A grande quantidade dos produtos estava distribuída por todos os cômodos das casas vistoriadas, inclusive em área externa, no banheiro e dentro de um carro. Os dois endereços residenciais, de acordo com a investigação, pertencem a uma pessoa de origem chinesa.

A apreensão fez parte de uma ação coordenada de combate a crimes de contrabando, descaminho e falsificação.

Nos dois imóveis, havia óculos escuros, de grau e infantil e de vários modelos. Segundo os órgãos, há indícios de que os locais estariam sendo utilizados como depósitos de mercadorias importadas, que eram revendidas de forma irregular no estado. Os produtos foram retidos pela Receita Federal. Ninguém foi preso. Informações do G1.

CONTINUE LENDO