• Dupla suspeita de praticarem vários assaltos no comércio brumadense são detidas pela polícia

    Os meliantes foram detidos na Rua Nazaré no Bairro Doutor Juracy

    Dois elementos foram detidos pela policia na noite desta quinta-feira (21), eles são supeitos de praticarem assaltos na cidade, sempre armados e agindo de forma violenta.
    Segundo informações preliminares obtidas pelo Destaquebahia, durante uma ronda pela cidade, os policias localizaram os supeitos, que após identificar a guarnição, tentaram fugir pulando vários muros; mais numa ação eficaz da PM, os bandidos foram detidos. Foi encontrado com os meliantes, uma quantia em dinheiro e um revolver de fabricação argentina, a arma teria sido a mesma usada no último assalto praticado por eles na quarta-feira (20), em uma loja na Avenida Centenário. Presos em flagrante, os mesmo foram conduzidos a delegacia e estão a disposição da justiça.



  • Irecê: Litro de cachaça é arremessado no teto da delegacia

    Irecê Repórter / Foto Reprodução

    Um homem a bordo de uma bicicleta arremessou um litro de cachaça no teto da 14ª Delegacia Territorial da cidade de Irecê. Segundo informações do repórter policial José Bastos, os presos ainda tentaram alcançar as telas de proteção do teto para pegar a bebida, mas policiais chegaram a tempo e recolheram o produto. Flagrantes como esse têm sido constantes na delegacia. Além de bebida, também são arremessados drogas e objetos cortantes.



  • Santa Luz: PF encontra mina de ouro ilegal

    Bahia Noticias / Foto Reprodução

    Agentes da Polícia Federal realizaram nesta quinta-feira (21) uma ação para desativar um garimpo ilegal de ouro que funcionava em duas fazendas, na cidade de Santa Luz, no interior da Bahia. Os policiais encontram 600 garimpeiros trabalhando na área, que não tem licenciamento ambiental ou autorização do Departamento Nacional de Pesquisa Mineral para funcionar, além de não pagar taxas e tributos relativos ao minério apreendido. De acordo com a PF, a Operação Santa Luzia foi iniciada após denúncias da atividade no local. O garimpo teve início após a ocupação de duas fazendas por integrantes de um movimento rural de trabalhadores sem-terra que, depois de algum tempo, descobriram a existência de ouro no interior das propriedades. Com a propagação da notícia e com algumas tentativas bem-sucedidas de localização de ouro, inúmeros garimpeiros migraram para o local. Os responsáveis pela extração serão indiciados, o que também pode acontecer com os compradores.



  • Seu sonho de ter um carro novo ou semi - novo agora tá fácil de se realizar

    Carros de diversas marcas e modelos com preços e condições especiais

    Foi inaugurada na tarde desta quinta-feira 21) em Brumado, a mais nova e moderna loja de compra e vendas de veículos – PREMIUM VEÍCULOS.
    A Premium Veículos Multimarcas, estará colocando a disposição dos brumadenses e de toda a região, veículos novos e semi – novos com as melhores condições de pagamento e os melhores preços do mercado automobilístico. Portanto, se o seu sonho é ter um carro novo ou usado vá até a Premium Veículos que o seu sonho se tornará realizado.
    Premium Veículos fica na Avenida Centenário (em frente ao posto de combustível São Cristóvão).
     



  • Feira de Santana: Mãe de criança atendida por médico cubano afastado defende profissional

    Diarista criticou médica que divulgou caso

    A diarista Gilmara Santos, mãe da criança que foi atendida pelo médico cubano afastado das atividades pela prefeitura de Feira Santana, defendeu o profissional nesta quinta-feira (21). Em entrevista à TV Subaé, ela diz que acredita que o médico se atrapalhou ao prescrever a receita, pois explicou a dosagem de maneira correta para ela.

    O médico Isoel Gomez Molina começou a trabalhar no posto do Programa Saúde da Família (PSF) no bairro de Viveiros há cerca de uma semana. Por conta da denúncia de que receitou uma dose excessiva para uma criança, ele foi afastado pela prefeitura, que afirmou ainda que um novo treinamento será feito com os profissionais do programa "Mais Médicos" na cidade, neste final de semana.

    A diarista Gilmara conta que o filho de 1 ano e 2 meses estava com febre e por isso o levou ao posto. No local, o médico Isoel aplicou uma injeção de antitérmico e em seguida prescreveu 40 gotas do medicamento dipirona para serem tomadas de 6h em 6h. A mãe da criança só descobriu a confusão na receita dois dias depois, quando o menino precisou ser atendido por outra médica.

    "A médica viu, pediu para mostrar à colega, eu peguei e dei na inocência, ela foi e postou na internet, uma coisa que é falta de ética", acusa. "Ele falou que era para dar 10 gotas. Mas só que o povo na zoada, na agonia, ele prescreveu na receita 40 gotas, mas só que ele me explicou direitinho", explica.

    O presidente do Cremeb, José Abelardo de Menezes, disse à TV Bahia que o procedimento correto caso um médico discorde da dosagem prescrita por um colega é que ele procure o conselho para denunciar o caso, dando início a uma apuração. Divulgar o caso na internet não é correto e um inquérito pode ser aberto contra a médica pelo Cremeb, se o caso se confirmar.



  • Colisão entre motos ceifa a vida de um jovem

    Mais uma morte trágica de um jovem nas ruas de Guanambi. O acidente aconteceu as dez e meia da noite desta quarta-feira, no cruzamento da Avenida Governador Nilo Coelho, com a avenida que dá acesso ao Bairro Novo Horizonte, próximo à Lagoa de João Amaral.
    Dois adolescentes em uma moto Honda de placa JMO 6317 saiam do Bairro Vomitamel pela Rua Visconde de Ouro Preto e segundo as informações e pelo resultado, invadiram a Avenida principal.

    O choque foi violento. A segunda moto, também uma Honda de cor preta e placa OLB 5161 era conduzida pelo jovem Ricardo Vilas Boas Caires, 20 anos de idade e morador na Rua Altimio Baliza 148 Bairro Lagoinha. O jovem Ricardo teve morte instantânea, uma ambulância do SAMU prestou socorro aos dois adolescentes identificados como Claiton Brandão dos Santos de 17 anos, que era o condutor da moto e o carona Pedro Vinicius de Castro Santos de 14 anos.

    Com diversas fraturas e traumatismo craniano, o seu estado é considerado grave. A vítima Ricardo Vilas Boas Caires é irmão do músico Frederico Souza, popular Freddão morto também em acidente de transito na estrada de Palmas de Monte Alto no dia 26 de outubro.



  • Real Calçados Loja 01 reinaugura nova loja

    A nova Loja da Real foi reinaugurada com muita alegria

    A REAL CALÇADOS LOJA 01 reinaugurou nesta quinta-feira (21) a sua nova loja, agora, com ambiente mais amplo, área destinada á crianças e diversas outras novidades que farão com que o cliente se sinta ainda mais satisfeito em fazer as suas compras, principalmente agora neste fim de ano.
    A rede de lojas Real Calçados se destaca pelas ótimas condições de pagamento, menores preços e modernidade em suas instalações.

    O gerente da Real Calçados Loja 01 (Adalberto) e a sua esposa
    Adalberto e a sua esposa (Administradores da Real Calçados Loja 01)

    Agora você de toda a região terá ainda mais motivos para comprar na Real Calçados Loja 01 que fica na Avenida Mourão Guimarães no centro comercial de Brumado.
    A reinauguração da Real loja 01, contou com DJ, grupo de danças, bonecos, foi uma verdadeira festa. “A loja dobrou de tamanho, diversificou seu mix de produtos, conforto, alegria, espaço para criança, é uma loja quase que um shopping para a família de Brumado e Região” disse o gerente Adalberto. Confira abaixo algumas imagens.
     



  • Feira de Santana: Médico cubano é afastado em Feira por

    Foto ilustrativa

    Um médico cubano que trabalhava pelo Programa "Mais Médicos", do Governo Federal, na cidade de Feira de Santana (distante a 108 km de Salvador) foi afastado, nesta quarta-feira, 20, pela secretaria municipal de saúde. Ele é suspeito de ter receitado, a uma criança, uma dose excessiva de um medicamento.

    O médico, que atua na unidade do Programa Saúde da Família (PSF), no bairro Viveiros, foi denunciado à Câmara de Vereadores da cidade. Conforme a secretaria de saúde, o afastamento do profissional é provisório até que a denúncia feita ao legislativo municipal seja investigada.

    De acordo com a denúncia, a dose receitada pelo cubano foi de 40 gotas para a criança, que pesa 10 quilos, o que é um exagero. No entanto, a criança não tomou o remédio, pois a mãe desconfiou que da dose indicada pelo médico.

    A secretaria informou, ainda, que os médicos que atuam pelo programa na cidade (11 deles estrangeiros) passarão por novo treinamento no próximo sábado, 22, e domingo, 23. (Fonte: A Tarde)



  • Chutes potentes selam empate entre Furacão e Fla no primeiro jogo da final

    Artilheiros da noite, Amaral e Marcelo disputam a jogada (Foto: Hedeson Alves/VIPCOMM)

    O empate, por definição, propõe igualdade. Mas, pelo regulamento da Copa do Brasil, o 1 a 1 entre Atlético-PR e Flamengo, no Durival Britto, em Curitiba, nesta quarta-feira, deixou os cariocas em vantagem e mais perto do título. Com o resultado e o gol marcado fora de casa, um 0 a 0 no Maracanã, na próxima quarta, será suficiente para levantar a taça. A torcida visitante, em minoria, saiu do estádio gritando "seremos campeões", mas os atleticanos sabem que nada está decidido. O time precisa de uma vitória (ou empate por dois ou mais gols), mas já superou o rival neste ano no Rio (4 a 2), pelo Brasileiro. Outro empate por 1 a 1 leva a decisão para os pênaltis.

    No duelo particular entre dois dos maiores artilheiros do país na temporada, Ederson e Hernane passaram em branco. Paulo Baier e Elias, os principais articuladores dos dois lados, também não chegaram a brilhar. Mas as redes balançaram em grande estilo. Foram chutes de longe, fortes e bem colocados. Pelo Atlético-PR, Marcelo marcou numa bomba de 126km/h. O gol do Flamengo foi do improvável Amaral, cão de guarda que anotou seu primeiro gol com a camisa do clube, numa finalização a 99km/h.

    - Venho trabalhando forte para isso, e se acontecer outras vezes vou ficar feliz. É um gol muito importante para mim e para minha família, é fruto de luta e determinação. Foi meu segundo gol na carreira, pelo que me lembro, e outro foi pelo Quissamã - afirmou Amaral.

    Os torcedores do Atlético-PR fizeram uma grande festa desde muito antes do apito inicial. Foram 15.494 pagantes (com renda de R$ 70.080). E chegaram cedo, fizeram vigília à espera da abertura dos portões, que acabou antecipada em 20 minutos. Na chegada do time, montou a rua de fogo, como é chamado o corredor de sinalizadores vermelhos para a entrada do ônibus no estádio. Dentro do Durival Britto, um mar de faixas, bandeiras e outros adereços para incentivar o Furacão. Para tentar escapar da pressão, o Flamengo colocou seus jogadores para passarem no meio da sua torcida na saída do ônibus. Na entrada para o aquecimento, mãos dadas e postura de união com os 1.700 torcedores que compareceram, e saíram confiantes na conquista do título.

    Os dois times jogam pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro, no fim de semana, antes de decidirem o título -  ambos em casa, às 17h de domingo. O Atlético-PR pega o lanterna Náutico, e o Flamengo encara o Corinthians.
     

    Duas bombas e dois gols

    Diante do caldeirão que era o Durival Britto, foi até surpreendente a postura dos times no início da partida. O Flamengo tomou a iniciativa de ficar com a bola, e o Atlético-PR recuou, esperando uma chance de dar o golpe mortal. Com Everton, Marcelo e Ederson em velocidade, a movimentação era constante. O Fla girava a bola, mas não encontrava espaços. Hernane, para buscar o jogo, passou a ir à intermediária, onde sua produtividade não é a mesma. Passou o primeiro tempo escondido.

    A torcida do Furacão chegou a se silenciar por uns instantes, mas explodiu novamente aos 17 minutos. Paulo Baier recebeu a cobrança de lateral na esquerda e acertou passe para Marcelo. O atacante cortou para o meio e soltou a bomba. A bola, apesar da grande velocidade, passou pelas mãos de Felipe, que não conseguiu espalmar. O goleiro voltou ao time quase um mês depois de torção no joelho esquerdo que o obrigou a passar por uma artroscopia.

    Após o golpe, o Furacão cresceu e adiantou suas peças. O Flamengo tentou se recuperar, e a tarefa foi facilitada quando o empate chegou de uma das formas mais improváveis. Amaral dominou a bola na intermediária, e ninguém foi marcá-lo. Escalado com prioridade para destruir, o volante avançou, armou, e atirou com precisão uma bomba ainda mais inapelável do que a do gol rival. Na comemoração, o pitbull rubro-negro - apelido dado pela torcida, que ele abraçou - caminhou em quatro patas, como se dominasse o terreno adversário. O jogo, então, caiu um pouco de ritmo e ficou embolado no meio-campo. O gramado, duro e desnivelado, não ajudava. O time carioca, que perdeu André Santos e Chicão por lesão na etapa inicial e precisou forçar duas substituições, ganhou tempo para respirar e se reorganizar no intervalo.
     

    Boas chances dos dois lados

    No duelo de dois dos atacantes mais produtivos do Brasil nesta temporada, Ederson e Hernane tiveram poucas oportunidades. O atleticano só conseguiu sua melhor oportunidade no segundo tempo, uma cabeçada que foi para fora. No minuto seguinte Hernane rebateu, com um chute que obrigou Weverton a defesa. Em velocidade, Marcelo quase fez o segundo, mas Felipe salvou bem. E tudo isso em menos de 15 minutos. O Furacão precisava de mais um gol, e Vagner Mancini lançou o atacante Dellatorre no lugar do lateral Pedro Botelho. O volante Zezinho foi ocupar o setor na defesa.

    Normalmente o responsável pela saída de bola e chegada ao ataque, Elias esteve sumido na partida, e Luiz Antonio assumiu a função. Em uma dela, fez grande jogada, passou por três adversários, mas, em vez de cruzar para Hernane, sozinho na área, preferiu o chute. O Brocador foi ao desespero. O jogo ficou aberto, sem muita marcação, com ataques lá e cá, mas os erros, no passe final ou na finalização, prejudicaram a produção dos times. Léo Moura, livre, isolou. Ederson, na área, jogou de zagueiro e cortou a bola. Luiz Antonio cobrou falta com muito perigo. Paulo Baier, sumido no segundo tempo, acabou substituído por Maranhão. O Furacão apertou no fim em busca do gol, mas o Flamengo segurou o empate. (Fonte: GLOBOESPORTE.COM)



  • Vento forte provoca destruição em Lava Jato

    Uma Cobertura também foi atingida e desabou sobre um carro que ali estava

    Um forte vento na tarde desta quarta-feira (20) causou grande estrago em um lava jato localizado na Rua Ernesto Carneiro (Próximo a saída para Livramento).
    Parte do muro veio ao chão com a força do vento e até uma cobertura que era destinada a guardar veículo também foi atingida e desabou sobre um dos carros que ali estava.
    O proprietário do Lava Jato disse que o vento foi rápido, mas foi o suficiente para lhe causar um prejuízo que dentro das suas condições foi grande. Esse é o terceiro caso de vento forte em Brumado que tem causado prejuízos a algumas pessoas, até a praça da prefeitura foi danificada com um desses vendavais.
    CURTA - NOS:



  •  Mobilização para a campanha “16 dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres”

    Destaquebahia.com.br / Foto: Reprodução

    A campanha “16 dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres” foi criada em 1991 por 23 feministas de diferentes países, reunidas pelo Centro de Liderança Global de Mulheres (CWGL), localizado nos EUA. Trata-se de uma mobilização educativa e de massa, que luta pela erradicação desse tipo de violência e pela garantia dos direitos humanos das mulheres. Atualmente, a campanha acontece em 159 países.

     

    No município de Brumado, o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) Chico Xavier, e a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Cidadania, aderiram a campanha que começa neste dia 20 de novembro e tem o seu encerramento em 10 de dezembro.

     

    Na programação dos 16 dias, acontecerão palestras com, assistentes sociais psicólogos, concurso de paródias, palestra com comandante da 34ªCIPM, Major Sílvio Berlink. E também caminhada pelas  ruas da cidade.



  • Paraná: Adolescente e criança posam para fotos com capuz e armas nas mãos

    Foto da adolescente e da criança com capuzes e segurando armas estava em uma máquina fotográfica apreendida pela PM em uma casa em Terra Roxa (PR) (Foto: Polícia Militar / Divulgação)

    Policiais militares encontraram fotografias que mostram uma criança e uma adolescente vestidas com capuz e segurando armas. Um menino aparentando cinco anos aparece na imagem com um revólver calibre 32 e uma garota com cerca de 17 anos segura um revólver calibre 38. As fotos estavam em uma máquina fotográfica recolhida de uma casa em Terra Roxa no oeste do Paraná onde policiais militares cumpriam um mandado de busca e apreensão na segunda-feira (18). Outra foto mostra o nome de uma pessoa escrito com munição em meio a duas armas.

     

    Durante a vistoria, os policiais encontraram dois revólveres que podem ser os que aparecem nas imagens. Um homem de 29 anos e um adolescente de 17 anos foram levados à delegacia. Eles disseram que a criança e a adolescente são familiares de pessoas que moram na casa. Os dois devem responder por posse ilegal de arma. O mandado de busca e apreensão foi expedido pela Justiça a pedido do Ministério Público para auxiliar nas investigações sobre um menor baleado na perna por colegas enquanto manipulavam uma arma.

     

                                      Outra foto mostra nome escrito com munição de revólver
                                       em meio às armas (Foto: Polícia Militar / Divulgação)

     

    Segundo o delegado José Francisco da Silva, os policiais militares recolheram ainda vários aparelhos de telefone celular, toca-CDs, um notebook, um radiotransmissor, relógios, um tablet, roupas, aparelhos de DVD e uma máquina fotográfica digital, o que configura crime de receptação.

     

    O caso continuará sendo investigado pelo Ministério Público, que deve acionar a Vara de Infância e da Juventude e o Conselho Tutelar para que verifiquem a situação de risco e de vulnerabilidade envolvendo a criança e a adolescente.



  • Bahia é 7° estado que mais mata negros no país

    Por Francis Juliano / Foto: Reprodução

    Um estudo divulgado nesta terça-feira (19) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) aponta a Bahia na quinta posição em perda de expectativa de vida para homens negros. O dado é apresentado no trabalho “Vidas Perdidas e Racismo no Brasil”, que coloca também o estado na sétima posição em homicídios contra negros em todo o país, com um percentual de 47,3 para cada cem mil pessoas, enquanto entre os não negros o índice é de 11,3 para cem mil. No caso de perda de expectativa de vida para não brancos, a Bahia fica na 18ª colocação. O estado com maior percentual de assassinatos contra negros no país é Alagoas, com 80,5 para cada cem mil. Divulgado um dia antes do Dia da Consciência Negra, comemorado nesta quarta-feira (20) de novembro, o estudo calcula impactos de mortes violentas (acidentes de trânsito, homicídio, suicídio, entre outros) na expectativa de vida de negros e não negros, baseados no Sistema de informações sobre Mortalidade (SIM/MS) e no Censo Demográfico do IBGE de 2010. No mesmo período, enquanto a taxa de homicídios de negros é de 36 mortes por 100 mil negros em todo país, a mesma medida para os “não negros” é de 15,2. Para cada homicídio de não negro, são assassinados outros 2,4 negros. Ainda de acordo com o levantamento, entre 1996 e 2010, foi constatado que não só características socioeconômicas, a exemplo de escolaridade, gênero, idade e estado civil, são determinantes em mortes violentas, mas também a cor da pele. Segundo a pesquisa, a vítima “quando preta ou parda, faz aumentar a probabilidade do mesmo ter sofrido homicídio em cerca de oito pontos percentuais”.



  • Claro TV diz em fatura que cliente é 'Otário Chorão' após pedir desconto no plano

    Bahia Noticias / Foto Reprodução / Informações G1

    A conta do mês de novembro da televisão por assinatura do empresário César de Medeiros, 42 anos, de Campo Grande, chegou em sua residência com uma surpresa que ele considerou “desagradável”. A fatura, gerada pela empresa Claro TV, estava com o nome de destinatário “Otário Chorão”. Medeiros desconfia que um atendente da companhia de TV por assinatura alterou o cadastro depois que ele ligou para pedir desconto no plano. Por meio da assessoria, a empresa informou que esse tipo de conduta não está de acordo com os princípios e valores da companhia e por esse motivo adota todas as providências para solucionar a questão. De acordo com o empresário, ao pegar a correspondência na caixa de correio junto com várias outras, o nome ao qual estava destinada passou batido. “Acabei lendo Otávio no lugar de Otário”, contou em entrevista ao G1. No entanto, ao olhar com mais atenção, percebeu os adjetivos e em seguida, pelo endereço, viu que estava destinada a ele. “Eu achei que fosse brincadeira, mas depois fiquei indignado”, disse. Foi então que Medeiros lembrou-se da ligação que fez para pedir redução na mensalidade, após ver uma propaganda que oferecia o mesmo tipo de assinatura que ele contratou, mas com valor menor.  Assinante da Claro TV há dez anos, o empresário questionou o motivo de não poder pagar valores menores e foi informado que teria que cancelar e depois recontratar o plano, pois assim teria o desconto dado aos clientes novos. “Começou tudo aí. Paguei pelo cancelamento e depois pela ativação”, relatou. A princípio, o empresário diz que não pretende processar a Claro TV. "É uma situação que chateia. Talvez se um processo contra eles for impedir que outros clientes passem pelo que eu passei, eu até entro [com a ação]. E se ganhar dinheiro de indenização eu entrego para doação. Graças a Deus não preciso de dinheiro dessa forma", afirmou.
     



  • Diferença entre traficante e político corrupto é apenas o tipo de violência, diz delegado da PF

    Bahia Noticias / Foto Reprodução

    O colarinho branco representa risco tão grave para o Brasil quanto o tráfico de drogas, na avaliação da Polícia Federal (PF). No combate ao crime organizado, a corporação coloca em um mesmo plano e peso o comércio de entorpecentes e as fraudes contra o Tesouro. O superintendente da PF em São Paulo e ex-diretor da unidade para combate ao crime organizado, delegado Roberto Ciciliati Troncon Filho, só vê uma diferença entre os dois grupos: a violência. “De um extremo, as organizações armadas, cuja ação está diretamente relacionada com a violência urbana e que tem como sua principal fonte de renda a exploração do tráfico ilícito de drogas e são responsáveis pela disseminação do crack em nosso país. No outro extremo estão as organizações criminosas não violentas, também conhecidas de colarinho branco, grupos que se dedicam a fraudar os recursos públicos, a desviar recursos públicos que deveriam ser destinados para as áreas essenciais do Estado, educação, saúde, transporte, a própria segurança pública”, disse, em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo. Ele adverte para as consequências do outro tipo de organização criminosa, a do colarinho branco. “As ações desses grupos, ao fraudar licitações, ao desviar recursos que deveriam ser destinados para áreas essenciais do Estado, embora não sejam violentas, embora não haja violência contra a pessoa no ato criminoso, existe indiretamente uma violência tremenda e muito abrangente, porque o dinheiro público deixa de chegar para construir uma nova escola, para melhorar o sistema de saúde”, condenou. Troncon ressalta que “milhões e milhões de brasileiros que dependem do Estado acabam não tendo, ou tendo de forma precária, esses serviços essenciais, porque os recursos que deveriam ser destinados para sua melhoria são carreados para benefício pessoal (do colarinho branco), remetidos ao exterior, para paraísos fiscais”.