publicidade
 
publicidade
 
publicidade
 
comentários
ELISEU AURELIANO DA ROCHA em:
Um morre e outro fica gravemente ferido durante briga no município de Tanhaçu
 
 
Iana Lopes em:
Açougueiro vítima de acidente quando bandido empreendia fuga em Brumado, morre no hospital
 
 
Bernabe neto em:
Homem é morto pelo próprio sobrinho na zona rural de Aracatu; autor foi preso
 
 
José Silveira da Rocha em:
Governo do Estado publica edital de licitação para implantação do Sistema de Abastecimento de Água de Piabanha em Aracatu
 
 
 
curta nossa fanpage
Resultado da busca pela categoria "politica":
 
17.11.2017 - POLÍTICA
 
Preso há um ano, Cabral pode pegar pena de até três séculos em ações ajuizadas
 
Preso há um ano, Cabral pode pegar pena de até três séculos em ações ajuizadas
Foto: Pedro França / MinC
 

Doze meses na detenção, 72 anos de prisão em três sentenças e a possibilidade de, no mínimo, condenações a três séculos de cadeia em 13 denúncias já ajuizadas. Assim o ex-governador do Rio Sérgio Cabral (PMDB) completa nesta sexta-feira (17) seu primeiro ano preso, enquanto se defende de acusações de crimes por corrupção, lavagem de dinheiro, pertencimento a organização criminosa e evasão de divisas. Ultimamente, sua defesa tem se concentrado em apresentá-lo como vítima de um juiz "parcial" (o titular da 7ª Vara Federal Criminal do Rio, Marcelo Bretas) e de "histeria coletiva" em torno de seu nome. Bretas não quis comentar as acusações. O peemedebista conquistou, em sua reeleição, em 2010, a maior votação já recebida por um candidato ao governo do Estado em primeiro turno - 66% dos votos válidos).

 
     
     
 
09.11.2017 - POLÍTICA
 
Temer participa da café de manhã agendado por Maia para tratar de Previdência
 
Temer participa da café de manhã agendado por Maia para tratar de Previdência
 

Com o objetivo de defender a necessidade de aprovar, ainda neste ano, a reforma da Previdência, mesmo que com propostas mais modestas do que as pretendidas anteriormente pelo governo, o presidente Michel Temer confirmou presença no café da manhã desta quinta-feira (8) agendado pelo presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), com os líderes dos partidos da base aliada, para discutir as mudanças que podem ser fruto de consenso. Temer decidiu incluir a aprovação da reforma na nova agenda positiva que pretende lançar nesta quinta-feira, com o programa Avançar. A ideia do governo é focar principalmente em dois pontos da reforma: idade mínima e equiparação do valor máximo de aposentadoria de servidores públicos com os dos trabalhadores da iniciativa privada. Só que, para conseguir a aprovação da reforma, Temer terá de enfrentar mais uma investida da base aliada, principalmente do Centrão, que quer ampliar seu espaço na Esplanada dos Ministérios, depois de ajudar a barrar, na Câmara, a segunda denúncia contra o presidente. 

 
     
     
 
01.11.2017 - POLÍTICA
 
Projeto de Zé Raimundo que define critérios para nomes de ruas e escolas é aprovado na CCJ
 
 Projeto de Zé Raimundo que define critérios para nomes de ruas e escolas é aprovado na CCJ
 

A Comissão de Constituição de Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa da Bahia aprovou hoje (31),por unanimidade, o projeto de lei  de autoria do deputado Zé Raimundo para normatizar a denominação de ruas, escolas, prédios e bens públicos na Bahia. Ele propõe critérios para essa prática de homenagear fatos históricos, personalidades e os bens culturais e naturais.

Na sessão que aprovou o PL 20.650/2013, o autor lembrou que teve o maior cuidado de examinar e estudar a matéria, tendo enviado cópias para os colegas que quisessem tirar dúvidas. O projeto de Zé Raimundo, que é professor e doutor em História, é recheado de dados pesquisados, reveladores das distorções, excessos e ilegalidades, que segundo ele ferem a legislação federal (Lei nº. 6.454/77). Revela, por exemplo, que entre as 10 maiores cidades baianas, ruas e avenidas levam nomes de pessoas vivas, como do ex-governador Paulo Souto.

De acordo com a justificativa do deputado para o PL, dar nome de pessoa viva a um patrimônio público atenta contra a administração pública e pratica a propaganda ostensiva e permanente. “A utilização de nomes de pessoas vivas nos bens pertencentes ao patrimônio público, móveis ou imóveis, tem sido uma preocupação das autoridades que zelam pelo que é de todos, certamente para impedir a privatização do patrimônio público, ou com outras palavras, a sua patrimonialização”, argumenta.

 Zé Raimundo defende a preservação da memória coletiva nos bens públicos, mas estabelece no seu projeto critérios mais objetivos para essa prática, como o que atribui a cada um dos poderes a definição de suas homenagens. Ou seja, móveis e imóveis do Poder Judiciário serão denominados por lei de iniciativa do Tribunal de Justiça, e a mesma regra será aplicada nos poderes executivo e legislativo. O projeto também exige justificativa a respeito do nome indicado, com a biografia e a relação das obras e ações do homenageado, especialmente com a correlação entre a sua trajetória e a denominação a ser atribuída.

 
     
     
 
publicidade
 
01.11.2017 - POLÍTICA
 
Paraná Pesquisas: 87,4% dos eleitores não se sentem representados por Temer
 
Paraná Pesquisas: 87,4% dos eleitores não se sentem representados por Temer
 

O presidente Michel Temer é rejeitado em seu cargo por 87,4% dos eleitores, que disseram não se sentir representados pelo peemedebista, segundo levantamento do instituto Paraná Pesquisas divulgado nesta quarta-feira (1º). O sentimento é semelhante entre mulheres e homens (87,2% e 87,5% respectivamente), mas aumenta na faixa etária entre 16 e 24 anos (90,3%), reduzindo ligeiramente entre os eleitores de 60 anos ou mais (82,3%). Apenas 9,2% dos entrevistados disseram se sentir representados pelo presidente, enquanto 3,5% não souberam ou não opinaram. A percepção de não se sentir representado é um pouco maior entre os eleitores que têm até o Ensino Fundamental (87,3%) e reduz brevemente entre os entrevistados que têm Ensino Superior (85,9%). Os votantes das regiões Norte e Centro-Oeste são os que se sentem menos representadas (89,1%), índice quase igual a do Nordeste (89%). No Sudeste, a rejeição é de 86,9%, e no Sul há a menor taxa (84,5%). Foram entrevistados 2.718 pessoas em 168 municípios, em 26 estados e no Distrito Federal, entre os dias 23 e 26 de outubro. A margem de erro para resultados gerais é de 2%, com grau de confiança de 95%, variando nos resultados por região: 3% no Sudeste, onde foram realizadas 1.169 entrevistas; 3,5% no Nordeste (734 entrevistas); 5% no Norte e Centro –Oeste (408); 5% no Sul (407). 

 
     
     
 
27.10.2017 - POLÍTICA
 
Temer: 'Não há como tratar bandidos com rosas na mão'
 
Temer: 'Não há como tratar bandidos com rosas na mão'
 

No momento em que as Forças Armadas atuam no Rio de Janeiro em combate ao crime organizado, o presidente Michel Temer sancionou o projeto de lei que torna crime hediondo o porte ilegal de arma de fogo de uso restrito do Exército, da Marinha e da Aeronáutica.

 
     
     
 
publicidade
 
25.10.2017 - POLÍTICA
 
'Ninguém vai sair de paletó limpinho' da eleição, diz Ciro
 
'Ninguém vai sair de paletó limpinho' da eleição, diz Ciro
 

O ex-ministro Ciro Gomes, pré-candidato a presidente pelo PDT, disse nesta terça-feira, 24, que nenhum candidato sairá “limpinho” da campanha presidencial do ano que vem. Segundo ele, “um conjunto de micos” vai atingir “violentamente” todos os nomes que se colocarem na disputa.

“É evidente que nessa campanha ningém sai com o paletó limpinho”, disse Ciro antes de participar da abertura do congresso estadual da Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB).

 
     
     
 
24.10.2017 - POLÍTICA
 
Sequência do filme da Lava Jato tem Cabral, Geddel, Nuzman e gravação de Joesley
 
Sequência do filme da Lava Jato tem Cabral, Geddel, Nuzman e gravação de Joesley
Foto: Reprodução / TV Globo
 

Os produtores do filme “Polícia Federal - A lei é para Todos” já começaram a seleção dos atores para a sequência do longa-metragem. Segundo informações da coluna de Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo, o roteiro da continuação deve retratar as prisões do ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, do ex-deputado federal Eduardo Cunha, do ex-ministro Geddel Vieira Lima, todos peemedebistas, e do ex-presidente do Comitê Olímpico do Brasil, Carlos Arthur Nuzman. Além de retratar as prisões, também devem aparecer representações da conversa na qual o empresário da JBS, Joesley Batista, gravou o presidente Michel Temer, e o caso do ex-deputado Rodrigo Rocha Loures, que foi flagrado por uma operação da Polícia Federal recebendo de um executivo da J&F uma mala com R$ 500 mil.(Bahia Notícias)

 
     
     
 
23.10.2017 - POLÍTICA
 
Datafolha: Lula reduz margem com evangélicos; Marina e Bolsonaro crescem
 
Datafolha: Lula reduz margem com evangélicos; Marina e Bolsonaro crescem
Foto: Montagem BN
 

A influência do eleitorado evangélico pode reduzir a margem de conforto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na corrida presidencial e ampliar a vantagem do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC) e de Marina Silva (Rede), de acordo com pesquisa do instituto Datafolha realizada no final de setembro. Ele obtém ao menos 35% das intenções de voto no panorama geral dos cenários, mas vai a 29% em uma simulação só com evangélicos em sondagem estimulada (quando são exibidos cartões com nomes de candidatos. 

 
     
     
 
18.10.2017 - POLÍTICA
 
EM BUSCA DE CANDIDATOS 2018, PPS fala com huck
 
EM BUSCA DE CANDIDATOS 2018, PPS fala com huck
 

O PPS negocia uma parceria com o movimento Agora!, uma "start-up" política que pretende formar lideranças públicas e lançar candidatos à Câmara no ano que vem. Segundo a reportagem apurou, o partido avalia que tem estrutura pronta para oferecer a nomes do Agora!. As conversas começaram em setembro e estão avançadas.

 
     
     
 
17.10.2017 - POLÍTICA
 
Silêncio de Geddel e Lúcio deveria preceder um esporro, aguardado ansiosamente
 
Silêncio de Geddel e Lúcio deveria preceder um esporro, aguardado ansiosamente
Foto: Montagem/ Bahia Notícias
 

Diferente da truculência habitual no trato que Geddel Vieira Lima tinha com a imprensa quando o assunto não lhe era agradável, o deputado federal Lúcio Vieira Lima era mais bonachão. Fazia piada até quando era alvo de perguntas incisivas e, normalmente, se saía bem de embaraços causados pelo entrevistador. Era uma boa estratégia, visto que a pedagogia do constrangimento impele aquele que pergunta a ficar calado. Entre os irmãos Vieira Lima que ocuparam cargos públicos, Lúcio é bem mais simpático se comparado a Geddel. As próprias publicações em redes sociais mostram que o mais jovem da dupla ria de si mesmo com mais frequência. Desde o medo de avião até o cãozinho da filha, que ganhou perfil no Instagram, numa tentativa de formar um dog influencer, Lúcio era bem falante e tinha resposta para tudo – ou quase tudo. Era assim até bem pouco tempo. Já após a primeira prisão de Geddel, no começo de julho, o então presidente da Comissão Especial da Reforma Política submergiu um pouco e deixou de ser tão falastrão. Apareceu pontualmente e, aliado a uma licença médica, conseguiu passar pouco percebido até meses depois do primeiro baque da detenção do irmão. O bunker com R$ 51 milhões transportou Lúcio direto para o furacão em que o ex-ministro se envolveu – e que o colocou na cadeia, juntamente com um antigo aliado, o ex-diretor da Defesa Civil de Salvador, Gustavo Ferraz. Foi para Lúcio que o apartamento na Graça foi emprestado e nele a Polícia Federal fez a maior apreensão em dinheiro vivo da sua história. No imóvel, além da fatura de uma empregada dele, a PF localizou também traços de impressões digitais do deputado. Sim, era esperado que Lúcio estivesse presente naquela cena dantesca. Porém o foro privilegiado, garantido pelo cargo na Câmara dos Deputados, fez com que ele fosse “preservado” do escândalo das malas de dinheiro em um primeiro momento. Nesta segunda-feira (16), todavia, acabou a serenidade contra Lúcio. O parlamentar passou a ser investigado a partir do cumprimento de mandados de busca e apreensão em sua residência e também no gabinete em Brasília (DF). Para quem falava sobre muita coisa, o silêncio se torna perturbador. É quase o silêncio que precede o esporro. E, caso resolvam falar, Geddel e Lúcio podem abalar a cena política brasileira tanto quanto outros interlocutores que, mal ou bem, sabem demais. Saudades dos Vieira Lima que discorriam sobre tudo. O caminho trilhado pelo PMDB praticamente se confunde com a história dos governos recentes do Brasil pós-ditadura. E é por isso que o silêncio deles é tão inconveniente para quem espera ouvir sobre os bastidores da política. Este trecho é parte do comentário desta terça-feira (17) para a RBN Digital, veiculado às 7h e às 12h30, e para as rádios Irecê Líder FM e Clube FM.

 
     
     
 
16.10.2017 - POLÍTICA
 
PF faz buscas em gabinete de irmão de Geddel na Câmara
 
PF faz buscas em gabinete de irmão de Geddel na Câmara
 

A Polícia Federal cumpre, na manhã desta segunda-feira, um mandado de busca e apreensão no gabinete do deputado federal Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA), na Câmara dos Deputados. Lúcio é irmão do ex-deputado e ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB) e é investigado de ter ligação com os 51 milhões de reais encontrados em um apartamento ligado aos irmãos em Salvador (BA).

 
     
     
 
13.10.2017 - POLÍTICA
 
Após afastar delegado, polícia suspende depoimento do filho de Lula sobre operação
 
Após afastar delegado, polícia suspende depoimento do filho de Lula sobre operação
 

A Polícia Civil de São Paulo decidiu suspender, por tempo indeterminado, o depoimento de Marcos Cláudio Lula da Silva. O filho do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi intimado a comparecer a uma delegacia para falar sobre a operação de busca e apreensão feita na casa dele, na última terça (10). Além disso, segundo informações da coluna de Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, a Justiça devolveu a Marcos todos os aparelhos apreendidos, como notebooks, CDs, DVDs e disquetes. De acordo com a polícia, a operação foi deflagrada depois que uma denúncia anônima, feita por telefone, apontou que havia armas e drogas no local. No entanto, nada foi encontrado. O delegado responsável pela operação foi afastado do caso pela Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP-SP) para investigar a ocorrência 

 
     
     
 
11.10.2017 - POLÍTICA
 
Temer estaria com obstrução na artéria coronária; Planalto nega problemas
 
Temer estaria com obstrução na artéria coronária; Planalto nega problemas
Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil
 

O presidente Michel Temer está com uma obstrução parcial em uma artéria coronária e deverá ser passar por cateterismo nos próximos dias. Segundo informações da TV Globo, o peemedebista chegou a considerar fazer o procedimento na próxima sexta-feira (6), mas decidiu adiá-lo até que a votação da denúncia contra ele por organização criminosa e obstrução de Justiça pela Câmara dos Deputados seja realizada. A votação deve ocorrer até o final de outubro. Procurada, a assessoria da Presidência afirmou que Temer apresenta perfeita saúde e que “não foi constatado nem reportado ao presidente nenhum problema” em exames. O Planalto destacou ainda que, em caso de alguma informação diferente da oficial, o médico particular do presidente, Roberto Kalil Filho, seria a pessoa credenciada a falar sobre o assunto. Questionado sobre o problema, o cardiologista não quis se pronunciar. 

 
     
     
 
publicidade
 
10.10.2017 - POLÍTICA
 
Doleiro confirma que ocultava dinheiro para Cabral em cinco países
 
Doleiro confirma que ocultava dinheiro para Cabral em cinco países
Foto: Agência Brasil
 

O delator Renato Chebar, doleiro que revelou o esquema de ocultação, no exterior, de dinheiro de propina recebida pelo ex-governador do Rio Sergio Cabral (PMDB), confirmou, em depoimento ao juiz da 7ª Vara Federal Criminal, Marcelo Bretas, nesta segunda-feira, 9, que operava, com o irmão, Marcelo Chebar, contas num total de US$ 100 milhões, em bancos na Suíça, Andorra, Luxemburgo, Uruguai e Bahamas. Os irmãos Chebar já haviam prestado informações por meio de delação premiada.

 
     
     
 
09.10.2017 - POLÍTICA
 
Para Zé Raimundo a Bahia avança na contramão do retrocesso de Temer
 
Para Zé Raimundo a Bahia avança na contramão do retrocesso de Temer
 

O deputado estadual Zé Raimundo (PT), contrapôs o retrocesso social imposto pelo governo Temer, que entristece a nação, com as ações do governo Rui Costa na Bahia que são motivos de alegria para os baianos, segundo comparou ao repercutir no plenário da Assembleia Legislativa da Bahia a recuperação e construção de estradas, com ênfase na assinatura de contrato, feita pelo governador na manhã de hoje (09), sobre a duplicação da BR-415, no trecho de 18 quilômetros que separam Ilhéus de Itabuna. A intervenção vai oferecer mais conforto e mais segurança para os mais de 511 mil baianos que circulam pela BR-415 e também por Una, Canavieiras, Buerarema, Itacaré e Uruçuca.

 
     
     
 
eventos
08.09.2017
Desfile de 7 de Setembro em Brumado 2017
 
29.08.2017
Cavalgada de Barra da Estiva - A Top da Chapada
 
 
publicidade
 
publicidade
 
Entre Gospel Destaque Bahia © 2017 - Todos os direitos reservados. Hospedagem e Desenvolvimento: HD Soluções