• Calendário PIS-Pasep 2017-2018: 2,2 milhões ainda não sacaram; prazo termina dia 29

    Os trabalhadores têm até o dia 29 de junho para sacar o Abono Salarial PIS-Pasep calendário 2017-2018, ano-base 2016. Mais de 2,2 milhões de pessoas ainda não resgataram o recurso - elas representam cerca de 9% do total e a quantia disponível chega a R$ 1,6 bilhão, segundo o Ministério do Trabalho.

    O Abono Salarial PIS-Pasep ano-base 2016 começou a ser pago em 27 de julho de 2017. Desde então, já foram pagos 22,2 milhões de trabalhadores. Os valores sacados até 31 de maio somam R$ 16,4 bilhões.

    Quase metade do valor ainda disponível está na região Sudeste do país, onde mais de 1 milhão de trabalhadores não sacaram o recurso, principalmente nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. A segunda região com maior número de pessoas com valores a receber é o Nordeste (veja abaixo).

    Se não for sacado, o valor retornará para o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) para pagamento de seguro-desemprego e do abono salarial do próximo ano.

    Quem tem direito

    Tem direito ao abono salarial quem recebeu, em média, até dois salários mínimos mensais com carteira assinada e exerceu atividade remunerada durante, pelo menos, 30 dias em 2016. É preciso ainda estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos e ter os dados atualizados pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais), ano-base 2016.

    CONTINUE LENDO


  • Brumado receberá caravana BIM do Crea juntamente com outras 16 cidades da Bahia

    Foto: Divulgação

    Levar informação e conhecimento sobre a tecnologia BIM (Building Information Modeling ou Modelagem da Informação da Construção) aos profissionais da área tecnológica. Esta é a proposta da Caravana BIM 2018, promovida pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Bahia, que pretende visitar 17 municípios do interior e região metropolitana de Salvador. A ideia é formar profissionais de engenharia, arquitetura e construção, além de estudantes universitários. A primeira cidade que recebeu o projeto foi Feira de Santana e Lauro de Freitas será a próxima a receber a Caravana, nesta terça-feira (19). 
    Este é o segundo ano da Caravana BIM. Em 2017 o projeto atingiu cerca de 5 mil pessoas, entre profissionais e estudantes. A iniciativa é coordenada pela arquiteta Laura Matos. Para participar, os interessados devem se inscrever pelo link:  https://doity.com.br/caravana-bim
    O BIM representa uma ferramenta revolucionária, trazendo importantes mudanças na área tecnológica. Desde a utilização de novos métodos de trabalho, até novas posturas de relacionamento entre os profissionais envolvidos (arquitetos, projetistas, consultores, incorporadores e construtores).
    Além de Feira de Santana e Lauro de Freitas, estão inseridas na Carava BIM as cidades de Juazeiro, Paulo Afonso, Jacobina, Alagoinhas, Camaçari, Jequié, Vitória da Conquista, Brumado, Guanambi, Barreiras, Luís Eduardo Magalhães, Ilhéus, Itabuna, Eunápolis e Teixeira de Freitas. 







  • Bella vista Embalagens realiza mais um curso de culinária, desta vez de Licores e Sequilhos

    Foto: Destaque Bahia

    A Bella Vista Embalagens e festas realizou ontem (18), mais um curso de culinária, com a Culinarista Viviane Heini. Desta vez, as aulas foram sobre Licores e Sequilhos, onde as inscritas aprenderam a fazer diversos sabores e tipos de licores para festas juninas e ocasiões especiais. 

    Bella vista Embalagens realiza mais um curso de culinária, desta vez de Licores e Sequilhos

    Foto: Destaque Bahia

    O curso foi aprovado pelas alunas que poderão preparar comidas típicas deliciosas no São João, além da oportunidade proporcionar uma renda extra para aquelas que fazem os cursos da Bella Vista com intenção de montar seu próprio negócio.

    Bella vista Embalagens realiza mais um curso de culinária, desta vez de Licores e Sequilhos

    Foto: Destaque Bahia



  • STF começa julgamento de ação penal contra Gleisi e Paulo Bernardo

    Foto: Reprodução

    A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) começou a julgar há pouco ação penal proposta pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) e seu marido, o ex-ministro do Planejamento Paulo Bernardo. No início da sessão, o presidente do colegiado, Ricardo Lewandowski, disse que o julgamento deverá ser encerrado hoje. 

    No processo, os cinco ministros do colegiado vão decidir se condenam ou absolvem os acusados dos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, na Operação Lava Jato. De acordo com a denúncia, Gleisi teria recebido R$ 1 milhão para sua campanha ao Senado em 2010. O valor teria sido negociado por intermédio de Paulo Bernardo e do empresário Ernesto Kluger Rodrigues, que também é réu. 

    No entendimento da PGR, o valor da suposta propina paga a Gleisi é oriundo de recursos desviados de contratos da Petrobras, conforme citações feitas pelo doleiro Alberto Youssef, um dos delatores das investigações.

    Em documento encaminhado ao Supremo durante a fase de defesa, os advogados do casal afirmaram que as acusações são “meras conjecturas feitas às pressas”, em função de acordos de delação premiada.

    “A requerida [senadora] jamais praticou qualquer ato que pudesse ser caracterizado como ilícito, especialmente no bojo do pleito eleitoral ao Senado no ano de 2010, na medida em que todas as suas contas de campanha foram declaradas e integralmente aprovadas pela Justiça Eleitoral”, afirmou a defesa, na ocasião.

    A Segunda Turma é composta pelos ministros Edson Fachin, relator da ação, Celso de Mello, Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e Dias Toffoli.

    CONTINUE LENDO


  • Brumado: Abertura do Show de Quadrilhas das Escolas Municipais acontece em grande estilo

    Foto: Divulgação

    Nesta segunda, 18, o anfiteatro da prefeitura foi palco de um belíssimo show de apresentações da Escola Santa Rita.

    Com a praça lotada e a decoração digna de aplausos, tudo ocorreu com muita animação.

    Dando continuidade aos Shows, hoje teremos as apresentações das Creches Municipais e o encerramento será com a apresentação da Galinha Pintadinha.

    Devido ao calor excessivo, o horário de início que, antes seria às 16h, foi postergado para as 17h. 



  • Brumado: Secretaria de Saúde informa prorrogação de vacina contra influenza até sexta-feira (22)

    Foto: ilustrativa

    A Secretaria de Saúde de Brumado (SESAU) informa que a campanha de vacinação contra influenza está prorrogada até sexta-feira dia 22/06. Até a última sexta-feira 15/06 já haviam sido vacinados 82,49% do público alvo: gestantes, mulheres com até 45 dias após o parto, idosos, crianças de seis meses a menores de cinco anos, trabalhadores de saúde, professores, indígenas e pessoas privadas de liberdade. Após esse período, as doses restantes passarão a ser ofertadas também para crianças de cinco a nove anos e adultos de 50 a 59 anos, grupo que não estava previsto inicialmente na campanha, mas também considerado como um dos mais vulneráveis à complicações pela gripe. A oferta dependerá da disponibilidade de vacinas ainda disponíveis no município. A meta é vacinar 90 % do público-alvo e convocar as pessoas que ainda não vacinaram a procurarem sua unidade de saúde.







  • Malhada de Pedras: Prefeita assina contrato do Plano Safra em Salvador e participa de entrega de Motoniveladora

    Foto: Divulgação

    A prefeita de Malhada de Pedras, Terezinha baleeiro, participou na última segunda-feira (18), de um ato com o governador Rui Costa, na capital baiana. Na ocasião, foi assinado o contrato do Plano Safra 2018/2019. Terezinha participou também da entrega de uma motoniveladora, que poderá atender o município de Malhada de pedras, caso haja necessidade. Diversos prefeitos de cidades do sudoeste participaram da solenidade.

    Malhada de Pedras: Prefeita assina contrato do Plano Safra em Salvador e participa de entrega de Motoniveladora

    Foto: Divulgação







  • Mulher morre em acidente na BA-148, próximo a comunidade de Lagoa Funda

    Foto: Whatsapp Destaque Bahia

    Uma mulher identificada como Euza Alves Oliveira, 86 anos, 'Dona Euza' como era conhecida pelos brumadenses, morreu em um acidente na BA-148, trecho que liga Brumado a Livramento de Nossa Senhora. O acidente aconteceu por volta das 19h30 da noite, quando o caminhão de feirantes em que a vítima estava tentou desviar de um guincho que realizava um serviço de remoção no local.

    Ainda de acordo informações, o motorista não conseguiu controlar o veículo após a manobra de evasão, e acabou caindo na ribanceira. Demais pessoas que estavam no caminhão foram encaminhadas ao Hospital de Brumado apenas com escoriações.

    Dona Euza era mãe de Ivan Oliveira, Secretário da rádio Alternativa Fm e Presidente da Associação dos moradores do bairro Urbis I.

    Diversas mensagens de apoio e Luto dos brumadenses são enviadas aos familiares a todo instante. O velório acontecerá na sua residência, no Bairro São José.







  • CDL realiza sorteio da campanha Goleada de Prêmios

    Foto: Divulgação

    A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Brumado realizou na última sexta-feira (15), o primeiro sorteio da campanha “Goleada de Prêmios”. Os ganhadores Rafaela Cristina Santos Cruz, Sueli Ribeiro de Souza, Gustavo Santos Souza, Joalice Rocha e Márcia Passos Chaves levaram para casa uma Smart TV 32 polegadas. A cliente da loja Polly Móveis, Telma Seles, ganhou uma Smart Tv de 55”. O último sorteio da campanha acontece no dia 06 de julho.



  • São Pedro do bairro Olhos D’água recebe incentivo de R$ 80 mil do Bahiatursa

    Foto: Destaque Bahia

    A festa de São Pedro realizada tradicionalmente em Brumado todos os anos no Bairro Olhos D’água, receberá um apoio da Superintendência de Fomento ao Turismo do Estado da Bahia (Bahiatursa), no valor de R$ 80 Mil. Ao todo, 163 municípios baianos receberão valores a serem destinados aos festejos juninos e firmarão convênios de cooperação financeira e técnica. 



  • POLÍTICA

    Supremo começa a julgar processo contra Gleisi Hoffmann nesta terça-feira

    Supremo começa a julgar processo contra Gleisi Hoffmann nesta terça-feira

    BRASÍLIA — Vai começar nesta terça-feira o julgamento da presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR), na Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF). Ela é acusada de corrupção passiva e lavagem de dinheiro por ter recebido R$ 1 milhão em espécie desviado da Petrobras para financiar sua campanha de 2010. Gleisi é a segunda ré da Lava-Jato a ter o destino definido pela Corte. No processo, há provas de que os recursos foram recebidos. Está nas mãos dos cinco integrantes da Corte analisar se o dinheiro foi mesmo parar na campanha da parlamentar.
     

    parlamentar.

    ANÁLISESTF vai decidir se provas indiretas são fortes para condenar Gleisi

    O primeiro julgamento da Lava-Jato no STF foi do deputado Nelson Meurer (PP-PR), há um mês. A Segunda Turma firmou algumas teses, mas o processo de Gleisi guarda algumas diferenças. Meurer foi denunciado pelo recebimento de propina desviada da Petrobras de três formas: recursos depositados em conta bancária, pagamento de valores em espécie e propina disfarçada de doação eleitoral oficial.

    Meurer foi condenado na primeira modalidade, porque o dinheiro foi rastreado. Na segunda, os ministros declararam que havia comprovação apenas de parte do dinheiro que, de acordo com a denúncia, foi recebido em espécie. A parte não comprovada não foi considerada para o cálculo da pena. Sobre as doações oficiais, o STF afirmou que não havia comprovação de que os recursos declarados à Justiça Eleitoral eram espúrios.

    LEIA: Julgamento de Gleisi no STF pode mudar estratégia do PT nas eleições

    No caso de Gleisi, o dinheiro foi todo recebido em espécie. Há no processo indício forte de que o dinheiro foi mesmo pago por um intermediário do doleiro Alberto Yousseff a um empresário ligado à senadora, corroborando a versão dos delatores. Quebras de sigilo telefônico revelaram que, nos dias do suposto pagamento das parcelas, foram feitas duas ligações para Gleisi e duas para o coordenador financeiro da campanha dela. O local de origem das ligações foi um escritório em um shopping, apontado como palco dos pagamentos

    PUBLICIDADE

    A avaliação de integrantes da Corte é de que, depois disso, as provas ficam mais escassas. Ou seja: não haveria comprovação suficientes de que o empresário repassou o dinheiro à campanha da parlamentar. O dinheiro não foi declarado à Justiça Eleitoral e Gleisi nega ter recebido a cifra.

    Outro ponto a favor da petista é o de que, em 2010, ela não tinha tanta projeção nacional. Não há provas, portanto, de que ela tinha poder suficiente para retribuir o favor a Paulo Roberto Costa, o ex-diretor da Petrobras que teria desviado o dinheiro em prol da senadora. No entanto, Paulo Bernardo era ministro do Planejamento do governo Lula na época.

    Se no julgamento de Meurer a Segunda Turma debateu sobre corrupção travestida de doação eleitora, dessa vez os ministros vão discutir qual o tipo de comprovação necessário para condenar alguém por receber propina e transformar em caixa dois. No entanto, esse debate deve ficar para a semana que vem. O primeiro dia de julgamento deve ser dedicado apenas à sustentação oral da defesa e também à manifestação da Procuradoria-Geral da República (PGR).

    TRÊS ANOS NO STF

    O caso chegou ao STF há mais de três anos, com a primeira leva de inquéritos da Lava-Jato. Além de Gleisi, são réus na ação penal o marido dela, o ex-ministro Paulo Bernardo, e o empresário Ernesto Kugler, que teria recebido o dinheiro no shopping pelas mãos de um operador de Yousseff, Antonio Pieruccini.

    As investigações começaram com as delações premiadas de Youssef e de Paulo Roberto Costa. Segundo os delatores, Paulo Bernardo pediu R$ 1 milhão a Paulo Roberto para abastecer a campanha da mulher. O dinheiro teria sido entregue por um intermediário de Youssef a Ernesto Kugler, um empresário ligado ao casal. A quantia teria sido repassada em quatro parcelas de R$ 250 mil.

    Gleisi foi ministra da Casa Civil no governo de Dilma Rousseff entre junho de 2011 e fevereiro de 2014. Hoje é presidente do PT e se empenha em defender o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado e preso na Lava-Jato. Qualquer que seja o resultado do julgamento do STF, ele vai nortear a participação ou não da senadora nas campanhas eleitorais deste ano. Paulo Bernardo foi ministro do Planejamento no governo Lula, de 2005 a 2011, e das Comunicações no governo Dilma, de 2011 a 2015.

    PUBLICIDADE

    Nas alegações finais entregues ao STF, os advogados dos réus alegaram inocência. A defesa de Gleisi apontou falhas nas delações premiadas que deram origem ao processo e disse que as provas levantadas não corroboram os depoimentos dos colaboradores. Lembrou que, em 2010, quando teriam ocorrido os pagamentos ilícitos, ela ainda não tinha cargo público e não gozava da “proeminência” que viria a ter. Também destacou que a presidente do PT nunca fez nada para favorecer o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa.

    No processo, a Petrobras pediu que os três réus sejam condenados também a devolver ao menos R$ 1 milhão à estatal. “Restou demonstrado o recebimento de R$ 1.000.000,00 (um milhão de reais), que deve ser estabelecido como patamar indenizatório mínimo a ser estipulado especificamente em favor da requerente (Petrobras)”, diz trecho do pedido da empresa. Na denúncia, a PGR pediu, além da condenação dos réus, o pagamento de uma multa no valor de R$ 4 milhões, o equivalente a quatro vezes o valor que teria sido desviado.

    O julgamento deve ser concluído na próxima semana, a última de funcionamento do STF antes do recesso de julho. O primeiro a votar é o relator da Lava-Jato, ministro Edson Fachin. Em seguida, vem o revisor dos processos, Celso de Mello, que é responsável por elaborar um voto mais detalhado do que o dos demais colegas. Na sequência, vêm os votos de Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski e Gilmar Mendes.( O GLOBO)



     

    CONTINUE LENDO


  • Prefeito de Guajeru entrega ambulância e participa de ato com o governador Rui Costa

    Foto: Divulgação

    Uma ambulância 0 km foi entregue a população de Guajeru na manha de ontem (18), pelo prefeito Gil Rocha e pelo deputado Estadual Vitor Bonfim. O veículo que é proveniente de emenda parlamentar servirá a população do município na área da saúde, proporcionando mais conforto e mobilidade aos pacientes que utilizam do serviço de transporte municipal.

    Prefeito de Guajeru entrega ambulância e participa de ato com o governador Rui Costa

    Foto: Divulgação

    Logo após, o prefeito seguiu para Salvador juntamente com o presidente da Associação de Olaria Geraldo Pereira de Souza e o Secretário Municipal de Agricultura Izaías Rodrigues onde participou de um ato com o governador Rui Costa, e recebeu um Kit com 20 barracas para a Agricultura Familiar do município, emenda dos Deputados; Estadual Zé Raimundo e Federal Waldenor Pereira. As barracas serão entregue em breve aos agricultores contemplados.

    Prefeito de Guajeru entrega ambulância e participa de ato com o governador Rui Costa

    Foto: divulgação







  • Pela primeira vez, diretor da Fifa admite

    A arbitragem do jogo entre Brasil e Suíça, no domingo "errou" no gol de empate do time europeu. A avaliação é de Marco Van Basten, ex-jogador e hoje diretor técnico da Fifa. Essa, porém, não é a percepção dos responsáveis pela tecnologia e nem pela arbitragem.  

    “Tive várias discussões com pessoas dentro da Fifa sobre esse assunto nos últimos dias”, explicou. “Acho que precisamos aprender com esse caso”, defendeu. Segundo ele, os brasileiros agiram de forma correta ao se queixar em uma carta enviada para a Fifa.  

    Para ele, isso não vai mudar o resultado do jogo. Mas pode ajudar a Fifa a avaliar seu próprio processo. "Não acha que o juiz deveria ter dado aquele gol", defendeu. "Essa é minha opinião pessoal", ponderou.  

    Na carta, a CBF solicita uma cópia do audio das conversas entre o árbitro de campo e a cabine que se ocupa do vídeo. A entidade também quer as imagens. Ainda que não haja como objetivo rever o resultado do jogo, a CBF quer que a Fifa tenha consciência de que o sistema falhou.  

    A Fifa já indicou que irá responder à carta enviada pela CBF. Mas teme que, ao entregar o áudio à seleção, abrirá um precedentes perigoso, levando a uma pressão indevida sobre os árbitros.

    Já os comentários do ex-jogador holandês apontam que não existe um consenso dentro da entidade sobre o tratamento do caso de Miranda.  

    A avaliação de Van Basten não é a mesma da cúpula da arbitragem na entidade. A percepção no Comitê dos Árbitros é de que o juiz da partida agiu de forma “correta” e não houve nem falta em Miranda e nem pénalti em Gabriel Jesus.  

    Segundo o corpo técnico que se ocupa da aplicação do VAR,, os árbitros na cabine avaliaram a cena do suposto empurrão sobre Miranda, inclusive em câmara lenta. Mas chegaram à conclusão de que não houve uma falta. Por isso, não pediram que o árbitro em campo paralisasse a partida e apenas o disseram para seguir.. 

    Um dos aspectos avaliados foi o posicionamento de Miranda, que não teria sido desequilibrado na visão dos árbitros.  

    Já no caso de Gabriel Jesus, o mesmo processo ocorreu. Na cabine do VAR, os árbitros reavaliaram o lance, mesmo sem que o juiz da partida soubesse. Mas optaram por não alertar o árbitro César Ramos sobre uma eventual irregularidade e indicaram que poderia seguir. Por isso, o lance também seguiu. 

    Fontes na Fifa ainda indicaram que usaram o "super slow replay" - uma tecnologia que permite rever a imagem num ritmo ainda mais lento - para tomar uma decisão no que se refere ao lance de Gabriel Jesus. Mas concluiu que não houve pênalti. 

    Na avaliação da cúpula da Fifa, o VAR não pode tirar do futebol seu caráter de contato. "Caso contrário, matamos o jogo", afirmou um dos principais dirigentes da entidade.  

    Entre os membros da CBF, a percepção era de que a carta não mudará nada do resultado. Mas a entidade precisava “se pronunciar”. “Precisamos marcar posição”, disse Gustavo Feijó, vice-presidente da CBF.  

    Feijó foi alvo de uma operação policial em meados do ano passado por conta da suspeita de recebimento de R$ 600 mil da Confederação para sua campanha eleitoral para prefeito de Boca da Mata (AL). A Polícia Federal apurou que sua campanha teria custado R$ 2 milhões. Mas Feijó apenas declarou R$ 105 mil.  

    Já o presidente da CBF, coronel Antônio Nunes, preferiu não se pronunciar sobre a carta e nem sobre o lance. Quando foi questionado pela imprensa internacional e brasileira sobre o assunto, apertou o passo e foi conduzido por um de seus assistentes para longe dos jornalistas.(Estadão )

    CONTINUE LENDO


  • 1,5 Toneladas de cocaína é apreendida no porto de salvador com ajuda de cães da COE

    Foto: Divulgação | SSP

    Três cães da Coordenação de Operações Especiais (COE) da Polícia Civil ajudaram a localizar 1,5 tonelada de cocaína, na tarde desta segunda-feira (18), durante ação conjunta com a Polícia Federal, Receita Federal e Guarda Portuária. Funk e Jade, ambos da raça cocker spaniel, e Troy, pastor alemão, farejaram a droga, avaliada em cerca de R$ 23 milhões, que estavam em mochilas, dentro de fardos de PVC.

    A maior apreensão de cocaína realizada, na Bahia, aconteceu no Porto de Salvador. A carga de entorpecente estava escondida em contêineres, que tinham como destino final países europeus. A PF solicitou o apoio da COE, com os cães farejadores.

    “Temos uma relação antiga com a PF e também com a Receita Federal. Há anos promovemos ações, no Aeroporto Internacional de Salvador”, lembrou o coordenador do Canil da Coe, investigador Luís Fernando Bastos Figueiredo. O policial civil reforçou que a unidade está sempre à disposição de outras instituições.



  • Gravação de filme Sertânia relembra antigas histórias da cidade de Brumado

    Foto: Destaque Bahia

    A cidade de Brumado está revivendo uma pequena parte de sua história na gravação do filme Sertânia, que acontece em alguns pontos da cidade. O filme do roteirista e cineasta baiano Geraldo Sarno conta a história do cangaço e do cangaceiro Antão. As gravações que seguem sob produção executiva de Bárbara Cariry, deu inicio no mês de abril, e vai até o final do mês de junho.

    A trama conta como foi a trajetória de Antão, e de como ele foi preso até que seu bando o resgatasse, além de momentos que antecederam a sua morte.

    Parte das cenas estão sendo gravadas no distrito de Itaquaraí, na antiga cadeia pública de Brumado e no Casarão da família Cardoso. A primeira parte foi gravada na cidade de Milagres, e deverá passar por outros municípios que estão no roteiro de Sertânia.  O filme deve ser lançado no final de 2019 e há possibilidade de que seja exibido para os brumadenses.