publicidade
 
publicidade
 
publicidade
 
comentários
Bell em:
Veículo passa por cima de pé de transeunte na faixa de pedestre em Brumado
 
 
joaquim barbosa em:
Tiro e confusão em Maetinga após abordagem da polícia ao vereador Chicãozinho
 
 
Jose em:
Eduardo Vasconcelos diz que não contratará políticos para cargos em sua administração
 
 
Travessuras Avessas em:
Jovem morre vítima de disparo acidental na zona rural de Maetinguense
 
 
 
curta nossa fanpage
20.09.2016 - FEIRA DE SANTANA
 
Menino de 10 anos morre após receber anestesia para fazer exame
 
Menino de 10 anos morre após receber anestesia para fazer exame
Foto: Reprodução/G1 Bahia
 

Um menino de dez anos morreu depois de receber anestesia para fazer um exame de ressonância magnética em uma clínica de Feira de Santana, cidade baiana distante cerca de 100 km de Salvador. O caso aconteceu na segunda-feira (19). Os pais da criança registraram ocorrência na delegacia e a Polícia Civil vai investigar o que aconteceu.

A criança morava em Utinga, município localizado na região da Chapada Diamantina, e distante cerca de 300 km de Feira de Santana. Conforme a família, o garoto viajou só para fazer esse exame, que custou R$ 1.430. Os familiares do menino ainda não sabem o que provocou a morte dele. Os pais aguardam o laudo do Instituto Médico Legal (IML) para saber o que provocou a morte da criança. O prazo é que o documento fique pronto em 45 dias.

A lavradora Gesibel Lemos da Mota, mãe do menino Gilberto, relatou que ela e o filho chegaram à clínica, onde o procedimento foi feito por volta das 8h30. Em seguida, segundo Gesibel, uma enfermeira fez uma espécie de entrevista para saber se o garoto tinha algum tipo de alergia. A mãe disse que não tem conhecimento de nenhuma rejeição do garoto a medicamentos e relatou que ele tomava remédio controlado.

 

De acordo com a lavradora, logo depois da conversa com a enfermeira, a criança foi sedada para passar pelo exame. "Aplicaram a sedação nele, depois ele começou a ficar molinho, depois ele começou a ficar sem ar. Aí os médicos tentaram reanimar ele, mas não conseguiram", relatou Gesibel.

Conforme a mãe, o garoto Gilberto já tinha passado por uma cirurgia no olho e outra no braço e não teve problemas. "Ele já fez um exame do olho, que ele tinha catarata congênita, fez cirurgia e não aconteceu nada. Fez uma cirurgia há pouco tempo do braço, que quebrou brincando de bicicleta, graças a Deus não aconteceu nada. Veio acontecer simplesmente aqui, em uma simples ressonância. Vim trazer meu filho para fazer um exame para saber o que ele tem realmente e perdi meu filho", lamenta a lavradora. Informações do G1 Bahia.

 
 
     
     
 
comentários
 

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

 
  Escrever comentário:
 
Nome:
 
E-mail (não será divulgado):
 
 Mensagem:
 
Voltar
 
outras notícias
 
24.Abr.2017 - Homem é preso acusado de tráfico de drogas em Barra da Estiva
24.Abr.2017 - Após conversa sobre Coreia do Norte com Trump, China pede moderação
24.Abr.2017 - Senhor do Bonfim: Polícia encontra pé de maconha em festa e leva 18 para delegacia
24.Abr.2017 - Coreia do Norte ameaça afundar porta-aviões enviado pelos Estados Unidos
24.Abr.2017 - Muita emoção na despedida do brumadense ‘Côco’ que morreu após ter o coração transplantado
24.Abr.2017 - Após um ano, ex-jogador volta a cobrar dívida de Belo através do Instagram
24.Abr.2017 - Vitória goleia xará de Conquista e está na final
22.Abr.2017 - Sessão do legislativo de Rio do Antônio será realizada neste sábado em Ibitira
21.Abr.2017 - Por que sedativo prestes a vencer faz Estado americano correr para executar presos
21.Abr.2017 - Schwarzenegger participa de feira de nutrição esportiva em São Paulo
eventos
23.01.2017
Oggi Ciclo Tour 2017
 
04.01.2017
Inauguração da sede própria da Câmara de Guajeru
 
 
publicidade
 
publicidade
 
Entre Gospel Destaque Bahia © 2017 - Todos os direitos reservados. Hospedagem e Desenvolvimento: HD Soluções