• Moradores de comunidades rurais e bairros da cidade protestam contra o presídio

    Os manifestantes atearam fogo em pneus e bloquearam os dois sentidos da písta. Foto: FAbiano Neves / Destaquebahia.com.br

    Contrariados com a construção do Conjunto Penal de Brumado, que possivelmente será construído nas suas proximidades, os moradores das comunidades: Penha, Pebas, Furtuoso, Malhada Branca e adjacências, resolveram fazer um protesto na tarde desta segunda (23).
    Dezenas de pessoas das referidas comunidades, bloquearam a pista nos dois sentidos colocando fogo em pneus. Com faixas e cartazes, os protestantes se diziam indignados com a construção do conjunto penal, que segundo eles ficariam em seus “quintais”; mais ainda com os vereadores que se diziam representar as comunidades, dando ênfase ao vereador Catoze e Agno Meira, ainda segundo a presidente da associação dos Pebas, Marizete, as suas comunidades precisa é de centro de recuperação para menores, empresas, e melhorias nas ruas e praças, e não de presídio.
    “Eles querem trazer presídio para cá porque acham que os moradores da zona rural e dos bairros menos favorecidos  são bobos, engole tudo, mas eles estão enganados, vamos demonstrar isso nas urnas..” disse a manifestante.

         
                    O carro do deputado Marquinhos Viana foi cercado por manifestantes.
    O Deputado Estadual Marquinho Viana que passava no momento, tentou furar o bloqueio, atitude que exaltou os ânimos dos manifestantes, os quais cercaram o veículo do Deputado e começou a dizer “poucas e Boas” para o parlamentar. Mostrando serem pacíficos, após alguns minutos de desabafo perante o deputado, o mesmo foi liberado para seguir viagem.
    Após os protestos próximo á substação da Coelba, BR-030, próximo à rótula de entroncamento com a BA-262, os manifestantes desceram em caminhada sentido á cidade.

         

               Os manifestantes desceram escoltados pela polícia rodoviária até a cidade.




MAIS NOTÍCIAS