• Vereador Alex rebate acusação de que teria fraudado livro de frequência da Câmara de Rio do Antonio

    Foto: Fabiano Neves / Destaquebahia

    O vereador Alexandre Leite Alves (PSD) de Rio do Antônio, repudiou nesta quarta-feira (29), em contato com o Destaque Bahia que lhe concedeu o direito de resposta, após ter veiculado a matéria onde o mesmo foi denuciado sob a acusação que teria assinado de maneira fraudulenta a sua frequência na sessão da Câmara de Vereadores do dia 06 de novembro; e deu a sua versão dos fatos. Segundo Alexandre, na intenção de criar sérios problemas para o seu mandato o presidente da Casa, André Berkovitz criou uma sessão no livro de ata para dia 6 de novembro, porém nenhum vereador foi comunicado sobre a reunião, inclusive, ele. O vereador Alexandre disse que no dia 26 de outubro ocorreu uma sessão da Câmara na qual o presidente não estava presente e quem presidiu a sessão foi o vereador Salvadozinho. Ele disse ainda que quando terminou a sessão foi combinado que como dia 2 de novembro seria feriado a sessão passaria para o dia 9 de novembro e está gravado na sessão do dia 26. O parlamentar Alexandre contou que André Berkovitz fraudou a sessão do dia 6 de novembro e ainda esqueceu-se de assinar no livro de frequência. Pois, depois desta data ocorreram duas sessões no dia 9 e no dia 16 de novembro e após esses dias que o presidente teria preenchido a ata de frequência. “Não fui à sessão do dia 6 de novembro. E o livro de frequência está irregular e uma perícia vai ser realizada. Vou provar que o presidente fraudou uma sessão da Câmara sem comunicar aos vereadores. No dia 6 de novembro não houve sessão e nenhum vereador compareceu, pois não foram avisados da existência da mesma”, relatou o vereador Alexandre Leite Alves.




MAIS NOTÍCIAS