• Radialista Emanuel Fernandes, consternado com a morte de Valdira, escreve texto de despedida

    O radialista brumadense Emanuel Fernandes, âncora do Jornal da 88 FM em Livramento, demonstrou profundo pesar ao tomar conhecimento do falecimento de Valdira, pessoa a qual teve a oportunidade de conhecer e por muitas vezes até ajudar. O radialista escreveu um texto de despedida em que diz: "É uma certeza que nasce com todos nós, a de que um dia partiremos desta vida rumo ao desconhecido. É o final inevitável que todos conhecem. Mas pouco importa quanto sabemos quanto esperamos e tememos esse adeus definitivo. Pois quando ele bate na porta de forma inesperada e leva uma pessoa que nos é querida, o choque é tremendo, horrível; como agora que minha amiga se foi, sem aviso, sem tempo para que eu preparasse o meu coração. É terrível dizer adeus, é triste e doloroso, e multiplicado até ao infinito quando esse adeus é eterno. Pois dói muito tomar consciência que jamais voltaremos a encontrar essa pessoa. Minha querida amiga se foi, partiu para sempre, e junto com a saudade que deixou no coração daqueles que a amam, ficou a sensação de impotência, e um luto carregado de saudade e confusão. Valdira você se foi, para sempre. O seu corpo desistiu da sua alma, e todos os que amam você deixaram de ter o privilégio da sua companhia. Mas entre nós você se mantém presente, através do amor e da saudade que deixou no coração daqueles que a amavam. E nas minhas memórias você continuará vivendo, e na minha saudade estará eternamente presente! Deus me fez uma pessoa privilegiada por ter te conhecido e poder reservar em minha mente muitas lembranças suas. Descanse em paz minha querida. Até sempre 'Val', com amor, com saudade", Emanuel Fernandes.




MAIS NOTÍCIAS