BUSCA PELA CATEGORIA "MUNDO"

  • Carta sugestiva e camisinhas de presidiário fazem marido matar mulher a facadas

    Foto: Reprodução/MySpace

    Keith Belajonas encontrou carta enviada à mulher que pedia fotos nuas e se matou após crime, nos EUA. Eles tinham 2 filhos Uma carta sugestiva e uma caixa de camisinhas enviados por um presidiário foram o motivo do americano Keith Belajonas, de 32 anos, matar a facadas sua mulher, Christina Corrigan-Belajonas, de 28 anos, em sua casa e, em seguida, fugir com os dois filhos (de 4 e 5 anos) e se matar. Um dos filhos de Keith havia achado na bolsa da mãe uma caixa cheia de camisinhas e mostrou ao pai. O americano achou dentro da caixa, ainda, um bilhete de um presidiário pedindo para que sua mulher mandasse fotos nuas. De acordo com o jornal britânico DailyMail, após matar a mulher, Keith publicou em seu Facebook: "Tive uma briga. Ela estava me traindo. Eu venci". O homem levou seus dois filhos ao carro e dirigiu pela cidade, até ir a uma farmácia onde seu irmão trabalha e deixar as crianças com ele. Keith, em seguida, roubou uma caixa de cerveja e cigarros e saiu com seu carro, sendo achado depois pela polícia já morto dentro do veículo. As crianças estão sob a guarda da mãe de Christina, de 83 anos. "O garoto mais velho está dizendo a todo mundo coisas como 'papai matou mamãe'. Isso é obviamente muito traumático pra eles", afirmou o superintendente Michael Chitwood.O superintendente afirmou, ainda, que Keith e Christina casaram em 2011 e viviam na casa onde aconteceu o crime há 2 anos. Vizinhos declararam que o homem não costumava ficar muito tempo em casa. Apesar do crime, Keith não tinha passagem pela polícia e nenhuma briga doméstica havia sido registrada na delegacia.



  • Exigência de camisinha derruba produção de filmes pornô na Califórnia

    Indústria aponta baixa demanda por filmes pornôs com camisinha

    A exigência de uso de camisinha em filmes adultos rodados em Los Angeles, em vigor desde novembro de 2012, derrubou a produção local deste gênero no ano passado, com perspectivas de que o fenômeno se repita neste ano, segundo porta-vozes da indústria.

    Apenas 40 autorizações de filmagem na cidade foram concedidas em 2013, uma queda de mais de 90% em relação às 480 dadas em 2012, segundo números do órgão que concede as licenças, FilmLA, citados pelo jornal Los Angeles Times.
     

    No primeiro semestre deste ano, as autorizações somaram apenas 20, segundo o jornal.

    O correspondente em Los Angeles do serviço em espanhol da BBC, Jaime González, indicou que as produtoras estão mudando suas atividades para cidades mais ao sul na própria Califórnia, como San Diego, ou para outros Estados americanos, como o vizinho Nevada e a Flórida. Em alguns casos, para o Leste Europeu, onda há menos regulamentação.

    A exigência, contida na chamada Medida B, abrange apenas o condado de Los Angeles. Legisladores estaduais estão discutindo a ampliação da lei para o resto da Califórnia.

    A indústria diz que já requer exames de HIV dos atores e atrizes de filmes adultos e que isso é suficiente para conter o vírus. Ao mesmo tempo, aponta a baixa demanda por produções nas quais as estrelas usem preservativos. Muitos atores inclusive se recusam a usar a proteção.

    A controvérsia envolvendo o gênero adulto reforça as incertezas da indústria do cinema na Califórnia, que vem perdendo investimentos para outros Estados americanos ou para países como o Reino Unido e o Canadá, que oferecem mais incentivos fiscais para a atividade.

    Segundo um estudo da FilmLA, foram rodados na Califórnia apenas dois dos 25 filmes com orçamento maior de US$ 3,5 milhões que estrearam em 2013.

    Isto significa uma drástica mudança em relação a 15 anos atrás, quando 16 dos 25 filmes de maior orçamento foram rodados neste Estado da costa oeste americana.



  • Número de mortos em terremoto na China chega a 381

    BN / Fonte: Associated Press./ Foto: AFP

    As buscas por sobreviventes do forte terremoto que atingiu o sul da China neste final de semana seguem em meio ao temor de que as condições climáticas prejudiquem os trabalhos. Segundo informações da agência de notícias estatal Xinhua, ao menos 381 pessoas morreram e mais de 1,8 mil estão feridos numa das maiores tragédias dos últimos anos da província de Yunnan. Cerca de 12 mil casas desabaram em Ludian, um distrito densamente povoado ao noroeste de Kunming, capital de Yunnan, segundo relatos da imprensa oficial. O tremor teve magnitude 6,1 e ocorreu às 4h10 da madrugada (hora local) a uma profundidade de 10 quilômetros, segundo o Instituto Geológico dos Estados Unidos. A agência que monitora os tremores na China informam que a magnitude foi de 6,5. Segundo informações climáticas, haverá chuva nas próximas horas na região da tragédia, o que complicará o traslado de tendas de campanha, água potável, alimentos e outros suprimentos aos sobreviventes. Equipes de socorro estimam que é possível que o número de mortos suba quando os profissionais chegarem às comunidades remotas. A tragédia já tem causado comoção internacional. Após declarações da ONU, o governo dos EUA expressou suas condolências ao país. "Oramos pelas famílias daqueles que perderam a vida", disse a porta-voz adjunta do Conselho de Segurança Nacional, Bernadette Meehan. "Os Estados Unidos estão prontos para prestar assistência." 



  • Guiné, Serra Leoa e Libéria fecham fronteira comum onde Ebola surgiu

    Foto divulgação

    Epicentro da doença tem um diâmetro de quase 300 km.

    Guiné, Libéria e Serra Leoa anunciaram nesta sexta-feira (1º) que vão colocar em quarentena a região fronteiriça comum, onde surgiu o último surto do vírus Ebola, que deixou mais de 700 mortos.

    O anúncio foi feito durante uma reunião de emergência em Conacri, capital da Guiné, para discutir a epidemia e depois de a Organização Mundial de Saúde (OMS) alertar que o Ebola pode provocar uma perda catastrófica de vidas e severos prejuízos econômicos, se continuar a se espalhar.

    "Concordamos em adotar ações importantes e extraordinárias em nível transfronteiriço concentradas em regiões transfronteiriças, que respondem por mais de 70% da epidemia", disse Hadja Saran Darab, secretária-geral do bloco União do Rio Mano, que reúne os países da África Ocidental afetados pelo surto.

    "Essas áreas serão isoladas pela polícia e pelo Exército. As pessoas nestas áreas sob quarentena receberão ajuda material", destacou.

    Os líderes de Serra Leoa, Libéria e Guiné usaram a cúpula, da qual também participaram representantes da Costa do Marfim e da OMS, para anunciar um plano de US$ 100 milhões de resposta à crise sanitária.

    Centenas de especialistas e funcionários sanitários serão mobilizados para combater a epidemia.

    Os três países também incentivarão os esforços para evitar e detectar casos suspeitos, instar uma melhor vigilância fronteiriça e reforçar o centro de coordenação sub-regional da OMS para combater a epidemia, na Guiné.

    Darab não revelou a área exata que fará parte da zona de isolamento, mas o epicentro da doença tem um diâmetro de quase 300 km, espalhando-se de Kenema, no leste de Serra Leoa, a Macenta, no sul da Guiné, e abrange a maior parte das florestas no extremo norte da Libéria.

    "Os serviços nessas regiões serão reforçados para que sejam realizados de forma eficaz o tratamento, os exames de detecção e o rastreamento", detalhou. (Fonte: G1)



  • Papa pede perdão por perseguições dos católicos aos evangélicos

    O Papa Francisco abraça o pastor evangélico Giovanni Traettino em visita a igreja de Caserta, na Itália, nesta segunda-feira (28) (Foto: Carlo Hermann/AFP)

    O Papa Francisco pediu nesta segunda-feira (28) perdão pelas perseguições cometidas pelos católicos aos pentecostais, durante viagem à cidade de Caserta (no sul da Itália) onde se reuniu com seu amigo e pastor evangélico Giovanni Traettino.

    A visita já foi qualificada como histórica, pois é a primeira vez que um Papa viaja do Vaticano para se encontrar com um pastor protestante.

    "Entre as pessoas que perseguiram os pentecostais também houve católicos: eu sou o pastor dos católicos e peço perdão por aqueles irmãos e irmãs católicos que não compreenderam e foram tentados pelo diabo", afirmou o pontífice.

    Francisco esteve em Caserta, em 26 de julho, para celebrar uma missa em honra à padroeira Santa Ana diante de 200 mil católicos.

    Desta vez Francisco retornou para se reunir com a comunidade de pentecostais da cidade ao norte de Nápoles e com 350 protestantes vindos de todas as partes do mundo. Ele pediu que os cristãos se unam na diversidade.

    "O Espírito Santo cria diversidade na Igreja. A diversidade é bela, mas o próprio Espírito Santo também cria unidade, para que a Igreja esteja unida na diversidade: para usar uma palavra bonita, uma diversidade reconciliadora", assinalou.
     

    O Papa também pediu que os cristãos ajudem os mais fracos e os necessitados, e que caminhem ao lado de Deus.

    "Não compreendo um cristão que está quieto, o cristão deve caminhar. Há cristãos que caminham ao lado de Jesus, mas em alguns momentos não caminham na presença de Jesus. Isto é porque são cristãos que confundem caminhar com andar, são errantes", ponderou.

    Após o ato, que durou cerca de hora e meia, o Papa almoçou com a comunidade, divulgou a Santa Sé em comunicado.

    Francisco saiu esta manhã de helicóptero da Cidade do Vaticano e aterrissou em Caserta às 10h15 (05h15 de Brasília), no heliporto da Escola de Suboficiais da Aeronáutica Militar italiana no Palácio Real de Caserta e seguiu de carro até a casa do pastor.

    Após esta conversa privada, os dois religiosos foram de carro à igreja evangélica da reconciliação de Caserta, onde alguns fiéis curiosos aguardavam a chegada do papa.

    Francisco os cumprimentou antes de entrar na igreja, onde a reunião aconteceu longe das câmeras.



  • Israel anuncia trégua de 12 horas em conflito na Faixa de Gaza

    Mãe do palestino Mahmoud al-Shawamrah chora durante seu funeral na cidade de Al-ram, Cisjordânia (22/7). Foto: Reuters

    O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, fez uma contra-proposta ao secretário de Estado norte-americano, John Kerry, em relação à paralisação do conflito envolvendo as forças de defesa do país e o grupo palestino Hamas na Faixa de Gaza, ontem, sexta-feira (25).

    O premiê afirmou que Israel iniciará uma pequena trégua ao longo de 12 horas no local a partir das 7h deste sábado (26), segundo informou uma autoridade norte-americana, nesta sexta (25).

    O funcionário, que falou aos jornalistas sob condição de anonimato, fez o comentário ao ser questionado sobre declaração anterior de Kerry sobre um gesto de boa vontade de Netanyahu em uma conferência de imprensa no Cairo.

    O premiê afirmou que Israel iniciará uma pequena trégua ao longo de 12 horas no local a partir das 7h deste sábado (26), segundo informou uma autoridade norte-americana, nesta sexta (25).

    O funcionário, que falou aos jornalistas sob condição de anonimato, fez o comentário ao ser questionado sobre declaração anterior de Kerry sobre um gesto de boa vontade de Netanyahu em uma conferência de imprensa no Cairo.



  • Polêmica: Pênis ou Cavalo? Nestlé esclarece desenho em chocolate

    "Que diabos um pênis está fazendo em uma barra de chocolate para crianças"? disse o Advogado / Fonte: Terra / Foto: Reprodução

    O advogado Robin Jacobs, de 31 anos, afirmou ter quase engasgado com seu Milkybar após "encontrar" no desenho do chocolate a imagem de um "pênis", segundo informações do jornal Mirror publicadas nesta quarta-feira (16). A descoberta aconteceu em Londres enquanto Jacobs assistia à final da Copa do Mundo. Ele classificou o alto relevo como inapropriado para crianças. "Que diabos um pênis está fazendo em uma barra de chocolate para crianças? Não adianta negar o que é óbvio. Todos podem ver", disse, de acordo com a publicação. Um porta-voz da Nestlé informou que a companhia ficou "surpresa e triste ao saber que o cliente liga a imagem do produto a uma genitália masculina e que, na verdade, trata-se da imagem da cabeça de um cavalo, o cavalo do Kid Milkybar". "Não houve intenção de confundir ou de mostrar algo ofensivo no nosso produto e pedimos desculpas pelo embaraço que isto pode ter causado", completou o representante da empresa. 



  • Atriz é condenada a 18 anos por enviar cartas envenenadas a Obama

    Fonte e Foto: AFP

    A atriz Shannon Richardson é escoltada de tribunal em Texarkana, Texas, após ser condenada a 18 anos de prisão por enviar cartas envenenadas a Obama.

    A atriz americana Shannon Guess Richardson, que já atuou nas séries "The Walking Dead" e "Vampire Diaries", foi condenada nesta quarta-feira (16) a 18 anos de prisão no Texas por enviar cartas envenenadas com ricinina ao presidente Barack Obama, ao então prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, e a um ativista pelo controle de armas de fogo.

    Richardson, uma atriz texana de 35 anos, foi detida há um ano, considerada culpada em dezembro passado por posse de veneno "para utilizá-lo como arma".

    A mulher enviou três cartas com ricinina e ameaças ao presidente Obama, a Bloomberg e ao ex-presidente da associação Prefeitos Contra as Armas Ilegais Mark Glaze.

    A atriz foi condenada a 216 meses de prisão e a uma multa de US$ 367 mil (R$ 816 mil) segundo o documento judicial.

    Richardson realizou várias compras on-line em abril e maio de 2013 de produtos destinados a fabricar ricinina, uma substância mortal em caso de ingestão ou inalação, e contra a qual não existe antídoto.

    A mulher introduziu ricinina nas cartas com ameaças dirigidas a Obama, Bloomberg e Glaze, postadas em uma agência dos correios de New Boston, Texas, em 20 de maio de 2013.



  • Jogadores da Alemanha são acusados de racismo após provocação a argentinos

    Por Júlia Belas / BN Esportes / Foto: Reprodução / Facebook

    Os jogadores da Alemanha foram recebidos por mais de 500 mil pessoas em Berlim e fizeram uma festa gigantesca para comemorar o tetracampeonato mundial. No entanto, a música cantada por alguns jogadores no palco da festa recebeu críticas do povo argentino.
     
    Ao cantar que os "gauchos" (expressão usada para se referir aos argentinos) andam curvados e os alemães caminham eretos, Klose, Götze, Schurrle e Kroos foram criticados. O jornal Olé, principal diário esportivo da Argentina, afirmou em sua manchete que a provocação foi "carregada de raça". "Os alemães, segundo eles, olham de cima. São outra raça", diz a publicação.



  • Queda em casa faz faca de 11 cm espetar cabeça de mulher

    Bocão News / Foto: Reprodução

    Com apenas o cabo do lado de fora, uma faca entrou totalmente na cabeça de uma mulher por acidente em Changchun, na China. Liu Yanya, de 57 anos, foi vista sentada e com a faca na cabeça pela filha, Wang Xue, ao chegar em casa. Levada imediatamente para o hospital, Liu estava consciente e calma antes da cirurgia, podia andar e falar e alegou ter tomado uma queda, que resultou no acidente. A operação de remoção da lâmina do crânio foi bem-sucedida e não deixou sequelas graves aparentemente, mas sua família precisou vender a casa para pagar as despesas médicas.
     



  • Surto de Ebola na África causa 21 mortes em apenas dois dias

    Foto: Divulgação

    Em apenas dois dias, o surto de ebola que assola a África Ocidental causou 21 mortes e infectou outras 44 pessoas, segundo a última apuração feita pela Organização Mundial de Saúde (OMS). A situação é preocupante, principalmente em Serra Leoa, onde foram registrados 32 novos casos e 15 mortes, na Libéria, que registrou 11 novas infecções e quatro mortes. Na Guiné, entre os dias 8 e 10 de julho, apenas um novo caso foi detectado, o que parece indicar que a epidemia está diminuindo nesse país. Porém, outros dois infectados morreram. Em comunicado, a OMS disse que, "na Guiné, a tendência da epidemia evidencia uma redução da transmissão viral na comunidade, com apenas um caso registrado nos últimos dias". Os números acumulados até o momento são de 888 contágios e 539 mortes. Desses, 409 casos e 309 mortos foram na Guiné, 142 infecções e 88 mortes na Libéria e 337 casos e 142 mortos em Serra Leoa. Além disso, foi estabelecido um Centro de Coordenação Epidêmico em Conacri, a capital da Guiné, para coordenar e harmonizar o apoio técnico oferecido aos países afetados e a prevenção nas nações vizinhas. A doença é transmitida por meio do contato direto com o sangue e os fluidos corporais de pessoas e animais infectados e causa hemorragias graves e pode ter uma taxa de mortalidade de 90%. A OMS ativou a Global Alert and Reponse Network (Goarn) - uma rede formada por agências internacionais, governos, universidades, e outras entidades - e solicitou especialistas de diversas áreas que possam viajar aos três países para tentar conter o surto de ebola. Esta é a primeira vez que uma epidemia de ebola é identificada e confirmada na África Ocidental, pois, até agora, os surtos sempre tinham ocorrido na África Central.



  • Mãe reconhece coração doado do filho em jovem que recebeu órgão

    Scott leva coração de Carter desde os 14 anos / Foto: Daily Mail

    Quando John Carter morreu há seis anos, vítima de um tumor no cérebro, os pais dele resolveram doar parte dos órgãos do filho que morreu aos 33 anos. No entanto, eles nunca souberam quem os recebeu. Nesta semana, segundo o site Daily Mail, a mãe do britânico identificou, instintivamente, o adolescente que havia recebido o transplante do coração de seu filho. Segundo a publicação, o encontro aconteceu em uma igreja. Os pais de John Carter estavam em um culto, quando um jovem de 20 anos subiu no altar para ler uma passagem bíblica. Naquele momento, Freda Carter (a mãe) ficou em choque e disse ao marido: "Ele tem o coração do nosso John". A única informação que o casal tinha era que o menino que recebeu o coração do filho deles se chamava Scott e que tinha 14 anos, na época (2008). O jovem continuou a fala, se apresentou, e afirmou em certo momento da missa que tinha passado por um transplante do coração. Ao ver e ouvir o jovem, Freda passou mal e teve que ser retirada do local por enfermeiros.

     

    John e Freda há sete anos

    Mais tarde, os enfermeiros perguntaram ao jovem em que hospital ele havia feito o transplante, e a suspeita foi confirmada. Scott e o casal Carter passaram por momentos de emoção. "Ele me disse que seria eternamente grato à minha família e eu pedi para sentir o seu batimento cardíaco. Ele deixou. Era tudo o que eu queria", afirmou a mãe. 



  • Com anel preso no pênis, idoso é socorrido por médicos e bombeiros

    Informações do site Pop Trash / Foto: Reprodução

    Depois de 20 horas com um anel no pênis, um chinês de 83 anos da província de Henan teve que pedir ajuda para retirar o objeto. Com o órgão genital roxo, o idoso foi ao hospital, mas nem os médicos conseguiram solucionar o problema.  Apenas como auxílio dos bombeiros foi possível arrancar fora, com cuidado, o anel, após duas horas de procedimento. “A parte onde o anel estava preso é muito sensível e nós não podemos usar serras e ferramentas normais. Nunca tivemos um incidente deste antes”, disse um médico. O senhor teria tentado espantar a solidão com o objeto e só foi procurar ajuda após contar o caso para a família, que recomendou procurar ajuda médica.



  • Radicais islâmicos postam fotos de execução de soldados no Iraque

    IPU Noticias / informações G1 / Foto: Reprodução

    Fotos divulgadas por radicais islâmicos supostamente mostram a execução de dezenas de soldados iraquianos por militantes do Estado Islâmico do Iraque e do Levante (ISIL) na província de Saladino, no norte do Iraque. Os radicais se vangloriaram no Twitter que teriam executado 1.700 soldados, informou o jornal "The New York Times".
     
    A veracidade das fotos não foi verificada, e funcionários do governo lançaram dúvidas se uma execução em massa realmente ocorreu. Ao mesmo tempo, houve relatos de um grande número de funerais em Saladino.
    Ainda de acordo com o jornal, se a afirmação for verdadeira, seria a maior atrocidade em massa da Síria ou do Iraque nos últimos anos, superando até os ataques de armas químicas em Damasco no ano passado, que mataram 1.400 pessoas e foram atribuídas ao governo sírio.
     
    Este último ataque também aumentaria a chance de uma guerra genocida no Iraque, porque os insurgentes se gabaram de que suas vítimas seriam todos xiitas. Segundo o jornal, isso poderia dar início a uma série de assassinatos de represálias de xiitas e sunitas.
     
     
     



  • Mais de 50 mil crianças podem morrer este ano no Sudão do Sul, diz ONU

    BN / Foto: Médicos sem Fronteiras

    A Organização das Nações Unidas (ONU) emitiu um alerta neste sábado (14) no qual informa que mais de 50 mil crianças podem morrer no Sudão do Sul este ano, por fome ou doenças. O país africano sofre há seis meses com uma guerra civil. Segundo o responsável pelas ações humanitárias da ONU no Sudão do Sul, Toby Lanzer, será realizado na região um plano de ajuda para 3,8 milhões de pessoas, com R$ 740 milhões em recursos recebidos pela entidade. O presidente do país, Salva Kiir, e o chefe dos rebeldes, o ex-vice-presidente Riek Machar, firmaram um compromisso para formar um governo de transição no prazo de 60 dias. O conflito, que começou após Kiir acusar Machar de ter executado uma tentativa de golpe de estado, já deixou mais de 10 mil mortos e 1,5 milhão de refugiados.