• Stan Lee, criador de heróis da Marvel, morre aos 95 anos

    Stan Lee em foto de 2002 — Foto: Reed Saxon/AP

    Stan Lee, roteirista e editor da Marvel Comics, morreu aos 95 anos. A filha de Lee confirmou a morte nesta segunda-feira (12).

    Ele passou mal em sua casa em Los Angeles, nos EUA, e foi levado ao hospital, onde morreu. Ele sofria de pneumonia e de problemas nos olhos.

    Stanley Martin Lieber nasceu em 1922, em Nova York, nos Estados Unidos. Ele começou a trabalhar com HQs, sob o pseudônimo de Stan Lee em 1939, contratado por John Goodman, fundador da Timely Publications e primo de sua mulher, Joan.

    O prolífico Stan Lee foi um dos nomes mais importante dos quadrinhos americanos ao criar super-heróis como Homem-Aranha, Thor, Hulk, X-Men, Pantera Negra, Homem de Ferro, Doutor Estranho e Demolidor.

    Roteirista e editor da Marvel, foi um dos responsáveis por transformar a empresa na maior editora de quadrinhos do mundo a partir de 1961.

    Após a mudança do nome da editora, primeiro para Atlas Comics, e depois para Marvel Comics, Lee revolucionou o mercado de quadrinhos ao modernizar o gênero de heróis com criações para um público mais velho, como o lançamento de “Quarteto Fantástico”.

    Com dramas familiares e heroísmos que utilizavam elementos de ficção científica, as histórias ajudaram na fama de personagens mais complexos e realistas da Marvel em relação à sua principal concorrente, a DC.

    O mesmo aconteceu com o Homem-Aranha em 1962, um jovem adolescente que dividia suas aventuras com problemas no colégio e contas a pagar, e que se tornou um dos heróis mais populares dos quadrinhos.

    Em parceria com artistas como Jack Kirby e Steve Ditko, Lee ainda criou outros personagens icônicos, como Hulk, Thor, Homem de Ferro e Demolidor.

    Em 1963, com a cabeça no movimento por direitos civis de negros no Estados Unidos, lançou os X-Men, uma equipe de mutantes que eram marginalizados e hostilizados pelos humanos.

    CONTINUE LENDO






  • Tiro de Guerra 06/024 recebe visita de inspeção do chefe da seção de Tiros de Guerra da 6ª Região Militar

    Foto: Divulgação | TG

    No dia 09 de novembro, o Chefe da Seção de Tiros de Guerra da 6ª Região Militar, Capitão José Alves Barreto, realizou visita de inspeção ao Tiro de Guerra 06/024 com o objetivo de verificar o nível da instrução, manutenção do material, documentação e as instalações da organização militar.

    Ele foi recebido na sede do Tiro de Guerra pelo Chefe de Instrução, Subtenente Edmundo de Souza Rocha.

    A formatura contou a presença do Subtenente/R1 Aloisio Fagundes Gomes (ex-instrutor e fundador das atuais instalações do Tiro de Guerra 06/024).

    Tiro de Guerra 06/024 recebe visita de inspeção do chefe da seção de Tiros de Guerra da 6ª Região Militar

    Foto: Divulgação | TG

    Seguindo o roteiro de visita os atiradores apresentaram o padrão de instrução alcançado através das oficinas de ordem unida, hierarquia e disciplina, camuflagem, fortificação de campanha, primeiros socorros e finalizando com uma oficina de treinamento físico militar.
    Na ocasião o Capitão José Alves Barreto, fez uma visita à prefeitura Municipal de Brumado, onde foi recepcionado pelo Secretário de Administração do município o Sr. João Nolasco.







  • Facebook fica fora do ar e Whatsapp apresenta erros nesta segunda-feira (12)

    Foto: Reprodução

    Facebook, Whatsapp e Instagram apresentam instabilidade na tarde desta segunda-feira (12). No app de mensagens, o erro é na hora de baixar imagens e o aviso exibido é "Falha no download - Formato do arquivo não é suportado". Já na rede social, ao tentar acessar o site, a mensagem exibida é "Sorry, something went wrong" ("Desculpe, algo deu errado", em tradução livre) O Instagram também está fora do ar para alguns usuários e apresenta problema para carregar as fotos e vídeos. O site DownDetector, que monitora relatos de erros, mostra que o Facebook saiu do ar no Brasil, Estados Unidos e alguns outros países da América Latina. A expressão "O Facebook" já é a mais comentada nos Trending Topics do Twitter no Brasil. Procurada pelo TechTudo, a empresa de Mark Zuckerberg ainda não se pronunciou sobre o bug em seus principais aplicativos.



  • Segundo dia de prova do Enem foi tranquilo na Bahia, afirma Secretaria de Segurança do Estado

    Foto: Divulgação | SSP

    Nenhuma anormalidade foi registrada, na Bahia, pelas equipes da Operação Enem 2018. Forças estaduais, federais e municipais estão, no Centro de Operações e Inteligência (COI) da Secretaria da Segurança Pública, base central do trabalho integrado.

    As mais de 1.000 câmeras da SSP, distribuídas pelo estado, estão sendo utilizadas para monitoramento dos locais de prova, no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), localizado no 2° andar do COI. Possíveis aglomerações, denúncias, obstrução de vias, entre outras possíveis ocorrências são resolvidas com o somatório de esforços. As provas foram escoltadas até o locais de aplicação e, após término, até o ponto definido previamente.

    "Assim como no primeiro dia de provas, disponibilizamos os nossos equipamentos para esta megaoperação. A Bahia, mais uma vez, é referência em parceria e conduta durante grandes eventos", enfatizou o secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa.







  • Bolsonaro nega proposta que aumenta o tempo de contribuição e criação de alíquota de 22% à Previdência

    Nas redes sociais, Bolsonaro disse que não é de autoria da sua equipe a proposta de aumento do tempo de contribuição e a criação da alíquota de 22% para o INSS.

    Na última quinta-feira (08), o presidente eleito Jair Bolsonaro disse, nas redes sociais, que não é da sua equipe a proposta de reforma da Previdência que estabelece um aumento do tempo de contribuição para aposentadoria integral, elevando o prazo para 40 anos. Ele também negou a autoria da criação da alíquota de 22% para o Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS).

    “Não são de nossa autoria como tentam atribuir falsamente”, destacou Bolsonaro. Ao longo da semana, em que passou a maior parte dos dias em Brasília, ele tratou do assunto com parlamentares, integrantes da equipe de transição e com o próprio presidente Michel Temer. A ideia é tentar garantir a aprovação, ainda este ano, de alguns pontos “possíveis” pelo Congresso Nacional. O presidente eleito chegou a defender a fixação da idade mínima de 61 anos para os homens e 56 para mulheres. O economista Paulo Guedes, confirmado para o Ministério da Economia, acredita que se houver avanços até dezembro, o futuro governo pode aprofundar outras questões mais polêmicas a partir de 2019, como a que trata da idade mínima.



  • Aos 18 anos, advogado de Brasília é mais jovem do país a defender caso na tribuna do STF

    Mateus Costa Ribeiro apresentou ação contra lei do RS e foi elogiado por Fachin.

    Aos 18 anos, o brasiliense Mateus Costa Ribeiro tornou-se o mais jovem advogado do país a defender um argumento na tribuna do Supremo Tribunal Federal (STF). A “estreia” dele na mais alta Corte brasileira ocorreu na última quinta-feira (08), com direito a elogio do ministro relator do processo, Luiz Edson Fachin.

    Formado na Universidade de Brasília (UnB), ele apresentou uma ação direta de inconstitucionalidade contra uma lei estadual do Rio Grande do Sul que proibiu revistas íntimas de patrões a empregados. “Rogo a vossas excelências que acolham o pedido definitivo desta ação direta e declarem inteiramente inconstitucional a lei questionada”, disse o jovem durante a sustentação oral. O caso não chegou a ser julgado no mesmo dia porque foi adiado. Para Fachin, o jovem advogado – que ele definiu como “ilustre causídico [advogado]” – já faz parte de um grupo seleto de advogados.

    Mateus entrou para o mundo da advocacia ao ser aprovado no curso de direito aos 14 anos. Entrou na UnB depois de conseguir uma liminar na Justiça autorizando o processo, e teve de fazer o ensino médio inteiro em 24 horas. Ele passou no exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) na primeira tentativa, depois de quatro anos de curso. De acordo com a OAB, se tornou o mais jovem advogado do Brasil.







  • Prefeito emite nota sobre os danos causados pela chuva em Brumado

    Foto: Destaque Bahia

    O prefeito de Brumado, Eduardo Vasconcelos, emitiu uma nota de esclarecimentos quanto aos estragos causados pelas chuvas no município. Os estragos foram identificados em diversos pontos da cidade, inclusive em locais onde o calçamento recém construído, ficou totalmente danificado. Além das ruas, também foi registrado o desabamento de uma pequena parte do muro do canal que está sendo construído na cidade.

    Prefeito emite nota sobre os danos causados pela chuva em Brumado

    Confira a nota:

    “Sertanejo é tão feliz

    Quando chove no sertão

    Quando a roça ta cheinha

    De arroz, mío e feijão”

    (Sertanejo do Norte Luiz Gonzaga)

    “Deixa chover... hoje, o sertanejo brumadense acorda mais feliz com a chuva, que graça nossa região.

    Quero dizer que muitas vezes na zona urbana alguns equipamentos públicos como calçamentos podem sofrer deteriorações, mas tudo isso é corrigido em seguida, após o fim das chuvas.

    Infelizmente, como existem pessoas que acreditam que tudo deve ser motivo para criticas (na maioria das vezes infundadas) à Administração Municipal estão polemizando a queda de uma pequena parte de contenção de um canal que está sendo construído em nosso município.

    A ideia da canalização é justamente proporcionar um fluxo das aguas de forma mais segura para seus destinos naturais preservando, assim, uma urbanização ordenada para se concretizar até mesmo o tão sonhado esgotamento sanitário da cidade.

    É com muito esforço e trabalho que o projeto municipal de conferir assistência a canais, que passam na cidade está sendo realizado. Assim, quero dizer aos que “puxam Brumado para baixo” que o trabalho vai continuar e que não se esqueçam de que “nada resiste à força do trabalho”.

    Destaco, ainda, que eventuais deteriorações serão recuperadas e que em se identificando que houve erro na execução dos serviços a própria empresa terceirizada arcará com os custos.

    No mais, deixa chover.... o sertanejo brumadense, sobretudo da zona rural agradece”.

    Prefeito emite nota sobre os danos causados pela chuva em Brumado






  • Caetité: Homem mata ex-esposa e fere mãe da vítima com golpes de faca

    Rômulo Renato Fagundes está foragido da justiça.

    No último domingo (11), um crime ocorrido na Fazenda Chão Duro, município de Caetité, deixou os moradores chocados. De acordo informações obtidas pelo Destaque Bahia, uma mulher identificada como Sabrina Gonçalves Ribeiro, de 36 anos, foi morta com golpes de faca pelo seu ex-marido, Rômulo Renato Fagundes. A mãe da vítima também foi ferida no momento do ocorrido. Uma guarnição da Polícia Militar compareceu ao local do crime com peritos, os quais removeram o corpo para a sede do DPT de Guanambi. Rômulo está foragido e a polícia se empenha para encontrá-lo.



  • Escola sem Partido na USP é impossível, diz reitor

    O reitor da Universidade de São Paulo (USP), Vahan Agopyan, diz que é impossível um projeto como o Escola sem Partido ser aplicado na instituição. Mesmo que a lei seja aprovada, ele afirma que a autonomia universitária, dada pela Constituição, permite com que as ideias de impedir discussões políticas, de gênero e sexualidade vinguem na mais conceituada universidade do País.

    Sua maior preocupação, afirma, é que “a sociedade não entende” a importância de uma universidade de pesquisa, como a USP. “Políticos dos dois lados afirmam coisas muito similares. De um lado, ensino é caro, então privatiza. De outro, o ensino superior é caro e precisamos fortalecer o básico. São dois discursos diferentes, mas o que querem dizer é que a universidade está cara e não precisamos dela.”

    Para ele, é preciso ficar claro que a USP contribui para o desenvolvimento do País e quem lucra com isso é a sociedade. Como consequência, não faz sentido para ele a cobrança de mensalidades. “O grosso dos nossos alunos é classe média baixa. Não vai poder cobrar U$ 75 mil dólares como Yale, nem os ricos brasileiros têm. A última vez que fizemos umas contas, para cobrar em proporção com que o aluno tem, as mensalidades não davam nem 8% do orçamento da USP.”

    Como o senhor vê a universidade nesse momento politico do País?

    Os problemas da sociedade repercutirem dentro da universidade é uma coisa natural porque ela é o locus ideal para discussões, debates e articulacoes de novas ideias. O que me preocupa é que está se criando um extremismo absurdo, isso começou a se refletir aqui dentro. Quando começaram a divulgar os resultados das eleições já estavam convocando nas redes sociais para comemorar a vitória e marchar para a Historia e Geografia. E então já passaram a chamar todos para defender Historia e Geografia. Era que nem torcedores gangsteres de time de futebol, marcando dia e hora para começar uma briga, chamando pessoas externas. Tivemos que intervir e fazer um controle seletivo nas entradas. Entraram uns 20 black blocks e 20 neonazistas. E tinha polícia. Como eram só 20 e 20 e uns simpatizantes, não deu nada. Se fossem 100, seria perigoso.

    Acha que isso pode se repetir?

    O que agora estou preocupado é que as discussões têm que ser mais acadêmicas. Preocupa? O que me preocupa é explicar o que é uma universidade de pesquisa para a sociedade. Acho que nós universitários ficamos um pouco afastados da sociedade. A sociedade não entende a gente. Se os políticos não entendem a univerisdade é porque a sociedade não entende. As universidades de pesquisa não são só para formar grandes profissionais, líderes, cidadãos. Não é só para fazer pesquisa. Somos um centro de discussão, de debates, de desenvolvimento de ideias que possam mudar a sociedade. Essa visao aqui no Brasil está sendo distrocida. As três universidades paulistas (USP, Unesp e Unicamp) são muito baratas. A USP é uma das 10 maiores universidades em produção científica do mundo e, comparando com as outras nove, nós somos uma fração do orçamento.

    O senhor diz isso pelas ideias que têm aparecido de cobrança de mensalidade?

    Isso é uma questão política. Você tem país comunista que cobra mensalidade, como a China, e tem país bem capitalista, como a Alemanha, que cobrava um pouco e agora não vai cobrar quase nada. A sociedade alemã, por exemplo, diz que o ensino superior é bom para o país, então ela quer que o ensino superior seja oferecido de graça, porque quem vai lucrar no fim é a sociedade. Outros países como EUA, Reino Unido, China, falam que quem ganha mais é que quem estuda e aumenta seu salário. Esse cara que vai ser beneficado e tem que pagar. Eu noto uma verdadeira dicotomia, políticos dos dois lados afirmando coisas muito similares. De um lado, ensino é caro, então privatiza. De outro, o ensino superior é caro e precisamos fortalecer o básico. São dois discursos diferentes, mas o que querem dizer é que a universidade está cara e não precisamos dela.

    O senhor defende o ensino gratuito?

     

    Não sou muito fanáticos pelos alemães, mas acho que ensino fortalece o País. Sim, gratuito. É falta de informação (não defender). Vai ajudar alguma coisa? Quanto representa para uma univerisade de pesquisa as anuidades? Sempre insignificante. Ah, tem aluno na USP que vem com carro importado. Deve ter um, dois, nove, mas temos 90 mil alunos. O grosso dos nossos alunos é classe média baixa. Não vai poder cobrar U$ 75 mil dólares como Yale, nem os ricos brasileiros têm. E nem R$5 mil daria. A última vez que fizemos umas contas, para cobrar em proporção com que o aluno tem, as mensalidades não davam nem 8% do orçamento da USP. Como agora já temos um numero maior de alunos de escolas publicas, pior ainda. A gente tem que entender: a universidade está contribuindo para o desenvolvimento do País? Se está, é um investimento.

     

    Com a eleição de João Doria e de Jair Bolsonaro, há algum risco para a universidade?

    Se a autonomia não for retirada, não vejo risco.

    Mas há risco de se tirar a autonomia universitária?

    Autonomia é uma decisão política. O risco sempre existe, principalmente nesse momento em que estão falando tantas coisas. Mas, em 30 anos de autonomia, foi comprovado que tivemos um desempenho muito bom, aumentamos a nossa produção científica, portanto contribuição para o desenvolvimento do País e do mundo, e aumentamos a qualidade dessa produção. Aumentamos o número de alunos e a diversidade. Melhoramos a nossa transferência de tecnologia. Todo indicador que vc pegar, as três universidades paulistas dispararam.

    João Doria disse semana passada que é favor do projeto Escola sem Partido. Qual sua opinião?

    Na universidade é impossível, pela genese da universidade. É um local de debate. No auge da ditadura os debates eram intensos aqui. Obedecemos às leis, mas coisas que ferem a autonomia da USP, a USP não precisa seguir. Isso fere. Porque a universidade é um locus de debate. Você não pode impedir. O debate é importante porque estamos formando cidadãos, nós formamos profissionais, mas o grande objetivo da USP é formar excelentes cidadãos e excelentes líderes. Não consigo imaginar um professor fazendo proselitismo para os alunos, mesmo quando o professor da um curso de Marxismo, mostra as críticas, faz parte da formação. 

    E se houver um clima de denuncismo?

    Denunciar para quem? Eu não vou criar um mecanismo de controle ideológico dentro da universidade.(Estadão)

    CONTINUE LENDO


  • ESPORTES

    Junior Brumado comenta chance perdida e desabafa contra ‘alguns torcedores’ do Bahia

    Junior Brumado comenta chance perdida e desabafa contra ‘alguns torcedores’ do Bahia

    Titular no empate contra o Vitória na tarde deste domingo (11), no Barradão, pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro, o atacante Júnior Brumado colocou uma bola na trave e perdeu outra grande chance no clássico. Após a partida, o atacante desabafou por conta das críticas.

    “Quero agradecer ao professor Enderson pela oportunidade e até a torcida do Bahia que está pegando no meu pé até agora nas redes sociais. É normal, se eu tivesse feito o gol sairia como herói. Vou até desabafar um pouco, muita gente invejosa tenta nos rebaixar, temos que conviver com isso. Alguns torcedores do Bahia, não todos, poderiam olhar por outro lado e nos apoiar, conversar, dar parabéns. A gente chegar dentro da casa do Vitória e não perder mais uma vez. São 10 jogos sem perder e eles ainda acharem ruim? É complicado”, lamentou.

    O atleta aproveitou para explicar a chance perdida sem goleiro: “Aquele lance com Ronaldo, a bola me enganou no momento que fui cabecear. Me estiquei todo, mas acabei só conseguindo deslizar, porque quando ela quicou no chão, acabou indo para frente”.

    O Bahia figura na 10ª colocação com 41 pontos. O time agora encara o Ceará na quarta-feira (14), às 19h (horário de Salvador), na Arena Fonte Nova, pela 34ª rodada do certame nacional. Suspenso pelo terceiro amarelo, Brumado não poderá atuar na partida. (Bahianotícias)



  • Polícia Civil prende homem que exercia ilegalmente a profissão de médio em Tanhaçu

    Saullo concluiu no ano passado o curso de Medicina, porém, por ter se formado na Bolívia, precisava ser aprovado no Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos.

    Na última sexta-feira (09), o Delegado de Polícia Civil Edson Souza prendeu Saullo Emídio de Almeida, de 27 anos, o qual se encontrava de plantão na UPA do município de Tanhaçu, exercendo ilegalmente a profissão de médico.

    Saullo concluiu no ano passado o curso de Medicina, porém, por ter se formado na Bolívia, precisava ser aprovado no Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituições de Educação Superior Estrangeira, conhecido como Revalida. Como não foi aprovado no Revalida, Saullo não possuía habilitação para exercer tal atividade no Brasil, o que o levou a utilizar irregularmente o nome e o CRM de outro médico devidamente habilitado.

    O referido indivíduo foi autuado no plantão da Delegacia de Polícia Civil de Brumado, pelo Delegado Cláudio Marques, pela prática dos crimes de falsidade ideológica e exercício ilegal da medicina. Ele permanecerá custodiado na carceragem da referida unidade policial até ulterior deliberação judicial.







  • Saiba o que levar e não levar para a prova do Enem de amanhã

    As provas do Enem 2018 voltam a ser aplicadas neste domingo (11). Os candidatos vão responder as questões sobre ciências da natureza e matemática. Ao todo, 5.513.726 estudantes estão inscritos. No último domingo (4), 4,1 milhões de estudantes fizeram o exame, registrando-se o menor percentual de faltosos desde 2009 - 24,9% do total de 5,5 milhões de inscritos. Foram aplicadas provas de linguagem, ciências humanas e redação.

    O que pode levar

    - Documento oficial e caneta: os participantes deverão levar um documento oficial de identificação original, com foto e caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente. Os dois itens são os únicos obrigatórios para o exame. Os documentos válidos são as carteiras de Identidade expedidas por secretarias de Segurança Pública, pelas Forças Armadas, pela Polícia Militar e Polícia Federal; Carteira de Trabalho e Previdência Social; passaporte; Carteira Nacional de Habilitação, com fotografia e identidade funcional. Outros documentos específicos podem ser consultados na página do Enem.

    - Lanche: os estudantes podem levar um lanche. Caso seja caseiro e não esteja embrulhado em material transparente como papel filme, ele será fiscalizado antes de ser liberado.

    - Cartão de Confirmação: é aconselhável levar o Cartão de Confirmação de Inscrição impresso. No cartão constam o local de prova do estudante, além da opção de língua estrangeira escolhida e, se for o caso, atendimento específico ou especializado solicitado. O cartão pode ser acessado na Página do Participante ou pelo aplicativo do Enem 2018, disponível para download na App Store e na Google Play. É preciso informar o CPF e a senha cadastrada na inscrição.

    - Declaração de Comparecimento: os estudantes poderão levar também a Declaração de Comparecimento impressa para assinatura do chefe de Sala, caso precise do documento para justificar, por exemplo, falta no trabalho. A declaração está disponível também na Página do Participante.

    O que não pode levar

    - Itens proibidos no Enem: borracha; caneta de material não transparente; corretivo; dispositivos eletrônicos, como wearable tech, calculadoras, agendas eletrônicas, telefones celulares, smartphones, tablets, ipods, gravadores, pen drive, mp3, relógio e alarmes;  fones de ouvido ou qualquer transmissor, gravador ou receptor de dados imagens, vídeos e mensagens; impressos e anotações; lápis; lapiseira; livros e manuais.

    - Antes de entrar na sala de prova, os participantes deverão guardar no envelope porta-objetos, fornecido pelo aplicador, o telefone celular e quaisquer outros equipamentos eletrônicos desligados. Também deverão ser guardados todos os itens proibidos no Enem.

    - Segundo o Inep, o envelope porta-objetos deverá ser lacrado e identificado pelo participante antes de ingressar na sala de provas, e ser mantido até a saída definitiva do local de provas debaixo da carteira durante a realização das provas.

    - Carteiras de identidade digitais não poderão ser usadas no exame. Isso porque haverá três checagens de identidade e uma delas ocorrerá durante a prova, quando o uso do celular é proibido. 



  • Bolsonaro defende turismo como forma de preservação ambiental

    Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

    O presidente eleito Jair Bolsonaro usou sua conta no Twitter, hoje (10), para defender a exploração do turismo em áreas de preservação como forma de proteger o meio ambiente. Ele também voltou a criticar setores ambientalistas.

    "O turismo associado ao meio ambiente é uma ótima fórmula comprovada para a preservação. A alegação do intocável age em prol de pequenos grupos, sugar a mente de inocentes, encher o bolso de poucos e dominar a grande maioria envolvida, travando o verdadeiro desenvolvimento!", disse.
    Ele já havia tratado do assunto na noite de ontem (9), durante uma transmissão ao vivo pelo Facebook.

    Na ocasião, Bolsonaro voltou a criticar o que chamou de "indústria da multa", citando a ação de órgãos como o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais (Ibama) e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade(ICMBio), e falou novamente sobre a indicação de um nome para comandar o Ministério do Meio Ambiente, que não será mais agrupado ao da Agricultura, como cogitado inicialmente.

    nto!", disse.







  • Denúncia leva Cipe Sudoeste até cocaína avaliada em R$ 60 mil

    Foto: Divulgação CIPE Sudoeste

    Tabletes de cocaína avaliados em R$ 60 mil foram encontrados por equipes da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Sudoeste, após denúncia anônima. O flagrante ocorreu, na cidade de Vitória da Conquista, na noite de sexta-feira (9).

    Com a informação de tráfico de drogas, no bairro Alto da Boa Vista, guarnições intensificaram o patrulhamento. Durante varreduras, uma casa foi localizada, na Rua TG. Com aproximação das viaturas, algumas pessoas correram, mas Luan Souza de Oliveira terminou contido.

    Dentro do imóvel os PMs apreenderam 4,5 kg de cocaína, 1 kg de crack, R$ 700 em espécie e uma balança. Um carro modelo Strada, placa JMO-9280, abandonado por um suspeito que correu, possivelmente usado para distribuir drogas, também foi confiscado.

    O caso foi registrado, no Distrito Integrado de Segurança Pública (Disep) de Vitória da Conquista. "Fechamos o cerco contra os principais traficantes da região. Além dessa carga de cocaína, há cerca de um mês localizamos, em conjunto com a PF, 2,3 toneladas de maconha, na cidade de Cândido Sales", relembrou o comandante da Cipe Sudoeste, major Edson Ramos Mascarenhas.







  • Economize de verdade: Faça suas compras na Feira do Brás e 25 de Março em Brumado

    Foto: Divulgação

    A Feira do Brás e 25 de Março está em Brumado. Aproveite esta oportunidade de comprar produtos com preços incríveis e economizar de verdade. São produtos de todos os setores e de todos os gostos. A feira será realizada do dia 09 a 14 de Novembro e estará localizado na Av. Otávio Mangabeira, ao lado do Vilas Louge.