BUSCA PELA CATEGORIA "Educação"

  • Enem: Candidatos com coronavírus terão nova chance de fazer o exame

    Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

    Com as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 marcadas para o próximo mês de janeiro, os candidatos que forem diagnosticados com Covid-19 ou alguma outra doença infectocontagiosa e, portanto, não puderem comparecer ao teste, terão uma nova chance. “Pela primeira vez, os participantes terão a possibilidade de avisar, até um dia antes do exame, que estão com uma doença infectocontagiosa. Essa é uma novidade muito importante e muito boa para os participantes”, ressalta o presidente substituto do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Camilo Mussi. O edital do Enem detalha que as doenças infectocontagiosas consideradas para fins de reaplicação do Enem 2020 são coqueluche, difteria, doença invasiva por Iaemophilus influenza, doença meningocócica e outras meningites, varíola, influenza humana A e B, poliomielite por poliovírus selvagem, sarampo, rubéola, varicela e Covid-19. Para a edição de 2020, o Enem teve mais de 5,7 milhões de inscrições confirmadas. As provas na versão impressa estão marcadas para os dias 17 e 24 de janeiro de 2021. A versão digital ocorre em 31 de janeiro e 7 de fevereiro. Aqueles participantes que identificarem que possuem uma doença infectocontagiosa até a data anterior a da prova, deverão acessar a Página do Participante e enviar o laudo médico que comprova a doença. E se confirmar a doença no dia, deverá ligar para a central de atendimento do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e comunicar a doença até um dia antes da data da prova. O número é 0800 616161 e a ligação é gratuita. As provas serão reaplicadas no fim de fevereiro.







  • Enem 2020: Inep disponibiliza materiais de apoio para o exame

    A dois meses do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020, participantes podem acessar diversos conteúdos para se prepararem para esta edição do exame. Responsável pela aplicação do Enem, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) disponibiliza uma série de materiais que servem de suporte aos estudos de quem vai fazer as provas. O exame está marcado para os dias 17 e 24 de janeiro de 2021 (versão impressa) e 31 de janeiro e 7 de fevereiro de 2021 (versão digital). Ao todo, 5.783.357 inscrições foram confirmadas para o Enem 2020. Desse total, 5.783.357 correspondem a inscritos na versão impressa do exame, enquanto 96.086 pessoas optaram por fazer a versão digital. Por meio da Plataforma Videoprova em Libras, ainda é possível acessar todas as questões das provas passadas em Língua Brasileira de Sinais. A Cartilha do Participante, com orientações sobre a redação, também possui uma versão direcionada à comunidade surda que tem Libras como primeira língua. Os participantes podem acessar o material pelo canal do Inep no YouTube. Ao todo, 52.598 pessoas solicitaram, em geral, algum tipo de atendimento especializado para o Enem 2020. Desse total, 1.353 declararam ser surdos e 2.487 informaram possuir deficiência auditiva.

     







  • Estão abertas as inscrições para vagas do Universidade Para Todos

    Foto: Cindi Rios/UPT-Uneb

    As 12 mil vagas gratuitas de preparação para o ingresso no ensino superior, por meio do programa Universidade Para Todos (UPT), estão disponíveis a partir desta terça-feira (17). O edital do programa foi lançado em uma videoconferência realizada pelo canal do Youtube do Instituto Anísio Teixeira. Podem participar os estudantes que estão terminando o ensino médio ou profissionalizante na Rede Pública. A preparação é desenvolvida em parceria com as universidades públicas Uneb, Uefs, Uesb, Uesc e Ufrb, com o objetivo de contribuir para o acesso de estudantes ao Ensino Superior. O edital, com o manual de instruções e o passo a passo para a inscrição, pode ser acessado no site do Programa. As dúvidas podem ser esclarecidas através do email upt@educação.ba.gov.br ou ainda por telefone, pelo 0800-2858000.







  • Fies: Estão abertas as inscrições para as vagas remanescentes

    As inscrições para cerca de 50 mil vagas remanescentes do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para o 2º semestre de 2020 começam nesta segunda-feira (26). As vagas remanescentes são aquelas não preenchidas nas edições de 2020 dos processos seletivos regulares do Fies. Nos dois primeiros dias de inscrição, do dia 26 a 27 de outubro, a oferta é exclusiva para os cursos de áreas do conhecimento prioritárias, como os cursos de saúde, engenharias, licenciaturas e ciência da computação. O prazo de inscrição para os candidatos não matriculados em instituição de educação superior será encerrado às 23h59 do dia 3 de novembro. Para aqueles que buscam uma oportunidade para financiar a continuidade dos estudos e já estão matriculados em curso, turno e instituição para o qual deseja se inscrever, o prazo de inscrição é maior. Eles terão até o dia 27 de novembro para se inscrever. As inscrições serão realizadas pela internet, exclusivamente, na página do Fies http://fies.mec.gov.br/ .







  • Justiça autoriza volta às aulas nas escolas particulares no Rio

    Foto: Reprodução

    As escolas privadas do município do Rio de Janeiro podem retornar às aulas a partir desta quinta-feira  (1º). A decisão é da 3ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça (TJ), anunciada hoje (30). Os desembargadores julgaram recurso do município do Rio. De acordo com informações da Agência Brasil, a prefeitura se manifestou sobre a decisão do TJ, dizendo que, de acordo com a Subsecretaria de Vigilância Sanitária e o Comitê Científico, as escolas privadas têm condições sanitárias de voltar às aulas, se assim quiserem. O Sindicato dos Professores do Município do Rio de Janeiro e Região (Sinpro-Rio) também se posicionou em nota, lembrando que a categoria está em greve e que a questão será debatida em assembleia geral, no próximo sábado (3).  Segundo o Sindicato dos Estabelecimentos de Educação Básica do Rio de Janeiro (Sinepe-Rio), a rede privada no município do Rio representa 481.369 matrículas na educação básica, com 2.031 estabelecimentos e 27.820 docentes.







  • MEC publica edital para 50 mil vagas remanescentes do Fies

    Está publicado no Diário Oficial da União desta terça-feira (29) o edital do processo de inscrição para cerca de 50 mil vagas remanescentes do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para o 2º semestre de 2020. As inscrições serão abertas no dia 6 de outubro, exclusivamente na página do Fies. De acordo com informações da Agência Brasil, os candidatos não matriculados em uma instituição de ensino superior podem se inscrever até as 23h59 do dia 13 de outubro. Para os já matriculados, o prazo vai até 13 de novembro. Para se candidatar é necessário ter participado de uma das edições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010, ter obtido no mínimo 450 pontos na média das cinco provas do exame e não ter zerado a prova de redação. O interessado precisa ainda ter renda mensal bruta de até três salários mínimos por pessoa da família. A ocupação das vagas, segundo o Ministério da Educação, será feita de acordo com a ordem de conclusão das inscrições. O candidato que precisar alterar informações depois da inscrição concluída no sistema terá de cancelar e fazer de novo o procedimento. Durante esse procedimento, a mesma vaga escolhida anteriormente poderá ser ocupada por outro candidato que concluir a inscrição antes.







  • Projeto Enem 100% promove aulão virtual de Geografia nesta terça-feira (22)

    Foto: Divulgação / Secom-BA

    Geografia será o componente curricular do aulão virtual do projeto ENEM 100%, nesta terça-feira (22), às 16h. A atividade, que contará com a participação do professor Engeberto Apulinário (Popó), é promovida pela Secretaria da Educação do Estado, sendo transmitida, ao vivo, pelo canal do Youtube da Educação Bahia. A ação pedagógica busca auxiliar os estudantes na preparação para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020, cujas provas, na versão impressa, serão aplicadas nos dias 17 e 24 de janeiro de 2021 e, na versão digital, em 31 de janeiro e 7 de fevereiro. Os aulões virtuais do projeto Enem 100% acontecem todas às terças e sextas-feiras, sempre das 16h às 17h, envolvendo diferentes componentes curriculares, e fazem parte de uma série de atividades lançada pela Secretaria da Educação para fortalecer a aprendizagem dos estudantes que irão prestar o Enem. No Portal da Educação, o estudante tem também à sua disposição uma apostila que pode ser baixada, por aula, e a programação das próximas aulas que serão realizadas. Ainda no Portal da Educação, o estudante tem acesso a conteúdos preparatórios por meio do projeto Universidade para Todos – Estude em Casa, desenvolvido em parceria com as universidades estaduais (Uneb, Uefs, Uesc e Uesb). Outra ferramenta é a Plataforma Anísio Teixeira, que contém mais de 10 mil conteúdos digitais educacionais e aulas do Ensino Médio com Intermediação Tecnológica (Emitec), tendo recebido o aporte de conteúdos construídos com as 12 Instituições de Ensino Superior (IES) públicas na Bahia (Uneb, Uefs, Uesc, Uesb, Ufba, Ufob, UFRB, Unilab, UFSB, Univasf, IFBaiano E Ifba). Os estudantes também podem complementar a preparação para o exame com o ‘Estude em casa’, programa exibido em parceria com o Canal Futura, da Fundação Roberto Marinho, através da TVE, sempre às 13h e às 15h. Além disso, a emissora leva ao ar o programa ‘Hora do Enem’, exibido de segunda a sexta, às 18h.

    Projeto Enem 100% promove aulão virtual de Geografia nesta terça-feira (22)


  • Estão abertas as inscrições para bolsas remanescentes do Prouni

    Teve início as inscrições para o processo seletivo de bolsas remanescentes do Programa Universidade para Todos (Prouni), para o segundo semestre deste ano. Ao todo, serão ofertadas cerca de 90 mil bolsas que não foram ocupadas no decorrer do processo seletivo regular. De acordo com informações da Agência Brasil, a disponibilidade dessas bolsas ocorre por desistência dos candidatos pré-selecionados ou falta de documentação, por exemplo. O prazo para inscrição termina em 30 de setembro e o estudante interessado deve acessar a página do Prouni na internet. De acordo com o Ministério da Educação, nesta edição, o prazo de inscrição será único, tanto para candidatos não matriculados na instituição de ensino superior para a qual desejam se inscrever para disputar uma bolsa, como para candidatos já matriculados na mesma instituição para a qual querem fazer a inscrição.

    Estão abertas as inscrições para bolsas remanescentes do Prouni


  • MEC publica edital com 90 mil bolsas para o Prouni

    O Ministério da Educação (MEC) publicou  um edital para o processo de seleção de bolsas remanescentes do Programa Universidade para Todos (Prouni). Serão ofertadas cerca de 90 mil bolsas que não foram preenchidas no processo seletivo regular para o segundo semestre de 2020. As inscrições devem ser feitas via internet, na página do Prouni. O período de inscrições começa no dia 15 e vai até as 23h59 do dia 30 de setembro. O prazo será único, tanto para candidatos não matriculados na instituição de ensino superior para a qual desejam disputar uma bolsa remanescente, como para candidatos já matriculados na mesma instituição para a qual querem fazer a inscrição. Para concorrer às bolsas integrais (100%), o estudante deve comprovar renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até 1,5 salário mínimo. Para as bolsas parciais (50%), a renda familiar bruta mensal deve ser de até 3 salários mínimos por pessoa.

    MEC publica edital com 90 mil bolsas para o Prouni


  • Inscrições para o Fies começam na próxima terça-feira (28)

    O novo cronograma do processo seletivo do Fundo de Financiamento Estudantil, para o 2º semestre, foi publicado no Diário Oficial da União dessa quarta-feira (22). As inscrições poderão ser realizadas a partir do dia 28 e seguem até 31 de julho, na página do Fies. O resultado será divulgado no dia 4 de agosto. O período para complementação da inscrição dos candidatos pré-selecionados será do dia 4 até 6 de agosto.  A alteração no cronograma do Fies se deu após o Ministério da Educação (MEC) identificar inconsistências no processamento da distribuição das vagas ofertadas pelas instituições de ensino superior. Com essa medida, a atual gestão do MEC assegurará a lisura e a transparência do processo seletivo. Os candidatos não pré-selecionados na chamada única do Fies podem disputar uma das vagas ofertadas por meio da lista de espera. Todos os não pré-selecionados na chamada única serão, automaticamente, incluídos na lista de espera. Portanto, diferente dos processos seletivos do Sisu e do Prouni, para participar da lista de espera do Fies não é necessário manifestar interesse. O prazo de convocação por meio da lista de espera é do dia 4 até às 23h59 de 31 de agosto.  







  • Mesmo com data adiada, estudante tem até sexta-feira para se inscreverem no Enem

    Mesmo com o anúncio do adiamento do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020, as inscrições para a prova não serão prorrogadas. O prazo termina nesta sexta-feira (22), às 23h59 . Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo exame, mais de 4, 3 milhões de estudantes já estão inscritos para participar desta edição. De acordo com informações da Agência Brasil, para evitar erros na hora da inscrição, o Inep recomenda a todos os participantes que o procedimento seja feito com calma. O aluno deve, por exemplo, verificar cuidadosamente as informações declaradas. Algumas delas não poderão ser modificadas depois da inscrição concluída. Os dados que constam na Receita Federal (nome, nome da mãe e data de nascimento) devem ser os mesmos declarados por quem vai fazer o Enem. Quando há divergência, o sistema informa que o participante precisa fazer a correção no órgão. A inscrição poderá ser concluída apenas após a atualização dos dados na Receita. O participante que já concluiu a inscrição tem a oportunidade de fazer modificações em alguns itens do sistema do Enem, mas somente até amanhã, antes do prazo final de inscrições. Os inscritos que se enquadram nos requisitos apresentados nos editais como beneficiários da gratuidade da taxa de inscrição ficarão isentos sem a necessidade de um pedido formal. Para os demais, a taxa de R$ 85 deve ser paga até 28 de maio, por meio  de Guia de Recolhimento da União (GRU), gerada ao final da inscrição.







  • Com Polo também em Brumado, Unicesumar concede desconto de até 70% em seus cursos, confira

    A Unicesumar, entendendo o momento que o munda está passando, traz uma oportunidade incrível para que você possa sair desse período com uma formação acadêmica. Ganhe até 70% de bolsa na melhor EAD do Brasil.

    Melhore seu currículo em tempos de crise e esteja preparado para as oportunidades futuras. 

    Não precisa sair de casa para começar sua faculdade. 

    Flexibilidade para estudar de onde estiver em cursos reconhecidos pelo MEC.

     

    Até dia 09 de maio de 2020 os cursos a seguir estão com descontos sensacionais.

    • Seis primeiros meses com até 70%* de desconto.

    • Demais mensalidades com 50%** de desconto

    * Composição:  10% por pagamento pontual + 60 % campanha promocional

    ** Composição:  10% por pagamento pontual + 40 % campanha promocional

     

    Cursos inseridos na promoção.

    • Licenciatura em Historia 

    • Bacharelado em Ciências econômicas

    • Licenciatura em Sociologia

    • Tecnólogo em Empreendedorismo

    • Gestao de Sistemas para internet

    • Gestão da Tecnologia da Informação

    • Gestão da qualidade

    • Tecnólogo em Segurança Alimentar

    • Gestão Pública

     

    Unicesumar – Brumado

    Rua Tibúrcio da Silva Leite, 70 – Centro

    Brumado –Ba

    WhatsApp: (77) 99934-8556



  • Professor em tempos de coronavírus: confira algumas dicas para migrar do ensino presencial para a EAD

    Milhões de alunos estão fora das salas de aula em todo o país, e especialista da Unicesumar dá dicas para ajudar os profissionais que precisam se adaptar à modalidade de ensino a distância.
    Do dia para a noite, a pandemia provocada pela Covid-19 fez com que novos hábitos fossem adotados por toda a população mundial. Para evitar a propagação do vírus, o confinamento preventivo em casa criou uma intersecção na trajetória das modalidades de ensino. No Brasil, o Ministério da Educação publicou uma portaria (343) que autoriza “em caráter excepcional” a substituição de aulas presenciais por aulas do modelo de educação a distância (EAD) que utilizem tecnologia de informação e comunicação remota para cursos em andamento.

    O isolamento afastou perto de 1,5 milhão de alunos das escolas. Nas universidades, o número é ainda maior. Em alguns casos, as aulas foram suspensas e, em outros, migradas para outra modalidade. Segundo a head de graduação da EAD Unicesumar, Márcia de Souza, muitos precisaram se adaptar ao esquema de home office e iniciou uma corrida contra o tempo para as instituições que não dispunham de ferramentas e plataformas on-line. “A educação 4.0 exige muito dos professores e das organizações. É um novo mindset para quem atuava apenas com recursos presenciais. Agora, a sala de aula está no celular, no tablet e no computador, transportando o professor para essas telas e fazendo com que ele utilize novos meios para repassar o conteúdo e tirar as dúvidas dos alunos”, explica.

    Porém, de acordo com a professora, a EAD ainda é a solução que melhor se encaixa à realidade atual, seja para oferecer novas possibilidades de aprendizagem ou para garantir o cumprimento dos 200 dias letivos exigidos pela lei. “A flexibilidade dos diversos meios de transmissão de conteúdo - vídeos, textos, aplicativos, jogos -, acabam beneficiando o processo de aprendizagem e ainda possibilitam que, mesmo estando em casa, os estudantes deem continuidade aos estudos, sem perder a interação com alunos e colegas”.

     

    Para Márcia, os professores exigem muito que os alunos pesquisem, que se aprofundem nos conteúdos e que absorvam toda a bagagem. Agora, o desafio é lançado também sobre os docentes. “E como fazer nesses momentos em que a sala fica vazia e o professor continua atuando? Acabamos nos movendo por meio do desafio do saber. Somos convidados a nos reinventar, seja pela educação 4.0 ou seja pelo momento em que as famílias estão dentro dos seus lares”.

    Com o objetivo de ajudar os docentes nesse processo em que os projetos de vida precisam continuar ativos e as pessoas precisam seguir aprendendo, a head preparou algumas dicas para migrar do ensino presencial para a EAD. Confira. 

     

    ·   Busque ferramentas que auxiliem no processo. O Google oferece alguns aplicativos como o Classroom e o Hangouts, que permitem o compartilhamento do conteúdo e o encontro com os alunos. O melhor: está disponível para qualquer um que tenha conta na plataforma.

    ·   Tenha vontade de aprender. A sua sala de aula nunca mais será a mesma, pois o momento deixará impactos no nosso modo de vida. Use da motivação para encontrar recursos digitais e se sentir seguro com sua escolha. Você vai precisar estudar, perguntar para amigos, pesquisar e até criar seu próprio roteiro. 

    ·   Reinvente-se e seja resiliente. Buscar novas maneiras e formatos ensinam durante o processo. Nem tudo dará certo na primeira tentativa. Caso isso aconteça, não desista e tente novamente. Converse com outros profissionais, troque experiências e encontre o melhor formato para você.

    ·   Forme uma rede de apoio e troca de experiências. Se você já utiliza recursos ou conhece aplicativos que podem ajudar outros professores, compartilhe. Ao estabelecer uma rede, aparecem diversas possibilidades que podem ser testadas e exploradas por todos. Troque experiências e materiais, inspire outras pessoas que estão vivendo o mesmo que você.

    ·   Tenha paciência. As aulas on-line não são iguais as presenciais. A forma de interagir com a câmera e com os alunos, por meio de chats ou fóruns, é diferente. É preciso estar aberto para novos formatos e se adaptar a eles.

    ·   Procure estabelecer horários específicos e mantenha uma rotina. Isso facilitará a interação com os alunos durante as aulas e, especialmente, auxiliará no ajuste e preparo dos novos conteúdos e aulas.



  • Unicesumar: Não vamos parar para que o seu aprendizado não pare

    De repente, tudo muda.

    A gente é provocado a olhar para o mundo, que por muito tempo foi o mesmo, de um jeito diferente. E a gente aprende.

    Aprende que pequenos gestos importam; que não precisamos estar perto pra estarmos juntos; que a união e o conhecimento podem salvar vidas.

    É por isso que nós, da EAD Unicesumar, não vamos parar. Não vamos parar para que o seu aprendizado não pare.

    E quando a gente se encontrar de novo, vamos ver o quanto aprendemos e evoluímos.



  • EAD Unicesumar lança projeto para informar e capacitar a população em tempos de coronavírus

    Intitulada de “Agente Solidário”, ação é composta por websérie que une informações técnicas com especialistas a oficinas on-line, com dicas e atividades práticas. Os episódios são semanais e estarão disponíveis nas redes sociais da instituição
    Em meio às incertezas promovidas pela pandemia do coronavírus, a perspectiva é de que os efeitos serão perenes sobre o estilo de vida em todo o globo. Ao atender às recomendações das entidades sanitárias em evitar contatos sociais e deslocamentos para a contenção do vírus, especialistas garantem que surgirão novos hábitos e comportamentos, mesmo após superada a crise.
    Entre os efeitos marcantes, a preocupação com as pessoas. Lidar com uma questão global traz à luz reflexões sobre comportamentos, hábitos e até mesmo modelos de gestão e rotinas de estudo e trabalho. Segundo especialistas, atentar às novas situações, muitas vezes negligenciadas, pode antecipar cenários e preparar a população para momentos de crise.
     

    Pensando nisso, a Educação a Distância da Unicesumar substituiu o tradicional Trote Solidário por um novo projeto: o Agente Solidário. “Em um momento em que o mundo precisa de apoio e união, propomos algo que reforça nossa missão enquanto instituição de ensino e também vai ao encontro da nossa concepção pedagógica”, explica Kátia Coelho, diretora de graduação EAD da Unicesumar.

     

    O projeto, lançado na última sexta-feira (27), contempla atividades focadas na conscientização, com informações e muito conhecimento. Para isso, foi criada uma websérie composta por seis episódios e que conta com conteúdos produzidos pelos coordenadores dos cursos da instituição sobre coronavírus, dengue e outras doenças tropicais negligenciadas. “Como sempre pensamos no coletivo, nossos materiais serão disponibilizados para os alunos, mas também para a comunidade por meio das nossas redes sociais”, completa Kátia.

    Além de informações técnicas com especialistas, todo episódio trará uma oficina on-line, com dicas e atividades práticas. Entre os temas, população de risco e cuidados com idosos e oficina com orientações sobre o uso de álcool 70% e outras medidas de higienização; nutrição e alimentação preventiva (para aumentar a imunidade) e orientações sobre uso de máscaras, além de oficina de atividades físicas domiciliares; cenário nacional e mundial e os reflexos na economia e mais uma oficina com orientações e recomendações com populações vulneráveis (gestantes e crianças); dengue e outras doenças tropicais relacionadas a vetores e oficina de confecção de repelentes, além de cuidados domiciliares acrescido de uma oficina de espiritualidade e momentos de crise (para diminuir a ansiedade).

    Segundo a diretora da EAD Unicesumar, a união se faz fundamental neste momento. “Vamos cuidar uns dos outros, aproveitando o tempo em casa para aprendermos um pouco mais. Entendemos que todos ganham ao desenvolver o aprendizado na prática, abordando questões que tem causado tanta inquietação”.

    Os episódios serão semanais e o primeiro, com uma discussão epidemiológica sobre o coronavírus complementado por uma oficina on-line medidas de higiene para se prevenir, já está disponível e pode ser acessado pelo Youtube da EAD Unicesumar, ou clicando nesse link - https://www.youtube.com/watch?v=qJsSXhxvkPU&feature=youtu.be.