• Duas crianças morrem afogadas em balneário de Andaraí

    Foto: Destaque Bahia

    Uma criança de 8 e outra de 12 anos, morreram afogadas em balneário do Rio Paraguaçu, no município de Andaraí, na Chapada Diamantina, no último domingo (21). O fato aconteceu as 16:30 horas da tarde quando os pais das crianças estavam no balneário se divertindo e sentiram falta das crianças e começaram a busca achando que alguém tinha raptado as crianças e não chamaram a polícia e nem os bombeiros civis.

    Segundo informações obtidas pelo Destaque Bahia, os bombeiros ficaram sabendo do fato e se deslocaram ao local e fizeram várias buscas, principalmente no poço da Pedra Roxa, já fora do balneário, quando encontraram pistas das crianças e começaram vários mergulhos e conseguiram encontra-los. A bombeira civil Nalva Borges disse que o local é bastante frequentado por turistas, no entanto muitas pessoas por desconhecerem os perigosos existentes no local acabam sofrendo acidentes e afogamentos.

    Os bombeiros civis que também são ligados Cifa (combate de Incêndio Florestais) tentaram reanimar a menina e o menino, mas já estavam sem vida.

    Compareceram ao local a Polícia Militar e a Polícia Civil e os corpos foram encaminhados para o IML para necropsia e posteriormente liberado para os familiares realizarem o sepultamento. O fato causou grande comoção entre os familiares e as pessoas que estavam no local no momento do caso. 



  • Embasa abre licitação para implantação do novo Sistema Integrado de Abastecimento de Água de Rio do Antônio

    Foto: Destaque Bahia

    No Sábado (20) foi publicado o Aviso de Licitação para serviços de implantação do novo Sistema Integrado de Abastecimento de Água de Rio do Antônio a partir da Barragem do Truvisco, após muitos esforços e cobranças perante o Estado. Um compromisso da atual Administração, juntamente com o Deputado Federal Waldenor Pereira (PT), e dos Deputados Estaduais Marquinho Viana (PSB) e Ivana Bastos (PSD).

    Foto: Destaque Bahia

     Há anos que os moradores de Rio do Antônio vêm sofrendo com a falta d’água, pois a barragem Lagoa da Horta que abastece o município não tem sido suficiente para as necessidades da população. A barragem responsável por abastecer a barragem de Rio do Antônio é a do Truvisco localizada em Caculé.

    Com a implantação do Sistema Integrado de Abastecimento de Água de Rio do Antônio, que será uma audutora, a água será levada da barragem do Truvisco até a audutora e a audutora irá abastecer o município.

    O Edital encontra-se disponível para download no site da Embasa: http://www.embasa.ba.gov.br/licitacoes_contratos/sistema_licitacao. As propostas serão recebidas na sala de reuniões da PLC, no Edifício Sede da EMBASA - Centro Administrativo da Bahia.



  • Ibiassucê: ginásio de esportes paralisado há anos é concluído com apoio de Waldenor e Zé Raimundo

    Os deputados Waldenor Pereira (federal) e Zé Raimundo (estadual) estiveram em Ibiassucê, na última sexta-feira (19), acompanhando as obras do Ginásio de Esportes da cidade que já se encontram em reta final, graças ao empenho dos seus mandatos, em atendimento às solicitações do ex-prefeito Neto.

     

    Ibiassucê: ginásio de esportes paralisado há anos é concluído com apoio de Waldenor e Zé Raimundo

    A construção do ginásio foi paralisada há quase duas décadas e a obra já havia se tornado o “elefante branco” de Ibiassucê, quando, por intermediação do deputado Waldenor junto ao Governo Federal, foi liberado o crédito extraordinário em emenda parlamentar ao Orçamento da União no valor de quase R$ 800 mil.

     

    Ibiassucê: ginásio de esportes paralisado há anos é concluído com apoio de Waldenor e Zé Raimundo

    Este recurso, liberado através da Caixa Econômica Federal, foi o necessário para a finalização desta importante obra para o município, que irá contribuir para o desenvolvimento do esporte na cidade, oferecendo à população um local moderno e de extrema qualidade para a realização de diversos eventos, não só desportivos como culturais e de lazer também.

    A vistoria da obra foi acompanhada pelo ex-prefeito Neto, por vereadores da oposição de Ibiassucê, lideranças e alguns moradores locais.

    Festa de São Sebastião – À noite, os deputados participaram das festividades em homenagem a São Sebastião, padroeiro da cidade, ao lado das lideranças de oposição de Ibiassucê.



  • Guajeru é um dos 50 municípios baianos selecionados a participar do programa 'IFBA saneando a Bahia'

    Na manhã desta segunda-feira (22) o prefeito Gil Rocha esteve em Salvador onde assinou o Termo de Compromisso e Cooperação Técnica entre o Governo de Guajeru, o IFBA - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia e a FUNASA – Fundação Nacional de Saúde, que prevê a elaboração do Plano Municipal de Saneamento Básico.
    A existência de Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB) no município é uma determinação da Lei de Saneamento Básico Nº 11.445/2007, que torna obrigatórios aos municípios apresentarem seus PMSB para acessar recursos do orçamento geral da união ou financiamentos geridos ou administrados por órgãos ou entidades da administração pública federal, quando destinados a serviços de saneamento básico, até o final de 2019.

     

    Guajeru é um dos 50 municípios baianos selecionados a participar do programa 'IFBA saneando a Bahia'

    Segundo o prefeito Gil Rocha, A FUNASA e o Instituto Federal da Bahia, juntamente com o município, realizarão o programa para criação do Plano de Saneamento Básico, somando esforços com os governos Estadual e Federal para implementarmos ações na melhoria do saneamento básico em Guajeru.

    “Esta é uma conquista importante é significativa para o nosso município que não dispõe de recursos financeiros para executar sozinho uma ação desse porte que beneficiará toda população com uma melhor qualidade de vida”, ressalta.

    Fonte: ASCOM/Governo de Guajeru







  • Quem são os juízes que decidirão o futuro de Lula nesta semana

    Os três desembargadores da 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) nasceram num intervalo de sete anos, entre 1963 e 1970. Nesse mesmo período, o pernambucano Luiz Inácio Lula da Silva foi de torneiro mecânico diplomado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) do Ipiranga, em São Paulo, a suplente da diretoria do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo e Diadema. 

    Quem são os juízes que decidirão o futuro de Lula nesta semana

    Os quatro são os personagens mais importantes do julgamento de quarta-feira, no qual a 8ª Turma, órgão de recursos da Operação Lava Jato, apreciará a apelação de Lula à condenação do juiz da 13ª Vara Federal de Curitiba, Sergio Moro.

    A trajetória do réu já foi narrada da literatura de cordel ao cinema. As dos julgadores permanecem, em grande medida, restritas às notas oficiais e pronunciamentos solenes do Judiciário. 

    A seguir, a BBC Brasil conta um pouco das vidas dos desembargadores Victor Laus, João Pedro Gebran Neto e Leandro Paulsen:

    Victor Laus

    Mais velho dos três desembargadores da 8ª Turma, Victor Luiz dos Santos Laus tinha um ano de idade quando o pai foi preso.

    As razões da prisão do advogado Linésio Laus, em Joaçaba (SC), foram políticas. Era abril de 1964, e ele ocupava posição de destaque no regime sepultado dias antes 

    pelos militares. Era ligado ao Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), do presidente deposto, João Goulart, e ocupava o cargo de delegado estadual da Superintendência de Valorização Econômica da Fronteira Sudoeste, um dos principais postos de confiança do governo federal na região Sul.

    A prisão foi mencionada indiretamente na posse de Laus no TRF-4, em fevereiro de 2003. O desembargador encarregado de saudá-lo referiu-se a "tempos difíceis para a família Santos Laus" após abril de 1964.

    Linésio figura entre 679 catarinenses detidos pela ditadura militar em lista elaborada pela Comissão Estadual da Verdade de Santa Catarina. Em 2011, o advogado ingressou com ação na Justiça Federal de Santa Catarina para obter indenização da União em razão de perseguição política e tortura durante o regime militar. Sustentou que, além da perda do cargo, fora impossibilitado de trabalhar como advogado até os anos 1980. Foi parcialmente vitorioso na primeira e na segunda instâncias, e, em 2015, a União havia recorrido do acórdão do TRF-4 junto ao Superior Tribunal de Justiça (STJ). A reportagem telefonou para o escritório da família, em Balneário Camboriú, mas não obteve resposta.

    Os reveses políticos não abalaram os vínculos dos Laus com Joaçaba, onde Victor Luiz, quarto dos cinco filhos de Linésio e da dentista Wanda dos Santos Laus, nascera em março de 1963. Quando o município completou 50 anos de emancipação, em 1967, o advogado assinou um dos textos da publicação comemorativa. Pouco depois, a família trocou o oeste catarinense por São Paulo, onde Victor Luiz iniciou os estudos no Instituto Mackenzie. Retornaria ao município mais de três décadas depois como 

    procurador da República. O cartorista Clóvis dos Santos, 77 anos, lembra-se dele na infância:

    "Era guri, andava pela cidade com o pai", diz.

    A veia jurídica não corre apenas pelo lado paterno. A mãe de Laus é neta de Domingos Pacheco d'Ávila, diplomado pela prestigiosa Faculdade de Direito de Recife ainda sob o Império e cofundador do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, em 1891. "Este Victor lembra muito meu sogro (D'Ávila)", dizia o pai de Wanda, Ernani Sayão dos Santos.

    Foi no Ministério Público que Laus deu os primeiros passos no Direito. Formado pela Universidade Federal de Santa Catarina em 1986, foi aprovado no mesmo ano em concurso de promotor. Durante "seis ricos e memoráveis anos", em suas próprias palavras, atuou em sete municípios catarinenses. Passou outros seis na condição de procurador da República concursado, e mais quatro na de procurador regional da República.

    Em 2003, prestes a completar 40 anos, 16 dos quais como promotor e procurador, Laus tomou posse como desembargador federal no TRF-4 em vaga do chamado quinto constitucional, reservada a indicados pelo Ministério Público e pelos advogados. "Quem esquece seu passado, com certeza, perde o rumo do futuro", disse Laus ao tomar posse.

    Decano da 8ª Turma, Laus sempre foi visto por advogados como "duro", jargão que designa o juiz rigoroso ao imputar penas, e não apenas em processos da Lava Jato. Em julgamentos recentes de recursos de decisões do juiz Sergio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, porém, advogados de defesa têm voltado os olhos para o 

    catarinense na esperança de uma postura mais ponderada. Parte dessa expectativa deve-se ao fato de ele ser o último a ler o voto em casos da Lava Jato.

    "Não imagino que o desembargador Laus profira voto sem aguardar o posicionamento de um colega que tenha pedido vista", diz um advogado envolvido no caso, pedindo anonimato.

    João Pedro Gebran Neto

    Se Laus tem sido apontado, no jargão jurídico, como o mais "garantista" (alusão às garantias fundamentais expressas na Constituição) da 8ª Turma, a aura de maior severidade é atribuída ao relator.

    A amizade de décadas entre João Pedro Gebran Neto, 52 anos, e Moro contribui para reforçar essa impressão. A defesa de Lula já invocou em ação a proximidade dos dois para sustentar que o desembargador não poderia decidir se o juiz é suspeito ou não para julgar o ex-presidente. Gebran julgou e rejeitou a substituição, argumentando que a amizade é "juridicamente irrelevante".

    Essa percepção é reforçada por quem conhece os dois. Quando o hoje juiz federal Anderson Furlan assumiu como analista judiciário concursado no Paraná, em 1998, ficou lotado na 2ª Vara de Execuções Fiscais, em Curitiba. Moro, que havia sido seu veterano no Curso de Direito da Universidade Estadual de Maringá, estava à frente da Vara havia dois anos. Removido para Cascavel, Moro indicou Furlan ao colega que assumira a vizinha 11ª Vara Federal. Assim, o analista conheceu Gebran.

    "Havia na vara um processo sobre índios, do início da década, que não andava. Ele falou: 'Preciso pegar esse processo'. E conseguiu. É uma característica dele em qualquer situação: encarar o que é mais difícil e chegar a uma solução", afirma Furlan, hoje juiz titular da 5ª Vara Federal de Maringá.

    Descendente de árabes, Gebran compartilha com a comunidade migrante o apreço pela caridade. Segundo Furlan, no final dos anos 1990 o juiz costumava acordar às quartas-feiras por volta de 4h a fim de participar de mutirões que levavam sopa a moradores de rua. Quando foi presidente da Associação Paranaense dos Juízes Federais, implantou um pecúlio em benefício de familiares de magistrados falecidos.

    O ambiente familiar pesou na escolha de Gebran pelo Direito. O pai, Antonio Gebran, foi advogado em Curitiba e diretor-geral da Assembleia Legislativa do Paraná. Os mais próximos lembram-se de encontrá-lo, acompanhado do filho João Pedro, em jogos do Coritiba, time do coração, no Estádio Couto Pereira.

    "O pai do desembargador Gebran foi um grande advogado, de bom trato, educado. O filho manteve essas características", afirma Jacinto de Miranda Coutinho, professor titular de Direito da Universidade Federal do

    Paraná e orientador de João Pedro no curso de especialização em Ciências Penais.

    Na faculdade, Gebran consolidou características de liderança. Representava os estudantes em debates acadêmicos e disputou vaga de orador da turma formada em 1988 (foi o segundo mais votado). O ex-colega Nivaldo Brunoni, hoje juiz federal da 23ª Vara Federal de Curitiba, é grato ao amigo por incentivá-lo a trilhar a carreira de juiz.

    "É inimaginável que Gebran profira uma sentença motivado por razões políticas. O processo não poderia estar em melhores mãos", opina Brunoni.

    Gebran teve passagem pelo Ministério Público, como promotor de Justiça no Paraná. O ingresso na magistratura federal ocorreu em 1993, dez anos antes de chegar ao TRF-4 como desembargador federal. Nesse período, escreveu livros e artigos e se tornou especialista em judicialização da saúde.

    "Ele se preocupa em escrever de forma que a parte entenda. 'Escreva para o ser humano', me ensinou", relembra Furlan.

    Leandro Paulsen

    Aos 47 anos, Leandro Paulsen, que acumula as funções de presidente e revisor da 8ª Turma, é o mais jovem do trio. Porto-alegrense de nascimento, apreciador de churrasco e torcedor do Internacional, formou-se em 1992 pela hoje Escola de Direito da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), onde é professor.

    Magistrado federal desde 1993, atuou por quase dois anos como juiz auxiliar da então ministra Ellen Gracie no Supremo Tribunal Federal (STF). Dotado de "disciplina prussiana", segundo um amigo, publicou dezenas de livros em autoria ou coautoria, a maioria sobre direito tributário.

    Na obra mais recente, Crimes federais, publicada em 2017, Paulsen incursiona pela matéria à qual se dedica como desembargador. Na introdução, homenageia os dois colegas da 8ª Turma: "Tiveram (Laus e Gebran) a paciência de compor, com um tributarista, a Turma penal. Foram e são meus professores nesta matéria". Refere-se também ao processo mais rumoroso da história do TRF-4, elogiando o trabalho dos profissionais envolvidos na Lava Jato, entre eles "o operoso juiz federal Sergio Moro". É visto entre os advogados como magistrado de perfil técnico e severo.

    "Em poucos anos, ele produziu uma obra sobre a área criminal. Não é toda hora que se vê desembargadores publicando livros sobre suas esferas de atuação", comenta Arthur Ferreira Neto, coordenador do Núcleo de Direito Público da Escola de Direito da PUCRS e colega de Paulsen.

    Uma citação atribuída ao espanhol Ortega y Gasset é reproduzida com frequência por Paulsen em seus livros: "A clareza é a cortesia intelectual". O filósofo quis dizer que escrever de forma obscura é menosprezar o leitor. Vindo do revisor dos processos da Lava Jato, o dito reforça a promessa de decisões redigidas de forma compreensível por todos os brasileiros.(BBC Brasil) 



  • Bahia: PM divulga lista provisória de classificados em concurso

    Foto: Carol Garcia/GOV BA

    A lista provisória dos classificados no concurso para o Curso de Formação de Soldados (CFSd) da Polícia Militar foi divulgada no Diário Oficial do Estado (DOE) neste sábado (20). Ao todo, foram convocados aproximadamente 2.500 candidatos.

    A divulgação ocorre três meses após a divulgação dos aprovados na prova teórica. Após o resultado, os candidatos foram submetidos a atividades de caráter eliminatório: Teste de Aptidão Física (TAF), além de avaliações médica, odontológica e psicológica. Eles também passaram por investigação social e entregaram toda a documentação necessária e exigida em edital.

    Além da lista de classificados, foi publicado o cronograma das próximas etapas, que envolvem entrega dos laudos aos candidatos, interposição de recursos, resultado dos pedidos, datas para novos exames, resultado final e apresentação para matrícula, que está prevista para 27 de março.

    O resultado final do certame será divulgado em 24 de março e os aprovados já poderão se matricular três dias depois.

    De acordo com o governo, os futuros soldados irão estudar, durante nove meses de curso, no Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (CFAP), e aprenderão disciplinas como Direitos Humanos, Abordagens, Tiro Policial, Policiamento Comunitário, Legislação, Policiamento de Trânsito, entre outras, além de passarem por estágio operacional antes de reforçarem o policiamento em todo o estado.

    A PM orienta que o candidato acompanhe as publicações do Diário Oficial, pois as datas do cronograma podem sofrer alterações. (G1 BA)







  • Grupo armado rende vigilante e leva todas as armas do fórum de Itapetinga

    Foto: Reprodução

    Nesta segunda-feira (22) cinco homens fortemente armados rederam o zelador do fórum de Itapetinga e levaram  todas as armas do local.  A polícia de toda a região foi acionada para fechar o cerco contra o grupo. 

    Segundo informações policiais, os bandidos chegaram ao local com uma farda azul de uma empresa. Várias guarnições já se encontram em diligência pela procura dos criminosos que fugiram em dois veículos.



  • Governador Rui Costa estará em Livramento no próximo sábado (27)

    Rui Costa. Foto: Fabiano Neves / Destaquebahia

    A agenda oficial deve ser publicada nesta segunda - feira (22); no entanto, fontes do Destaque Bahia confirmam que no próximo sábado (27), o Governador da Bahia Rui Costa (PT) estará em Livramento de Nossa Senhora, onde, estará assinando a ordem de serviço para construção de uma adutora no Distrito de Iguatemi, serviços de melhoramento na ponte do rio Taquari, inauguração do RETRAN – Regional de Trânsito, Quadra no Bairro Estocada dentre outros. Comitivas de lideranças políticas da região devem estar recepcionando o governador na Capital da Manga.

     







  • Cármen Lúcia barra posse de Cristiane Brasil em ministério

    Em uma nova derrota para o Palácio do Planalto, a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, decidiu suspender temporariamente a posse da deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ) como ministra do Trabalho, marcada para ocorrer às 9h desta segunda-feira. A decisão foi feita no âmbito de um processo movido por advogados trabalhistas.

    Cármen Lúcia barra posse de Cristiane Brasil em ministério

    A decisão foi tomada pelo fato de o STF ainda não ter recebido a decisão liminar (provisória) do ministro Humberto Martins, vice-presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que no sábado, 20, cassou decisão da Justiça Federal de Niterói (RJ), que impedia a posse.

    “Pelo exposto, com base no poder geral de cautela (caput do art. 297 do Código de Processo Civil) e nos princípios constitucionais da segurança jurídica e da efetividade da jurisdição, que seriam comprometidos com o ato de posse antes de se poder examinar a suspensão das decisões de primeira e de segunda instâncias que a impediam neste momento, defiro parcialmente a providência liminar para a suspensão do ato de posse até que, juntadas as informações, incluído o inteiro teor do ato reclamado, seja possível a análise dos pedidos formulados na presente reclamação, sem prejuízo de reexame desta decisão precária e urgente”, escreveu Cármen Lúcia em trecho de decisão publicada na madrugada desta segunda-feira.

    O governo Michel Temer (PMDB) já havia perdido vários outros recursos protocolados no Tribunal Regional Federal (TRF2), a segunda instância da Justiça Federal no Rio de Janeiro, e teve que desmarcar a primeira posse de Cristiane Brasil, que estava prevista para o dia 9 de janeiro.

    Temer tentava impedir a todo custo que o processo chegasse às mãos de Cármen Lúcia para evitar novo atrito entre presidentes de Poderes, já que ela já havia barrado um 

    decreto de indulto presidencial de dezembro, que ampliava os benefícios a presos condenados por crimes como corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

    O processo de Cristiane Brasil foi sorteado para o ministro Gilmar Mendes, mas, como o STF está em recesso, coube à presidente, que responde pelo plantão da Corte nesse período.(VEJA.com) 







  • Papa compara freiras fofoqueiras a terroristas: 'Atira a bomba, destrói tudo e vai embora'

    Para o papa Francisco, freiras que fofocam têm atitudes semelhantes as dos terroristas.  O pontífice fez o comentário durante reunião bem-humorada, neste domingo (21), com cerca de 500 freiras contemplativas no Santuário das Nazarenas, no centro de Lima, no Peru. "Sabem o que é uma freira fofoqueira? Terroristas. Pior que Ayacucho anos atrás. Porque a fofoca é como um demônio. Atira a bomba, destrói tudo e vai embora tranquila. Freiras terroristas, não. Sem fofocas", afirmou o papa, em referência ao grupo guerrilheiro Sendero Luminoso. Segundo a agência Reuters, Ayacucho foi o berço da luta do grupo contra as forças de segurança do Peru. Em uma guerra que durou duas décadas, pelo menos 69 mil pessoas foram mortas ou estão desaparecidas. "Já sabem que o melhor remédio para não fofocar é morder a língua. A enfermeira vai ter trabalho, porque a língua de vocês vai inflamar, porém não vão atirar a bomba. E lembrem-se dos terroristas de Ayacucho quando quiserem fazer uma fofoca", continuou o papa, o que fez a plateia rir. A reunião com as freiras acontece no último dia de Francisco no Peru. Ele encerra a viagem com uma missa para uma multidão.







  • Homens são presos com dinheiro falso em povoado de Paramirim

    Foto: Destaque Bahia

    Nesta sexta-feira (19), por volta das 7 horas da manhã, o serviço de investigação de Paramirim, juntamente com a guarnição da Polícia Militar do município, localizou José Francisco Castro Benevito, conhecido como Góes, alvo de investigação, residente no povoado de Caraíbas, acusado de crime contra a fé pública. Porém nada foi encontrado com o mesmo.

    Contudo, segundo informações obtidas pelo Destaque Bahia, José informou que havia comprado quinhentos reais em notas falsas pelo valor de duzentos reais de Mailton Martins Silva. Na casa de Mailton a polícia encontrou com ele cem reais onde segundo o mesmo a nota era falsa e também, foi encontrado 3 pinos vazios utilizados para acondicionar entorpecente e um papelote com uma substância esbranquiçada, parecida com cocaína.

    Ainda de acordo as informações obtidas pelo Destaque Bahia, Mailton confirmou que havia vendido os quinhentos reais falsos para Góes e citou que obtém as notas falsas como um homem conhecido como Beto que foi encontrado na zona rural de Paramirim, na localidade conhecida como Barauninha.

    Beto estava com uma quantia de 145 reais e 35 centavos em uma “pochete” que estava em sua cintura e informou que as notas falsas foram enviadas por seu irmão, Irineu Alves dos Santos, este residente em São Paulo e que apenas as escondia próximo a casa de sua irmã.

    Um envelope pardo envolto em uma sacola plástica, dentro de um balde, foi localizado em um dos cômodos da referida casa em construção, na comunidade de Caraíbas, uma quantia 2.900 reais, onde segundo Beto são notas falsas.  Ainda no bar de Beto foi localizado uma espingarda calibre 32 municiada e 2 cartuchos vazios.

    Todos os envolvidos foram presos em flagrante e conduzidos, juntamente com o material, à autoridade competente.

     



  • Tenente e capitão da 34° CIPM de Brumado se reúnem com prefeito e vice de Ibicoara

    Foto: Divulgação

    Nesta sexta-feira (19) o prefeito de Ibicoara, Haroldo Aguiar e o vice-prefeito, Elias Barbosa Júnior, conhecido como Juninho, estiveram na 34° Companhia Independente Polícia Militar da Bahia, em Brumado.

    A audiência foi realizada com o tenente Maciel e o capitão Valmari  e foram discutidas melhorias para a segurança do município ibicoarense. 



  • Detran realiza leilão em Brumado até segunda-feira, 22

    Foto: Ilustração

    Os leilões realizados pelo Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran-BA) seguem até a próxima segunda-feira (22), com a oferta de mais 1,2 mil lotes, nas cidades de Brumado, Santo Antônio de Jesus, no Recôncavo, Teixeira de Freitas e Itamaraju, no extremo sul. Os lances podem ser feitos de forma presencial ou online, por meio deste link. Os veículos  são entregues livres de multas e IPVA, exceto o de 2018, que deverá ser pago proporcionalmente pelo arrematante. 

    "Implantamos uma nova dinâmica no processo de comercialização, que tem permitido essa maratona pelo interior do estado, com salões lotados. Estamos desafogando os pátios e levantando recursos para investimentos em educação para o trânsito, além de ser uma boa oportunidade de negócio para o cidadão", ressalta a coordenadora da Comissão de Leilão do Detran, Cristiane Costa. 



  • Médicos poderão se recusar a fazer abortos nos EUA

    Em mais um aceno a grupos conservadores dos EUA, o governo de Donald Trump anunciou nesta quinta (18) a criação de um departamento para garantir a liberdade religiosa e de consciência nos serviços de saúde do país -o que deve repercutir em casos de aborto, eutanásia ou cirurgias de mudança de sexo, entre outros.

    Com a mudança, profissionais de saúde que tenham objeções morais ou religiosas a determinadas práticas podem se declarar impedidos de atuar, sem por isso estar sujeitos a punições.

    + Milhares de mulheres protestam na Polônia a favor do aborto

    A nova Divisão de Consciência e Liberdade Religiosa, subordinada ao Departamento de Saúde, receberá petições de quem se sentir atingido. Ela atuará com base na Primeira Emenda da Constituição dos EUA, que garante a liberdade de expressão, e em outras quatro legislações federais, que estabelecem proteções contra discriminação religiosa e práticas abortivas.

    O site da agência cita como exemplos casos de aborto, eutanásia, suicídio assistido, esterilização ou "procedimentos que sejam contrários às suas crenças morais ou religiosas".

    O secretário interino de Saúde dos EUA, Eric Hargan, afirmou que os profissionais que se opunham a realizar alguns desses procedimentos vinham sendo "discriminados e intimidados" nos serviços de saúde.

    Para ele, com a medida, Trump cumpre sua promessa de reforçar a liberdade religiosa no país. Grupos conservadores e antiaborto comemoraram a medida, divulgada na véspera da Marcha pela Vida, em Washington.

    "Essa liberdade religiosa é o que distingue a América de tantas outras nações", afirmou a ativista Kristen Waggoner, presidente da Aliança em Defesa da Liberdade, ligada a cristãos conservadores.

    Já ativistas dos direitos LGBT e da causa pró-aborto afirmaram que a criação da agência discrimina trans e homossexuais –e pode estimular a intolerância.

    "Trata-se de uma tentativa barata de Trump de satisfazer os grupos ultraconservadores que o colocaram no poder", disse a vice-presidente do grupo Católicos pela Escolha, Sara Hutchinson Ratcliffe.  Com informações da Folhapress.



  • EUA correm para instalar embaixada em Jerusalém até 2019, diz NYT

    O governo dos Estados Unidos está agilizando os processos para transferir sua embaixada em Israel de Tel-Aviv para Jerusalém até 2019, informou o The New York Times.

    As autoridades americanas vinham insistindo que o processo de mudança não se completaria até o fim do mandato de Trump. Na última quarta-feira, contudo, o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, afirmou que a embaixada seria transferida “no decorrer do ano” de 2018.

    O New York Times confirmou a informação com fontes internas do governo do presidente Donald Trump. Segundo o jornal, o Departamento de Estado americano pretende estabelecer um plano mais modesto e, ao invés de construir novas instalações, reformar o consulado já instalado em Jerusalém e transformá-lo em embaixada.

    O israelense The Times of Israel também reforçou a previsão. O diário teve acesso a fontes internas do gabinete de Netanyahu, que afirmaram que os Estados Unidos estão considerando “medidas provisórias” para transferir a embaixada ao longo de um ano.

    Caso se provem verdadeiras, as informações comprovam que o governo americano não está mais preocupado em amortecer o choque internacional que seguiu o anúncio sobre o reconhecimento de Jerusalém. Protestos violentos em Israel e outros países árabes esquentaram o clima e deixaram mortos e centenas de feridos após a decisão americana.

    A transferência da representação diplomática de Tel-Aviv para Jerusalém foi uma das principais promessas de campanha de Trump. O estatuto da cidade é um tema-chave no conflito israelense-palestino, e ambas as partes reivindicam a cidade como sua capital.

    Em respeito às negociações entre palestinos e israelenses e ao protocolo internacional, todos os países mantêm atualmente suas embaixadas em Tel-Aviv, o principal centro comercial de Israel.(VEJA.com )