publicidade
 
publicidade
 
publicidade
 
comentários
Bernabe neto em:
Homem é morto pelo próprio sobrinho na zona rural de Aracatu; autor foi preso
 
 
José Silveira da Rocha em:
Governo do Estado publica edital de licitação para implantação do Sistema de Abastecimento de Água de Piabanha em Aracatu
 
 
Aliane Aguiar em:
Homem é preso com 9 kg de maconha em Guanambi, no Bairro Beija Flor II
 
 
Leandro Vieira de Andrade santos em:
GUANAMBI: CÂMARA APROVA CRIAÇÃO DE GUARDA CIVIL ARMADA
 
 
 
curta nossa fanpage
Resultado da busca pela categoria "mundo":
 
21.04.2017 - MUNDO
 
Por que sedativo prestes a vencer faz Estado americano correr para executar presos
 
Por que sedativo prestes a vencer faz Estado americano correr para executar presos
Os presos Bruce Ward, Don Davis, Ledell Lee, Stacy Johnson, Jack Jones, Marcel Williams, Kenneth Williams e Jason Mcgehee (da esquerda para a direita) (Foto: Arkansas Department of Corrections/ via RE
 

O Estado do Arkansas, nos EUA, realizou na quinta-feira, 20, sua primeira execução em 12 anos.

O cumprimento da sentença de morte de Ledell Lee, condenado por assassinato, faz parte dos esforços das autoridades locais executar oito presos em um período de 11 dias.

O plano se deve ao fato de que o estoque de uma das três substâncias utilizadas nas injeções letais, o sedativo midazolam, vence no próximo dia 30 - é muito difícil adquirir o produto por causa da recusa da indústria farmacêutica em fornecê-lo para esse fim.

A medida do Estado provocou polêmica e foi parar nos tribunais - as três primeiras execuções acabaram canceladas devido a decisões judiciais.

A morte de Lee aconteceu após a Suprema Corte dos EUA rejeitar, por 5 a 4, um recurso dos presos argumentando que o Arkansas estava acelerando injustamente os processos, o que seria uma "punição cruel e atípica".

As batalhas judiciais se estenderam até poucas horas depois de Lee ter recusado sua última refeição - no lugar, ele pediu para receber a comunhão.

Quase no último momento, o obstáculo legal foi removido e Lee foi executado. Ele foi declarado morto às 23h56 (horário local), quatro minutos antes do mandado que determinava sua morte expirar.

 
     
     
 
19.04.2017 - MUNDO
 
Papa manda carta a Temer e recusa visita ao Brasil
 
Papa manda carta a Temer e recusa visita ao Brasil
 

Em uma carta na qual recusa um convite para visitar o Brasil, o papa Francisco cobrou o presidente Michel Temer para evitar medidas que agravem a situação da população carente no país.

 

 
     
     
 
19.04.2017 - MUNDO
 
Ônibus cai em penhasco na Índia e deixa pelo menos 41 pessoas mortas
 
Ônibus cai em penhasco na Índia e deixa pelo menos 41 pessoas mortas
Foto: Reprodução / Twitter PravinrajLR
 

Pelo menos 41 pessoas ficaram mortas em um acidente envolvendo um ônibus na Índia, nesta quarta-feira (19). O veículo caiu em um penhasco, no estado de HUmachal Pradesh, entre os distritos de Sirmaur e Shimla. De acordo com a Agência Brasil, citando a Agência EFE, a polícia não sabe precisar ainda o número de feridos. 

 
     
     
 
17.04.2017 - MUNDO
 
Sobe para 126 o número de mortos em atentado na Síria; quase 70 são crianças
 
Sobe para 126 o número de mortos em atentado na Síria; quase 70 são crianças
Foto: Reprodução / iG
 

Pelo menos 68 crianças morreram com o ataque contra um comboio de evacuados em Al Rashidin, na região oeste de Aleppo, na Síria. Assim, o atentado desse sábado (15) matou um total de 126 pessoas, sendo 109 delas moradores de Al Fu'ah e Kafarya, dois povoados de maioria xiita da província de Idlib, e voluntários do Crescente Vermelho Sírio, que estavam ali para facilitar o processo de evacuação. O observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH) também detalhou que dentre as vítimas, 13 eram mulheres enquanto os demais eram homens armados. Há ainda dezenas de feridos e desaparecidos, o que deve aumentar o número de mortos. O atentado ocorreu no momento em que os ônibus com evacuados de Al Fu'ah e Kafarya esperavam na passagem de Al Rashidin para cruzar as áreas controladas pelas autoridades do regime em Aleppo. Até o momento, nenhuma organização terrorista reivindicou o ataque.

 
     
     
 
27.03.2017 - MUNDO
 
Mais de 100 países iniciam negociações sobre proibição de armas nucleares
 
Mais de 100 países iniciam negociações sobre proibição de armas nucleares
Foto: Reprodução / Mitra Diocese de Lorena
 

Em feito inédito, mais de 100 países iniciaram, nesta segunda-feira (27), negociações sobre um tratado que proíbe armas nucleares. Eles acreditam que, com isso, será possível reduzir o risco de uma guerra atômica, apesar da objeção das grandes potências. O lançamento destas negociações foi decidido em outubro do ano passado com o apoio de 123 países membros das Nações Unidas. No entanto, de acordo com informações da AFP, a maioria das potências nucleares votou contra, a exemplo de Estados Unidos, França, Israel, Reino Unido e Rússia, ou se absteve, como China, Índia e Paquistão. Único país a sofrer um ataque nuclear, em 1945, o Japão também votou contra as negociações. Entre as nações que defendem a iniciativa estão Áustria, Irlanda, México, África do Sul, Suécia e Brasil. De acordo com a publicação, a previsão é de que a primeira fase dessas negociações seja concluída no dia 7 de julho.

 
     
     
 
21.03.2017 - MUNDO
 
Coreia do Sul mantém importação de carne após garantias do Ministério da Agricultura
 
Coreia do Sul mantém importação de carne após garantias do Ministério da Agricultura
O país importa carne de frango brasileira da BRF | Foto: Divulgação
 

Cerca de 24 horas depois de anunciar a suspensão temporária da importação de produtos da BRF, a Coreia do Sul voltou atrás. Após obter uma confirmação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) de que ele nunca adquiriu produto estragado brasileiro, o país sul-coreano decidiu, nesta terça-feira (21), manter a compra. No entanto, a Coreia do Sul vai intensificar a fiscalização do produto, como já havia anunciado. A medida ocorre após a deflagração da Operação Carne Fraca, que denunciou um esquema composto por agentes públicos e empresários que operavam para "maquiar" os produtos, a fim de burlar a fiscalização e dar continuidade às vendas, alterando taxas e datas de validade. Com isso, China, Chile e União Europeia também anunciaram restrições à carne brasileira. Diante desse quadro, o Mapa suspendeu a licença de exportação de 21 frigoríficos que estão sob investigação. Segundo informações da Folha de S. Paulo, essas unidades estão sob um "regime de fiscalização" do governo. "Não posso simplesmente acabar com nosso sistema produtivo por uma suspeição", declarou o ministro do setor, Blairo Maggi, acrescentando que as unidades não estão na lista da Polícia Federal (PF) por adulteração de produtos. "São problemas de relacionamento de fiscais com donos de frigoríficos. Não dá para dizer que a suspeição é sobre a qualidade de produtos", ponderou. Para reverter a situação, técnicos do ministério pretendiam se reunir com chineses na noite dessa segunda (20), por teleconferência. Isso porque a China decidiu reter toda a carne do Brasil em seus portos, independentemente da fábrica de origem. Sob alegação de que não compreendeu a decisão do Chile, que também anunciou a suspensão temporária de todo tipo de carne brasileira, o governo brasileiro pretende conversar com autoridades chilenas. De acordo com a publicação, Maggi chegou a fazer ameaças ao país sul-americano ao mencionar ter autorização do presidente Michel Temer (PMDB) para retaliar o Chile em relação à importação de peixes e frutas, por exemplo. Já quanto à União Europeia, Maggi afirmou que "não há retaliação por parte dos europeus, só preocupação". Esse temor mencionado tem motivo: segundo o ministro, o mercado de exportação de carne gera em torno de US$ 15 bilhões por ano ao Brasil.

 
     
     
 
14.03.2017 - MUNDO
 
Trump deu à CIA poder para lançar ataques com drones, dizem fontes
 
Trump deu à CIA poder para lançar ataques com drones, dizem fontes
Foto: Divulgação / Twitter
 

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, deu à CIA nova autoridade para conduzir ataques contra suspeitos de terrorismo, afirmaram funcionários do governo do país. Agora, a agência poderá também lançar ataques com drones, aeronaves não tripuladas. No governo de Barack Obama, a CIA usava os drones para coletar informações e então os militares realizavam eventuais ataques. A CIA não tem obrigação de divulgar o número de suspeitos ou civis que mata em ataques aéreos, enquanto o Pentágono precisa tornar públicos seus ataques aéreos. A CIA já usou essa nova autoridade no fim de fevereiro para matar um graduado líder da Al-Qaeda na Síria, Abu al-Khayr al-Masri, disseram funcionários americanos. Questionados, porta-vozes do Pentágono e da CIA não quiseram comentar o assunto. Fonte: Dow Jones Newswires.

 
     
     
 
10.03.2017 - MUNDO
 
Presidente da Coreia do Sul é afastada em definitivo do cargo
 
Presidente da Coreia do Sul é afastada em definitivo do cargo
Foto: Katehon
 

Em uma decisão unânime, o Tribunal Constitucional da Coreia do Sul votou pelo afastamento definitivo da presidente do país, Park Geun-hye, que não exercia o cargo desde dezembro, quando a Assembleia Nacional votou a favor de seu impeachment. O afastamento de Park ocorreu após a divulgação de que a presidente teria compartilhado decisões do governo sul-coreano a uma amiga, além de ter encobertado subornos de grandes conglomerados do país, como a Samsung. A saída da presidente marca o primeiro processo de impeachment do país desde o fim dos anos 1980, quando a democracia substituiu a ditadura na Coreia do Sul. Com a decisão, o primeiro-ministro Hwang Kyo-ahn, que acumulou o cargo de presidente interino desde a saída de Park, continuará atuando na função. O Tribunal também determinou que novas eleições presidenciais ocorram nos próximos dois meses. 

 
     
     
 
06.03.2017 - MUNDO
 
Em protesto às ações da Coreia do Sul com os EUA, Coreia do Norte lança projétil no mar
 
Em protesto às ações da Coreia do Sul com os EUA, Coreia do Norte lança projétil no mar
Foto: Reprodução / O Povo
 

A Coreia do Norte lançou um projétil não identificado no mar em sua costa leste, em um aparente protesto contra os exercícios militares conjuntos em andamento entre a Coreia do Sul e os Estados Unidos, informou a agência de notícias Yonhap, da Coreia do Sul. O projétil foi lançado de uma área perto de uma base de mísseis às 7h36 da manhã (hora local) de segunda-feira (6) e voou pelo país antes de cair nas águas de sua costa leste,segundo os Chefes de Estado Mario de Seul, em mensagem de texto. O projétil pode ser um míssil balístico intercontinental capaz de atingir os Estados Unidos, segundo uma autoridade do ministério de Defesa da Coreia do Sul.

 
     
     
 
06.03.2017 - MUNDO
 
FBI pede que Depto. de Justiça rejeite acusação de Trump contra Obama, diz NYT
 
FBI pede que Depto. de Justiça rejeite acusação de Trump contra Obama, diz NYT
 

O diretor do FBI, James Comey, pediu ao Departamento de Justiça dos Estados Unidos neste final de semana para rejeitar publicamente a acusação feita pelo presidente do país, Donald Trump, de que o ex-líder norte-americano, Barack Obama, teria ordenado seu grampo telefônico durante a campanha eleitoral, de acordo com informações do jornal New York Times. Segundo a publicação, Comey teria argumentado que a alegação é falsa e "deve ser corrigida", afirmaram autoridades do governo ao jornal. Até o momento, o Departamento de Justiça não divulgou nenhum comunicado. O diretor do FBI teria realizado o pedido no sábado, após Trump ter feito as alegações contra Obama em seu Twitter. Segundo o jornal, Comey acredita que a acusação insinuaria que o FBI teria descumprido leis. O pedido de Comey representa uma confrontação histórica entre o presidente dos EUA e o líder do FBI, que estaria questionando a veracidade das alegações de Trump. 

 
     
     
 
21.02.2017 - MUNDO
 
Queda de avião em shopping deixa 5 mortos na Austrália
 
Queda de avião em shopping deixa 5 mortos na Austrália
 

  Cinco pessoas morreram nesta terça-feira (21) na Austrália depois que o pequeno avião em que viajavam caiu ao lado de um shopping de Melbourne, perto do Aeroporto de Essendon, provocando um incêndio, segundo as autoridades.

A polícia afirmou que o piloto era de nacionalidade australiana e que os quatro passageiros, todos homens, eram americanos.

Antes, o chefe do governo do estado australiano de Victoria, Daniel Adnrews, evitou precisar o número de vítimas no acidente que teria sido provocado por uma falha no motor.

O pequeno avião Beechcraft, que se dirigia à ilha King, na Tasmânia, caiu pouco após decolar às 9h (horário local, 19h de segunda-feira em Brasília) do aeroporto de Essendon, o segundo em importância de Melbourne.

"O piloto e os passageiros, que ainda não foram formalmente identificados, morreram no local", disse em comunicado a polícia do estado de Victoria.

A aeronave emitiu um alerta quando decolava, segundo declaração do superintendente da polícia de Victoria, Mick Frewen, explicando que aparentemente se tratou de "uma falha catastrófica do motor".

Várias unidades de bombeiros foram deslocadas para o local do acidente para tentar controlar as chamas provocadas quando avião se chocou na parte traseira de dois estabelecimentos comerciais.

A polícia afirmou que nenhuma pessoa do centro comercial ficou ferida, no entanto, diversas testemunhas, em estado de choque, tiveram que ser atendidas.

Uma testemunha do acidente que se identificou somente como Jason disse à "ABC" que viu o acidente de um táxi.

"Vi que voava muito baixo e rápido. Passou por trás do muro e não pude ver o choque, mas, quando se chocou com o edifício, surgiu uma imensa bola de fogo. Depois o que parecia a roda do avião rebateu na estrada e bateu na parte dianteira do táxi enquanto estávamos em movimento", comentou a testemunha à emissora.(G1)



Queda de avião em shopping deixa 5 mortos na Austrália
Destroços da aeronave (Foto: Reprodução / Canal 9 / via AP Photo)
 
     
     
 
14.02.2017 - MUNDO
 
Assessor de Segurança Nacional dos EUA renuncia após conversas com a Rússia
 
Assessor de Segurança Nacional dos EUA renuncia após conversas com a Rússia
Foto: Reprodução / Al Jazeera
 

Após virem à tona conversas com a sede do governo russo, Michael Flynn, assessor de Segurança Nacional do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, renunciou ao cargo. "Infelizmente, pelo ritmo dos acontecimentos, informei inadvertidamente e de forma incompleta ao vice-presidente [Mike Pence] e a outros sobre minhas ligações com o embaixador russo [em Washington, Sergey Kislyak]", afirmou Flynn, em sua carta de renúncia. As conversas ocorreram antes da posse de Trump, que foi realizada no dia 20 de janeiro e foram interceptadas pelo FBI. Flynn tratou sobre as sanções impostas pelo ex-presidente Barack Obama contra o Kremlin pela suposta ingerência da Rússia nas eleições dos Estados Unidos, em novembro passado. Flynn mentiu para o vice-presidente e a outras autoridades sobre o conteúdo das ligações: ele disse que não tinha falado com Kislyak sobre as sanções e acabou fazendo Pence negar à imprensa que o contato foi feito. Na carta de renúncia, Flynn defendeu que as conversas "são uma prática comum em qualquer transição de tal magnitude", e que o objetivo era "facilitar uma transição suave e começar a construir uma relação necessária entre o presidente, seus assessores e líderes estrangeiros". Mesmo antes da sua nomeação, o assessor esteve envolto em polêmica, já que, durante a campanha eleitoral, ele divulgou notícias falsas publicadas em portais de extrema direita sobre supostos crimes cometidos pela concorrente de Trump, Hillary Clinton.

 
     
     
 
27.01.2017 - MUNDO
 
Putin e Trump podem conversar por telefone neste sábado, diz Kremlin
 
Putin e Trump podem conversar por telefone neste sábado, diz Kremlin
Fotos: Divulgação
 

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, poderá conversar por telefone com o presidente dos EUA, Donald Trump, neste sábado (28), segundo o Kremlin, no que seria o primeiro diálogo entre os dois líderes desde que Trump tomou posse, há uma semana. O anúncio foi feito pelo porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, de acordo com agências de notícias russas. Os presidentes tiveram uma conversa telefônica logo após a vitória de Trump na eleição presidencial dos EUA, em novembro. Na ocasião, eles prometeram trabalhar juntos em busca de soluções para questões como a do terrorismo internacional e extremismo. Na semana passada, Peskov declarou que um encontro entre Putin e Trump "não acontecerá nas próximas semanas", mas disse esperar que uma reunião ocorra "nos próximos meses". Nesta sexta-feira, Trump tem encontro previsto com a primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May. Fonte: Dow Jones Newswires.

 
     
     
 
25.01.2017 - MUNDO
 
Trump vai ordenar a construção do muro na fronteira com o México
 
Trump vai ordenar a construção do muro na fronteira com o México
Foto: Divulgação / Twitter
 

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ordenará nesta quarta-feira (25) a construção do muro na fronteira com o México, que chegou a ser anunciado durante a campanha eleitoral. Nesta terça, ele já sinalizou a medida em seu perfil oficial no Twitter: “Grande dia para a segurança nacional amanhã. Entre muitas outras coisas, vamos construir o muro”, publicou. Segundo informações do jornal americano The New York Times, além da delimitação da fronteira, ele pretende também fazer um corte drástico na quantidade de imigrantes que podem se reinstalar no país e bloquear sírios e cidadãos de outros países “propensos ao terrorismo”, ao menos temporariamente. Pessoas que tiveram acesso às ordens relatam ainda outras iniciativas como a manutenção da prisão na Baía de Guantánamo, o decreto da Irmandade Muçulmana como uma organização terrorista, e prosseguir com as prisões secretas. De acordo com a minuta do documento, as políticas de detenção incluem um dispositivo que determina que “nenhuma pessoa sob custódia nos Estados Unidos deve, em nenhum momento, ser sujeita a tortura ou tratamento e punição cruel, desumana ou degradante, como previsto nas leis americanas e internacionais”. Apesar disso, a ordem dispõe sobre a revisão de reinstalar o programa de interrogatório de terroristas estrangeiros perigosos e se o programa poderia incluir o uso das instalações da CIA. 

 
     
     
 
23.01.2017 - MUNDO
 
Primeiro dia de Trump tem reuniões com Congresso, empresários e sindicatos
 
Primeiro dia de Trump tem reuniões com Congresso, empresários e sindicatos
 

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, tem uma agenda recheada de reuniões nesta segunda-feira (23), seu primeiro dia na Casa Branca. O republicano toma café da manhã com líderes empresariais na primeira parte do dia, depois se reúne com líderes sindicais e trabalhadores durante a tarde. À noite, ele recebe congressistas para discutir as mudanças no serviço de saúde pública norte-americano, entre eles o presidente da Câmara, Paul Ryan. Os encontros sugerem que o novo presidente quer se manter aberto a sugestões e acontecem após um final de semana tumultuado, em que ele foi alvo de protestos massivos em Washington e outras cidades do país e voltou a criticar a imprensa por relatar corretamente o número de presentes em sua cerimônia de posse. Trump também conversou com primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu e combinou uma visita à Casa Branca no início de fevereiro. O premiê israelense afirmou que deseja forjar uma "visão comum" com o republicano, que pode incluir o apoio a novos assentamentos e uma política mais dur contra o Irã. A Casa Branca também anunciou encontros para os próximos dias com os primeiros-ministros do Reino Unido e Canadá, Theresa May e Justin Trudeau, bem como o presidente do México, Enrique Pena Nieto. Um dos objetivos declarados do novo governo é iniciar a renegociação do Tratado de Livre Comércio da América do Norte (Nafta, na sigla em inglês), bem como discutir assuntos como imigração e segurança na fronteira. Reince Priebus, chefe da gabinete da Casa Branca, afirmou no domingo à Fox News Sunday que o presidente vai gastar sua primeira semana no governo desfazendo parte das medidas implementadas por seu predecessor, Barack Obama, bem como assinar decretos presidenciais sobre imigração e comércio. Alguns deles podem acontecer já nesta semana.

 
     
     
 
eventos
08.09.2017
Desfile de 7 de Setembro em Brumado 2017
 
29.08.2017
Cavalgada de Barra da Estiva - A Top da Chapada
 
 
publicidade
 
publicidade
 
Entre Gospel Destaque Bahia © 2017 - Todos os direitos reservados. Hospedagem e Desenvolvimento: HD Soluções