• BR-122 sessenta anos de descaso

    CN / Foto: Reprodução

    Em 2013 o governo do Estado da Bahia encaminhou à Assembleia Legislativa um projeto de lei (de número 20288/2013) transferindo, entre outros, dois trechos de rodovias estaduais para que integrem a BR-122, a mais sertaneja das rodovias e, talvez por isto, a mais negligenciada ao longo do tempo.

    Ligando Montes Claros, em Minas Gerais, a Chorozinho no Ceará, a BR-122 possui dois longos trechos sem pavimentação. A transferência pretendida pelo governo da Bahia, contudo, NÃO atende ao trecho de Caetité, pois transfere trechos da rodovia BA-144, provocando um desvio a leste na BR e dotando de asfaltamento o trecho que liga Seabra a Juazeiro, beneficiando a cidade de Campo Formoso.

    De Seabra a Caetité, o vazio continua.

    Apesar de a engenharia ser uma ciência criada para eliminar obstáculos, tudo indica que o DNIT – o órgão federal encarregado de construir estradas – não irá tão cedo completar o trajeto da Rodovia do Sertão. Isto porque, entre Paramirim e Seabra há, justamente, um obstáculo que nossa engenharia e governantes continuam a tratar como intransponíveis: a Chapada Diamantina.

    Em razão disto o percurso original foi alterado, passando por Rio do Pires, Novo Horizonte e Ibitiara – ao invés de Érico Cardoso e Boninal. A alteração, contudo, ainda representa um “grande desafio da engenharia”.

    Em março de 2009 o DNIT abriu uma licitação para a obra, orçada em 980 mil Reais. O trecho a ser completado teria uma extensão de 664,4 km, a um custo previsto de R$ 1.476,35 por quilômetro, e seria concluído em... 120 dias.

    Passados mais de cinco anos, nem um centímetro foi começado, no trecho em questão. Completa-se, assim, seis décadas de descaso para com o sertão...

    Ou seria para com a região de Caetité, Paramirim, Igaporã e todas as outras cidades que com Caetité se irmanam?



  • Carros apreendidos pegam fogo em frente a Companhia da Policia Militar

    As chamas foram controladas antes de atingir outros veículos. (Foto: Alessandro / L12 Notícias)

    Três veículos apreendidos pela polícia militar de Livramento de Nossa Senhora pegaram fogo, na madrugada desta sexta-feira (18). Os carros estavam estacionados numa área externa na frente da sede da 46ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) da cidade. Um inquérito deverá ser instaurado para investigar as causas do incêndio. Informações dão conta de que o fogo começou por volta das 2h e cerca de algumas horas depois a policia conseguiu controlar as chamas. Apesar do susto, somente houve danos materiais.



  • Em clima de muita alegria, alunos da São Tarcísio festejaram a Páscoa

    Os pequeninos entraram no clima da Páscoa e fizeram a festa! Foto: Kêu Souza

    Em clima de muita festa, com direto á brincadeiras e Ovos de Páscoa, o Centro Educacional São Tarcísio, proporcionou ás criançadas uma manha e tarde de muita alegria.
    Os alunos de ambos os turnos, entraram no clima, com toda a criatividade dos professores, eles se pintaram e ficaram á caráter para comemorarem essa data tão especial que é a Páscoa.

              

    As crianças se esbaldaram e, ainda levaram para casa a lembrancinha mais aguardada “deixados exclusivamente pelos coelhinhos” os Ovos de Páscoa. Clic aqui para ver mais fotos.



  • ‘Nessa guerra não teve vencidos, só perdedores’, diz titular da SSP sobre fim da greve

    BN / Foto: Mateus Pereira/ GOVBA

    O secretário de Segurança Pública do Estado, Maurício Barbosa, comunicou que não tem razão para “comemorar” com o término da paralisação dos policiais militares, que durou três dias e registrou 39 homicídios, 50 prisões e uma série de assaltos e saqueamentos na capital e no interior. “Depois de um longo e duro processo, onde tentamos a todo custo evitar esse caos, os grevistas decidiram acabar a greve nas mesmas bases em que foi negociado com o governo antes da assembleia que decidiu pela paralisação”, declarou, em mensagem enviada a amigos pelo Whats App. “Nessa guerra não teve vencidos, só perdedores, principalmente a sociedade e a população do nosso estado. Comemorar agora é um ultraje àqueles que sofreram as consequências disso tudo”, avaliou. A categoria decidiu, em assembleia na tarde desta quinta-feira (17), pelo fim da greve após encontro entre representantes das associações dos trabalhadores, do departamento jurídico do governo, do comando da PM, da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-BA) e do arcebispo primaz do Brasil dom Murilo Krieger. As propostas integrantes do acordo entre os policiais e o governo ainda precisarão ser votadas pela Assembleia Legislativa.



  • Acidente de moto com vitima fatal na Avenida João Paulo I

    Destaquebahia / Foto: Arquivo familiar

    Segundo informações colhidas pelo Destaquebahia, um acidente de moto na tarde desta quinta-feira (17), vitimou fatalmente um jovem identificado como Thierre Amaral. Ainda segundo informações, o rapaz trafegava de motocicleta na Avenida João Paulo I quando em uma curva na rotatória nas proximidades do Almoxarifado da Prefeitura Municipal ele perdeu o controle da direção. Devido ao forte impacto, Thierre sofreu graves lesões no crânio. A vitima foi socorrido pelo Samu 192 e conduzida ao HPMN, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito. 



  • Após acordo, policiais militares decidem encerrar a greve na Bahia

    Contra-proposta do Governo foi elaborada durante a madrugada e apresentada aos líderes dos grevistas pelo coronel Alfredo Castro na manhã desta quinta (17), no Quartel dos Aflitos

    Os policiais militares da Bahia decidiram encerrar a greve deflagrada no início da noite da última terça (15). O coordenador-geral da Aspra, Marco Prisco, apresentou os itens da contra-proposta elaborada pelo Governo do estado, em assembleia realizada no Wet'n Wild, na tarde desta quinta-feira (17), e perguntou aos policiais se eles aprovavam. A maioria levantou as mãos, em sinal de que aprovava o fim da paralisação, gritando em coro "ô, ô, a PM voltou". 

    A contra-proposta do Governo foi elaborada durante a madrugada e apresentada aos líderes dos grevistas pelo coronel da Polícia Militar Alfredo Castro na manhã desta quinta (17), no Quartel do Comando Geral da Polícia, nos Aflitos. O arcebispo-primaz do Brasil, dom Murilo Krieger, foi convidado para participar da reunião e abençoou o acordo. 

    A categoria, que reúne pelo menos 34 mil homens na ativa no estado, reivindicava melhoria salarial, mudanças na política remunerativa, plano de carreira, acesso único ao quadro de oficiais, um Código de Ética, aposentadoria com 25 anos de serviço para a Polícia Feminina, aumento do efetivo, bacharelado em Direito para os oficiais, além de elevação de toda a tropa para o nível superior entre 2014 e 2018.

    A assembleia desta quinta-feira (17) contou com as diversas associações da categoria, como a Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares do Estado da Bahia (Aspra), a Associação de Praças da Polícia Militar do Estado da Bahia (APPM-BA) e a Associação dos Oficiais da Polícia Militar da Bahia (Força Invicta).

    Multa
    Na tarde de quarta-feira (16), o Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), sediado em Brasília, concedeu liminar determinando a imediata paralisação da greve dos policiais militares na Bahia, sob pena de pagamento de multa diária de R$ 1,4 milhões. A Justiça determinou ainda o bloqueio de bens de Marco Prisco, das associações envolvidas no movimento e de seus dirigentes. 

    A decisão foi tomada a partir de pedido urgente ajuizado por meio do Ministério Público Federal (MPF). Segundo a Justiça, o bloqueio de bens visa garantir o ressarcimento dos prejuízos causados aos cofres públicos, a exemplo do uso da Força Nacional de Segurança Pública para o estado. 

    Consequências
    Durante as 36 horas de greve dos policiais militares, 25 pessoas foram mortas e outras quatros ficaram feridas em Salvador, segundo o boletim diário de ocorrências da Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA). Entre as vítimas estão crianças, adolescentes e policiais militares. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, nas últimas 24 horas, houve um aumento superior a 100% no numero de agressões físicas por arma de fogo e branca na capital.

    Ruas ficaram desertas, lojas foram saqueadas e os pontos de ônibus ficaram vazios por conta do medo da população. Pelo menos 50 pessoas foram presas em flagrante por roubo a mão armada, arrombamentos e saques. Centenas de ônibus deixaram de circular para evitar ataques de vândalos e arrastões.  (Fonte: Correio)



  • Salvador: Bebê que teve o braço comprimido por garrote recebe alta e volta para casa

    Foto: Divulgação / FJS

    Após receber os cuidados necessários para sua recuperação, teve alta nesta quarta-feira (16) no Hospital Santo Amaro, em Salvador, o bebê que teve o braço esquerdo comprimido por um garrote (tira elástica) esquecido por uma técnica do Laboratório Diagnóstica, de Jequié. O fato aconteceu quando ele foi submetido a uma coleta de sangue, um dia após o seu nascimento, no dia 23 de março passado, na Santa Casa Hospital São Judas Tadeu. A Fundação José Silveira tomou todas as providências para prestar a assistência adequada ao bebê, com a transferência dele para o Hospital Santo Amaro, em companhia de familiares. “Após o choque, estou feliz em voltar com meu filho em boas condições para casa, depois de receber um atendimento excelente”, disse a mãe do pequeno Arthur, Daniela Novaes Santos. “Nós agradecemos porque houve o cuidado necessário e recebemos toda a orientação e o apoio por parte da equipe do Hospital”, comentou o pai do garoto, Sanderson Barreto dos Santos. “Estamos felizes por levar meu neto para casa são e salvo, após o apoio nota mil da Fundação José Silveira”, disse a avó de Arthur, Solange Pereira Barreto.



  • Donos de comércios ficaram de em frente aos seus estabelecimentos para evitar arrombamentos

    Devido aos arrombamentos os proprietários ficaram de prontidão para impedir que seus estabelecimentos fossem alvo dos meliantes

    Na tentativa de evitar que seus comércios fossem arrombado, situação que ocorreram em outros, comerciantes se uniram e ficaram de sentinelas em frente aos seus estabelecimentos até as 3h da madrugada. Os colegas comerciantes se uniram para defenderem um ao outro, caso os meliantes voltassem a agir. O clima só ficou mais tranquilo quando os mesmos presenciaram a viatura da polícia, que mesmo em greve, se viu obrigada a sair às ruas para proteger a comunidade e os comerciantes. E fizeram ronda durante toda a madrugada.



  • Mesmo em greve a Polícia foi às ruas para conter ações de marginais

    grupo detido no bairro Baraúnas com produtos provenientes de furtos. Foto: Polícia Militar

    Diante da situação em que os brumadenses viveram durante o dia e também a noite desta quarta - feira (16), a polícia militar não teve como não atender aos chamados das vítimas de meliantes, que colocaram terror na cidade, e saiu às ruas para evitar que a situação caótica viesse a tomar proporções piores. E diante das rondas que foram feitas a PM conseguiu recuperar produtos e deter algumas pessoas que que participaram de arrombamentos a estabelecimento s comerciais da cidade.



  • Polícia não pode fazer greve. Mas e daí?

    Por Giambatista Brito / Foto: Reprodução

    No Brasil o direito de greve é constitucional. Está lá no art. 9º da Constituição Federal: 

    "É assegurado o direito de greve, competindo aos trabalhadores decidir sobre a oportunidade de exercê-lo e sobre os interesses que devam por meio dele defender" 

    Também na constituição lá no seu parágrafo 5º pode-se ler "Ao militar são proibidas a sindicalização e a greve". Ou seja, todo trabalhador pode organizar-se e fazer greve, não podem bombeiros e PM's que atendem ao regime militar. Mas nem no Brasil, nem em lugar algum do mundo, as leis valem alguma coisa só porque estão escritas. 

    Apesar do "direito constitucional" as greves na iniciativa privada são sempre muito difíceis de ser decretadas porque nas empresas sempre vale o poder do patrão pronto pra demitir quem for mais atrevido ou falador. Não existe "estado democrático de direito" que regule ou coíba as práticas ditatoriais nas empresas privadas. Vale o assédio e o medo permanente de perder o emprego. E quando mesmo assim a indignação vence todas as barreiras e ganhas as ruas, a justiça via de regra logo vota sua ilegalidade. 

    Nos serviços públicos a greve também é garantida desde que nunca seja posta em prática. Não importa se o salário esteja congelado a anos, que os direitos das categorias sejam desrespeitados, nem nada, os servidores sempre são "privilegiados preguiçosos e insensíveis". Se fazem greve "sempre quem sai perdendo é a população mais pobre carente dos serviços públicos". E se no fim das contas os trabalhadores dos serviços públicos vencem a intimidação geral e irrestrita e cruzam os braços, lá vem a justiça que mais uma vez via de regra vota a ilegalidade. 

    Por fim, militares e bombeiros não podem fazer greve nem sequer se sindicalizar. Isso seria insubordinação, motim. E isso é inadmissível. Não por causa da segurança da população. Nada disso. A segurança pública não é, nem nunca foi a preocupação dos donos do Estado. Imagine você se cabos e soldados com acesso às armas que mantém a ordem descobrem o poder da greve. Isso não se pode admitir. Mas eis que a vida é bem mais cheia de cores do que as tintas podem escrever no papel.
     Pois é. Poder não pode. A "lei" não deixa. Mas e daí? O que temos que fazer é rediscutir todo o tema da segurança, inclusive trazendo a tona o debate urgente e necessário da desmilitarização da polícia.



  • Mais uma loja de móveis e eletrodomésticos é saqueada

    A onda de assaltos e saques continua em Brumado / Foto: Emanuel Fernandes / Destaquebahia

    Durante todo o dia na cidade de Brumado o clima foi de medo, pois, foi desencadeada uma onda de assaltos a estabelecimentos comerciais em diversos pontos da cidade. A noite chegou e o clima de medo aumentou ainda mais. Meliantes em grupos estão destruindo as portas das lojas e fazendo arrastão. Agora a pouco, por volta das 22h a rede de lojas Insinuante teve a porta arrombada e diversos produtos como: TV, computadores e aparelhos de som foram levados. O gerente que chegou momentos depois, tentou impedir que os elementos levassem os produtos e quase foi linchado, o mesmo teve o carro todo danificado pelos saquedores.

     

    A porta foi arrombada por volta das 22h 

     

    O gerente tentou impedir e teve o carro danificado



  • Meliantes quebram porta de vidro de loja e faz arrastão

    Saqueadores levaram diversos produtos da loja: Foto: Fabiano Neves / Destaquebahia

    Mais de 15 meliantes, segundo informações dos seguranças, quebraram uma porta de vidro de uma grande loja de calçados e confecções e saquearam diversos produtos, dentres eles, dezenas de celulares que estavam nas vitrines.
    O prejuízo só não foi maior, devido ao sistema de monitoramento da loja. Os seguranças compareceram rapidamente ao local e ainda conseguiram recupurar alguns dos produtos.
    Proprietários e funcionários estiveram fazendo a limpeza dos vidros que ficaram espalhados pela loja, devido a porta que foi quebrada.
     



  • Ministro da Justiça diz que greve da PM é ‘claramente inconstitucional’

    BN / Foto: Agência Brasil

    O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, lembrou, nesta quarta-feira (16), que a Constituição Federal não permite paralisações da Polícia Militar. De acordo com ele, a ação é "claramente inconstitucional". "As reivindicações podem ser legítimas, podem ser justas. Agora, quando elas se colocam contra a sociedade, contra o interesse público, trazendo insegurança e um clima social perverso, não podem ser tidas como legítimas", disse o ministro. "O Estado brasileiro não aceita que situações desse tipo se coloquem. A sociedade não pode aceitar que pessoas remuneradas pelos cofres públicos ajam dessa maneira", avaliou. A inconstitucionalidade da greve também foi confirmada, segundo o governador Jaques Wagner, pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa. A Justiça baiana já manifestou que a paralisação é ilegal e determinou a multa diária de R$ 50 mil para as associações que representam a categoria.



  • Greve da PM: Parentes de candidatos da oposição ao governo Wagner são assaltados em Salvador

    Parentes de Geddel e Souto foram assaltados. Foto: Betto Jr | Ag. Haack | BN

    Dois parentes de candidatos da oposição ao governo Jaques Wagner (PT) foram vítimas de bandidos na tarde desta quarta-feira (16), dia em que Salvador enfrenta a greve da Polícia Militar. A esposa do pré-candidato ao Senado pelo PMDB, Geddel Vieira Lima, foi assaltada quando estava na farmácia Drogasil, localizada na Rua Sabino Silva, no Jardim Apipema. Segundo informações do próprio Geddel, sua mulher, Alessandra, voltava do Hospital Aliança, onde levou o seu filho, Geddelzinho, de quatro anos, que estava com sintomas de resfriado, quando parou no estabelecimento para comprar remédios. No local, cinco homens armados roubaram os clientes presentes e um deles chegou a apontar uma arma para a cabeça da esposa de Geddel, que teve sua corrente e aliança levadas. Após o incidente, Alessandra teve uma crise de desespero, pois achou que o filho, Geddelzinho, não estava mais no carro e tinha sido levado pelos criminosos. Felizmente, não passou de um engano e o garoto, que ficou um pouco assustado, estava escondido no veículo. Além de Alessandra, Vitor Souto, filho de Paulo Souto (DEM), pré-candidato a governador, também foi assaltado quando saía do escritório de João Gualberto (PSDB), ex-prefeito de Mata de São João, localizado na Avenida Tancredo Neves, na região do Iguatemi. Os assaltantes levaram o celular e o relógio do filho do ex-governador baiano.



  • Acidente com vítimas fatais na BR - 030 depois da Vila Presidente Vargas

    Fotos: Fabiano Neves / Destaquebahia.com.br

    Um grave acidente ocorrido no início da noite desta quarta - feira (16) depois da Vila Presidente Vargas, próximo ao aeroporto Sócrates Mariani Bittencourt, vitimou fatalmente o engenheiro Flávio Soares, da empresa Barbosa Mello em Brumado, que presta serviço no Lote IV da Fiol, e a principio, um taxista de identidade até então desconhecida "Pela Situação em que se encontrava o táxi, não é possivel dizer com exatidão que só havia uma pessoa".

                

    Informações colhidas no local pela reportagem do Destaquebahia, junto a alguns colegas de trabalho de Flávio, dentre eles o vereador brumadense Alessandro Lôbo, dão conta de que Flávio estava indo passar o feriado com a família que reside em Sete Lagoas, mas a viagem foi interrompida por este grave acidente.
    O impacto foi tão violento, que o veículo em que Flávio estava (Um Fox) teve o motor lançado para fora, e o táxi ficou quase que irreconhecível.


                

    A polícia rodoviária esteve controlando trânsito e a polícia técnica compareceu para fazer a perícia e encaminhar os corpos das vítimas ao IML  de Brumado.