publicidade
 
publicidade
 
publicidade
 
comentários
regiana em:
Mais uma pessoa morre após ficar três dias no Hospital de Brumado aguardando vaga numa UTI em Conquista
 
 
Marcos Andre em:
Torre da Oi cai e serviços de internet e telefonia ficam prejudicados em Aracatu
 
 
Mano Barreto em:
A segunda edição do Encontro de Motociclistas de Brumado promete movimentar o município
 
 
Maria aparecida santos moreira em:
Kezinha Produções realizou Páscoa Solidária em Brumado
 
 
 
curta nossa fanpage
18.05.2017 - POLÍTICA
 
Fachin autoriza abertura de inquérito para investigar Michel Temer
 
Fachin autoriza abertura de inquérito para investigar Michel Temer
O presidente Michel Temer será investigado com autorização do Supremo (Foto: Marcos Corrêa/Presidência da República)
 

Com decisão, ele passa formalmente à condição de investigado na Lava Jato. Segundo 'O Globo', Joesley Batista gravou Temer dando aval para comprar silêncio de Cunha em março.

O Ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou abertura de inquérito para investigar o presidente Michel Temer. O pedido de investigação foi feito pela Procuradoria-Geral da República (PGR)

Com a decisão de Fachin, Temer passa formalmente à condição de investigado na Operação Lava Jato. Ainda não há detalhes sobre a decisão, que foi confirmado pela TV Globo.

O pedido de abertura de inquérito foi feito após um dos donos do grupo JBS, Joesley Batista, dizer em delação à Procuradoria-Geral da República (PGR) que, em março deste ano, gravou o presidente dando aval para comprar o silêncio do deputado cassado e ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ). A informação foi divulgada pelo jornal "O Globo".

A delação de Joesley e de seu irmão, Wesley Batista, foi homologada por Fachin, informou o Supremo nesta quinta-feira.

Pela Constituição, o presidente da República só pode ser investigado por atos cometidos durante o exercício do mandato e com autorização do STF.

Assim, o presidente poderá ser investigado porque os fatos narrados por Joesley Batista na delação teriam sido cometidos em março deste ano, quando Temer já ocupava a Presidência.

 
 
     
     
 
comentários
 

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

 
  Escrever comentário:
 
Nome:
 
E-mail (não será divulgado):
 
 Mensagem:
 
Voltar
 
outras notícias
 
24.Jun.2017 - Quina de São João tem 12 apostas ganhadoras: cada uma leva R$ 11,6 milhões
24.Jun.2017 - São João de Barra da Estiva é marcado por vários fatores positivos que têm surpreendido o público
23.Jun.2017 - Com Temer, chanceler da Noruega cita Lava Jato e pede 'limpeza'
23.Jun.2017 - EUA se preparam para raro eclipse total do Sol
23.Jun.2017 - São João de Ituaçu tem reforço na segurança; Polícia Militar e Civil garantirão a paz durante os festejos
23.Jun.2017 - Polícia Civil prende homem com dinheiro falso e cocaína em Brumado
23.Jun.2017 - A tradição continua: São Pedro de Aracatu tem atrações confirmadas; confira a programação
22.Jun.2017 - Sete alunos de Medicina, Direito e Odontologia são expulsos de universidade por fraude em cotas quilombolas
22.Jun.2017 - A caminho do Paraguai, Cézar Paulo 'Cézar de Lim', acusado da morte de Camarão acaba de ser preso
22.Jun.2017 - Polícia elucida os dois últimos homicídios ocorridos em Brumado; Empresário César Paulo está foragido
eventos
30.05.2017
Transmissão de comando da 34ª CIPM
 
23.01.2017
Oggi Ciclo Tour 2017
 
 
publicidade
 
publicidade
 
Entre Gospel Destaque Bahia © 2017 - Todos os direitos reservados. Hospedagem e Desenvolvimento: HD Soluções