• Arsenal é apreendido em fazenda de lider de quadrilha que assaltou bancos em Barra da Estiva e Condeúba

    foto divulgação

    Investigadores da 4º Coorpin/SAJ (4ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior) apreenderam quatro fuzis calibre 762, farta munição, coletes antibalísticos e cinco balaclavas (brucutus), na fazenda Olhos D’água, no distrito de Boca da Mata, zona rural de Cruz das Almas, a 152 Km de Salvador. A propriedade pertencia ao assaltante de bancos Gilberto Adelino dos Santos, o “Alcaida”, “Gil” ou “Alan”, de 36 anos, e ao comparsa José Hilton de Paula Lopes, 35 anos. Santos tinha dois mandados de prisão expedidos pela Justiça de Pernambuco, de onde é natural. Ele é apontado como líder da quadrilha de assaltos a banco, entre eles das agências bancárias nas cidades de Ituberá, Barra da Estiva e Condeúba, no Sudoeste da Bahia. Ao perceber a aproximação dos policiais, “Alcaida” reagiu atirando e foi alvejado em confronto. A polícia apreendeu uma pistola cromada calibre 9 mm, utilizada para atirar contra a equipe da 4ª Coorpin e dois carregadores com 24 munições do mesmo calibre. O criminoso chegou a ser socorrido para uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento), em Cruz das Almas, mas não resistiu aos ferimentos. Em dois imóveis pertencentes ao líder da quadrilha, os policiais encontraram dois fuzis, escondidos num sofá, 219 cartuchos calibre 762, 19 cartuchos calibre 556 e 59 cartuchos calibre 45. O criminoso também tinha várias roupas com estampa camuflada, duas redes de camuflagem, uma peruca, sete celulares, um porta munição para fuzil, um par de luvas e cinco “brucutus”. O comparsa de “Alcaida”, foi preso com dois fuzis 762, três coletes antibalísticos e munição. Segundo informações do coordenador da 4ª Coorpin/SAJ, delegado Paulo Roberto Guimarães, Lopes tentou enganar os policiais com um RG em nome do irmão. Conduzido à sede da coordenadoria, Lopes ficará custodiado na unidade policial, à disposição da Justiça. Informações R7.