O prefeito acrescentou que tem mantido uma busca constante para resolução integral do problema de abastecimento. Ao longo dos últimos anos foram diversas reuniões em Salvador. Uma dessas reuniões aconteceu em agosto do ano passado quando o prefeito Gil Rocha, juntamente com o prefeito de Rio do Antônio, Deca, se reuniram com a Superintendente de Operações da EMBASA, Polyana Duarte de Carvalho. “Informamos à Superintendente sobre salubridade da água que está sendo fornecida pela EMABSA para a sede do município e algumas comunidades rurais e que tem sido uma preocupação nossa. Além dos domicílios receberem a água nestas condições, as unidades escolares, PSFs e o Centro de Saúde também estão na mesma situação”, ressaltou o prefeito Gil Rocha.

Segundo o prefeito o órgão se comprometeu a fazer o abastecimento dessas unidades, em caráter de urgência, por meio de carros-pipa que também serão usados para o abastecimento das ETAs – Estações de Tratamento de Água. “Na oportunidade solicitamos também a limpeza da barragem que abastece Guajeru (Lagoa do Braço) colocando nosso apoio em cooperação técnica enquanto município e também a limpeza da Barragem Lagoa da Torta, em Rio do Antônio.

O prefeito Gil Rocha também destacou que ações de convivência com a seca foram realizadas, a exemplo de limpeza de aguadas e abertura e instalação de poços artesianos. Somente em 2017 o Governo de Guajeru concluiu dois sistemas simplificados de abastecimento de água, beneficiando moradores da região dos Furados dos Porcos e Baixa Grande.

Nos últimos meses os moradores do município de Guajeru vêm sofrendo com a precariedade no abastecimento de água e o longo período de estiagem na região tem agravado esta situação, mesmo diante das ações já realizadas pelo Governo Municipal.

O problema de abastecimento no município é algo recorrente e desde 2013 o atual gestor não tem medido esforços para tentar regularizar o abastecimento de centenas de famílias, tanto na sede quanto da zona rural.

CONTINUE LENDO