BUSCA PELA CATEGORIA "SAÚDE"

  • Médicos poderão se recusar a fazer abortos nos EUA

    Em mais um aceno a grupos conservadores dos EUA, o governo de Donald Trump anunciou nesta quinta (18) a criação de um departamento para garantir a liberdade religiosa e de consciência nos serviços de saúde do país -o que deve repercutir em casos de aborto, eutanásia ou cirurgias de mudança de sexo, entre outros.

    Com a mudança, profissionais de saúde que tenham objeções morais ou religiosas a determinadas práticas podem se declarar impedidos de atuar, sem por isso estar sujeitos a punições.

    + Milhares de mulheres protestam na Polônia a favor do aborto

    A nova Divisão de Consciência e Liberdade Religiosa, subordinada ao Departamento de Saúde, receberá petições de quem se sentir atingido. Ela atuará com base na Primeira Emenda da Constituição dos EUA, que garante a liberdade de expressão, e em outras quatro legislações federais, que estabelecem proteções contra discriminação religiosa e práticas abortivas.

    O site da agência cita como exemplos casos de aborto, eutanásia, suicídio assistido, esterilização ou "procedimentos que sejam contrários às suas crenças morais ou religiosas".

    O secretário interino de Saúde dos EUA, Eric Hargan, afirmou que os profissionais que se opunham a realizar alguns desses procedimentos vinham sendo "discriminados e intimidados" nos serviços de saúde.

    Para ele, com a medida, Trump cumpre sua promessa de reforçar a liberdade religiosa no país. Grupos conservadores e antiaborto comemoraram a medida, divulgada na véspera da Marcha pela Vida, em Washington.

    "Essa liberdade religiosa é o que distingue a América de tantas outras nações", afirmou a ativista Kristen Waggoner, presidente da Aliança em Defesa da Liberdade, ligada a cristãos conservadores.

    Já ativistas dos direitos LGBT e da causa pró-aborto afirmaram que a criação da agência discrimina trans e homossexuais –e pode estimular a intolerância.

    "Trata-se de uma tentativa barata de Trump de satisfazer os grupos ultraconservadores que o colocaram no poder", disse a vice-presidente do grupo Católicos pela Escolha, Sara Hutchinson Ratcliffe.  Com informações da Folhapress.



  • Febre amarela: 2,6 milhões de pessoas ainda precisam se vacinar na Bahia

    Cerca de 2,6 milhões de pessoas ainda precisam ser vacinadas na Bahia para o estado cumprir a meta de imunizar 95% da população de 105 municípios baianos. De acordo com levantamento feito pelo jornal Correio junto à Secretaria da Saúde do Estado, metade delas está em Salvador, que ainda precisa vacinar aproximadamente 50,7% da população, o equivalente a 1,338 milhão de pessoas. A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) aponta que tem doses suficientes para atender todo o público. Entre as 105 cidades baianas que precisam cumprir a cobertura de 95%, estipulada pelo Ministério da Saúde, apenas 11 já alcançaram o índice. Os dados da Sesab levam em conta imunizações dos últimos dez anos. No entanto, não há previsão de punição para os estados e municípios que não alcançarem a meta. Ainda segundo dados divulgados pelo Correio nesta quinta-feira (18), o município de São Miguel das Matas registra o pior índice de imunização, com apenas 27,5% da população vacinada contra febre amarela. A secretaria de Saúde do município alega que os dados da Sesab estão desatualizados. Na outra ponta da lista, Jaborandi tem 122,5% da população imunizada. O "excedente" de 22,5% corresponde à vacinação de turistas e moradores de municípios vizinhos.



  • Anvisa divulga novas imagens de advertência para embalagens de cigarro

    A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou, nesta sexta-feira (15), uma resolução com as novas imagens de advertência obrigatórias para rótulos de cigarros e outros produtos de tabaco.

              

    Além de nove novas imagens de advertência padrão, que ocuparão 100% da face posterior das embalagens, a resolução da Anvisa apresenta novos modelos de advertências frontal e lateral e um novo modelo gráfico para a mensagem de proibição de venda para menores de 18 anos.

          

    Os avisos são obrigatórios para todos os produtos derivados do tabaco destinados a serem fumados, incluindo cigarros, cigarrilhas, charutos, fumos de cachimbo, fumos de narguilé, rapé, dentre outros.

    Os novos avisos têm os temas câncer de boca, cegueira, envelhecimento, fumante passivo, impotência sexual, infarto, trombose e gangrena, morte e parto prematuro.

     

    As mudanças entram em vigor em 25 de maio de 2018, mas as empresas que quiserem, poderão se adequar antes deste prazo. Após essa data, as embalagens que não estiverem de acordo com a nova resolução devem ser recolhidas.

    Como infoma a agência federal, a atualização e o uso das advertências sanitárias nas embalagens dos produtos derivados do tabaco estão previstos na Convenção-Quadro para o Controle do Tabaco (CQCT), adotada pelos países-membros da Organização Mundial de Saúde (OMS), da qual o Brasil é signatário. (Fonte: G1)

    CONTINUE LENDO






  • Prefeita de Aracatu, Leda Matias esteve na visita de Rui Costa à Policlínica de Guanambi

    Foto: Destaque Bahia

    A prefeita de Aracatu, Leda Matias esteve na manhã desta sexta-feira (24) na visita do governador Rui Costa à Policlínica Regional do Alto Sertão, em Guanambi, que vai atender à população do município e de outras 21 cidades, a partir da próxima segunda-feira (27).

    Localizada na Avenida Messias Pereira Donato, no bairro Santa Luzia, em Guanambi, a policlínica oferecerá atendimento especializado e exames de alta complexidade aos moradores dos municípios de Caculé, Caetité, Candiba, Carinhanha, Feira da Mata, Guanambi, Ibiassucê, Igaporã, Iuiu, Jacaraci, Lagoa Real, Licínio de Almeida, Malhada, Matina, Mortugaba, Palmas de Monte Alto, Pindaí, Riacho de Santana, Rio do Antônio, Sebastião Laranjeiras, Tanque Novo e Urandi.

    Prefeita de Aracatu, Leda Matias esteve na visita de Rui Costa à Policlínica de Guanambi

    Foto: Destaque Bahia



  • Agentes comunitários de saúde e combate a endemias têm o apoio de Waldenor Pereira contra desmonte do governo Temer

    Foto: Reprodução

    Os Agentes Comunitários de Saúde e Combate a Endemias que constituem o Programa de Saúde da Família (PSF), especialmente, conta com o apoio do Deputado Federal, Waldenor Pereira contra a portaria ministerial nº 2439/17 do Governo Temer que institui a Nova Política de Atenção Básica (PNAB) para o Brasil, trazendo diversos retrocessos. Waldenor Pereira é um dos signatários do Decreto Legislativo do Congresso Nacional que visa barrar a portaria.  

    Ontem em Brasília (3), ao lado de lideranças das duas categorias nas regiões da Serra Geral e Sudoeste da Bahia, Waldenor prestou a sua solidariedade aos agentes afirmando que “na situação ou na oposição, sempre estive ao lado dos agentes, porque alguns parlamentares, que já se apresentaram como defensores, sumiram e estão precisando voltar a mostrar a força em defesa destas categorias”.
     

    Dentre os pontos do novo PNAB, os agentes são contrários à facultação do número de profissionais conforme o município, podendo até mesmo não estar presentes na equipe de saúde municipal. Hoje, a presença de agentes comunitários de saúde e combate a endemias é obrigatória no atendimento básico, levando prevenção e atendimento a toda a comunidade. Outro ponto extremamente polêmico é a unificação das atividades dessas duas categorias. O governo também pretende atribuir aos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) atribuições dos profissionais de enfermagem sem a ampliação de investimento ou financiamento para a formação dos agentes.|

    Para o deputado Waldenor, desde que “o governo golpista e ilegítimo de Michel Temer e o ministro da Saúde, Ricardo Barros, assumiram o poder, têm feito de tudo para desmontar a SUS e implementar um modelo privado de saúde no Brasil, deteriorando atendimentos e fazendo declarações que condizem com os desejos do mercado”.

    “Ao contrário do que querem fazer os golpistas, os governos populares e democráticos do PT, com Lula e Dilma, ampliaram a cobertura das Equipes de Saúde da Família de 6,5% para 63,7%, o que equivale a um atendimento 10 vezes maior”, explica o deputado.

    “Por isso, reafirmamos o nosso apoio às categorias dos agentes e suas justas reivindicações. Estamos esperançosos em barrar essa portaria com o apoio suprapartidário do Congresso”, finalizou.

    CONTINUE LENDO


  • Pacientes com câncer têm direito a saque do FGTS, isenção do Imposto de Renda e do IPVA

    Foto: EBC

    Pessoas que sofrem com algum tipo de neoplasia – o câncer – detêm alguns direitos especiais na esfera Trabalhista, Previdenciária e Tributária. A informação foi dada pelo advogado Breno Novelli, ao Bahia Notícias, diante da campanhas do Outubro Rosa e o alerta para o combate e prevenção ao câncer de mama.  Pacientes que lutam contra o câncer, sobretudo mulheres, ou familiares com dependentes que buscam a cura da doença podem, por exemplo, fazer o saque integral do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), para ajudar nos custeios do tratamento e no seu próprio sustento. A pessoa diagnosticada com algum tipo de neoplasia, a depender da gravidade, também pode ter direito a aposentadoria integral por incapacidade laboral.

    “Os benefícios estarão diretamente ligados à gravidade e intensidade do câncer junto com a capacidade de trabalho da pessoa. Não se pode falar em aposentadoria integral em casos em que a capacidade de trabalho não fique completamente impossibilitada”, salienta o advogado. Breno completa que a incapacidade para o trabalho não é mensurada somente pelo aspecto físico, mas também pela condição psicológica, emocional, moral, social e financeira. O servidor público tem direito ao benefício, mesmo que tenha contraído a doença após a aposentadoria, transformando em integral, se for o caso. Caso haja o deferimento da aposentadoria por invalidez, a pessoa ainda pode ter a quitação total do financiamento de um imóvel. Isso se deve pois, ao comprar um imóvel financiado junto à Caixa Econômica Federal, por exemplo, o comprador paga um seguro habitacional. O contrato deste seguro prevê a quitação do saldo devedor nos casos de morte e invalidez permanente do contratante. Pacientes que ainda foram submetidos a tratamentos, como quimioterapia e radioterapia, podem ter isenção do Imposto de Renda. Outros impostos também podem ser deduzidos, como o ICMS, IPVA, IPI e IOF. Outros direitos de pessoas com câncer versam sobre o direito ao saque do PIS/Pasep, que devem ser requeridos junto à Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil. Também têm desconto na contribuição previdenciária. Apesar de deterem direitos que lhes proporcionem um conforto em um período tão delicado de suas vidas, muitas pessoas encontra dificuldade em obter tais vantagens. Breno Novelli enumera três entraves na hora que conseguir tais benefícios: “O primeiro deles, infelizmente, é a informação. As pessoas ainda, infelizmente, não sabem que elas podem em um momento tão difícil desses da vida - que a gente nunca espera - ter esses benefícios”. A segunda dificuldade é a burocracia. “Apesar de sabermos que o INSS, para seu bom funcionamento, precise ser rigoroso, percebemos que é exigida uma quantidade grande de documentos. Precisa de atestado médico não superior a 30 dias, com assinatura, com carimbo, com CRM, com tipificação especifica. É preciso juntar exames patológicos que serviram de base para o diagnóstico do câncer, além de carteira de trabalho, cartão cidadão”, detalha. A isenção de impostos também não é fácil de conseguir. Para se ter isenção do IPVA, por exemplo, é preciso dar entrada em um pedido no Detran e na Secretaria da Fazenda, para que façam a análise para saber se, de fato, a pessoa tem direito a receber os benefícios. Com a aprovação, o Detran e a concessionária são comunicadas para não cobrarem o imposto. Ele ressalta que, apesar de nesses casos não ser necessário ter advogado, é recomendável contratar um diante da dificuldade em obter os auxílios e isenções. Já no ambiente de trabalho, o advogado diz que as empresas precisam ter bom senso. “É preciso que as empresas tenham bom senso quanto ao afastamento que não for superior ao prazo de 15 dias. Que ela cobre os atestados médicos dos pacientes e, com as faltas justificadas, não desconte os dias não trabalhados no contracheque do funcionário. Sendo superior a 15 dias, o paciente deve dar entrada no pedido de auxílio-doença junto ao INSS, e durante o tempo do pedido até a concessão do benefício, o contrato seja suspenso”, frisa. Esse período compreendido entre o pedido e deferimento do auxílio é chamado por Breno de “vácuo jurídico”. É justamente neste “vácuo” que o contrato de trabalho deve ficar suspenso, pois a pessoa não tem condições de trabalhar até o dia da perícia. O advogado ainda destaca que as mulheres que tiveram que ter a mama retirada em decorrência do câncer têm direito a cirurgia de reconstrução através do plano de saúde ou do próprio SUS. 

    CONTINUE LENDO


  • Sesab compra 53 micro-ônibus para consórcios de saúde; 6 convênios receberão veículos

    Policlínica de Jequié | Foto: Alberto Coutinho / GOVBA

    Os consórcios interfederativos de saúde ganharão 53 micro-ônibus para transportar pacientes entre o município-polo e as cidades que assinaram os convênios. O contrato de aquisição dos veículos, que serão fornecidos pela Man Latin America, foi publicado no último sábado (26) no Diário Oficial da União (DOU) e estabelece o prazo máximo de 80 dias para a entrega dos micro-ônibus. Cada veículo custou R$ 263 mil, resultando em um valor global de R$ 13,369 milhões. Os veículos, de modelo executivo, serão plotados e equipados com itens de acessibilidade. De acordo com a Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), seis consórcios receberão os micro-ônibus mencionados no contrato: Teixeira de Freitas, Irecê, Guanambi, Jequié, Brumado e Ribeira do Pombal. A entrega dos ônibus está condicionada à conclusão das obras das policlínicas de cada consórcio – com isto, os quatro primeiros municípios receberão os veículos até o fim deste ano, quando serão inauguradas as unidades. As datas de abertura das policlínicas ainda não foram definidas. Já Brumado e Ribeira do Pombal terão policlínicas somente em 2017, em data ainda não prevista. Enquanto os trabalhos são concluídos, os micro-ônibus ficaram guardados em Salvador, sob responsabilidade da secretaria. (Bahia Notícias)



  • Equipe Técnica de Brumado promove curso de abordagem sindrômica para profissionais da saúde de Barra da Estiva, Tanhaçu, Ituaçu e Ibicoara

    O curso foi ministrado para profissionais de Barra da Estiva, Tanhaçu, Ituaçu e Ibicoara

    Os enfermeiros das unidades de saúde de Barra da Estiva, juntamente com os mesmo profissionais da saúde de municípios vizinhos, como Ibicoara, Ituaçu e Tanhaçu, participaram de um curso de abordagem sindrômica – infecções sexualmente transmissíveis e para realização de testes rápidos para sífilis, HIV e hepatites virais.
          

    O curso teve início no dia 31 de julho e finalizou nesta quinta – feira (03) e foi promovido pelas Secretarias de Saúde dos municípios envolvidos, e aconteceu na Câmara de Vereadores de Barra da Estiva.

    O investimento na qualificação dos profissionais, fazem com que a população possa ter mais segurança e eficiência caso precise destes atendimentos.







  • Farmácias do Brasil passam a comercializar teste rápido de HIV

    Foto: Divulgação

    As drogarias brasileiras passam a comercializar a partir desta segunda-feira (3) o primeiro teste de farmácia para detectar HIV registrado no Brasil. Com nome Action, o produto é fabricado pela empresa Orange Life e estará disponível inicialmente em São Paulo e no Espírito Santo. A previsão, segundo o G1, é que até o fim do mês o teste possa ser comprado para todo o país. O preço para a população deve variar de R$ 60 a R$ 70. Aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no último mês de maio, o produto detecta anticorpos do HIV em gotas de sangue. A capacidade atual de produção da fábrica, que fica no Rio de Janeiro, é de 100 mil testes por mês, mas atualmente a produção se restringe a 40 mil doses mensais. A Anvisa apontou sensibilidade e efetividade de 99,9% do produto. No entanto, a presença do vírus só é detectada 30 dias após o contato.



  • Brasil é país com mais vírus perigosos, diz estudo

    O estudo, que foi realizado pela ong americana EcoHealth Alliance e publicado na revista Nature, analisou a distribuição global de 586 vírus, que são capazes de infectar 754 espécies de mamífero – inclusive o ser humano. Os cientistas queriam descobrir em quais lugares do globo há mais vírus “zoonóticos”, ou seja, que podem ser transmitidos de animais selvagens para pessoas. A América Latina, com destaque para o Brasil, ficou em primeiro lugar. Os vírus se concentram na região da Amazônia – segundo os pesquisadores, justamente devido à ampla biodiversidade da região. Os morcegos e os macacos são os animais mais afetados pelos vírus zoonóticos.

    Os macacos africanos também hospedam vírus zoonóticos, mas os bichos mais perigosos do continente são bodes, camelos e antílopes – que carregam as maiores quantidades de vírus, segundo o estudo.

    Com a pesquisa, os cientistas tentaram estimar de onde poderá surgir a próxima grande pandemia (epidemia que se espalha por uma grande região geográfica). Vale destacar que o estudo só computou a presença de vírus zoonóticos, não seu potencial de contágio. Ou seja, não calcula a quantidade de pessoas que eles poderiam efetivamente infectar – se muita gente ou apenas moradores de áreas próximas à floresta.(SUPEinteressante)



  • Campanha de vacinação contra a gripe é prorrogada até 9 de junho

    A campanha nacional de vacinação contra a gripe foi prorrogada até o dia 9 de junho, de acordo com o Ministério da Saúde. A meta é alcançar 90% das 54,2 milhões de pessoas incluídas no público-alvo, mas, até esta quinta-feira, apenas 63,6% haviam recebido a sua dose.

    Dos grupos que podem tomar a vacina pelo SUS, os idosos têm, até o momento, a maior cobertura: 72,4% desse público já se vacinou. Entre as puérperas, mulheres que tiveram bebê recentemente, o alcance foi de 71,2% e, entre os indígenas, de 68,6%.

    Os grupos que menos se vacinaram foram as crianças, com 49,9% de cobertura, gestantes, com 53,4% e os trabalhadores de saúde, com 64,2%. Este ano, a novidade da campanha foi a inclusão dos professores da rede pública e privada no público alvo. Até o momento, 60,2% deles se vacinaram.

    Veja quem recebe a vacina pelo SUS

     

     

    • Crianças de 6 meses a menores que 5 anos (quatro anos, 11 meses e 29 dias)
    • Gestantes
    • Puérperas (mulheres que estão no período de até 45 dias após o parto)
    • Idosos (a partir de 60 anos)
    • Profissionais da saúde
    • Povos indígenas
    • Pessoas privadas de liberdade e funcionários do sistema prisional
    • Portadores de doenças crônicas e outras doenças que comprometam a imunidade
    • Professores de escolas públicas ou privadas(G1)
    CONTINUE LENDO


  • Quase metade do público-alvo de vacina contra gripe se imunizou na Bahia

    Foto: Reprodução / Pixabay

    Após mobilização nacional, apenas 254,3 mil brasileiros se vacinaram contra a gripe na Bahia. O número equivale a 46,97% do público-alvo da vacina. O índice estadual é menor do que o nacional. No Brasil, apenas 45% do público-alvo foi vacinado. A meta, neste ano, é vacinar 90% do público até o próximo dia 26, quando termina a campanha. No estado da Bahia, a adesão do público-alvo está em 39,17% entre as crianças; 56% trabalhadores de saúde; 48,58% gestantes; 56,64% puérperas; 45,16% indígenas; 49,81% idosos; e 45% entre os professores. A vacina está disponível nos postos de saúde desde o dia 17 de abril. “A vacina demora cerca de 15 dias para fazer efeito após aplicada, por isso é necessário que as pessoas, integrantes do público-alvo, se conscientizem e procurem os postos de saúde para se vacinarem antes do período de inverno”, aconselhou a coordenadora do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde.(BahiaNotías)



  • ONG lança serviço de checagem de dados sobre câncer para combater notícias falsas nas redes

    A disseminação de notícias falsas sobre câncer pode impactar de forma negativa pacientes em tratamento. Para combater a divulgação de informações erradas sobre a doença nas redes sociais, o Instituto Oncoguia, organização que dá apoio a pacientes com câncer, lançou um serviço de checagem de informações ao qual os internautas podem recorrer antes de compartilhar uma notícia sobre o tema.

    Funciona assim: ao se deparar com uma notícia sobre um novo tratamento ou uma nova forma de prevenção contra câncer nas redes sociais ou aplicativos de mensagem, a pessoa interessada pode encaminhá-la para o instituto para checar se aquela informação realmente procede. Basta enviar o link da notícia ou uma foto do texto que descreve o tratamento por WhatsApp para o instituto, no número (11) 98790-0241.

     

    O instituto encaminha aquela dúvida para médicos associados e responde, em até 48 horas, se aquela notícia é verdadeira ou falsa. Caso seja verdadeira, o internauta pode compartilhá-la com a hashtag #oncoguiaconfirma. Se for falsa, ele poderá avisar quem encaminhou a informação que aquilo não procede.

    A psicóloga Luciana Holtz, presidente do Oncoguia, diz que a circulação de notícias falsas sobre o câncer provoca confusão e pode levar a impactos graves no tratamento de um paciente e até fazê-lo consumir produtos que podem interagir com o medicamento oficial.

    “O paciente com câncer enfrenta em seu dia a dia uma batalha contra o tempo. Toda mensagem que aponta para uma cura vai impactar. Por mais que se tente ser racional e se questione se aquilo é verdade, isso mexe muito”, diz Luciana, que avalia que a disseminação de informações falsas sobre câncer tem aumentado com a popularização das redes sociais.

    Ela cita o caso do boato que circulou por WhatsApp e Facebook de que casos de câncer de tireoide em mulheres estariam aumentando por causa da realização de mamografias e radiografias odontológicas. A informação falsa foi divulgada em um vídeo e atribuída ao médico Drauzio Varella que, posteriormente, criticou a disseminação da história e destacou os prejuízos que o boato poderia ter na prevenção de câncer. (Fonte: Bem Estar)

    CONTINUE LENDO


  • Campanha de vacinação contra a gripe retorna nesta terça após feriadão

    Foto: Reprodução / Hospital das Clínicas

    Com o fim do feriadão, o esquema de vacinação contra a gripe retorna nesta terça (2), em Salvador, nas 126 unidades de saúde da capital baiana. O horário de funcionamento das unidades permanece de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. A campanha de imunização se encerra no dia 26 de maio. Idosos a partir de 60 anos, crianças de 6 meses a 5 anos, gestantes, mulheres que pariram nos últimos 45 dias, trabalhadores de saúde do serviço público e privado e portadores de doenças crônicas terão direito à vacinação gratuita. Como novidade, segundo informações do G1 BA, os professores também terão acesso gratuito neste ano. Para se vacinar, os profissionais da saúde e educação devem apresentar a caderneta de vacinação, um documento que comprove o ofício e o documento de identificação oficial com foto. Já o restante do público deve apresentar a identidade, o cartão de vacina e o cartão do SUS.



  • Schwarzenegger participa de feira de nutrição esportiva em São Paulo

    O ator Arnold Schwarzenegger em SP (Foto: Reprodução/ TV Globo )

    Arnold Schwarzenegger, astro da franquia "O exterminador do futuro" e ex-governador da California, participou na tarde desta sexta-feira (21) em São Paulo do Arnold Classic South America, uma das maiores feiras de nutrição esportiva do mundo. Ao chegar no evento, o ator concedeu entrevista coletiva na qual disse estar feliz por estar no Brasil e afirmou ter ganhado "milhões de dólares" por causa do esporte.

    "Realmente estou entusiasmado. O esporte me deu tudo, ganhei seis vezes o mister América, me tornei astro de Hollywood por isso. Ganhei milhões de dólares por causa do esporte. Hoje fico feliz em envolver crianças com meu esporte", disse.

    Esta é a quinta edição do evento de nutrição esportiva no Brasil, que começou nesta sexta-feira (21) e segue até domingo no Transamérica Expo Center, na Zona Sul de São Paulo. Pela primeira vez, o evento é realizado em São Paulo. Nos outros anos, a edição brasileira do Arnold Classic ocorreu no Rio de Janeiro. Além da América do Sul e da América do Norte, a feira também tem edições na Europa, na Ásia, na Oceania e na África.

    "É minha primeira vez em São Paulo. Sempre vim ao Brasil, mas ao Rio de Janeiro. Estou feliz por fazer esse evento pela quinta vez no Brasil", disse Arnold. "Cada ano o evento cresce, tem mais atletas, mas homens fortes, fisiculturistas, tudo mais superlativo", completou.G1.