• Em carreira solo, Paula Toller fará sua estreia no Festival de Inverno Bahia

    Foto: Divulgação

    Ela fez parte de uma banda que não podia ter um nome mais anos 80: “Kid Abelha e os Abóboras Selvagens”. O grupo integrou o chamado “Rock de Bermudas”, um estilo de rock mais divertido, feito pelas bandas cariocas da época. Seus primeiros hits seguiam a mesma linha light, com músicas como "Fixação", "Como Eu Quero", "Alice Não me Escreva Aquela Carta de Amor", "Eu Tive um Sonho" e "Te Amo pra Sempre". Os sucessos se perpetuaram em versões modernas ao longo dos anos, e ela, assim como a banda, amadureceu muito bem. No Palco Principal da 12ª edição do Festival de Inverno Bahia (FIB), Paula Toller, hoje em carreira solo, vai mostrar como se mistura charme, talento musical e diversão numa só receita. Estreante no Festival, Paula Toller trará para o evento um lado mais dançante do seu trabalho, com novos hits e músicas repaginadas da sua trajetória, resultado do seu mais recente projeto que contou com a mão afinada de Liminha, um dos maiores produtores do ramo fonográfico do país. Na noite do domingo, 28, a loura promete um som pop, poderoso e contagiante, uma extensão do vigor da sua fase madura – já cinquentona, acredite! –, apostando em novas formas de criar, renovando-se como artista e cantora após o fim da sua banda, em 2016. Paula Toller entra para o rol de grandes nomes da história do FIB provando que a ideia mais forte do Festival ainda é o seu maior segredo: misturar períodos musicais distintos, estilos e trajetórias de sucesso – novos e já consagrados - num só palco, para fazer um painel da produção pop brasileira, da melhor maneira. Ou seja, com muita diversão para o público e os maiores talentos da música.




MAIS NOTÍCIAS