BUSCA PELA CATEGORIA "POLÍTICA"

  • Candidatos ao governo confrontam propostas em debate

    Foto reprodução

    Participaram DEM, PRTB, PSB, PSOL e PT. Encontro foi realizado na noite desta terça-feira (30), em Salvador.

    Cinco dos seis candidatos ao governo da Bahia participaram, na noite desta terça-feira (30), do debate realizado pela TV Bahia, emissora afiliada da Rede Globo. Dividido em quatro blocos, o encontro foi mediado pelo jornalista William Waack. Esse foi o quarto e último debate transmitido por uma emissora de televisão antes da votação do próximo domingo (5). 

    Participaram do debate os candidatos com representação na Câmara dos Deputados: Lídice da Mata (PSB), Marcos Mendes (PSOL), Paulo Souto (DEM), Rogério Tadeu da Luz (PRTB) e Rui Costa (PT). Há ainda a candidata Renata Mallet (PSTU).

    No primeiro e terceiro bloco, os candidatos fizeram perguntas entre eles com tema livre. No segundo e quarto blocos, os postulantes voltaram a fazer questões entre eles, desta vez com temas predeterminados. Foram discutidas em todas as etapas temas como educação, saúde, segurança, infraestrutura, programas sociais, privatizações, serviços públicos, agronegócio e denúncias de corrupção.  



  • O candidato a deputado Zé Ribeiro apresenta suas propostas  aos vizinhos

    Fotos: Fabiano Neves / Destaquebahia.com.br

    Pode se dizer que o candidato a deputado estadual, Zé Ribeiro, apresentou as suas propostas aos vizinhos; primeiro por que a reunião foi no bairro onde reside (São Félix), e segundo, por que o local foi exatamente na rua onde mora.

            

    A reunião que aconteceu na noite desta segunda - feira (29), contou com a presença de centenas de pessoas, grande parte residentes no Bairro São Félix e adjacência. Na companhia do vereador José Carlos de Jonas, Catoze, Dr. Dante, do empresário Alípio e dos braços fortes da sua campanha – Marizete e Edmundo, Zé Ribeiro falou da sua trajetória política, bem como das suas propostas caso eleito for. Ao término, muitos quiseram abraçar e desejar boa sorte ao candidato, o qual retribui de igual modo.

             

    Algumas lideranças comunitárias também estiveram na reunião confirmando o apoio a Zé Ribeiro, o empresário Alípio e a sua esposa também prestigiaram a reunião promovida pelo vereador.
     

    CONTINUE LENDO


  • BRUMADO: Zé Ribeiro expõe suas propostas para a comunidade de Boi Morto e Ubiraçaba

    Foto divulgação

    Em companhia do Ex - vice-governador da Bahia, Edmundo Pereira, e da Ex deputada Marizete, o candidato a deputado estadual, Zé Ribeiro, esteve visitando as comunidade de Boi Morto e Ubiraçaba no último dia 25.
    O candidato expôs a sua proposta de governo e buscou o apoio das referidas comunidades, onde, a receptividade foi  bastante calorosa, tendo em vista a presença de Marizete e Edmundo que conquistou diversos benefícios quando em atuação para as localidades supracitadas e adjacências.
    Em reta final de campanha, os candidatos buscam com toda intensidade os apoios possíveis, tendo em vista que não são poucos os números de votos necessários para que se possa eleger.

     



  • Luciano Ribeiro se reuniu com lideranças comunitárias e militantes na Vila P. Vargas

    Luciano Ribeiro se reune com lideranças comunitárias na Vila Presidente Vargas. Foto: Fabiano Neves / Destaquebahia.com.br

    O candidato a deputado estadual, Luciano Ribeiro, se reuniu na noite de ontem, terça-feira (23), com lideranças comunitárias na Vila Presidente Vargas.
    Diversas pessoas compareceram a uma área de eventos local para ouvir as propostas do candidato, o qual demonstrou ter uma grande aceitação na referida comunidade e adjacência.

            

    Presentes também na reunião, estiveram os vereadores Welinton Lopes e Santinho.
    O presidente da Associação de Moradores do Campo Seco, ao fazer uso da palavra, disse da satisfação de poder apoiar um político honesto e referência para a Bahia, já que quando foi prefeito, mudou a história da sua cidade Caculé.
    A presidente da Associação da Vila Presidente Vargas, bem como demais membros da diretoria, falaram aos presentes a importância de apoiar Luciano Ribeiro, ao tempo em que entregaram ao candidato uma lista de benefícios que a Vila precisa com urgência, pedindo que, sendo eleito, o mesmo venha a atender aos anseios daqueles moradores.
    O candidato ao discursar, falou da sua trajetória política e apresentou a sua proposta de governo “Se perguntar agora, aqui, se alguém se lembra em quem votou na última eleição, poucos irão recordar, mas quero trabalhar para que o meu nome jamais seja esquecido, na vida de todos aqueles em mim depositar o seu voto, isso só se consegue fazer através de obras que marcam a vida das pessoas...” disse Luciano Ribeiro.

         



  • Sete de cada dez eleitores não têm voto para deputado, diz Datafolha

    Pesquisa Datafolha divulgada nesta sexta-feira (19) mostra que 72% do eleitorado brasileiro ainda não decidiu em quem votar para deputado federal e 69% ainda não escolheram seu deputado estadual.

    Ainda de acordo com a pesquisa, apenas 20% entre os mais jovens já escolheram em quem votar para deputado federal. A média é maior entre os com renda mensal familiar de 5 a 10 salários mínimos (36%) e acima de 10 salários (36%). Para deputado estadual, a média dos que escolheram seu candidato é maior entre os mais escolarizados (41%) e os mais ricos (45%). (Fonte: G1)



  • Em carreata, ao lado de Rui Costa e Otto Alencar, Zé Ribeiro recebeu o carisma da população brumadense

    Foto: Fabiano Neves / Destaquebahia.com.br

    Já no seu terceiro mandato de vereador, agora, Zé Ribeiro enfrenta um novo desafio: Conquistar um assento na Assembleia Legislativa do Estado da Bahia.
    Com uma conduta invejável e uma atuação firme no legislativo brumadense, além de mostrar fidelidade aos seus apadrinhados ( Marizete e Edmundo Pereira) que o apoia desde dos primeiro passos na vida política, Zé Ribeiro tem ganhado forças nesta reta final de campanha. Na última carreata que aconteceu em Brumado com a presença do candidato ao governo do estado – Rui Costa – e ao senado – Otto Alencar, foi percebido pela imprensa que há uma aceitação muito grande por parte dos munícipes brumadenses em relação a sua candidatura e, segundo se ouve nos bastidores da política local, é possível que ele [Zé Ribeiro] esteja preparando o terreno para as eleições municipais de 2016. O certo é; faltam menos de quinze dias, para que a população mostre realmente quem são os seus preferidos para governar a Bahia e o Brasil.



  • Candidato Zé Ribeiro intensifica campanha e se reúne com Waldenor Pereira na residência do casal Pereira Santos

    Na reta final os candidatos intensificam as suas campanhas, e procuram mostrar os seus projetos de governo ao maior numero de pessoas possíveis, na esperança de conseguir uma vaga no legislativo estadual e federal.
    O candidato a deputado estadual Zé Ribeiro, esteve na noite desta segunda-feira (15), na casa do casal Pereira Santos (Edmundo e Marizete) onde se reuniu com diversas lideranças políticas e comunitárias além de militantes do partido.

          


    Esteve presente também o candidato a deputado federal Waldenor, o qual tem o apoio incondicional tanto de Zé Ribeiro quanto do casal Pereira na cidade de Brumado.
    Diversas pessoas estiveram presentes, e puderam analisar as propostas de ambos os candidatos.

    Na reta final os candidatos intensificam as suas campanhas, e procuram mostrar os seus projetos de governo ao maior numero de pessoas possíveis, na esperança de conseguir uma vaga no legislativo estadual ou federal.
    O candidato a deputado estadual Zé Ribeiro, esteve na noite desta segunda-feira (15), na casa do casal Pereira (Edmundo e Marinete) onde se reuniu com diversas lideranças política e comunitárias além de militantes do partido.

          


    Esteve presente também o candidato a deputado estadual Valdenor, o qual tem o apoio incondicional tanto de Zé Ribeiro quanto do casal Pereira na cidade de Brumado.
    Diversas pessoas estiveram presente, e puderam analisar as propostas de ambos os candidatos.

    CONTINUE LENDO


  • 'Não vou agredir uma mulher', diz Marina sobre Dilma

    Marina Silva faz 'coração' para eleitores em Ceilândia, no DF (Foto: Lucas Salomão/G1)

    'Fique tranquila, presidente', disse, em declaração dirigida a Dilma Rousseff.
    Candidata do PSB participou de comício em Ceilândia, no Distrito Federal.
     

    A candidata do PSB à Presidência da República, Marina Silva, disse neste domingo (14) que não vai "agredir uma mulher" durante a campanha eleitoral. A declaração foi dada em um comício do partido em Ceilândia, região administrativa a 26 quilômetros de Brasília, no Distrito Federal. Marina esteve acompanhada do candidato a vice na chapa, Beto Albuquerque, e dos candidatos ao governo do DF, Rodrigo Rollemberg, e ao Senado, Antônio Reguffe.

    Durante discurso a militantes do PSB, Marina Silva se referiu às críticas que diz sofrer da presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT. Ao citar o nome de Dilma, Marina disse que ela pode ficar "tranquila" porque não irá "mentir a seu respeito".

    "Fique tranquila, presidente [Dilma]. A senhora não vai receber de mim o que a senhora está fazendo comigo. Eu não vou agredir uma mulher, não vou mentir a seu respeito. Eu vou lhe tratar com todo o respeito, mas isso não significa que vou deixar de dizer as verdades", afirmou a ex-senadora.

    Logo em seguida, Marina Silva voltou a criticar o fato de que foi a única entre os três principais candidatos a lançar um programa de governo. Segundo ela, Dilma e Aécio Neves querem ganhar as eleições "com um cheque em branco".

    "A verdade é que nós temos um plano de governo [...] Nós temos um programa e, infelizmente, nem ela nem o Aécio têm. Querem ganhar a Presidência com um cheque em branco. Não assinem cheque em branco", pediu Marina aos eleitores presentes no evento.

    Marina também disse que "eles [os adversários] sabem que estão mentindo" quando dizem que, caso ela seja eleita, acabará com programas sociais do governo federal, como o Bolsa Família e o Minha Casa, Minha Vida. Segundo ela, por ser de origem pobre e entender a realidade da população, os programas serão "mantidos e ampliados".



  • Lídice aponta tentativa de

    Lídice da Mata disse que há uma tentativa corrente de "demonização" contra a presidenciável Marina Silva. Foto: Fabiano Neves / Destaquebahia.com.br

    A senadora Lídice da Mata, candidata do PSB ao governo estadual, disse que há uma tentativa corrente de "demonização" contra a presidenciável Marina Silva. "Tenta-se torná-la uma pessoa que não tem história". Sobre a inclusão do nome do anterior presidenciável do PSB, Eduardo Campos, na lista de beneficiários em esquema de corrupção da Petrobras, Lídice afirmou: "Após o desastre do avião, buscou-se matar Eduardo uma segunda vez", diz a candidata.

    Segundo avalia, isto ocorre diante da real possibilidade de vitória da ex-ministra do Meio Ambiente, que substitui o ex-governador de Pernambuco na corrida eleitoral. Ela disse que a primeira tentativa de macular a imagem de Campos foi quando se questionou se os recursos para a aquisição do avião com o qual ocorreu o acidente não seriam provenientes de caixa dois. Quanto à lista revelada por Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Petrobras entre 2004 e 2012, Lídice disse que é também temerário divulgar informações vazadas e não confirmadas.

    A socialista afirmou isto na sabatina transmitida nesta segunda-feira, à noite, pela TV Aratu/SBT, no projeto Vota Bahia, que reúne ainda os grupos A TARDE e Metrópole, quando foi sabatinada pelos jornalistas Levi Vasconcelos, que foi também o mediador, Jeane Borges, Biaggio Talento e Patrícia França.

    Lídice da Mata disse que ainda pretende colar sua imagem mais fortemente à de Marina Silva, que aparece empatada tecnicamente com a presidente Dilma Roussef (PT), candidata à reeleição - segundo os principais  institutos de pesquisa, Marina venceria no segundo turno.

    Para Lídice, tenta-se minar a candidatura de Marina com questionamentos que não são realizados com os outros candidatos, como os referentes ao aborto, ao casamento entre pessoas do mesmo sexo e à liberação da maconha. A socialista defendeu que o programa do partido referente aos temas não são exclusivamente reflexo das opiniões de Marina Silva, mas do conjunto do partido e dos partidos coligados.

    Quanto ao casamento gay, Lídice disse ser favorável àquilo que foi definido pelo Supremo Tribunal Federal, que reconheceu a legalidade da união civil. Ela disse ainda que, quanto ao aborto, as mulheres que realizam o ato não podem ser criminalizadas, mas receber a devida atenção da rede pública de saúde. "O aborto não é visto pelo movimento feminista como forma de planejamento familiar, é a ação de desespero de uma mulher", defendeu Lídice.



  • Marina Silva diz que perguntas sobre crença só são feitas porque ela é evangélica

    "Essa pergunta é feita a mim porque sou evangélica, nunca vi ninguém fazendo essa pergunta a um líder católico ou a uma pessoa que não tenha crença", afirmou Marina A candidata Marina Silva (PSB) reclamou nesta quinta-feira (4) que só é questionada por sua fé por ser evangélica. Dizendo-se alvo de "preconceito", Marina salientou que não vê perguntas sobre religião para os candidatos católico e os que não têm crença. A fala aconteceu durante sabatina do Grupo RBS, do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre. "Essa pergunta é feita a mim porque sou evangélica, nunca vi ninguém fazendo essa pergunta a um líder católico ou a uma pessoa que não tenha crença", afirmou Marina diante da pergunta da influência das suas crenças na sua tomada de decisão. "A fé de qualquer pessoa faz parte de sua vida e acho que deve ser respeitada tanto quanto quem não tem crença nenhuma. O presidente da República comprometido com o Estado laico tem de defender o Estado laico", afirmou. Na terça, durante entrevista no "Jornal da Globo", ele foi questionada sobre se realmente consulta a Bíblia para tomar decisões, como afirmado pela Folha de S. Paulo. Ela disse então que para qualquer cristão "a Bíblia é sem sombra de dúvida uma fonte de inspiração". Mesmo assim, ela afirmou que "as decisões são tomadas com base racional". Casamento gay Marina também voltou a comentar as alterações que fez no seu programa de governo retirando trecho de apoio ao casamento gay, embora mantenha pontos de apoio à união civil gay. A candidata afirmou que a mudança não aconteceu por pressão do pastor Silas Malafaia, líder da igreja evangélica Assembleia de Deus Vitória em Cristo. Malafaia criticou o programa do PSB em redes sociais. "Para ser sincera, eu nem li os tuítes do pastor Silas Malafaia. Não me sinto pressionada por ele e nem por ninguém. Eu me sinto no processo de discussão democrática. O nosso programa é respeito aos direitos da pessoa. Os direitos dos que creem e dos que não creem", disse Marina. Ela disse também que a própria equipe de governo foi quem fez as modificações, não ela. "As pessoas podem até não acreditar. Já tem preconceito pelo fato de eu ser evangélica". Marina disse ainda que mesmo com as mudanças continua tendo propostas melhores para os homossexuais que as dos candidatos Aécio Neves (PSDB), a presidente Dilma Rousseff (PT) e Luciana Genro (PSOL).



  • Bíblia é fonte de inspiração; decisões são racionais, diz Marina

    A candidata do PSB à Presidência, Marina Silva, em entrevista ao JG (Foto: Reprodução/TV Globo)

    Questionada sobre casamento gay, ela afirmou que é a favor da união civil.
    Ao Jornal da Globo, candidata também falou de pré-sal e preço da gasolina.
     

    A candidata à Presidência pelo PSB, Marina Silva, afirmou que, para qualquer pessoa cristã ou judia, "a Bíblia é sem sombra de dúvida uma fonte de inspiração", e que "as decisões são tomadas com base racional, para todas as pessoas". A declaração foi feita em entrevista concedida nesta segunda-feira (1º) ao Jornal da Globo, quando a ex-senadora – que é evangélica – foi questionada se era verdade que tomava decisões lendo aleatoriamente a Bíblia.
    "Todos nós agimos em base na relação realista dos fatos, mas os seres humanos, eles têm uma subjetividade. Uma pessoa que crê, obviamente que tem na Bíblia uma referência. Assim como tem na referência a arte, a literatura. Às vezes você pode ter um 'insight' assistindo um filme. O quanto nós já avançamos, do ponto da ciência, da tecnologia, pela capacidade antecipatória que você encontra, enfim, na indústria cinematográfica...", disse.

    "Mas a senhora toma decisões lendo a Bíblia aleatoriamente, é verdade isso?", questionou a jornalista Christiane Pelajo.



  • Fenômeno “Marina” cresce no interior da Bahia, diz jornal

    Eleitores querem aproximar da presidenciável por meio de materiais da campanha.

    De acordo com matéria publicada na Tribuna da Bahia, o “fenômeno Marina” tem sido claramente percebido por políticos no interior da Bahia. Em algumas cidades, pessoas comuns procuram candidatos de qualquer partido em busca de informações sobre onde podem encontrar um comitê da presidenciável do PSB que, normalmente, não existe. A “busca” por aproximação com Marina, detectada pelas pesquisas, poderia beneficiar principalmente a candidata de seu partido ao governo baiano, Lídice da Mata, se sua campanha estivesse neste momento muito bem estruturada no interior. Com a morte de Eduardo Campos, as promessas de aporte financeiro à campanha de Lídice se foram. Resta à candidata baiana a compreensão da articulação de Marina de que a Bahia passe a ser prioridade, aproveitando o potencial de crescimento que a presidenciável possui no Estado.



  • No segundo turno Marina venceria Dilma segundo pesquisa

    Em simulação de segundo turno, Marina tem 45% e Dilma, 36%.
    Instituto ouviu 2.506 eleitores entre os últimos sábado e segunda-feira.

    Dilma tem 34%, Marina, 29%, e Aécio, 19%, aponta pesquisa Ibope
     

    Pesquisa Ibope divulgada nesta terça-feira (26) aponta Dilma Rousseff (PT) com 34% das intenções de voto para presidente da República e Marina Silva (PSB), com 29%. O candidato do PSDB, Aécio Neves, tem 19%, seguido de Pastor Everaldo (PSC) e Luciana Genro (PSOL), com 1% cada um. Os outros seis candidatos somados acumulam 1%.

    O levantamento indica que, em um eventual segundo turno entre Dilma Rousseff e Marina Silva, a ex-senadora teria 45% e a atual presidente, que tenta a reeleição, 36%.

    Encomendada pela TV Globo e pelo jornal "O Estado de S. Paulo", a pesquisa é a primeira do Ibope com Marina Silva como candidata do PSB.

    No levantamento anterior do instituto, divulgado no último dia 7, o candidato do partido ainda era Eduardo Campos, que morreu em acidente aéreo no último 13. Naquela pesquisa, Dilma tinha 38%, Aécio, 23%, e Campos, 9%. Entre uma pesquisa e outra, a taxa de indecisos passou de 11% para 8%, e a de quem pretende votar em branco ou nulo, de 13% para 7%.

    Confira abaixo os números na modalidade estimulada da pesquisa (em que o pesquisador apresenta ao entrevistado um cartão com os nomes de todos os candidatos):

    - Dilma Rousseff (PT): 34%
    - Marina Silva (PSB): 29%
    - Aécio Neves (PSDB): 19%
    - Luciana Genro (PSOL): 1%
    - Pastor Everaldo (PSC): 1%
    - José Maria (PSTU): 0%*
    - Eduardo Jorge (PV): 0%*
    - Rui Costa Pimenta (PCO): 0%*
    - Eymael (PSDC): 0%*
    - Levy Fidelix (PRTB): 0%*
    - Mauro Iasi (PCB): 0%*
    - Brancos/nulos/nenhum: 7%
    - Não sabe: 8%

    * Cada um dos seis indicados com 0% não atingiu 1% das intenções de voto; somados, eles têm 1%

    O Ibope ouviu 2.506 eleitores em 175 municípios entre os últimos sábado (23) e segunda-feira (25). A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de dois pontos para mais ou para menos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-00428/2014.
     

    Espontânea
    Na modalidade espontânea da pesquisa (em que o pesquisador somente pergunta ao eleitor em quem ele pretende votar, sem apresentar a relação de candidatos), o resultado foi o seguinte:

    - Dilma Rousseff (PT): 27%
    - Marina Silva (PSB): 18%
    - Aécio Neves (PSDB): 12%
    - Outros: 2%
    - Brancos/nulos/nenhum: 12%
    - Não sabe: 28%

    Segundo turno
    O Ibope simulou os seguintes cenários de segundo turno:

    - Marina Silva: 45%
    - Dilma Rousseff: 36%
    - Brancos/nulos/nenhum: 9%
    - Não sabe: 11%

    - Dilma Rousseff: 41%
    - Aécio Neves: 35%
    - Brancos/nulos/nenhum: 12%
    - Não sabe: 12%

    O Ibope não simulou segundo turno entre Marina Silva e Aécio Neves.

    Rejeição
    Dentre os 11 candidatos a presidente, Dilma Rousseff tem a maior taxa de rejeição (percentual dos que disseram que não votam em um candidato de jeito nenhum). Nesse quesito, o entrevistado pode indicar mais de um candidato. Veja os números:

    - Dilma Roussef: 36%
    - Aécio Neves: 18%
    - Pastor Everaldo: 14%
    - Zé Maria: 11%
    - Marina Silva: 10%
    - Eymael: 9%
    - Levy Fidelix: 9%
    - Luciana Genro: 8%
    - Rui Costa: 7%
    - Eduardo Jorge: 7%
    - Mauro Iasi: 6%

    Avaliação do governo
    A pesquisa mostra que a administração da presidente Dilma tem a aprovação de 34% dos eleitores – no levantamento anterior, divulgado no último dia 7, o índice era de 32%. O percentual de aprovação reúne os entrevistados que avaliaram o governo como "bom" ou "ótimo".

    A pesquisa mostra ainda que o índice dos que desaprovam a gestão, ou seja, consideram o governo "ruim" ou "péssimo", é de 27% (31% no levantamento anterior). Consideram o governo "regular" 36% (na pesquisa anterior, 35%).

    O resultado da pesquisa de avaliação do governo Dilma foi o seguinte:
    - Ótimo/bom: 34%
    - Regular: 36%
    - Ruim/péssimo: 27%
    - Não sabe: 2%

    CONTINUE LENDO


  • Marina diz que PSB dará até hoje explicações sobre avião de Campos

    Foto: PSB

    A candidata à Presidência pelo PSB, Marina Silva, disse, ontem, que a demora para a resposta sobre a prestação de contas do jatinho usado pelo ex-governador Eduardo Campos se deve à necessidade de dar uma resposta completa do ponto de vista legal.

    “Queremos que sejam dadas explicações de acordo com a materialidade dos fatos e, para isso, é preciso que se tenha o tempo necessário para que essas explicações tenham a devida base legal”, disse Marina, ontem, em São Paulo, onde visitou a Bienal do Livro e cumpriu agenda de campanha.

    A presidenciável confirmou o que havia dito pouco antes o seu companheiro de chapa, Beto Albuquerque (PSB), de que até hoje o partido irá se posicionar. “O partido está juntando informações e, no momento oportuno, até amanhã (hoje), dará as explicações para a sociedade”, acrescentou.

    A ex-senadora respondeu aos questionamentos dos jornalistas após insistências para que fosse ela a abordar o assunto e não apenas o vice, como vinha acontecendo até então. Ainda assim, Beto tentou evitar que Marina tivesse que responder. “Isso é uma responsabilidade nossa, da direção do PSB. Espero que, através do escritório de advocacia que contratamos, possamos dar todos os esclarecimentos”, disse Albuquerque.

    A Polícia Federal apura se a aeronave usada por Campos quando sofreu o acidente que causou sua morte e de outras seis pessoas foi contratada com dinheiro de caixa dois. Ontem, a presidente Dilma Rousseff disse que Marina precisa se explicar sobre o caso. “Candidato a qualquer cargo eletivo, principalmente a presidente da República, está sujeito a ser perguntado sobre qualquer questão e deve responder, se puder, né”, disse, em entrevista coletiva. ([email protected])



  • Governador também mostrou otimismo em vitória de Rui Costa

    O governador Jaques Wagner ponderou nesta segunda-feira, 25, que ainda é cedo para avaliar o efeito da morte de Eduardo Campo, em acidente aéreo no último dia 13 de agosto, mas ressaltou o reflexo da comoção na candidatura de Marina Silva (PSB).

    "Ela teve um desempenho em 2010 bastante significativo com quase 20 milhões de votos. É cedo para saber se esta comoção vai se sustentar, mas sem dúvida, se tivermos segundo turno, teremos duas mulheres disputando as eleições. Vamos aguardar as próximas pesquisas, até porque teremos mais programas de televisão. No segundo turno, a disputa é Dilma e Marina", disse ele, em entrevista à rádio Metrópole.

    Wagner disse que a situação preocupa ainda mais o presidenciável Aécio Neves (PSDB). "A temperatura e a preocupação no ninho tucano foram lá pra cima", alfinetou.

    Sobre a eleição estadual, o petista voltou a ressaltar que acredita na vitória de Rui Costa (PT), apesar das pesquisas de intenção de voto indicarem que Paulo Souto (DEM) vence no primeiro turno.

    O petista defendeu que o clima nas ruas é de aceitação à candidatura de Rui Costa. (Fonte: atarde.uol.com.br)