publicidade
 
publicidade
 
publicidade
 
comentários
José Silveira da Rocha em:
Governo do Estado publica edital de licitação para implantação do Sistema de Abastecimento de Água de Piabanha em Aracatu
 
 
Aliane Aguiar em:
Homem é preso com 9 kg de maconha em Guanambi, no Bairro Beija Flor II
 
 
Leandro Vieira de Andrade santos em:
GUANAMBI: CÂMARA APROVA CRIAÇÃO DE GUARDA CIVIL ARMADA
 
 
Reginaldo em:
Caminhão roubado em Urandi pode ter dispensado a carga em Brumado
 
 
 
curta nossa fanpage
Resultado da busca pela categoria "politica":
 
22.06.2017 - POLÍTICA
 
Andrea Neves deixa presídio em MG e segue para prisão domiciliar
 
Andrea Neves deixa presídio em MG e segue para prisão domiciliar
 

Andrea Neves, irmã do senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG), deixou na madrugada desta quinta-feira (22) o Complexo Penitenciário Feminino Estevão Pinto, em Belo Horizonte, e seguiu para prisão domiciliar. As informações são do Hora 1.

 
     
     
 
21.06.2017 - POLÍTICA
 
Temer indicou doações de R$ 20 mi com dinheiro do FI-FGTS, afirma Funaro
 
Temer indicou doações de R$ 20 mi com dinheiro do FI-FGTS, afirma Funaro
Evaristo Sá / EstadãoTemer indicou doações de R$ 20 mi com dinheiro do FI-FGTS, afirma Funaro
 

O corretor e doleiro Lúcio Funaro acusou, em depoimento à Polícia Federal, o presidente Michel Temer de intermediar pagamento de R$ 20 milhões à campanha do ex-deputado federal Gabriel Chalita (PMDB-SP) e à campanha presidencial de 2014. O dinheiro seria oriundo de operações do FI-FGTS para as empresas LLX, na gestão de Fábio Cleto, à frente dos Fundos de Governo e Loterias do banco.

 
     
     
 
20.06.2017 - POLÍTICA
 
Fachin estima ter maioria no STF para permanecer como relator da delação da JBS
 
Fachin estima ter maioria no STF para permanecer como relator da delação da JBS
Foto: Carlos Moura / SCO / STF
 

Com a proximidade da votação que vai decidir se continua como relator da delação da JBS no Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Edson Fachin já está fazendo as contas. Pessoas próximas ao magistrado afirmam que ele acredita ter entre seis e sete votos favoráveis à sua permanência na relatoria do processo, segundo informações do blog Painel, da Folha de S. Paulo. A sessão plenária que vai tratar do assunto foi marcada para esta quarta-feira (21). De acordo com a publicação, Fachin aguarda receber críticas durante o julgamento, mas está focado no resultado, que espera ser positivo. Os mesmos aliados apontam que o atual relator pode também falar, pela primeira vez, sobre seus encontros com donos e diretores do grupo empresarial antes e depois de sua nomeação para o STF. A JBS, por sua vez, apresentou dois pareceres que defendem a homologação do acordo por Fachin.

 
     
     
 
15.06.2017 - POLÍTICA
 
Após delação da Lava Jato, MP investiga propina para Geddel em obra no Ceará
 
Após delação da Lava Jato, MP investiga propina para Geddel em obra no Ceará
Foto: Bruna Castelo Branco / Bahia Notícias
 

O Ministério Público Federal (MPF), no Ceará, pediu à Justiça a abertura de inquérito para apurar denúncias de corrupção relacionadas à construção do Adutor Castanhão, sistema de transposição de água para Fortaleza. O pedido, feito anteontem, foi baseado em relatos de ex-executivos da Odebrecht, no âmbito da Lava Jato.

 
     
     
 
12.06.2017 - POLÍTICA
 
Gilmar Mendes critica 'tentativa de intimidação' após notícia de espionagem
 
Gilmar Mendes critica 'tentativa de intimidação' após notícia de espionagem
 

Após a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, o ministro Gilmar Mendes, do STF e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), criticou neste domingo (11) possibilidade de a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) ter investigado o ministro Edson Fachin, do Supremo.

 
     
     
 
09.06.2017 - POLÍTICA
 
TSE deve concluir nesta sexta julgamento da cassação da chapa Dilma-Temer
 
TSE deve concluir nesta sexta julgamento da cassação da chapa Dilma-Temer
Foto: Reprodução
 

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deve concluir nesta sexta-feira (9) o julgamento da cassação da chapa Dilma Rousseff-Michel Temer, iniciado na última terça-feira (6). A sessão está prevista para ser retomada às 9h, com a conclusão da leitura do parecer do ministro relator do processo, Herman Benjamin. Em seguida, os demais ministros votarão sobre condenar ou absolver a chapa vencedora das eleições presidenciais de 2014. O vice-presidente do TSE, Luiz Fux, disse ao G1 que cada ministro terá 20 minutos para proferir voto. A ordem de votação é, depois do relator: os ministros Napoleão Nunes Maia Filho, Admar Gonzaga, Tarcísio Neto, Luiz Fux, Rosa Weber e Gilmar Mendes, presidente da Corte. O julgamento poderá ser interrompido por tempo indeterminado se um dos ministros pedir vista do processo. 

 
     
     
 
08.06.2017 - POLÍTICA
 
Joaquim Barbosa não descarta candidatura em 2018 e defende eleições diretas
 
Joaquim Barbosa não descarta candidatura em 2018 e defende eleições diretas
 

O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa afirmou nesta quarta-feira (7) que não descarta se candidatar a presidente da República. Segundo informações do jornal Folha de S. Paulo, ele citou a possibilidade de concorrer após ser questionado por jornalistas sobre “o apelo de parte de sociedade” para que isso aconteça. "Olha, eu sou cidadão brasileiro, cidadão pleno, há três anos livre das amarras de cargos públicos. Portanto, a decisão de me candidatar ou não está na minha esfera de deliberação", disse, acrescentando que já conversou com lideranças partidárias sobre o assunto. Segundo Barbosa, ele conversou no ano passar com Marina Silva, do Rede Sustentabilidade, e com o PSB, “mais recentemente”. "Mas nada concreto, mesmo porque não sei se eu decidiria dar esse passo", destacou. O magistrado também defendeu as eleições diretas. Para ele, não há "tabu" em mudar a Constituição "em uma situação de emergência como essa para dar a palavra ao povo", caso o cargo de presidente da República esteja vago. "Já defendi isso, antes do impeachment. Naquele momento era constitucionalmente viável, mas faltou liderança para o país", disse, a jornalistas. "Acho que o momento é muito grave. Caso ocorra a vacância do presidente da República, a decisão correta a tomar é essa". (Bahia Notícias)

 
     
     
 
06.06.2017 - POLÍTICA
 
Ex-ministro de Dilma e Temer, Henrique Alves é preso pela PF
 
Ex-ministro de Dilma e Temer, Henrique Alves é preso pela PF
Foto:Frankie Marcone
 

O ex-ministro do Turismo Henrique Eduardo Alves foi preso na manhã desta terça-feira (6) em um desdobramento da operação Lava Jato. O ex-deputado Eduardo Cunha, que está preso em Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, é alvo de um novo mandado de prisão preventiva. Ambos são do PMDB e foram presidentes da Câmara dos Deputados. Henrique foi ministro do Turismo nos governos Dilma Rousseff e Michel Temer.O advogado Marcelo Leal, que defende Henrique Alves, disse ao G1 que tomou conhecimento da prisão pela imprensa. "Até o momento, não sei de nada sobre o que levou a PF a prender Henrique. Vou tomar pé da situação e depois me pronuncio", falou por telefone.

O secretário de Obras Públicas de Natal, Fred Queiroz, também foi preso durante a operação.

Já em Mossoró, na região Oeste do estado, o publicitário Arturo Arruda, um dos sócios da agência Art&C, foi alvo de mandado de condução coercitiva (quando alguém é levado a depor). Houve também cumprimento de mandados de busca e apreensão na produtora Peron Filmes, em Natal.

São cumpridos 33 mandados, sendo cinco de prisão preventiva (sem prazo), seis de condução coercitiva e 22 de busca e apreensão nas cidades de Natal, Mossoró e Parnamirim, no Rio Grande do Norte, e Curitiba, no Paraná.

 

 
     
     
 
02.06.2017 - POLÍTICA
 
Banco suíço denuncia contas usadas pela JBS para Lula e Dilma
 
Banco suíço denuncia contas usadas pela JBS para Lula e Dilma
uol.com.br
 

CORRESPONDENTE / GENEBRA - Antes mesmo de vir à tona o conteúdo das delações de Joesley Batista na Operação Lava Jato, um banco suíço usado para movimentar recursos ilícitos para abastecer campanhas do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e da presidente cassada Dilma Rousseff, conforme relato do empresário, denunciou suas contas para autoridades do país europeu. O volume de dinheiro e os padrões de transferências sem justificativa levantaram a suspeita de crimes financeiros, embora ainstituição desconheça os beneficiários das movimentações.

 
     
     
 
29.05.2017 - POLÍTICA
 
Danilo Gentili rasga notificação de deputada, passa na cueca e devolve: ‘Sinta meu cheiro’
 
Danilo Gentili rasga notificação de deputada, passa na cueca e devolve: ‘Sinta meu cheiro’
Foto: Reprodução / YouTube
 

O humorista Danilo Gentili acaba de se envolver em outra confusão. O apresentador do "The Noite", do SBT, recebeu uma notificação extrajudicial da deputada federal petista Maria do Rosário, devido às diversas críticas que ele vem fazendo no seu perfil do Twitter contra a mesma. Com isso, o artista decidiu registrar sua resposta. Em vídeo, ele rasgou o documento, colocou dentro da calça e, em seguida, enviou de volta via correio. "Os políticos são nossos funcionários, não o contrário. Nós que devemos dizer quando eles devem parar de falar e não eles que devem nos limitar. Nunca aceite que um deputado diga se você pode ou não falar algo. Sendo assim Maria do Rosário, chegando minha cartinha, abra, tire o conteúdo e sinta o cheirinho do meu saco", falou. Confira:(Bahia Notícias)

 
 
     
     
 
24.05.2017 - POLÍTICA
 
Ministro da Educação proíbe celular em seu gabinete após gravação de Temer
 
Ministro da Educação proíbe celular em seu gabinete após gravação de Temer
Foto: Elza Fiúza / Agência Brasil
 

O ministro da Educação, Mendonça Filho, decidiu se precaver após gravação feita por Joesley Batista em conversa com o presidente Michel Temer. Ninguém mais poderá entrar no gabinete do ministro com celular. De acordo com a Coluna do Estadão, durante as audiências, os celulares passam a ficar do lado de fora da sala. Na semana passada foi divulgada conversa entre o sócio da JBS e o peemedebista, gravada com um pen-drive no Palácio do Jaburu, em março deste ano. (Bahia Notícias)

 
     
     
 
23.05.2017 - POLÍTICA
 
PT-BA aposta Rui para presidente em 2018 caso Lula e Wagner estejam impedidos
 
PT-BA aposta Rui para presidente em 2018 caso Lula e Wagner estejam impedidos
 

Bem avaliado pela população baiana e dado como candidato certo à reeleição em 2018, o governador Rui Costa pode alçar voos ainda maiores no próximo pleito. Se depender do PT-BA, Rui pode deixar o Palácio de Ondina para se tornar o mais novo inquilino do Palácio do Planalto. De acordo com o presidente reeleito da sigla no estado, Everaldo Anunciação, o governo realizado pelo petista tem sido tão bem visto pelo PT nacional que já se começa, aos poucos, a aventar-se o nome dele como candidato à Presidência da República, caso o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ex-governador Jaques Wagner estejam impedidos. Lula é réu em cinco processos, enquanto Wagner – o nome dele é considerado como plano B em uma espécie de “linha sucessória” petista para candidatos em 2018 - foi citado na Operação Lava Jato e pode se tornar alvo de investigações. “A forma como ele se relaciona com a base, compõe o governo, que o governo dele funcionando, isso termina refletindo no PT, fazendo com que o impacto da crise do partido aqui na Bahia seja menor. Por isso que o nome dele já vem sendo até falado no partido. Depois de Lula, a candidatura de Jaques Wagner e depois a candidatura de Rui. A influência dele, nacionalmente, já é comentada”, afirmou Everaldo, em entrevista ao Bahia Notícias. Entretanto, o dirigente estadual destacou que as menções ao governador são incipientes e ressaltou que Rui é o candidato petista para o governo do Estado em 2018, enquanto o partido deve apostar no ex-presidente Lula nacionalmente. Nas eleições que confirmar Everaldo como presidente do PT por mais dois anos, a ausência de Rui se tornou alvo de especulações. Diante disso, ele negou um provável afastamento entre o governo e a sigla. “Não há nenhum distanciamento de Rui e PT, de PT com Rui e PT com base aliada. De maneira nenhuma. Nós conversamos. Ele ficou em dúvida, disse que não queria se envolver, não influenciar. Ele tomou o cuidado de buscar unidade e não se envolver”, rebateu. Recém-reeleito, o presidente da agremiação na Bahia contou que as agendas mais urgentes são articular a saída do presidente Michel Temer e a realização de eleições diretas, além de preparar a delegação que vai participar do congresso nacional do PT, de 1º a 3 de junho deste ano. Para o futuro, Everaldo pretende criar condições para entregar, em 2019, a direção do partido a pessoas mais jovens - a renovação nos cargos diretivos era um anseio entre correntes do partido, diante da crise de imagem vivida pela sigla. Ele, que havia negado reiteradas vezes suas pretensões de passar mais dois anos à frente do partido, disse que aceitou a missão após um pedido de várias pessoas. “Aconteceu um apelo da minha corrente interna. Esses companheiros entenderam que eu ainda tinha uma tarefa, uma contribuição a dar para mais dois anos. Depois, em outras correntes, também manifestaram vontade. Estou indo fazer uma transição para uma direção do PT em 2019. Eu quero priorizar muito a presença de jovens na estrutura partidária”, explicou. Sobre a vaga de Jaques Wagner para o Senado em 2018, Everaldo afirmou que até partidos da base aliada formaram um consenso em torno dele. “Na base aliada, eu vi que há um consenso de uma vaga para ele. Admiro o comportamento de Wagner de dizer que não está nada certo. Foi governador, volta para ser secretário. É um general que compreende a hierarquia e se comporta como soldado. É um soldado com patente de general”, avaliou.(Bahia Notícias)

 
     
     
 
19.05.2017 - POLÍTICA
 
Fina ironia: Maior processador de carne do mundo, Grupo JBS abate Temer e Aécio
 
Fina ironia: Maior processador de carne do mundo, Grupo JBS abate Temer e Aécio
Foto: Charge do Borega
 

O Grupo JBS, considerado um dos maiores produtores e processadores de carne do mundo, cometeu uma fina ironia com o Brasil nos últimos dois dias: abateu, com chances praticamente nulas de sobrevida, os caciques Michel Temer, do PMDB, e Aécio Neves, do PSDB. O impacto das gravações de Joesley Batista foi tão grande que Temer, ainda presidente da República, se viu obrigado a fazer um pronunciamento público de que não renunciaria ao posto. É uma espécie de mentira para si. A divulgação do áudio da conversa entre Joesley e Temer, no Palácio do Jaburu, confirma o que o presidente insiste em negar. Se Temer não deu aval para a mesada para o cala a boca de Eduardo Cunha, foi cúmplice do dono do Grupo JBS nas relações pouco ortodoxas com o poder. O presidente já perdeu ministros e partidos. E reza para não perder a cabeça. Já que o peemedebista ainda acredita sobreviver, não se pode falar o mesmo do senador afastado Aécio Neves. De 2014 para 2017, o tucano deixou de ser quase presidente da República para ser um quase preso. O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, negou o pedido para que Aécio fosse trancafiado. O mesmo não aconteceu com a irmã dele, Andrea Neves. Amanhecerá com o sol quadrado. Um interlocutor do ex-candidato ao Palácio do Planalto, flagrado recebendo recursos não lícitos do Grupo JBS, foi a isca perfeita para atrair Aécio para o abate. Caiu no grampo de Joesley tanto quanto Temer. E sepultou de vez as chances do grão-tucano seguir os passos do avô, Tancredo Neves. Os irmãos Batista agora, além de responsáveis por processar produtos de origem animal, são responsáveis por abater humanos. Ainda que politicamente.(Bahia Notícias)

 
     
     
 
18.05.2017 - POLÍTICA
 
Fachin autoriza abertura de inquérito para investigar Michel Temer
 
Fachin autoriza abertura de inquérito para investigar Michel Temer
O presidente Michel Temer será investigado com autorização do Supremo (Foto: Marcos Corrêa/Presidência da República)
 

Com decisão, ele passa formalmente à condição de investigado na Lava Jato. Segundo 'O Globo', Joesley Batista gravou Temer dando aval para comprar silêncio de Cunha em março.

O Ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou abertura de inquérito para investigar o presidente Michel Temer. O pedido de investigação foi feito pela Procuradoria-Geral da República (PGR)

Com a decisão de Fachin, Temer passa formalmente à condição de investigado na Operação Lava Jato. Ainda não há detalhes sobre a decisão, que foi confirmado pela TV Globo.

O pedido de abertura de inquérito foi feito após um dos donos do grupo JBS, Joesley Batista, dizer em delação à Procuradoria-Geral da República (PGR) que, em março deste ano, gravou o presidente dando aval para comprar o silêncio do deputado cassado e ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ). A informação foi divulgada pelo jornal "O Globo".

A delação de Joesley e de seu irmão, Wesley Batista, foi homologada por Fachin, informou o Supremo nesta quinta-feira.

Pela Constituição, o presidente da República só pode ser investigado por atos cometidos durante o exercício do mandato e com autorização do STF.

Assim, o presidente poderá ser investigado porque os fatos narrados por Joesley Batista na delação teriam sido cometidos em março deste ano, quando Temer já ocupava a Presidência.

 
     
     
 
publicidade
 
18.05.2017 - POLÍTICA
 
Aécio Neves pode ser preso ainda nesta quinta, aponta coluna
 
Aécio Neves pode ser preso ainda nesta quinta, aponta coluna
Foto: Lula Marques / Agência PT
 

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) pode ser preso ainda nesta quinta-feira (18). Isso é o que afirmam fontes da Operação Lava Jato à coluna Radar Online, da Veja. O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, já fez o pedido ao relator do processo, mas o ministro Edson Fachin ressaltou que a decisão deve ser tomada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) em plenária. Se o STF julgar a ação procedente, o tucano será detido pela Polícia Federal (PF), assim como aconteceu com sua irmã, Andréa Neves, e com seu primo, Frederico Pacheco Medeiros. Imóveis e o gabinete do senador foram alvo de mandados de busca e apreensão depois que o jornal O Globo denunciou uma gravação entre ele e o empresário Joesley Batista. Na conversa, ainda não divulgada, Aécio pede R$ 2 milhões para bancar despesas com um advogado no âmbito da Lava Jato. Mais cedo, a Corte já determinou o afastamento do mineiro do Senado.

 
     
     
 
eventos
08.09.2017
Desfile de 7 de Setembro em Brumado 2017
 
29.08.2017
Cavalgada de Barra da Estiva - A Top da Chapada
 
 
publicidade
 
publicidade
 
Entre Gospel Destaque Bahia © 2017 - Todos os direitos reservados. Hospedagem e Desenvolvimento: HD Soluções