publicidade
 
publicidade
 
publicidade
 
comentários
Bernabe neto em:
Homem é morto pelo próprio sobrinho na zona rural de Aracatu; autor foi preso
 
 
José Silveira da Rocha em:
Governo do Estado publica edital de licitação para implantação do Sistema de Abastecimento de Água de Piabanha em Aracatu
 
 
Aliane Aguiar em:
Homem é preso com 9 kg de maconha em Guanambi, no Bairro Beija Flor II
 
 
Leandro Vieira de Andrade santos em:
GUANAMBI: CÂMARA APROVA CRIAÇÃO DE GUARDA CIVIL ARMADA
 
 
 
curta nossa fanpage
07.07.2017 - MUNDO
 
Trump ameaça resposta ‘bastante severa’ à Coreia do Norte
 
Trump ameaça resposta ‘bastante severa’ à Coreia do Norte
 

 presidente americano, Donald Trump, prometeu nesta quinta-feira uma resposta “bastante severa” à Coreia do Norte, após o lançamento de um míssil balístico intercontinental (ICBM), um dia depois de Estados Unidos e França solicitarem novas sanções contra Pyongyang.

“Peço a todas as nações que enfrentem esta ameaça global e demonstrem publicamente à Coreia do Norte que há consequências por seu comportamento muito, muito ruim”, 

declarou Trump durante uma visita a Varsóvia antes de participar da cúpula do G20 em Hamburgo. Washington estuda tomar medidas “bastante severas“, acrescentou, sem dar mais detalhes.

Horas depois, o seu secretário de Defesa, Jim Mattis, explicou que essas medidas seriam diplomáticas. “Estamos lidando com uma escalada militar muito séria, uma provocação, uma afronta às resoluções do Conselho de Segurança da ONU“, disse Mattis em Washington. “Continuamos na rota diplomática, envolvendo nossos aliados e nações amigas em todo o mundo”, completou.

Na quarta-feira, os Estados Unidos, com o apoio da França, anunciaram na ONU a intenção de propor novas sanções contra a Coreia do Norte, mas a Rússia bloqueou a iniciativa com o argumento que ainda não havia sido comprovado que o último lançamento feito foi de um míssil intercontinental. Os Estados Unidos e a ONU asseguram que o míssil Hwasong-14 era de alcance intercontinental e poderia atingir o Alasca.  É uma clara e nítida escalada militar”, assegurou a embaixadora americana na ONU, Nikki Haley.

Nesta quinta-feira, a União Europeia e o Japão também pediram a análise de novas sanções internacionais contra a Coreia do Norte, anunciou o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk. “Concordamos em apelar à comunidade internacional a reforçar as medidas que buscam restringir ainda mais a transferência de bens e tecnologia”, afirmou Tusk após se reunir em Bruxelas com o primeiro-ministro japonês,Shinzo Abe.

De acordo com Frank Aum, ex-assessor sobre a Coreia do Norte do Departamento de Defesa americano, aumentar as sanções é a única opção realista para os Estados Unidos. “Não acredito que a administração Trump pense em nenhuma outra opção. Já não acreditam realmente nas negociações e pensam que devem aumentar a pressão, sobretudo na área financeira”, disse.

Veja também
  • Mundo Em discurso na Polônia, Trump confronta Rússia e defende Ocidente 
  • Mundo Alcance do míssil da Coreia do Norte surpreendeu Pentágono
  • Mundo EUA e Coreia do Sul simulam ataque com mísseis a Pyongyang

O presidente sul-coreano, Moon Jae-In, reiterou a sua oferta anterior de manter diálogos com Kim Jong-Un apesar do teste de míssil, e acrescentou ser perigosa a falta de diálogo.  “Quando as condições estiverem dadas, estarei pronto para me encontrar com o líder norte-coreano”, afirmou em Berlim. Moon também se mostrou partidário de “reagir com algo mais que uma mera declaração” e pediu o reforço das sanções, fiel a sua política de combinar medidas de coerção com esforços para que Pyongyang retorne à mesa de negociações.

Nos primeiros meses de seu mandato, Trump tentou pressionar a Chinaa controlar as explosões nucleares de seu aliado norte-coreano, sem sucesso. No mais recente sinal de seu crescente atrito com o gigante asiático, Trump afirmou na quarta-feira no Twitter que a Chinaestá minando os esforços dos Estados Unidos e que aumentou o seu comércio com Pyongyang. Pequim respondeu indiretamente, ao defender nesta quinta-feira o uso de uma linguagem moderada por ambas as partes. “Também pedimos que as partes mantenham a calma (…) e se abstenham de palavras e atos que possam aumentar a tensão”, declarou o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Geng Shuang, à imprensa.

O Conselho de Segurança adotou no ano passado duas resoluções para aumentar a pressão sobre a Coreia do Norte e impedir que seu líder tivesse acesso ao dinheiro necessário para financiar seus programas militares eem  junho, com apoio da China, ampliou as restrições. Estas resoluções apontam diretamente para as exportações de carvão norte-coreano, fonte importante de receitas para o regime. No total, a ONU adotou seis pacotes de sanções contra a Pyongyang desde seu primeiro teste atômico, em 2006.(VEJA.com)

 
 
     
     
 
comentários
 

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

 
  Escrever comentário:
 
Nome:
 
E-mail (não será divulgado):
 
 Mensagem:
 
Voltar
 
outras notícias
 
20.Out.2017 - Terezinha Baleeiro fiscaliza obras em Malhadas de Pedras
20.Out.2017 - Oportunidade: Sesoc oferece curso gratuito de Almoxarife a partir da próxima segunda (23)
20.Out.2017 - Inscritos no Enem 2017 já podem consultar local de prova
20.Out.2017 - Adolescente, suspeito de tráfico de drogas e homicídios em Guanambi, é detido pela Polícia em Caetité
30.Nov.1999 -
20.Out.2017 - Homem é preso por ameaçar atear fogo em outra creche em Janaúba
19.Out.2017 - Estudante de enfermagem é presa com munições com poder de fogo para derrubar aeronave e danificar carros-fortes; com ela, drogas também foram apreendidas
19.Out.2017 - Indivíduo é surpreendido no momento em que jogava drogas no teto da delegacia de Brumado; ao tentar fugir sofre grave acidente
19.Out.2017 - Compre o seu veículo na Taisan Auto e tenha sempre mais vantagens e melhores preços
19.Out.2017 - Representantes do SMTT esclarecem polêmica sobre sinalização em Brumado; placas estão sendo retiradas
eventos
08.09.2017
Desfile de 7 de Setembro em Brumado 2017
 
29.08.2017
Cavalgada de Barra da Estiva - A Top da Chapada
 
 
publicidade
 
publicidade
 
Entre Gospel Destaque Bahia © 2017 - Todos os direitos reservados. Hospedagem e Desenvolvimento: HD Soluções