somas em dinheiro", segundo a polícia.



  • Pastor sul-africano faz congregação comer grama para “estar mais perto de Deus”

    Fonte: DIHITT Foto: Reprodução

    Um pregador neopentecostal africano fez sua congregação comer grama alegando que desta maneira eles estariam “mais perto de Deus”.
    Desde 2002, o pastor Daniel Lesego é líder do Ministério Centro Raboni, em Garankuwa, ao norte de Pretória, uma das capitais da África do Sul. Suas mensagens polêmicas têm atraído críticas de milhares de pessoas, embora os membros testemunhem muitos milagres nos cultos.
    Nos últimos dias, uma reportagem do jornal inglês Daily Mail mostrou que muitos membros da congregação acabaram passando mal ao passo que alguns alegavam terem sido curados após terem feito isso.
    Segundo o Mail, o pastor teria ensinado que os seres humanos podem comer qualquer coisa para alimentar seus corpos. ‘Sim, nós podemos comer grama e estamos orgulhosos disso pois demonstra que é possível fazer qualquer coisa quando temos em nós o poder de Deus”, afirmou Rosemary Phetha, estudante de 21 anos que afirma ter sido curada.
    Doreen Kgatle, 27, sofreu um derrame há dois anos. Ela testemunha: “Eu não podia andar, mas logo depois de comer a grama, como o pastor tinha ordenado, comecei a recuperar minhas forças e uma hora mais tarde, consegui andar de novo”.
    Após a reportagem do Mail ser publicada, as fotos foram retiradas do Facebook. Contudo, é possível ver muitos outros relatos de curas e uma sequência grande de profecias para 2014. Também é possível ler dezenas de comentários críticos de pessoas que chamam o pastor de enganador e os milagres de “fraudes”.