• Organismo vivo mais pesado descoberto em 2017 é brasileiro

    Um grupo de cientistas do centro de botânica inglês Kew Science descobriu uma nova espécie de árvore, que pode ser o organismo vivo mais pesado descoberto em 2017.

    Denominada Dinizia jueirana-facao, a árvore da família das leguminosas pode chegar a 40 metros, tem um peso estimado de 62 toneladas e é encontrada apenas numa área estreita de Mata Atlântica, no Estado do Espírito Santo. Apenas 25 exemplares da espécie foram catalogados até o momento. A exígua quantidade existente reforça o alerta sobre o risco de extinção e a necessidade de preservá-la.

    No blog do grupo científico, Gwilym Lewis, líder da organização, escreveu sobre a esperança de que a divulgação da descoberta auxilie na preservação do vegetal e do seu habitat, já que a Mata Atlântica é um dos biomas mais desmatados do Brasil. ‘’Fornecer um nome científico a essa espécie magnífica vai garantir que possa ser registrada apropriadamente e ajudar a destacar o seu estado ameaçado’’, defende.

    De acordo com a SUPERINTERESSANTE, atualmente, o título de organismo vivo mais pesado do mundo pertence a um álamo de fungos — apelidado de Pando — localizado no Estado de Utah, nos Estados Unidos. O conjunto de fungos, originado de um único cogumelo, pesa 6.600 toneladas, ou 45 baleias-azuis. (VEJA.com -)




MAIS NOTÍCIAS