publicidade
 
publicidade
 
publicidade
 
comentários
Valda em:
Servidor do INSS de Vitória da Conquista é condenado por fraudes em concessão previdenciária
 
 
ELISEU AURELIANO DA ROCHA em:
Um morre e outro fica gravemente ferido durante briga no município de Tanhaçu
 
 
Iana Lopes em:
Açougueiro vítima de acidente quando bandido empreendia fuga em Brumado, morre no hospital
 
 
Bernabe neto em:
Homem é morto pelo próprio sobrinho na zona rural de Aracatu; autor foi preso
 
 
 
curta nossa fanpage
16.06.2017 - BRASIL
 
Operação contra facção no RN tem 21 mandados de prisão
 
Operação contra facção no RN tem 21 mandados de prisão
Penitenciária Estadual de Alcaçuz, maior unidade prisional do Rio Grande do Norte, é um dos locais onde são cumpridos mandados da operação Juízo Final (Foto: Ney Douglas)
 

Após quase dois anos de investigação, o Ministério Público do Rio Grande do Norte deflagrou nesta sexta-feira (16) uma operação contra integrantes de uma facção criminosa que coordenavam – de dentro de presídios – ações relacionadas ao tráfico de drogas, roubo de veículos, estouros de caixas eletrônicos, homicídios, estruturação da facção, entre outros.

 
 

Denominada Juízo Final, a operação busca o cumprimento de 129 mandados de busca e apreensão, 21 mandados de prisão e 24 conduções coercitivas. As medidas estão sendo cumpridas em Natal, Parnamirim, Ceará Mirim, Macaíba, Baía Formosa, Mossoró, Itajá, Felipe Guerra, Baraúna, Caraúbas, Martins, Pau dos Ferros, São Francisco do Oeste, Tenente Laurentino Cruz.

Também há cumprimento de mandados na Penitenciária Rogério Coutinho Madruga (Pav. 5), Penitenciária de Alcacuz, Cadeia Pública de Natal, CDP Zona Norte, Complexo Penal João Chaves, CDP Pirangi, Penitenciária Estadual de Parnamirim, CDP Parnamirim, Cadeia Pública de Mossoró, Presídio Mário Negócio, Cadeia Pública de Caraúbas, Presídio de Pau dos Ferros, CDP Patu, CDP Parelhas, CDP Jucurutu.

A investigação mostrou que os alvos comandam o tráfico de drogas de dentro dos presídios apresentando uma área de atuação em praticamente todo o sistema carcerário potiguar e mantendo articulações com integrantes da investigada facção em outros estados do Brasil.

Cadernos apreendidos apontam a relação dos integrantes da facção criminosa com data de batismo, função e número de telefones. Além disso, documentos com dados bancários foram apreendidos, o que colaborou para demonstrar a movimentação financeira do grupo.

Os alvos da operação vão responder pelos crimes de organização criminosa, tráfico de drogas, lavagem de dinheiro, entre outros. O material apreendido no cumprimento de outros mandados será analisado junto com o que já estava em posse dos promotores que atuaram na operação.(G1)

 
 
 
 
     
     
 
comentários
 

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

 
  Escrever comentário:
 
Nome:
 
E-mail (não será divulgado):
 
 Mensagem:
 
Voltar
 
outras notícias
 
16.Dez.2017 - Homem invade residência após roubo e é preso pela polícia em Ituaçu
16.Dez.2017 - Rio do Antônio: Waldenor e Deca buscam nova adutora, trator, desenvolvimento social e investimentos para a saúde
16.Dez.2017 - Anvisa divulga novas imagens de advertência para embalagens de cigarro
16.Dez.2017 - Homem é assaltado e agredido durante trabalho em Malhada de Pedras; caso foi registrado em Brumado
15.Dez.2017 - Operação Fim de Ano: Polícia cumpre mandados de busca e apreensão em Brumado; seis pessoas foram presas
15.Dez.2017 - APROVEITE AS PROMOÇÕES DE NATAL DA BELLA VISTA EMBALAGENS E FESTAS
15.Dez.2017 - Conquista: motorista se distrai, perde controle do veículo e cai em vala
15.Dez.2017 - Última votação do projeto que regulamenta 13º salário para prefeito, vice e vereadores aconteceu hoje, 15; projeto foi aprovado pela maioria
15.Dez.2017 - Polícia realiza apreensão de armas de fogo em Livramento
15.Dez.2017 - Quase mil alunos participam da formatura do Proerd em Guanambi
eventos
31.07.2017
Aniversário de 55 anos de Rio do Antônio 2017
 
04.07.2017
São Pedro de Guajeru 2017
 
 
publicidade
 
publicidade
 
Entre Gospel Destaque Bahia © 2017 - Todos os direitos reservados. Hospedagem e Desenvolvimento: HD Soluções