• Uesb cancela matrícula da estudante de Medicina que fraudou sistema de cotas

    (Foto:Reprodução)

    A estudante de Medicina da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB) teve sua inscrição cancelada por utilizar documento com informação falsa para ingressar na instituição. A decisão foi divulgada nesta sexta-feira (10), no Diário Oficial do Estado. O processo contra a estudante livramentense, Maiara Aparecida Oliveira Freire foi aberto logo após a estudante ser condenada, no dia 30 de março de 2016, a dois anos de prisão em regime aberto, por ter cometido o crime de falsidade ideológica. Devido a jovem ser ré primária, a pena foi convertida em trabalhos comunitários e pagamento de multa no valor de um salário mínimo.

    Na ocasião ela utilizou documento com informação falsa em que afirmava que morava em uma área de remanescente de quilombo de Livramento de Nossa Senhora para ingressar na universidade por meio das cotas. Durante o andamento do processo na Justiça, a própria Maiara confessou ter usado documento com informação falsa. Assinada pelo reitor Paulo Roberto Pinto Santos, a Portaria N° 0977 determina que Maiara Aparecida Oliveira Freire tenha a matrícula cancelada e, por consequência, ela perderá a vaga na instituição. A decisão não implica, contudo, na perda do conteúdo  ou seja, ela pode aproveitar as notas das matérias cursadas se passar em outro vestibular. A estudante vai recorrer da decisão da UESB, segundo informou a defesa dela. O advogado da estudante, alegou que Maiara foi induzida a um suposto erro pela pessoa responsável pelo setor de matrícula da universidade por ter exigido que a estudante morasse no quilombo.




MAIS NOTÍCIAS