• Trabalhadores demitidos da fábrica de Cimento Itaguarana fazem um novo protesto em Ituaçu

    Foto e fonte: Informe Barra

    Em uma manifestação pacífica na manhã da última terça-feira (12), funcionários da Fábrica de Cimento Itaguarana em Ituaçu se juntaram aos demitidos e protestaram contra o atraso nos pagamentos e o descumprimento de acordo firmado com ex – funcionários que ainda não receberam as parcelas sobre os meses trabalhados.

    A manifestação em frente a Fábrica, reuniu alguns dos mais de 200 trabalhadores que querem uma posição de quando os pagamentos em atraso serão liberados.
    Um dos manifestantes disse ao Informe Barra que  “são trabalhadores, pais de família, que exercem e exerceram seus ofícios com honestamente e a empresa não cumpriu o seu papel. Precisamos do pagamento pois necessitamos pagar nossas dívidas que estão em atraso” afirmou.

    A fábrica que emprega moradores de três cidades da região: Ituaçu, Barra da Estiva e Tanhaçu, até o momento não se posicionou sobre a atual situação, ainda segundo informações obtidas pelo Informe Barra, houve um contato entre os trabalhadores e o atual gerente da empresa, que não soube informar quando serão liberados os pagamentos.

    No ano passado (2016) a fábrica que tem capacidade de produção de 1 milhão de toneladas de cimento por ano, o equivalente a 20 milhões de sacas de 50 kg, demitiu cerca de 200 funcionários sem nenhum aviso prévio, uma surpresa para pais e mães que dependiam do emprego para sustentar as famílias.