publicidade
 
publicidade
 
publicidade
 
comentários
Bernabe neto em:
Homem é morto pelo próprio sobrinho na zona rural de Aracatu; autor foi preso
 
 
José Silveira da Rocha em:
Governo do Estado publica edital de licitação para implantação do Sistema de Abastecimento de Água de Piabanha em Aracatu
 
 
Aliane Aguiar em:
Homem é preso com 9 kg de maconha em Guanambi, no Bairro Beija Flor II
 
 
Leandro Vieira de Andrade santos em:
GUANAMBI: CÂMARA APROVA CRIAÇÃO DE GUARDA CIVIL ARMADA
 
 
 
curta nossa fanpage
26.07.2017 - MUNDO
 
Trump proíbe que transgêneros sirvam nas forças armadas dos EUA
 
Trump proíbe que transgêneros sirvam nas forças armadas dos EUA
 

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou nesta quarta-feira sua decisão de proibir que os transgêneros sirvam nas forças armadas do país, após ter consultado "generais e especialistas militares".

Trump fez o anúncio através de sua conta pessoal no Twitter e detalhou que seu governo "não aceitará nem permitirá" que pessoas transgênero "sirvam em nenhuma capacidade" nas forças armadas americanas.

 

"As nossas forças armadas devem se concentrar em vitórias decisivas e extraordinárias, e não podem se preocupar com os tremendos custos e interrupções médicas que seriam causadas por transgêneros entre os militares", argumentou Trump em outro tweet.

Em junho de 2016, o então secretário de Defesa dos EUA, Ashton Carter, anunciou em uma coletiva de imprensa no Pentágono que, "com efeito imediato", as forças armadas estavam abertas aos transsexuais.

Depois o governo de Barack Obama, cujo mandato terminou no último mês de janeiro, fixou o dia 1º de julho de 2017 como data para começar a recrutar transsexuais para as tropas.

No entanto, o Pentágono anunciou apenas algumas horas antes desse prazo, em 30 de junho, um adiamento de seis meses, até 1º janeiro de 2018, do recrutamento de transsexuais para ajudar nas forças armadas.

Durante este período seriam revisados os planos de adesão dos transsexuais e o possível "impacto" na preparação "e poder 

letal" das forças armadas, detalhou então o Pentágono.

Esse adiamento não afetava os transsexuais que já se encontram servindo as forças armadas e cujo futuro é incerto com a decisão anunciada hoje por Trump, que não detalhou em seus tweets quando e como se aplicará essa proibição.

Durante a campanha eleitoral de 2016, Trump se orgulhava de dizer ser um "amigo" da comunidade LGBT (lésbicas, gay, bissexuais e transgênero).

Além disso, em janeiro, apenas alguns dias após chegar à Casa Branca, Trump prometeu a continuidade de uma ordem executiva de Obama que proíbe as empresas que tenham contratos com o governo federal de discriminar seus funcionários LGBT.(EFE )

 
 
     
     
 
comentários
 

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

 
  Escrever comentário:
 
Nome:
 
E-mail (não será divulgado):
 
 Mensagem:
 
Voltar
 
outras notícias
 
20.Out.2017 - Terezinha Baleeiro fiscaliza obras em Malhadas de Pedras
20.Out.2017 - Oportunidade: Sesoc oferece curso gratuito de Almoxarife a partir da próxima segunda (23)
20.Out.2017 - Inscritos no Enem 2017 já podem consultar local de prova
20.Out.2017 - Adolescente, suspeito de tráfico de drogas e homicídios em Guanambi, é detido pela Polícia em Caetité
30.Nov.1999 -
20.Out.2017 - Homem é preso por ameaçar atear fogo em outra creche em Janaúba
19.Out.2017 - Estudante de enfermagem é presa com munições com poder de fogo para derrubar aeronave e danificar carros-fortes; com ela, drogas também foram apreendidas
19.Out.2017 - Indivíduo é surpreendido no momento em que jogava drogas no teto da delegacia de Brumado; ao tentar fugir sofre grave acidente
19.Out.2017 - Compre o seu veículo na Taisan Auto e tenha sempre mais vantagens e melhores preços
19.Out.2017 - Representantes do SMTT esclarecem polêmica sobre sinalização em Brumado; placas estão sendo retiradas
eventos
08.09.2017
Desfile de 7 de Setembro em Brumado 2017
 
29.08.2017
Cavalgada de Barra da Estiva - A Top da Chapada
 
 
publicidade
 
publicidade
 
Entre Gospel Destaque Bahia © 2017 - Todos os direitos reservados. Hospedagem e Desenvolvimento: HD Soluções