• Vaqueiro é suspeito de se passar por policial para raptar e estuprar mulheres na saída de shows na Bahia

    Foto: Divulgação | Polícia Civil

    Um vaqueiro está sendo procurado por suspeita de se passar por policial para abordar mulheres na saída de shows e estuprar as vítimas no município de Iguaí, na região sudoeste da Bahia. Uma operação foi montada para prender o homem, mas ele acabou fugindo, segundo informou a Polícia Civil nesta sexta-feira (19).

    Ivan Alves Santos, de 39 anos, conforme a investigação, utiliza sempre durante os crimes uma lanterna de LED, para ofuscar a visão das vítimas, uma espingarda calibre 12 e um revólver calibre 32. As vítimas são levadas para locais desertos, onde são estupradas. A polícia não informou quantos estupros teriam sido cometidos pelo suspeito.

    Segundo o G1, após as denúncias, o suspeito foi identificado por uma equipe da Delegacia Territorial de Iguaí. A Polícia Civil e a Polícia Militar tentaram prender Ivan na quinta-feira (18), mas ao perceber a chegada dos agentes, o suspeito fugiu em direção a uma mata e não foi alcançado. Ele está sendo procurado.

    Na casa de Ivan, a polícia disse ter apreendido a lanterna de LED, a espingarda e o revólver usados nos crimes. A polícia apurou que ele trabalha há 12 anos como vaqueiro, numa fazenda da zona rural da cidade.

    A delegacia informou que as buscas prosseguem para tentar localizar o homem, que será indiciado pelos crimes de estupro e posse ilegal de arma.