• Malhada de Pedras: Bores e Ticha repudiam comentários de agente comunitário e do vereador de oposição Evanio, feitas em redes sociais

    Bores e Ticha. Foto: Destaquebahia

    O link de uma matéria publicada nas redes sociais pelo vereador Evanio Oliveira e comentada pelo agente comunitário, Aparecido, acabou gerando um um certo clima entre os vereadores de situação, Ticha e Bores, que tiveram os seus nomes citados nos comentários (foto abaixo).
     

    Malhada de Pedras: Bores e Ticha repudiam comentários de agente comunitário e do vereador de oposição Evanio, feitas em redes sociais

    Na manhã desta quinta – feira (12), Onesimo Santana Neves "Bores" e o presidente da câmara, Maricelio Lima Ferreira "Ticha", falaram sobre o assunto.
    O vereadores disseram que: “Os comentários são dignos de repúdio, principalmente por ter partido de um vereador e de um agente comunitário. Todos têm o direito de se manifestarem e dizerem o que bem entender, o que não se pode é ir para as redes sociais tentar denegrir a imagem de quem incansavelmente busca fazer com que o povo tenha os seus direitos respeitados e suas reinvindicações atendidas, esse tem sido o nosso papel e o povo tem reconhecido isso, por isso, não são estes comentários infelizes que vão manchar a nossa imagem. É vergonhoso para o agente comunitário e ainda mais para o vereador Evanio, o qual sempre fica pegando ‘carona’ em benefícios do Governo Federal e do Estado para se promover, e até mesmo em benefícios conquistados por nós e pela gestão do nosso município, o povo sabe disso, assim como sabe que Evanio só foi eleito porque se utilizou das caixas que foram implantadas na zona rural como se fosse uma ação sua, enganando o povo, tirando fotos e até fazendo panfletos e cartilhas sobre os benefícios deixando transparecer que tivesse sido conquista sua – o que nunca foi. No mais, lamentamos que ambos tenham se sujeitados a isso. Vamos continuar trabalhando e ajudando a administração a alavancar o desenvolvimento do nosso município, como todos estão vendo.” disseram os vereadores, Bores e Ticha.