• Menores tentam fugir da polícia com moto roubada, dão de cara contra um muro e vão parar no hospital

    Os dois menores foram conduzidos com ferimentos leves ao Hospital Magalães Neto. Foto: Fabiano Neves / Destaquebahia.com.br

    Em diligência na tarde de ontem (03) nas proximidades do Bairro São Jorge, uma guarnição da Polícia Militar identificou dois jovens em uma motocicleta com atitude suspeita. Ao notar a aproximação da viatura os ocupantes da motocicleta empreenderam fuga em alta velocidade sentido Bairro das Esmeraldas, a polícia iniciou uma perseguição aos suspeitos que próximo a Rua Hamilton Deolino Santos, depois de percorrerem cerca de dois quilômetros, o condutor da motocicleta não conseguiu fazer uma curva e bateu contra um muro. Os dois ocupantes caíram, a polícia deu voz de prisão e os conduziu com ferimentos leves ao Hospital Professor Magalhães Neto, onde, após receberem atendimento foram conduzidos para a delegacia. 

    Foi constatado na delegacia que a moto era furtada, os menores foram ouvidos e encaminhados ao Conselho Tutelar, que após serem ouvidos foram liberados novamente.



  • Doação de Filhotes Órfãos

    Por Paulo Esdras - coordenador do Movimento Cultural ABRACADABRA / Foto: Divulgação

    Seis filhotes ficaram órfãos após a mãe deles morrer em um atropelamento no bairro Mercado. Levados para os cuidados de uma protetora da ASPAB - Associação dos Protetores de Animais de Brumado - foram acolhidos por uma das moradoras do recinto de nome Mel que está amamentando com o pouco leite que ainda resta de seus filhotes que já foram adotados. Interessados em adotar um dos órfãos, entrar em contato pelo telefone 9992-2367.



  • Serviços da Justiça Eleitoral serão suspensos a partir de 20 de dezembro

    Serviços do órgão ficam indisponíveis até o dia 6 de janeiro de 2015. Título eleitoral não será emitido nos dias de recesso / G1 BA (Foto: TRE-SC/Divulgação)

    A partir do dia 20 de dezembro, a Justiça Eleitoral da Bahia entra em recesso de fim de ano. Por esse motivo, os serviços ficam suspensos em todo o estado até o dia 6 de janeiro.

     

    Entre as atividades suspensas, estão alistamento eleitoral, revisão (alteração de dados cadastrais ou local de votação), transferência (mudança de município) e segunda via do título. Também estão suspensas a realização de audiências e publicação de acórdãos, sentenças e decisões da Corte durante o período de recesso.

     

    De acordo com Justiça Eleitoral, o cidadão ou eleitor que precisar emitir certidão de quitação eleitoral para realização de CPF, passaporte e certificação de dispensa militar deve comparecer no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA) até o dia 19 de dezembro. Após a  data, os procedimentos estarão acessíveis ao público somente a partir do dia 7 de janeiro de 2015.

     

    Ainda conforme a Justiça Eleitoral, o eleitor em situação regular poderá obter a certidão de quitação eleitoral por meio da internet (www.tre-ba.jus.br), em qualquer horário do dia.

     

    Os Cartórios Eleitorais do Estado e os Postos de Atendimento da Justiça Eleitoral instalados na Casa de Justiça e Cidadania (CJC) e nos SACs Barra, Cajazeiras e Periperi também estarão fechados.

     

    O recesso do Judiciário é assegurado, em âmbito Federal, pela Lei 5.010/66, que, além de outras normas, fixa os feriados na Justiça Federal e nos Tribunais Superiores. Já na esfera regional, a medida está embasada na Resolução 419/14, da Presidência do TRE-BA, que suspende o expediente na Secretaria do Tribunal e nos Cartórios Eleitorais da Bahia.



  • Polícia Militar realiza blitz no centro da cidade

    Foto: Fabiano Neves / Destaquebahia.com.br

    A Polícia Militar voltou da realizar blitz, desta vez, na Praça Capitão Francisco de Souza Meira, em frente a igreja matriz. Questionado pela reportagem do Destaquebahia se a blits era devido a fuga de quatro presos no último dia 02 da carceragem da delegacia de Brumado, o Tenente Jailson disse que  a realização da blitz ostensivas é uma maneira de dar mais segurança aos cidadãos e independente dos acontecimentos ela sempre ocorre 'Claro que é também uma forma de tirar das ruas pessoas em débitos com a justiça,  foragidos ou não' disse o tenente. Carros e motos foram vistoriados, no entanto,  até o fechamento desta matéria não houve nenhuma apreensão.



  • Lei nacional que proíbe fumar em locais fechados entra em vigor

    Norma veta fumo em locais coletivos, exceto tabacarias e cultos. Qualquer propaganda de fumígeno passa a ser proibida.

    Entram em vigor nesta quarta-feira (3) as novas regras antifumo que proíbem fumar em locais fechados, como ambiente de trabalho e restaurantes, além de determinar o fim da propaganda de cigarros. Elas também extinguem os fumódromos em ambientes coletivos e ampliam as mensagens de alerta em maços de cigarro vendidos no país. Os fumantes não devem ser fiscalizados. Poderá ser punido somente o estabelecimento que desobedecer as normas. Locais de comércio e restaurantes, por exemplo, deverão orientar os clientes sobre a lei e pedir para que não fumem, podendo chamar a polícia quando alguém se recusar a apagar o cigarro. A lei antifumo foi sancionada pela presidente Dilma Rousseff em dezembro de 2011, após ter sido aprovada no Congresso Nacional, e foi regulamentada em maio deste ano. Conforme a lei, fica proibido o fumo em locais coletivos fechados em todo o país, com exceção das tabacarias e dos cultos religiosos. As regras preveem que as pessoas não poderão fumar em lugares públicos ou privados (acessíveis ao público) que possuam cobertura, teto, parede, divisórias ou toldos. Em varandas de restaurante com toldo, por exemplo, não será permitido o fumo, bem como na área coberta de pontos de ônibus. As normas também valem para narguilés ou qualquer tipo de fumígeno. Propaganda e embalagens

    Ainda de acordo com as regras, qualquer propaganda de cigarro será proibida, inclusive nos chamados “displays” (painéis para anúncios nos estabelecimentos comerciais). A única forma de exibição dos maços deverá ser em locais de venda, mas, ainda assim, com 20% do espaço ocupado pela mensagem de alerta. A partir de agora, 100% da face de trás da embalagem e uma das faces laterais terão que ter imagem e mensagem sobre os problemas relacionados ao fumo. A partir de janeiro de 2016, na parte frontal da embalagem, 30% do espaço será destinado a mensagens de alerta. Até então, esse tipo de mensagem só era estampada na parte de trás dos maços de cigarro.
    CONTINUE LENDO


  • Confira algumas das ocorrências polícias ocorridas na cidade

    Confira algumas das ocorrências registradas ontem (02) em Brumado.

    Indivíduos furtam residência com criança dentro:  Uma residência localizada na Rua José Álvaro Dantas, Bairro Maria José Viana, foi invadida na manhã de ontem por volta das 07h30min. Segundo informações registradas na delegacia local, indivíduos subiram no muro, desligaram a energia, cortaram a cerca elétrica e entraram dentro da residência; de onde furtaram uma sanduicheira e a quantia de R$ 500,00 (quinhentos reais). Os indivíduos praticaram toda a ação sem descobrir que havia uma menor dormindo em um dos quartos.

    Moto é encontrada abandonada em matagal no loteamento Malhada Branca. Uma guarnição da polícia encontrou abandonada em um matagal, no loteamento Malhada Branca, uma motocicleta Honda / CG Titan de cor vermelha. A mesma estava faltando peças e foi encaminhada para a delegacia.

    Mulher é assaltada na porta da casa no Bairro Jardim Brasil. Na noite de ontem, por volta das 20h uma menor teve os seu celular roubado por dois indivíduos, o fato ocorreu quando a menor chegava em sua casa e foi abordada por dois indivíduos, os quais chegaram em uma moto. Um deles com arma em punho obrigou a menor a entregar o celular.



  • Guardas municipais realizarão a Marcha Azul Marinho no dia 30 de janeiro

    Foto: Fabiano Neves / Destaquebahia.com.br

    Os guardas municipais têm buscado união com outras guardas de várias cidades da Bahia. No intuito de agregar valores e buscar alcançar objetivos propostos pela categoria junto aos gestores públicos. Participando de congressos, palestras e passeata, os guardas municipais de Brumado têm ganhado destaque na região, prova disso, é que alguns benefícios já foram alcançados junto ao executivo.

    Na última segunda-feira (01), representantes da categoria utilizaram a Tribuna Livre para divulgarem um evento que pela primeira vez acontecerá na cidade – A Marcha Azul Marinho. A qual acontecerá no dia 30 de janeiro, em passeata pelas ruas da cidade saindo da Avenida Centenário com destino ao a Câmara, onde, acontecerão palestras com representantes nacionais da categoria.  Guardas de outros munícipios já confirmaram presença.



  • Brasil sobe três posições em ranking mundial sobre corrupção

    O Brasil divide a 69º colocação com mais seis países: Bulgária. (Foto: Paulo Lisboa/Estadão Conteúdo), Grécia, Itália, Romênia, Senegal e Suazilândia

    O Brasil ficou em 69º lugar entre os 175 países avaliados pelo Índice de Percepção da Corrupção, divulgado nesta quarta-feira (3) pela organização Transparência Internacional, referência mundial no assunto. No ano passado, o país tinha ficado em 72º lugar entre 177 países. O relatório, feito desde 1995, é baseado em dados e pesquisas sobre corrupção, fornecidos por diferentes instituições e analisados por especialistas.

    O Brasil divide a 69º colocação com mais seis países: Bulgária, Grécia, Itália, Romênia, Senegal e Suazilândia. Em uma escala de 0 a 100, em que zero significa muito corrupto e 100 livre de corrupção, o país alcançou nota 43, um ponto a mais do que no ano passado.

    Nas Américas, o Brasil ficou em 12º lugar, atrás de países como o Chile e o Uruguai e à frente da Argentina e da Venezuela. No Brics (grupo de países em desenvolvimento), ficou atrás apenas da Alemanha (12º) e à frente da Índia (85º), China (100º) e Rússia (136º).

    Mais uma vez, a Dinamarca lidera o ranking como o país com o menor índice de corrupção no setor público. Alcançou nota 92. Em segundo lugar, está a Nova Zelândia, com 91. Completando a lista dos cinco primeiros colocados, estão a Finlândia em terceiro, a Suécia em quarto, e a Noruega e a Suíça, ambos em quinto lugar. (Fonte: Correio)



  • Foragidos da carceragem da 20ª Coorpin tem imagens divulgadas pela policia

    Dois dos quatro fugitivos são considerados de alta periculosidade / Foto: Divulgação

    Quatro detentos conseguiram fugir da carceragem da 20ª Coorpin, na manhã desta terça-feira (02). Os foragidos são Lucas Oliveira Souza, o (Pateta), Ricardo Ribeiro Feire, Ronê Souza Silveira, Weslei Souza de Jesus, (Negão de Alagoinhas). Segundo a policia os foragidos, Pateta e Negão de Alagoinhas são considerados de alta periculosidade. Com objetivo de recapturar os quatro detentos, foi divulgado pela policia Civil as imagens dos foragidos.    



  • Câmara pode liberar até nove armas por pessoa

    "Iniciativa garante aos brasileiros o direito à segurança e à defesa pessoal", diz Cláudio Cajado, relator do projeto / UOL / Congresso em Foco / Gustavo Lima / Câmara dos Deputados

    Um grupo de deputados se movimenta para aprovar, nos próximos dias, o Projeto de Lei 3722/2012, que modifica o Estatuto do Desarmamento (Lei nº 10.826/2003). Em resumo, o texto permite a posse de armas em casa, no local de trabalho (se for dono do estabelecimento) ou em propriedades rurais, aumentando o número de armas e munições por cidadão. A matéria será discutida nesta terça-feira (2), na comissão especial instalada na Câmara com o objetivo exclusivo de votá-la. Membros do colegiado querem aprová-la até o fim do ano, uma vez que a comissão será extinta com o início da nova legislatura, em fevereiro. Não há deliberação parlamentar durante o recesso de janeiro.

     

    O projeto estabelece normas para compra, posse, porte e circulação de armas de fogo e munições, definindo penas para eventuais violações das regras. Entre os pontos polêmicos da proposta está o que garante ao cidadão, sob certas condições, o direito de adquirir e portar na rua até nove armas de fogo. O texto também aumenta o número de munição para portadores de armamento: de 50 balas por ano para 50 balas por mês. A proposta enfrenta resistência do governo, que prefere manter as diretrizes da atual legislação.

     

    De autoria do deputado Rogério Peninha Mendonça (PMDB-SC), o projeto passou pela primeira audiência pública da comissão na última quarta-feira (26). E já pode ter seu relatório final encaminhado ao plenário daqui uma semana, tão logo seja realizada a segunda audiência, prevista para amanhã (quarta, 3). O relator, Cláudio Cajado (DEM-BA), chegou a apresentar uma nova versão para o projeto em outubro de 2013. Mas a discussão acabou ficando para este ano. E, se depender da comissão especial, desta vez será aprovado. O deputado trabalha em novo parecer.

     

    Procurado pela reportagem, Cajado preferiu não adiantar o teor de seu relatório. Por meio de sua assessoria, disse que aproveitará as duas reuniões desta semana para nortear seu parecer. Mas ele comentou o assunto, na última sexta-feira (28) em seu perfil no Facebook. “A discussão do tema é muito importante, visto que o Estado não consegue amparar a população e essa iniciativa garante aos brasileiros o direito à segurança e defesa pessoal. Mais uma vez, reforcei no encontro [na comissão] a minha posição como relator e cidadão brasileiro de analisar todas as sugestões das diversas entidades e adotar de forma democrática os anseios da população. Assim, mais um passo foi dado em prol da vida do cidadão brasileiro”, disse, sinalizando apoio à revisão do estatuto. Diversos seguidores do deputado na rede social manifestam apoio ao projeto de lei.

    “Por que um cidadão comum precisa ter nove armas e 50 munições por mês? O projeto é desastroso”, disse ao Congresso em Foco o cientista político e professor de Relações Internacionais Marcelo Fragano Baird. Coordenador de projetos do Instituto Sou da Paz para a área de Sistemas de Justiça e Segurança Pública, Marcelo apresentou em primeira mão a estesite um levantamento sobre as doações de campanha, por parte da indústria de armas e munições, para parlamentares que disputaram as eleições deste ano.

     

    O estudo mostrou que quase metade dos integrantes do colegiado foram financiados por fabricantes de armas. Entre os 24 membros titulares da comissão especial, dez receberam financiamento do setor em 2014 – e foram estrategicamente distribuídos pelos principais postos de comando do colegiado, diz o instituto. Entre eles estão os deputados Marcos Montes (PSD-MG), presidente da comissão; Guilherme Campos (PSD-SP), 1º vice-presidente; e João Campos (PSDB-GO), 2º vice-presidente (leia mais).

     

    Dedo no gatilho

    Na hipótese de a comissão especial não aprovar o projeto ainda nesta legislatura, os defensores da proposição estarão a postos na próxima. Como o ex-deputado Alberto Fraga (DEM-DF), que volta à Câmara em 2015. Coronel da reserva da Polícia Militar do Distrito Federal, Fraga foi um dos líderes da bancada contrária ao Estatuto do Desarmamento. Na audiência da última quarta-feira (26), ele disse que criticar as armas é “falta de argumento”. “É o cidadão que aperta o gatilho. A culpa não é da arma”, disparou.

     

    Diante dos requerimentos apresentados para mais audiências públicas, o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) pediu a palavra ao presidente da comissão especial, Marcos Montes, para se certificar de que o projeto vai à votação nesta quarta para evitar “medidas protelatórias”. “Ninguém tem esse compromisso de ter ou não ter medida protelatória. Acho que estamos buscando um consenso para acelerarmos este processo”, rebateu Montes. “É muito importante votarmos esse relatório.”

     

    Já o deputado Paulo Teixeira (PT-SP), membro da comissão especial, dirigiu-se ao relator Cláudio Cajado na audiência para reclamar que, na prática, o PL 3722/2012 revoga a lei vigente. “Nós temos bons efeitos do Estatuto do Desarmamento. Um dos bons efeitos é que tínhamos uma escalada dos crimes por arma de fogo no Brasil. E, depois do estatuto, paralisamos essa escalada e conseguimos diminuir as mortes praticadas por arma de fogo”, disse o petista, para quem a legislação “é um dos vetores de diminuição da violência”. “Onde não houve o cumprimento do estatuto e a política de segurança não foi boa, os homicídios continuaram altos.”

     

    Defensor contumaz do porte de armas, um dos membros da comissão contestou Paulo Teixeira. “Quero falar um pouco de vida real. Primeiro, dizer que, em relação à pesquisa, está resolvido no Brasil. porque nunca antes 60 milhões de brasileiros demonstraram na urna, claramente, a sua vontade – que tem sido negada pelo atual governo, de maneira peremptória”, criticou Onyx Lorenzoni (DEM-RS), referindo-se ao referendo que, em 2005, fez a seguinte pergunta: “O comércio de armas de fogo e munição deve ser proibido no Brasil?”. Venceu justamente o “não”, com 63,94% dos votos, contra 36,06% do “sim” (leia mais aqui).

     

    “São as ordens do Ministério da Justiça para delegado não conceder posse [de arma], não conceder porte; instrução para psicólogos reprovarem [requerentes de armamento] nos exames. Se tem um governo que não respeita a vontade popular é o que está instalado no Brasil hoje. Por isso, na minha opinião tem que revogar, mesmo, esse estatuto, e colocar uma lei mais equilibrada no lugar. Algum governo tem o direito de negar a Declaração dos Direitos Humanos? Está lá escrito: o ser humano tem o direito de ir às últimas consequências para manter o bem maior, que é a vida. O Brasil é signatário!”, protestou Onyx.

     

    Por sua vez, Alessandro Molon (PT-RJ) pediu a Cajado que fundamentasse seu relatório em pesquisas sobre segurança pública e uso de armas de fogo. “Parece-me que o que falta no debate é exatamente isso: quais são os números que levam a quais conclusões? Há afirmações, na justificativa do projeto, ou que foram apresentadas pelos membros das Mesas, que não se sustentam. Por exemplo, quando se faz referência a matérias do Jornal Nacional, como foi dito aqui [na comissão], isso não tem validade estatística alguma. Estamos falando aqui de política pública!”, alertou Molon, que tem reclamado da “pressa” da comissão em aprovar a matéria.

     

    Flexibilização

    No capítulo “disposições gerais”, o projeto diz que o número máximo de armas que o cidadão pode manter em sua propriedade, “excetuados os colecionadores, atiradores e caçadores devidamente registrados junto ao Comando do Exército”, é de “três armas curtas de porte, três armas longas de alma raiada e três armas longas de alma lisa” – na raiada, há ranhuras no interior do cano, para estabilização do tiro. “Não se incluem nestas quantidades as armas obsoletas”, diz o parágrafo único, referindo-se a armas antigas e tornando, na prática, ilimitada a quantidade de unidades para a posse.

     

    Continua vetado o porte de arma por cidadãos comuns em locais públicos com aglomeração, ou se o portador estiver sob efeito de substância entorpecente. Na definição de posse ilegal de arma de fogo, o projeto diz: “Possuir, deter, receber, manter, adquirir, fornecer ou ocultar arma de fogo de uso permitido ou restrito, sem registro, no interior de sua residência ou dependência desta, ou no local de trabalho, sem prejuízo das penas cominadas para algum outro crime cometido”. A pena fixada é de um a três anos de prisão se a arma for de uso permitido e de dois a quatro anos se for de uso restrito.

     

    O projeto flexibiliza as regras atuais e diminui os custos do processo para a concessão do porte de arma. O requerente deve ter ao menos 21 anos, apresentar documentos básicos e não ter antecedente criminal ou inquérito por qualquer tipo de violência. Além disso, deve fazer curso técnico e atestar sanidade mental. Atualmente, o cidadão deve comprovar a necessidade de ter uma arma para então requerer sua posse, submetendo-se a ditames burocráticos mais detalhados e o devido exame psicológico.

     

    Regulamentação

    Na justificativa de seu projeto, Rogério Peninha critica a tramitação do atual estatuto. “A par do grande impacto que causaria na sociedade brasileira, o Estatuto do Desarmamento ingressou no mundo jurídico sem a necessária discussão técnica sobre seus efeitos ou, tampouco, sua eficácia prática para a finalidade a que se destinava: a redução da violência. Fruto de discussão tênue e restrita ao próprio Congresso, sua promulgação ocorreu bem ao final da legislatura de 2003, ou, como identifica o jargão popular, no ‘apagar das luzes’”, diz o deputado.

     

    Ele defende novo “conceito” para o tema (“Estatuto de Regulamentação das Armas de Fogo”), e também menciona o referendo de 2005. “O desarmamento civil, portanto, é uma tese que, além de já amplamente rejeitada pela população brasileira – o que, por si só, já bastaria para sua revogação –, se revelou integralmente fracassada para a redução da violência, seja aqui ou em qualquer lugar do mundo em que implantada. Ao contrário, muito mais plausível é a constatação de que, após o desarmamento, muito mais cidadãos, indefesos, tornaram-se vítimas da violência urbana”, ponderou.

    CONTINUE LENDO


  • Populares encontram corpo de mulher boiando dentro de um anexo da subestação  da Embasa

    Segundo a PM, a vítima ainda não foi identificada, visto o avançado estado de decomposição do corpo / Blog do Marcelo / Foto: Reprodução

    Na manhã desta terça-feira(02), foi localizado o corpo de uma mulher boiando dentro de um anexo da subestação da Empresa Baiana de Águas e Saneamento S.A. (Embasa). O cadáver feminino estava vestido com uma camisa promocional que é vendida na cidade de Porto Seguro, onde ironicamente sugeria ‘afogamento’. O Corpo de Bombeiros efetuou o resgate do cadáver utilizando uma escada para ter acesso à vala no terreno íngreme. Segundo a PM, a vítima ainda não foi identificada, visto o avançado estado de decomposição do corpo, apenas sabe-se que é do sexo feminino. No local uma multidão de curiosos se aglomerou. A PM isolou a cena do crime aguardando a chegada do IML e dos agentes do DHPP (Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa).



  • Falsos padres ‘benzem’ casas e roubam fiéis em 30 cidades de São Paulo

    A aposentada Irene Simonetti foi roubada por um dos "padres" - ele levou mais de R$ 10 mil em joias (Foto: Reprodução/Bom Dia Brasil)

    Entre as vítimas está uma idosa de 80 anos. Enquanto ela rezava, ele foi ao quarto e furtou joias e dinheiro

    Falsos padres se apresentam a pessoas idosas religiosas e, com o pretexto de abençoar os moradores, entram nas casas e furtam objetos de valor. A quadrilha, que vem agindo desde o início do ano, já atuou em pelo menos 30 cidades paulistas.

    No último sábado, em Angatuba, o suposto padre fez-se passar por um enviado do vigário local e convenceu um fazendeiro a entregar uma imagem rara que levaria para uma bênção especial. Ele desconfiou do golpe após descobrir que o dinheiro que estava numa cômoda também foi levado.

    Muitas vítimas, envergonhadas, não dão queixa. Em Itararé, uma idosa de 80 anos caiu no golpe. Ela relatou que o “padre” a abordou alegando que agendava rezas de terços no bairro a pedido do vigário local. Ele entrou na casa, benzeu os cômodos e pediu à mulher que fizesse uma oração.

    Enquanto ela rezava, ele foi ao quarto e furtou joias e dinheiro. A Polícia Civil recomenda que as pessoas peçam a identificação antes de permitir que entrem em suas casas. O bispo de Itapetininga, dom Gorgônio da Encarnação, diz que padres não têm por hábito benzer joias ou dinheiro.



  • Carro fica preso em buraco em pleno centro comercial da cidade

    Foto: Afonso, leitor do Destaquebahia.

    A situação das ruas de Brumado já vem sendo questionadas há tempos, as buraqueiras, esgoto a céu aberto, dentre outros. Engana - se quem pensa que estes problemas só existem nos bairros afastados do centro da cidade. Prova disso, é que na manhã desta terça-feira ( 02 ) um motorista que tentava fazer um retorno, teve a péssima surpresa de ver o seu veículo cair em um buraco na Av. Mourão Guimarães, em pleno centro comercial da cidade. Um buraco que funciona como 'boca de Lôbo' estava oferecendo riscos já há algum tempo, devido a grade de proteção que há anos não é trocada ou tenha recebido algum tipo de manutenção. O veículo sofreu alguns danos, mas o motorista não se feriu. Os comerciantes cobram providências do setor de infraestrutura.



  • Andressa Urach acorda e diz que não sente dores, mas permanece na UTI

    Foto: Reprodução / Rede Record

    A modelo Andressa Urach continua hospitalizada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Conceição, em Porto Alegre, após enfrentar complicações decorrentes da aplicação de hidrogel. De acordo com informações divulgadas em suas contas nas redes sociais, a modelo acordou e afirmou não sentir mais dores nas pernas. No entanto, ainda não há previsão de alta. 

     
     



  • Ginásio Clemente Gomes presta homenagem ao 'Dia da Consciência Negra'

    ASCOM Prefeitura Municipal de Brumado / Sérgio Mauro

    Na última sexta feira, (28), o Ginásio Municipal Professor Clemente Gomes prestou uma homenagem ao dia 20 de novembro “Dia da Consciência Negra” dentro da Programação do “III Literarte 2014”. A data registra a luta de Zumbi dos Palmares à frente do Quilombo de Palmares pela libertação de negros escravos. Zumbi dos Palmares, como escravo foragido fundou o Quilombo de Palmares no Estado de Alagoas no ano de 1670. O Quilombo transformou-se em um referencial de proteção aos escravos em fuga e Zumbi reconhecido por suas habilidades marciais e um brilhante estrategista militar.

                

    O Ginásio Municipal Professor Clemente Gomes no Distrito de Itaquarai, registrou a data com o evento “Força, Resistência e Conquista: O Negro Tem sua História”. O Evento promoveu à importância da cultura negra e a influência dos afrodescendentes no Brasil de hoje. A cultura negra através de suas diversas manifestações como: expressão corporal, oral, coreografias, músicas, culinárias e poesias, influenciam todas as camadas da moderna sociedade brasileira. Com a participação de alunos e professores o evento apresentou 08 Stand’s e, em cada um, desenvolveu os aspectos culturais que marcam o nosso cotidiano ressaltando personalidades negras que se destacaram e se destacam na Literatura, Dança, Pintura, Escultura, Esporte e na Música.

                

    A equipe organizadora sob a Direção das Pedagogas: Elaine Cristina Pereira Cunha, vices Diretoras Maria das Dores Risério Amorim, Thayse Silva Machado e dos Coordenadores: Álisson dos Santos Leite e Tatiana de Jesus Andrade com a participação de todo o corpo Docente do ginásio com a integração dos alunos e dos servidores administrativos que se empenharam na organização. O evento alcançou plenamente seus objetivos educacionais transmitindo aos jovens estudantes, conhecimentos e as razões destas personalidades e datas serem oficialmente reconhecidas.

                

    Todos estão de parabéns, inclusive a Secretaria Municipal de Educação - SEMEC que prestigia e dá apoio integral a essas iniciativas visando o aprimoramento da cultura dos jovens brumadenses