• ARTIGO: A HORA DA RESPONSABILIDADE

    Advogado Dr.Cléio Diniz colunista do Destaquebahia.com.br

    Não nos faremos repetir sob pena de pecarmos pela redundância, basta que mencionemos o fato de anteriormente, em diversos artigos termos exaltado a responsabilidade do povo, do cidadão quanto aos desmandes governamentais, as falcatruas e maracutaias da política e a impunidade destes que se banqueteiam do sistema e se regozijam com nosso dinheiro.

    O governo administra o povo, mas o cidadão controla o governo. Por este princípio podemos afirmar que todo povo tem o governo que merece afinal o governo é formado por um grupo de políticos com autorização do povo para agir em seu nome.

    A nova campanha eleitoral começou e os santos, dentre os sérios voltaram a aparecer solicitando sua autorização para conduzir, não só a administração pública, mas nossas vidas e nosso dinheiro. Por esta razão podemos dizer que a hora da responsabilidade chegou, e encontra-se na mão de cada um o destino de nosso País, e não vale reclamar posteriormente por uma péssima escolha.

    Visto que, tudo tem que ter um ponto de partida, por que não pode ser agora? Porque não podemos passar a escolher nossos representantes com base em suas propostas e desconfiar de campanhas milionárias e de promessas miraculosas? Por que não passamos a investir em propostas a longo prazo, porém concretas, plausíveis e consistente?

    Um velho e sábio ditado diz que “a pressa é inimiga da perfeição” e na ânsia de ter tudo resolvido no dia seguinte às eleições estaremos vulneráveis a acreditar em promessas ardilosas que nos farão levar a “colocar a raposa para tomar conta do galinheiro”.

    Como sabiamente coloca o escritor James Robinson, Inglês autor do livro Por que as Nações Fracassam, “Os políticos precisam abdicar de seus interesses pessoais e se aproximar dos interesses dos eleitores”. Ouso acrescentar que, a escola para este aprendizado são as urnas e os professores nós eleitores.