• Com parada em Amélia Rodrigues, marcha do MST segue para Salvador

    Seis mil agricultores ocuparam BR-324 na manhã desta terça (Foto: Ed Santos/Acorda Cidade)

    Agricultores saíram de Feira de Santana rumo a capital baiana nesta terça. 6 mil participam de caminhada e pedem melhorias nos assentamentos.

    Cerca de seis mil agricultores rurais do Movimento Sem Terra (MST) deixaram o Parque de Exposições, no município de Feira de Santana, a 110 quilômetros de Salvador, e seguiram em caminhada rumo a Salvador na manhã desta terça-feira (10). A passeata, que deve durar seis dias, foi iniciada por volta das 6h30 e integra a Jornada Nacional de Luta pela Reforma Agrária.

    De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), os agricultores percorreram cerca de 15 quilômetros até a Estação Experimental da Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola (EBDA), no município de Amélia Rodrigues, onde estão acampados desde as 10h. A previsão dos participantes é de que a caminhada seja retomada na quarta-feira (11), por volta das 6h. 

    No trajeto até Amélia Rodrigues, os agricultores ocuparam uma das pistas da BR-324, sentido Salvador, causando um engarrafamento de cerca de oito quilômetros na região. Conforme a PRF, o trânsito nas imediações foi normalizado cerca de 30 minutos após o grupo ter parado na estação da EBDA. 

    A expectativa dos agricultores é de chegar na capital baiana na segunda-feira (16), quando pretendem entregar a pauta de reivindicações do grupo na Governadoria do Estado. Na pauta, os intregrantes do MST pedem melhorias nos assentamentos, criação de territórios livres do latifúndio e do agronegócio, como também investimentos na agricultura familiar.




MAIS NOTÍCIAS