Sobre pontos mais relevantes na denúncia ele destacou três. Considero três pontos relevantes. Independente de grau de importância temos a desproporcionalidade da frota, ou seja, enquanto a Câmera tem apenas 3 carros e 1 moto, a Prefeitura teve média mensal de 37 veículos e mesmo assim os gastos estão próximos. Outro ponto estranho é o fato de que um veículo Gol 1.0 adquirido em 18 de fevereiro de 2014 e após 10 dias consumiu mais de 500 litros de combustível, ou seja, uma média de mais de um tanque por dia. E por último o fato mais gritante em meu julgo que foi a questão do veículo que estava sendo abastecido enquanto aguardava reparos após acidente sofrido

Citado como sendo “mais um vereador do PT a ser criticado por fazer denúncias vazias” o petista foi claro.Todas as denúncias apresentadas tem como base informações buscadas por mim junto ao TCM, onde todos os meses acompanho os gastos feitos tanto pela Prefeitura quanto pela Câmera dos recursos públicos, prerrogativas estas do vereador, que é de fiscalizar a aplicação de tais recursos, o que tenho feito ao longo dos meus mandatos e é o que me credência a apresentar as denúncias sobre a existência de supostas irregularidades. Todos tem conhecimento desta obrigação, do papel outorgado pela comunidade a seus representantes. Não se trata de uma conduta vinculada ao partido, mas sim a minha postura de retidão para com aqueles que me elegeram.” Questionado sobre ser considerado como o vereador das denúncias solitárias, paladino dos tempos modernos José disse. “Não, faço apenas a minha parte na expectativa que meus pares façam cada um a sua, pois fomos outorgados pelos cidadãos para representa-los perante o poder público municipal, defender seus interesses e garantir retidão na administração e transparência da coisa pública. Pelos princípios que nos regem não deveríamos rebater uma denúncia, mas apura-la para que a verdade venha a tona e se possa separar o joio do trigo, ou seja, os erros a serem corrigidos das condutas desvirtuadasO vereador foi acusado durante a última sessão de ter procurado o MP por não ter mais credibilidade, Ribeiro fez questão de dizer. Primeiramente saliento que não é a primeira denúncia que levo ao Ministério Público e algumas culminaram em Ações Civis, ou seja, as denúncias apresentaram razões de ser. Outras por sua vez estão em fase de apuração pelo MP. Quanto ao fato de procurar o MP é por considerar este o caminho correto, tendo em vista os fatos a serem apurados afetarem a comunidade, o cidadão e ser este órgão responsável para as devidas providências. Concordo que poderia simplesmente trazer os fatos para serem debatidos pela Câmara, mas diante da postura de rebater as denúncias e não promover o devido esclarecimento entendi que este, como outros casos terminariam sem a devida apuração. O cidadão tem que saber e ter uma resposta”. Sobre a possibilidade levantada pelo Vereador José Carlos dos Reis em instaurar uma CEI (Comissão Especial de Inquérito), para apurar as denúncias, o vereador disse.Vejo como mais um mecanismo de averiguação dos fatos. Pois tudo o que puder ser usado para mostrar a transparência da coisa pública é viável, ainda mais quando se trata de recursos públicos administrados de forma incorreta. Espero que esta proposta de CEI se concretize e os membros da Câmara de Vereadores de Brumado se posicionem pela transparência, legalidade e moralidade e que ao final a verdade dos fatos venha à tona. Alias esta proposta vem demonstrar que não estou tão solitário assimPara finalizar, José Ribeiro disse não ter nenhum interesse pessoal por traz das denúncias e que não pleiteia candidatura a presidência da Câmara. Realmente disseram que eu estava interessado na presidência da Câmara, mas em momento algum manifestei interesse em entrar na disputa de tal cargo. Com certeza trata-se de mais uma fumaça lançada para ofuscar as denuncias”. Concluiu.

CONTINUE LENDO