publicidade
 
publicidade
 
publicidade
 
comentários
ELISEU AURELIANO DA ROCHA em:
Um morre e outro fica gravemente ferido durante briga no município de Tanhaçu
 
 
Iana Lopes em:
Açougueiro vítima de acidente quando bandido empreendia fuga em Brumado, morre no hospital
 
 
Bernabe neto em:
Homem é morto pelo próprio sobrinho na zona rural de Aracatu; autor foi preso
 
 
José Silveira da Rocha em:
Governo do Estado publica edital de licitação para implantação do Sistema de Abastecimento de Água de Piabanha em Aracatu
 
 
 
curta nossa fanpage
11.05.2017 - BRASIL
 
C?mara aprova em 1? turno PEC que regulamenta vaquejadas
 
C?mara aprova em 1? turno PEC que regulamenta vaquejadas
Foto: Informativo Atitude
 

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (10) a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 304/17 que considera as vaquejadas como praticas não cruéis. Segundo informações da Agência Brasil, a proposta foi aprovada em 1º turno. Com a mudança na Constituição, as atividades desportivas que utilizem animais não são consideradas como cruéis, desde que sejam registradas como bem de natureza imaterial integrante do patrimônio cultural brasileiro. Outra condicional é a garantia do bem-estar dos animais. O texto foi aprovado por 366 votos a favor, 50 contra e 6 abstenções. Os deputados alinhados à defesa dos animais criticaram a PEC por entender que dá espaço para a prática de maus-tratos. A liberação das vaquejadas é polêmica – o Supremo Tribunal Federal (STF) chegou a julgar inconstitucional uma lei do Ceará que regulamentava a atividade, por envolver tratamento cruel aos animais. “O STF entendeu que deve prevalecer o direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, porque se trata de um direito que cuida de algo que diz respeito ao indivíduo, à sociedade e às futuras gerações, e, por essa razão, declarou inconstitucional a vaquejada pelo sofrimento que provoca nos animais”, defendeu o deputado Alessandro Molon (Rede-RJ). Já o deputado Danilo Forte (PSB-CE) defendeu que o texto salvaguarda um dado histórico do país. “Essa PEC é para resguardar a história do país, a bravura do vaqueiro e do homem nordestino. E também para reavivar uma força econômica muito importante para o povo brasileiro”. 

 
 
     
     
 
comentários
 

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

 
  Escrever comentário:
 
Nome:
 
E-mail (não será divulgado):
 
 Mensagem:
 
Voltar
 
outras notícias
 
21.Nov.2017 - Polícia apreende homem com espingarda e munições em Maetinga
21.Nov.2017 - Brumado: aluna se classifica no IV Concurso Para Escritores de Poesia e Redação 2017
21.Nov.2017 - Assaltante que atuava em Brumado, Tanhaçu, Ituaçu e região morre em confronto com a PM
21.Nov.2017 - Livramento: MP pede republicação de seleção simplificada
21.Nov.2017 - Paramirirm: homem é encontrado morto em ponte pelo irmão
21.Nov.2017 - Rússia proíbe a importação de carne bovina e suína do Brasil
21.Nov.2017 - Rui acelera ritmo de inaugurações no interior e pré-campanha acaba intensificada
20.Nov.2017 - Léo Vasconcelos, presidente da Câmara de Vereadores sanciona lei que eleva Umburanas, Samambaia e Arrecife a categoria de distritos
20.Nov.2017 - Homem morre ao ser atingido por uma carreta em Aracatu
20.Nov.2017 - Prazo de aditamento de contratos do Fies do 2º semestre termina hoje, 20
eventos
31.07.2017
Aniversário de 55 anos de Rio do Antônio 2017
 
04.07.2017
São Pedro de Guajeru 2017
 
 
publicidade
 
publicidade
 
Entre Gospel Destaque Bahia © 2017 - Todos os direitos reservados. Hospedagem e Desenvolvimento: HD Soluções