• Escola e creche do Bairro Baraúnas não abriram com temor de represálias

    Escola e creche do Bairro Baraúnas não abriram devido a boatos de represálias. Foto: Fabiano Neves / Destaquebahia.com.br

    Após o incêndio ocorrido na manhã de ontem (terça-feira) no Bairro Baraúnas, que segundo populares e a polícia pode ter sido uma retaliação por parte de pessoas ligadas aos quatro mortos em um motel em confronto com a Polícia na segunda – feira ( 11 ), sendo que um deles (Xinha) era foragido e principal responsável por ações criminosas não só em Brumado como em outras cidades da região, conforme apontou investigação policial -  os moradores do Bairro Baraúnas estão temerosos. Na manhã desta quarta-feira (13), a escola Ayrton Viana não abriu as portas  portas, bem como a única creche ali existente. Os rumores entre os moradores são de possíveis ações criminosas em resposta as mortes ocorridas na segunda-feira (11), motivo pelo qual as ruas se encontram desertas, e até alguns comércios deixaram de abrir.

           
                    A única creche do bairro também deixou de funcionar hoje.




MAIS NOTÍCIAS