BUSCA PELA CATEGORIA "MUNDO"

  • MUNDO

    Israel: Morreu Ariel Sharon

    Israel: Morreu Ariel Sharon

    Fonte: Noticias ao Minuto / Reprodução

    Em coma desde 2006 – altura em que sofreu um Acidente Vascular Cerebral - a saúde de Ariel Sharon degradou-se violentamente a partir do primeiro dia deste ano, com vários órgãos vitais a começarem a falhar.  

     

    O respeitado líder israelita, que completaria os 86 anos no próximo mês, acabou mesmo por não resistir e morreu durante a madrugada no hospital Sheba Medical Center em Tel Hashomer, Israel. De acordo com o Jerusalem Post, os dois filhos de Ariel Sharon estiveram com ele nos seus últimos momentos de vida.

     

    A mesma fonte adianta que o antigo governante israelita terá um funeral de Estado que se realizará no rancho da família, em Negev, onde está enterrada a mulher de Ariel Sharon que morreu em 2000.

     

    Ariel Sharon ficou conhecido por ter levado a cabo, quando era ministro da Defesa, a invasão do Líbano em 1982, tendo-lhe sido imputada a responsabilidade dos massacres ocorridos nos campos de refugiados de Sabra e Chatila, em Beirute, no mesmo ano.

     

    Em fevereiro de 2001 foi eleito primeiro-ministro, tendo sido reconduzido para um segundo mandato em 2003.

     

    Grande defensor da colonização dos territórios palestinianos, este líder da direita israelita organizou, em 2005, a retirada de israel da Faixa de Gaza e o desmantelamento das colónias instaladas na região.

     

    Em dezembro de 2005, já depois de ter abandonado o Likud e formado um novo partido, sofre um pequeno derrame que o obriga a ser hospitalizado. Recupera. mas a 4 de janeiro do ano seguinte teve um acidente vascular cerebral que o atira para coma durante oito anos.

     

    No final de 2013 os médicos chegaram a registar alguma melhoria no seu estado, notando que a atitividade cerebral intensifica-se quando lhe são mostradas fotografias da família, mas nos últimos dias o seu estado de saúde tinha piorado consideravelmente. Faleceu hoje num hospital perto de Telavive, aos 85 anos.

     



  • Homem iraniano está há 60 anos sem tomar banho

    Homem iraniano, identificado como Amoo Hadji, tem 80 anos e está há 60 sem tomar banho / Folha de São Paulo / Foto: Reprodução

    Um homem que mora no sul do Irã está há 60 anos sem tomar banho, segundo relatou a agência de notícias estatal Irna. Identificado como Amoo Hadji, 80, ele leva vida de forma primitiva, dormindo numa cabana construída por moradores do vilarejo de Dezhgah, na Província de Fars, situado próximo da área onde está instalado. Além da sujeira que forma grossas camadas de crosta em sua pele e barba, o homem também é conhecido na região por gostar de fumar charuto contendo esterco de animais que pastam na região. Hadji também fuma tabaco comum, principalmente em épocas de baixa temperatura, quando ele acende vários cigarros ao mesmo tempo para se esquentar. De acordo com a reportagem da Irna, Hadji se alimenta de pequenos animais e gosta de descansar num buraco no chão que se parece com uma cova. Não se sabe o que o levou a optar por esta vida.



  • Pastor que garantia ‘caminhar pela água’ como Jesus morre afogado

    Bahia Noticias

    Um pastor evangélico que garantia aos seus seguidores que, assim como Jesus, podia “caminhar sobre a água” faleceu afogado em uma praia de Libreville, na África, quando tentava realizar a façanha. De acordo com informações de agências internacionais, Franck Kabele, de 35 anos, apareceu nos primeiros dias de 2014 na frente de um grupo de peregrinos, que impactados com a cena, arrastaram o corpo para a areia. Segundo os presentes, o pastor garantiu em diversas ocasiões que era capaz de “replicar o milagre bíblico”. “Ele assegurava que havia tido um revelação e que isso era possível caminhar sobre a água como Jesus”, assegurou uma fonte.



  • Lutador de MMA se defende contra assaltantes e deixa um morto

    Joseph Torrez é profissional, mas tem um cartel negativo, de seis lutas e apenas uma vitória Foto: Reprodução

    Deve ter sido uma cena digna de filme, mas foi realidade: Joseph Torrez, lutador de MMA, conseguiu vencer sozinho uma luta contra quatro assaltantes em casa, deixando, inclusive, um deles morto. As informações são do jornal Huffington Post desta segunda-feira.

    Torrez estava em casa, em Las Cruces, no Condado de Doña Ana, no estado do Novo México, com filho, esposa e outra mulher. Ele já tinha sido ameaçado por Leonard Calvillo, um dos assaltantes, mas desta vez foi pego de surpresa e mesmo assim conseguiu sucesso.

    A vítima no ataque foi Sal Garces, 25 anos, que foi ao local junto ao irmão Raymond, 19, que fugiu. Já Nathan Avalos ficou ferido por causa da luta contra Torrez e está no hospital. E Calvillo também optou pela fuga, mas foi preso posteriormente.

    Agora, os três ladrões responderão pela invasão de propriedade privada e também por formação de quadrilha. Eles já tinham passagem pela polícia por porte de drogas.
    Torrez pode ter que enfrentar um processo pela morte de Garces, mas o advogado acredita que isso não irá acontecer. De acordo com ele, o atleta estava apenas "lutando pela própria vida". Torrez luta como peso leve no MMA e tem um cartel negativo: cinco derrotas e uma vitória.
                                                                                                            
                                                                                                         



  • James Avery, o tio Phill de ‘Um Maluco no Pedaço’, morre nos EUA

    À esquerda, James na época do seriado e, à direita, foto recente do ator / SiteTMZ (Foto: Reprodução)

    O ator James Avery, o tio Phill de "Um Maluco no Pedaço", morreu na noite de terça, 31 de dezembro, aos 68 anos devido a complicações decorrentes de uma recente cirurgia no coração. Ele estava internado em um hospital de Los Angeles, nos Estados Unidos.

    Segundo o site americano TMZ, Barbara, esposa de James, deixou o quarto do marido no hospital por um curto período do tempo e quando voltou ele havia acabado de morrer.

    Alfonso Ribeiro, que interpretou Carlton, filho de Phill no seriado, fez uma homenagem ao ex-colega de elenco em sua página no Facebook: "O mundo perdeu um homem muito especial. É com muita tristeza que digo que James Avery morreu. Embora ela tenha interpretado meu pai na TV, ele foi uma figura maravilhosa de pai para a minha vida. Ele fará uma falta imensa", escreveu o ator.
    O tio de Will foi o papel mais conhecido de James. Com o fim do seriado, ele atuou em episódios de CSI e ainda fez participações em "Eu, a Patroa e as Crianças", "As Visões da Raven","Elas e Eu", "The Closer" e "Grey´s Anatomy".

    Em 2011, quinze anos depois da estreia da série, os atores se reencontraram durante um evento beneficente.

     



  • 1º de janeiro de 2014

    Fonte: Arquidiocese de BH / Foto : Reprodução

    O Vaticano divulgou a primeira mensagem do Papa Francisco para a celebração do Dia Mundial da Paz, celebrado no dia 1º de janeiro de 2014, com o tema “Fraternidade, fundamento e caminho para a paz”. Um convite para cada cristão redescobrir o valor da solidariedade como remédio para os males sociais do mundo de hoje. Leia a mensagem completa



  • Schumacher tem quadro estável, informa assessora

    Bahia Noticias / Estação de esqui onde ocorreu o acidente / Foto: Jean-Pierre Clatot/AFP

    A assessora do ex-piloto Michael Schumacher, Sabine Kehm, informou na manhã desta quarta-feira (1º) que o estado de saúde do heptacampeão de Fórmula 1 é estável. "Michael é monitorado o tempo todo e a sua condição era estável durante toda a noite. Ele não mudou. É muito cedo para fornecer mais detalhes sobre a questão da vida dele estar em perigo, eu prefiro não comentar", refutou, em rápido bate-papo com os jornalistas que fazem plantão no hospital de Grenoble, onde Schumi segue internado. Ela confirmou que uma nova coletiva  só será marcada se houver alteração no quadro. A família do ex-piloto passou o Ano Novo na unidade médica. Schumacher, de 44 anos, bateu com a cabeça em uma rocha no último domingo (29), após perder o equilíbrio enquanto esquiava com o filho nos Alpes Franceses.



  • Roqueiro britânico é sentenciado a 35 anos por abuso de crianças

    Ian Watkins se declarou culpado em novembro de 13 acusações, incluindo o estupro de um bebê

    Um roqueiro britânico foi condenado nesta quarta-feira (18) a 35 anos de prisão, após ter admitido vários crimes sexuais, entre eles uma tentativa de estupro contra um bebê.

    Ian Watkins, ex-cantor banda de rock britânica Lostprophets, se declarou culpado em novembro de 13 acusações de abuso sexual. A sentença foi estabelecida em uma audiência nesta quarta, na qual o réu teria dito à Justiça estar 'muito arrependido' e que 'só muito tarde percebeu a gravidade dos fatos'.

    Em uma audiência prévia ao julgamento, o cantor se declarou culpado de tentativa de estupro e crime sexual contra uma criança de menos de 13 anos, entre outros crimes. Porém, não admitiu ter cometido o estupro. A promotoria aceitou essa solução para poupar o júri de assistir a vídeos de violência sexual que constavam no rol de provas, dispensando a necessidade de um julgamento.

    O réu também se declarou culpado de três acusações de agressão sexual envolvendo crianças, seis relacionadas a produzir ou possuir imagens de pedofilia e uma de possuir uma imagem pornográfica envolvendo um ato sexual com um animal.



  • Intérprete para surdos-mudos da cerimônia de Mandela era um impostor

    Homem acusado de ser impostor gesticula durante discurso dHomem acusado de ser impostor gesticula durante discurso de Obama / Foto:10.12.2013/Evan Vucci/AP

    A cerimônia de homenagem a Nelson Mandela deixou indignados os surdos-mudos da África do Sul que, nesta quarta-feira (11), denunciaram o intérprete dos discursos como um impostor que não conhecia a linguagem dos sinais.

    "A comunidade de surdos-mudos da África do Sul está ofendida", afirmou o Delphin Hlungwane, intérprete oficial da Federação de Surdos da África do Sul.

    — Ele gesticulava e movia suas mãos em todos os sentidos. Não tinha gramática, não utilizava qualquer estrutura. Não conhecia nenhuma regra da linguagem. Não traduziu nada.

    "Não sabemos de quem se trata, ninguém o conhece. Ele apareceu nesta ocasião e não sabemos como", disse Hlungwane.

    O caso do falso intérprete provocou polêmica na África do Sul e inúmeras interrogações. Os serviços de comunicação prometeram dar uma resposta a respeito.



  • Mandela 'inspirou a luta no Brasil e na América do Sul', diz Dilma em tributo

    Dilma Rousseff discursou na África do Sul no tributo em homenagem a Nelson Mandela (Foto: Pedro Ugarte/AFP) / G1 Mundo

    Sob os olhares de cerca de 80 mil pessoas, a presidente Dilma Rousseff afirmou nesta terça-feira (10), durante discurso em tributo ao ex-presidente sul-africano Nelson Mandela no estádio Soccer City, em Johanesburgo, que o exemplo do líder negro inspirou o Brasil e a América do Sul. Segundo Dilma, Mandela foi "a personalidade maior do século 20".

     

    "Trago aqui o sentimento de profundo pesar do governo e do povo brasileiro e, tenho certeza, [também] de toda a América do Sul pela morte desse grande líder Nelson Mandela. O apartheid que Mandela e o povo derrotaram foi a forma mais elaborada e cruel de desigualdade social e política que se tem notícia nos tempos modernos. [Mandela] Inspirou a luta no Brasil e na América do Sul. 'Madiba', como carinhosamente vocês o chamam, constituiu exemplo de referência para todos nós, pela histórica paciência com que suportou o cárcere e o sofrimento", disse Dilma.

     

    Falando em nome do continente sul-americano, a presidente brasileira foi a segunda chefe de Estado – depois de Obama – a discursar na cerimônia, que lotou o Soccer City, palco da final da Copa do Mundo de 2010, onde Mandela fez sua última aparição pública. O ato na arena de futebol marca o início dos cinco dias de homenagens ao líder sul-africano, que morreu na quinta-feira (5), em Pretória, aos 95 anos.

     

    Os tributos devem durar até seu funeral, previsto para este domingo (15). Símbolo da luta contra a discriminação racial e vencedor do Prêmio Nobel da Paz de 1993, Mandela será enterrado, de acordo com seu desejo, na aldeia de Qunu, localizada na província pobre do Cabo Leste, onde ele cresceu.

     

    A homenagem a Mandela no Soccer City foi transmitida em telões instalados em outros três estádios de Johanesburgo e em mais 150 locais em toda a África do Sul. O ato também foi veiculado pela televisão para dezenas de países.

    Ato falho
    A presidente brasileira discursou durante 8 minutos, com o auxílio de um tradutor. Em meio à manifestação de pesar pela morte de Mandela, Dilma cometeu um ato falho, referindo-se aos sul-africanos como "sul-americanos".

     

    "O governo e o povo brasileiro se inclinam diante da memória de Nelson Mandela. Transmito à senhora Graça Machel [viúva de Mandela], aos seus familiares, ao presidente [Jacob] Zuma e a todo o povo 'sul-americano', sul-africano, nosso profundo sentimento de dor e de pesar. Viva Mandela para sempre!", confundiu-se Dilma.

     

    A presidente do Brasil começou a discursar pouco antes das 14h (10h pelo horário de Brasília). Ao se posicionar no púlpito coberto, Dilma foi intensamente aplaudida pelo público. Ela destacou no pronunciamento que a nação brasileira, que traz com "orgulho" o sangue africano nas veias, "chora e celebra" o exemplo do líder que "faz parte do panteão da humanidade.

     

    "Sua luta [de Mandela] transcendeu suas fronteiras nacionais e inspirou homens e mulheres, jovens e adultos, a lutarem por sua independência e pela justiça social. Deixou lições não só para seu querido continente africano, mas para todos aqueles que buscam a liberdade e a justiça e a paz no mundo", destacou.



  • Descontração de Obama durante cerimônia de adeus a Mandela causa polêmica

    R7 / Foto: AFP PHOTO/ROBERTO SCHMIDT

    Nem mesmo grandes líderes de governo, que comandam as grandes potências mundiais, conseguem resistir as selfies (fotos tiradas de si mesmo).

     

    O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e primeiros-ministros do Reino Unido, David Cameron, e da Dinamarca, Helle Thorning Schmidt, foram flagrados registrando sua presença na cerimônia de despedida de Nelson Mandela, nesta terça-feira (10).

     

    As imagens, que mostram os três sorrindo e posando para fotografias, geraram polêmica nas redes sociais. Muitos internautas fizeram críticas e ironizaram o momento, que consideraram inoportuno, de descontração e brincadeira dos líderes.

     

    Um internauta identificado como @tancredipalmeri ironizou no Twitter: “Grande imagem. A bela líder dinamarquesa Tiraselfie com Obama e Cameron. Olhem para seus rostos. Agora olhem para o de Michelle”.

     

     

    Já McKay Coppins, usou a rede para expressar sua indignação com a imagem, dizendo que “isto é bizarro. A primeira-ministra tirando selfies com Obama e Cameron”.



  • Na China, homem vive há 20 anos em bueiro para pagar estudos dos filhos

    G1 Mundo / Chinês vive há 20 anos em bueiro para pagar estudos dos filhos (Foto: Reprodução/OnTV)

    As autoridades de Pequim, na China, descobriram que um homem passou cerca de duas décadas vivendo debaixo da terra, com uma tampa de bueiro como única porta, com o objetivo de economizar dinheiro e pagar os estudos de seus filhos, informou neste domingo (8) a rede de televisão estatal "CFTV".

     

    O homem, de sobrenome Wang e de 53 anos, praticamente faliu com as altas multas que teve que pagar ao governo por violar a política do filho único vigente no país (ele tem três filhos) e decidiu se mudar do campo para a capital Pequim e ganhar a vida lavando carros.

     

    Para reduzir ao mínimo suas despesas e poder investir todo o seu modesto salário nos filhos, Wang viveu em um sistema de esgoto a dois metros da superfície, junto de encanamentos e tendo como bens um saco de dormir, cobertores e uma garrafa térmica.

     

    O caso de Wang chegou às autoridades da cidade, que selaram a tampa de esgoto pela qual o homem entrava em sua 'casa' e lhe ofereceram um alojamento temporário, advertindo a população que viver nestas precárias instalações debaixo da terra pode ser muito perigoso.

     

    Embora o caso de Wang chame atenção pelo longo período de tempo em que ele viveu em condições sub-humanas, boa parte da imprensa da China destacou que não se trata de um caso único no país, e que muitas pessoas sem recursos vivem no subsolo das cidades chinesas.



  • Sul-africanos rezam por Mandela em todo o país

    Bahia Noticias / Foto: Carl de Souza / AFP

    Os sul-africanos encheram templos religiosos de todo o país neste domingo (8) para um dia nacional de orações e reflexões em homenagem a Nelson Mandela. No interior da igreja Regina Mundi, localizada perto do epicentro do da revolta de Soweto, em 1976, o padre Sebastian J. Rossouw descreveu Mandela como o "luar" e disse que ele foi um guia de luz para a África do Sul. Centenas de pessoas participaram da missa. "Madiba não duvidava da luz", disse Rossouw. "Ele abriu o caminho para um futuro melhor, mas não pôde fazer isso sozinho", disse ele, chamando o ex-presidente por seu nome de clã.

     

    Durante o serviço religioso, os fiéis fizeram orações especialmente para o líder contra o apartheid e acenderam uma vela em sua homenagem em frente ao altar. Do outro lado da igreja havia uma fotografia em branco e preto de Mandela, que morreu na quinta-feira, aos 95 anos. A ex-mulher de Mandela, Winnie Madikizela-Mandela, participou, junto com um de seus netos, Mandla Mandela, e do presidente sul-africano Jacob Zuma, de um serviço religioso em uma igreja metodista de Johanesburgo. "É importante que tenhamos um dia no qual todos nós, sul-africanos, estejamos unidos e oremos pelo primeiro presidente democrático e refletir sobre o seu legado", afirmou Zuma. "Mas também orar por nossa nação...orar para que não nos esqueçamos de alguns dos valores pelos quais ele lutou", disse.

     

    Em um subúrbio predominantemente branco da capital Pretória, fiéis rezaram por Mandela em um local que já foi frequentado por líderes empresariais e pessoas ligadas ao governo do apartheid. Eles rezaram em silêncio enquanto uma imagem de Mandela era colocada na parede acima púlpito da igreja, cena que mostra as enormes mudanças vividas pelo país. Um serviço religioso também foi realizado da catedral St. George, na Cidade do Cabo, onde uma oração foi feita para o homem cuja jornada de prisioneiro a presidente inspirou o mundo. Uma cerimônia nacional para o homem que, como o primeiro presidente negro do país, fez da África do Sul uma democracia multirracial, será realizada no estádio de Johanesburgo na terça-feira. O corpo de Mandela permanecerá em Union Buildings, sede do governo em Pretória, de quarta a sexta-feira, e será enterrado na vila de Qunu, no domingo.



  • Morre Nelson Mandela, ícone da luta pela igualdade racial

    Presidente da África do Sul entre 1994 e 1999, ele tinha 95 anos / Fonte: G1 Mundo Foto: Reprodução

    O ex-presidente da África do Sul Nelson Mandela morreu aos 95 anos em Pretória, anunciou nesta quinta-feira (5) o atual presidente, Jacob Zuma. Mandela ficou internado de junho a setembro devido a uma infecção pulmonar. Ele deixou o hospital e estava em casa. “Ele partiu, ele se foi pacificamente na companhia de sua família”, afirmou o presidente. “Ele descansou, ele agora está em paz. Nossa nação perdeu seu maior filho. Nosso povo perdeu seu pai.” O funeral de Mandela deve durar 12 dias.

     

    Conhecido como “Madiba” na África do Sul, ele foi considerado um dos maiores heróis da luta dos negros pela igualdade de direitos no país e foi um dos principais responsáveis pelo fim do regime racista do apartheid, vigente entre 1948 a 1993.

     

    Foram quatro internações desde dezembro. Em abril, as últimas imagens divulgadas do ex-presidente mostraram bastante fragilidade – ele foi visto sentado em uma cadeira, com um cobertor sobre as pernas. Seu rosto não expressava emoção. Em março de 2012, o ex-presidente sul-africano havia sido hospitalizado por 24 horas, e o governo informou, na ocasião, que Mandela tinha sido internado para uma bateria de exames rotineira.

     

    Em dezembro, porém, ele permaneceu 18 dias hospitalizado, em decorrência de uma infecção pulmonar. No fim de março de 2013, ele passou 10 dias internado, também por uma infecção pulmonar, provavelmente vinculada às sequelas de uma tuberculose que contraiu durante sua detenção na prisão de Robben Island (ilha de Robben), onde ficou 18 anos preso, de 1964 a 1982.

     

    Ficou preso durante 27 anos e ganhou o Prêmio Nobel da Paz em 1993. Foi eleito em 1994 o primeiro presidente negro da África do Sul, nas primeiras eleições multirraciais sul-africanas. Mandela é alvo de um grande culto no país, onde sua imagem e citações são onipresentes. Várias avenidas têm seu nome, suas antigas moradias viraram museu e seu rosto aparece em todos os tipos de recordações para turistas.

     

    Mandela nasceu em 18 de julho de 1918 no clã Madiba no vilarejo de Mvezo, no antigo território de Transkei, sudeste da África do Sul. Seu pai, Henry Gadla Mphakanyiswa, era chefe do vilarejo e teve quatro mulheres e 13 filhos - Mandela nasceu da terceira mulher, Nosekeni. Seu nome original era Rolihlahla Mandela.



  • Traficante contratou Roberto Carlos para fazer show

    Por: Redação Bocão News / Foto: Reprodução / Fonte: Folha

    Sem limites para extravagâncias, Pablo Escobar enviou o seu avião particular ao Rio de Janeiro apenas para buscar mulheres e, segundo o irmão, contratou Roberto Carlos para cantar em Medellín. "Roberto Carlos veio a Medellín para um show trazido por nós, mas em uma discoteca", disse Roberto Escobar, irmão mais velho do traficante, à reportagem da Folha.
     
    Foi numa rápida conversa durante o tour em sua casa --em troca de uma entrevista exclusiva, seu guia de turismo havia pedido US$ 5.000. Fanático por Roberto Carlos, Escobar tinha em sua fazenda uma jukebox apenas com canções do brasileiro, conforme relatado no livro "Killing Pablo" (matando Pablo), de Mark Bowden.
     
    O Rei fez dois shows em Medellín em fevereiro de 1988. O primeiro ocorreu no luxuoso hotel Intercontinental, alvo de um carro-bomba dois anos depois. Procurada pela Folha, a assessoria de imprensa de Roberto informou que ele "está em turnê pelo Nordeste e, por esse motivo, não será possível fazer esta consulta".
     
    A reportagem também perguntou a Roberto Escobar sobre uma passagem do seu livro, "Mi Hermano, el Patrón Escobar". Ali, descreve uma festa com "cinco hermosas garotas", escolhidas "por meio de um amigo no Brasil". "É um famoso cirurgião plástico brasileiro", disse. A fascinação com as brasileiras começou em 1982, quando Escobar e outros dez integrantes da cúpula do Cartel de Medellín passaram o Carnaval no Rio.
     
    Segundo o livro "La Parábola de Pablo", de Alonso Salazar, o grupo gastou US$ 500 mil durante a estadia. De volta, Escobar ordenou que o seu piloto fosse ao Rio buscar "garotas". A ordem foi cumprida em 15 horas. Mas surgiu um problema: a mulher de Escobar, Victoria, estava chegando de helicóptero à fazenda. "Quando a sua mulher chegou, tudo estava em ordem. E quando finalmente partiu, Pablo ordenou que o avião, que havia dado voltas por três horas sobre os céus da [fazenda] Nápoles com as cabareteiras, aterrissasse de novo".