• Homens são presos com dinheiro falso em povoado de Paramirim

    Foto: Destaque Bahia

    Nesta sexta-feira (19), por volta das 7 horas da manhã, o serviço de investigação de Paramirim, juntamente com a guarnição da Polícia Militar do município, localizou José Francisco Castro Benevito, conhecido como Góes, alvo de investigação, residente no povoado de Caraíbas, acusado de crime contra a fé pública. Porém nada foi encontrado com o mesmo.

    Contudo, segundo informações obtidas pelo Destaque Bahia, José informou que havia comprado quinhentos reais em notas falsas pelo valor de duzentos reais de Mailton Martins Silva. Na casa de Mailton a polícia encontrou com ele cem reais onde segundo o mesmo a nota era falsa e também, foi encontrado 3 pinos vazios utilizados para acondicionar entorpecente e um papelote com uma substância esbranquiçada, parecida com cocaína.

    Ainda de acordo as informações obtidas pelo Destaque Bahia, Mailton confirmou que havia vendido os quinhentos reais falsos para Góes e citou que obtém as notas falsas como um homem conhecido como Beto que foi encontrado na zona rural de Paramirim, na localidade conhecida como Barauninha.

    Beto estava com uma quantia de 145 reais e 35 centavos em uma “pochete” que estava em sua cintura e informou que as notas falsas foram enviadas por seu irmão, Irineu Alves dos Santos, este residente em São Paulo e que apenas as escondia próximo a casa de sua irmã.

    Um envelope pardo envolto em uma sacola plástica, dentro de um balde, foi localizado em um dos cômodos da referida casa em construção, na comunidade de Caraíbas, uma quantia 2.900 reais, onde segundo Beto são notas falsas.  Ainda no bar de Beto foi localizado uma espingarda calibre 32 municiada e 2 cartuchos vazios.

    Todos os envolvidos foram presos em flagrante e conduzidos, juntamente com o material, à autoridade competente.

     

    paramirim
    caraíbas



MAIS NOTÍCIAS